Cápsula de ácido fólico (vitamina B9).
Ultima atualização: 20 de julho de 2019

Como escolhemos

Products

13Produtos analisados
Hours

24Horas investidas
Studies

7Estudos avaliados
Comments

73Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar de uma vitamina importante para a sua saúde: o ácido fólico.

Parte integrante do complexo B, o ácido fólico, conhecido também como vitamina B9, é essencial para que ocorram diversas funções no organismo, além de ser fundamental na gravidez.

Em meio a tantas opções de suplementos, vamos mostrar neste artigo o que você deve levar em conta antes de comprar o ácido fólico ideal.



Primeiro, o mais importante

  • O ácido fólico é um nutriente essencial para o bom funcionamento do organismo já que protege o coração, previne doenças neuropsicológicas e atua na formação do tubo neural do feto, entre outros.
  • A suplementação de ácido fólico deve ser feita sempre sob orientação médica em casos de deficiência, anemia e durante a gestação.
  • Vamos mostrar para você quais são as características que diferenciam um suplemento de ácido fólico de outro e como escolher o melhor.

Você também vai gostar:

Ranking: Os 6 melhores suplementos de ácido fólico

O ácido fólico deve ter dosagens e características que atendam a um público diversificado. Sabendo disso, os fabricantes investem cada vez mais em variações desse suplemento.

Por isso, nós vamos apresentar para você os melhores suplementos de ácido fólico disponíveis hoje em dia no mercado brasileiro.

1º – Ácido Fólico Natusvita

O Ácido fólico da Natusvita é um suplemento puro em forma de cápsulas de origem vegetal. Essa opção contém, no total, 120 comprimidos.

Além disso, a cada dose, que corresponde a uma cápsula por dia, o suplemento oferece 400mcg de ácido fólico, o que representa 167% das recomendações diárias baseada em dieta de 2000 kcal.

2º – Ácido Fólico, Ferro e Vitamina B12 Soulife

O suplemento da Soulife é uma combinação de ácido fólico com ferro e vitamina B12, em forma de comprimido. Essa opção conta com 150 cápsulas na embalagem.

Além disso, cada cápsula, que é a recomendação de ingestão diária, contém 14mg de ferro, 240mcg de ácido fólico e 2,4mcg de vitamina B12.

3º – Ácido Fólico – Vitamina B9 Katigua

No products found.

O Ácido Fólico da Katigua é um suplemento em cápsulas com a composição pura da vitamina B9.

Com um total de 120 comprimidos, essa opção de suplemento tem uma dose diária de duas cápsulas. Dessa forma, por dia, o suplemento oferece 240mcg de ácido fólico.

4º – Ácido Fólico Uniflife

A vitamina B9 da marca Unilife é um suplemento vegano e sem glúten em forma de cápsulas. No total, o frasco desse produto conta com 60 comprimidos.

Além disso, esse suplemento contém 240 mcg de Vitamina B9 a cada dose, que corresponde a uma cápsula por dia.

5º – Ácido Fólico – Vitamina B9 Vital Natus

A vitamina B9 da fabricante Vital Natus é um suplemento em forma de comprimidos. No total, o frasco conta com 60 cápsulas, o que corresponde a um consumo de dois meses.

Na dose recomendada, que é de um comprimido por dia, esse suplemento permite a ingestão de 240mcg de ácido fólico.

6º – Ácido Fólico, Ferro e Vitamina B12 Stay Well

O suplemento da Saty Well é uma combinação entre o ácido fólico, o ferro e a vitamina B12. O frasco dessa opção conta com 60 comprimidos no total.

Além disso, na porção de uma cápsula, que é a recomendação de ingestão por dia, você terá 14mg de ferro, 240mcg de ácido fólico e 2,4mcg de vitamina B12.

Guia de Compra

Pode parecer simples escolher o melhor ácido fólico. Mas o fato é que este é um suplemento que, apesar de seus benefícios, deve ser ingerido com cautela e de preferência com a orientação de um médico.

Por isso, criamos este Guia de Compra com todas as informações que você precisa saber para tomar a melhor decisão ao comprar o seu suplemento de ácido fólico.

Mulher grávida segurando comprimidos e copo de água.

O ácido fólico é essencial para uma boa gravidez e para a saúde em geral. (Fonte: Anna Bizoń / 123RF)

O que é o ácido fólico?

O ácido fólico é uma vitamina que faz parte do complexo B e, por isso, é essencial para a saúde do seu organismo. Também conhecido como folato e vitamina B9, o ácido fólico é, em realidade, a forma sintética do folato.

Solúvel em água, o folato é encontrado naturalmente nos alimentos. Já a sua forma sintética, o ácido fólico, é utilizada na fabricação dos medicamentos, alimentos e suplementos.

O ácido fólico é utilizado pelo nosso organismo para a criação de células sanguíneas, além de ajudar a curar ferimentos, aumentar os músculos e produzir substâncias essenciais para o cérebro e o sistema nervoso.

Cápsulas em um frasco de vitamina.

O ácido fólico pode ser consumido em forma de suplementos ou por meio da dieta. (Fonte: frolicsomepl / Pixabay)

O fato é que o ácido fólico é uma vitamina fundamental para a formação do DNA e é especialmente importante no desenvolvimento fetal.

Pela sua importância no bom funcionamento do organismo, especialmente, mas não exclusivamente, para as gestantes, o ácido fólico precisa ser reposto diariamente.

Essa demanda ocorre porque o nosso corpo não consegue armazenar a vitamina por muito tempo. Por ser solúvel em água, o ácido fólico é, inclusive, liberado por meio da urina.

Qual a importância do ácido fólico durante a gravidez?

O ácido fólico é um nutriente especialmente importante para as gestantes. Isso porque essa vitamina atua no correto desenvolvimento fetal e na formação do tubo neural.

Devido a sua importância na formação dos bebês, especialistas recomendam que quem pretende engravidar ou que está no início da gravidez deve, juntamente com o médico, considerar a suplementação.

A suplementação de ácido fólico deve ser iniciada, preferencialmente, pelo menos um mês antes da gravidez. Além disso, a suplementação da vitamina B9 deve ser mantida nas primeiras oito semanas após a concepção.

É justamente nesse período que ocorre o desenvolvimento do sistema nervoso e do tubo neural do feto, que dará origem ao cérebro e à medula espinhal.

O ácido fólico, portanto, atua para prevenir e diminuir as chances de o bebê nascer com alguma má formação.

Mulher grávida ao ar livre.

O ácido fólico evita a má formação cognitiva do bebê. (Fonte: Pexels / Pixabay)

Um estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, descobriu que o uso de suplemento de ácido fólico na gravidez diminui as chances de o bebê nascer com autismo, por exemplo.

Ainda que, hoje em dia, a maioria seja de gravidez não planejada, os especialistas alertam sobre a importância do planejamento.

De acordo com pesquisadores, o planejamento da gravidez é a melhor forma de prevenir malformações neurológicas, já que você pode ingerir a dose correta de ácido fólico previamente.

Para a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, com a suplementação de ácido fólico antes e durante o primeiro trimestre da gravidez, será possível reduzir em 85% o risco de malformação do feto.

Para que serve o ácido fólico?

Além de sua importância para a formação correta do sistema nervoso do bebê, o ácido fólico é necessário para que ocorram várias outras funções no nosso corpo.

Entre elas estão: a síntese e reparação do DNA, divisão e crescimento celular, produção de novas proteínas e formação de hemácias.

A vitamina B9 também é importante para a saúde cardiovascular, do sistema nervoso, mas os seus benefícios ainda vão além. Confira a seguir:

Aliado da pele, unhas e cabelos

Todas as vitaminas do complexo B, incluindo o ácido fólico, atuam na saúde da pele, unhas e cabelos.

Especificamente, a vitamina B9 ajuda no crescimento de unhas e cabelos, combate a acne e a dermatite e controla a oleosidade da pele. Além disso, o ácido fólico protege contra o câncer e ajuda a controlar a evolução do vitiligo.

Mulher com cabelo e rosto saudáveis.

A vitamina B9 fortalece cabelo e unhas, além de combater a acne e dermatites. (Fonte: Pixabay / Pexels)

Fortalece a imunidade

O ácido fólico, em conjunto com outras vitaminas do complexo B, também tem papel importante no fortalecimento do sistema imunológico e na prevenção de infecções.

Faz bem para o cérebro

O ácido fólico desempenha papel importante na manutenção das funções cerebrais, na capacidade cognitiva e na saúde mental. O fato é que, níveis adequados de vitamina B9 no organismo podem, inclusive, prevenir episódios de depressão.

Segundo estudos realizados pelo Institute for Functional Medicine, na Flórida, Estados Unidos, mais de 40% dos casos de depressão são causados pela falta de vitamina B9 no organismo.

Isso porque o ácido fólico age na produção de serotonina, um neurotransmissor que garante o bom humor.

Mulher pálida e triste.

O suplemento de ácido fólico também combate a depressão, a anemia e protege o coração. (Fonte: Engin Akyurt / Pexels)

Protege o coração e o sistema circulatório

O ácido fólico ajuda a prevenir infartos e outras doenças cardíacas. Quando se combina com a B6 e a B12, formando uma coenzima, ocorre a diminuição da taxa de homocisteína.

A homocisteína é um aminoácido que, além de ser o maior fator de ataques cardíacos, ainda prejudica o sistema circulatório. Há, inclusive, alguns estudos que afirmam que a vitamina B9 protege contra o acidente vascular cerebral (AVC).

Combate à anemia

O ácido fólico também é responsável por atuar no estímulo à produção de células sanguíneas e a melhorar a absorção de ferro pelo organismo.

Previne o câncer

O suplemento de ácido fólico também pode prevenir a evolução do câncer. De acordo com especialistas, a vitamina B9 também ajuda a impedir alterações no DNA.

Com isso, o nutriente evita a formação de células defeituosas e, por consequência, previne o aparecimento de alguns tipos de câncer. A Sociedade Americana de Câncer já declarou, inclusive, que o ácido fólico previne a progressão da doença.

Qual a quantidade recomendada de ácido fólico?

De acordo com o Instituto de Medicina da Academia Nacional dos Estados Unidos, a quantidade ideal de ácido fólico que deve ser consumida todos os dias varia de acordo com a idade.

Mas, além disso, essa quantidade também pode variar de acordo com o grau de deficiência e de necessidades nutricionais de cada pessoa.

Mas para você ter uma visão geral da variação de dosagem para cada faixa etária confira o quadro a seguir:

Faixa etária Quantidade de vitamina B9 recomendada diariamente (mcg)
0 a 6 meses 65
7 a 12 meses 80
1 a 3 anos 150
4 a 8 anos 200
9 a 13 anos 300
Acima de 14 anos 400
Gestantes 400 a 600
Lactantes 400 a 500

Quais são os alimentos ricos em ácido fólico?

Como vimos, o folato, em sua forma natural, é encontrado em vários alimentos que utilizamos em nossa dieta. Os alimentos ricos em folato são, em geral, folhas verdes escuras, como espinafre, brócolis, couve, alface e salsa.

Mas leguminosas, frutas, legumes, ovos e até algumas carnes também contém boas quantidades de vitamina B9.

A tabela que você confere a seguir mostra alguns dos alimentos mais ricos em ácido fólico e a quantidade presente em porções de 100 gramas.

Alimento (100g) Ácido fólico (mcg)
Fígado de galinha 770
Fígado de boi 220
Grão de bico 340
Feijão 210
Repolho verde 185
Lentilha 179
Flocos de milho 167
Espinafre 150
Salsa 150
Aspargos 150
Soja 100
Rim de boi 98
Couve 98
Brócolis 90
Abacate 62
Laranja 31
Pão integral 31
Salmão 24

Além desses alimentos, existem ainda alguns produtos que são fortificados com ácido fólico como, por exemplo, a farinha de trigo. Por isso, produtos como pão, biscoitos e massas também podem ser fontes da vitamina B9.

No entanto, é preciso que você fique atento ao preparo desses alimentos. De acordo com especialistas, dependendo da forma que o alimento é cozinhado podem ocorrer perdas da vitamina.

O mais recomendado é que você cozinhe com o mínimo de água possível e com a panela tampada.

Quais são os sintomas da deficiência de ácido fólico?

É preciso que você fique muito atento às taxas de ácido fólico presentes em seu organismo. Isso deve ser feito por meio de exames laboratoriais e o acompanhamento do seu médico.

O acompanhamento das suas taxas é fundamental porque, na maior parte das vezes, a deficiência desse nutriente não provoca nenhum sintoma físico.

No entanto, em casos mais graves de carência de ácido fólico, é possível que ocorram problemas de saúde como, por exemplo, fadiga, falta de ar após leve esforço e feridas na boca.

Homem com as mãos na cabeça.

Além de causar deficiência de vitamina B12, o excesso de ácido fólico pode causar náuseas e dores de cabeça. (Fonte: Nathan Cowley / Pexels)

Além disso, uma deficiência intensa de ácido fólico pode levar, inclusive, à anemia. E como vimos no caso das gestantes, a ausência desta vitamina pode fazer com que o feto tenha má formação neurológica.

Mas existem ainda outros sintomas que podem surgir em decorrência de baixos níveis de ácido fólico no seu organismo. São eles:

  • Aftas
  • Cansaço
  • Diarreia
  • Dor de cabeça
  • Falta de ar
  • Mal-estar
  • Palidez

Caso apresente um ou mais destes sintomas, procure o seu médico para analisar a melhor forma de elevar os níveis de ácido fólico, seja por meio da alimentação ou da suplementação.

Quando e como tomar ácido fólico?

Como vimos, é importante que você faça exames de sangue regulares e se consulte com o seu médico para definir a necessidade de suplementar o ácido fólico e em que medida.

Mas, em geral, a vitamina B9 é recomendada em forma de suplemento para as gestantes, lactantes, além de pessoas que apresentem anemia, excesso de homocisteína, entre outros.

Mulher segurando comprimido e copo de água.

Gestantes, pessoas com anemia e com excesso de homocisteína devem suplementar o ácido fólico. (Fonte: JESHOOTS.com / Pexels)

Como o ácido fólico é absorvido na metade superior do intestino delgado, os especialistas recomendam que você deva tomar o comprimido cerca de 30 minutos antes das refeições.

Dessa forma, você ajuda na absorção do nutriente evitando que ele se misture com os alimentos durante o processo digestivo.

Além disso, os especialistas sugerem que você, sempre que possível, tente associar o ácido fólico com outras ou até mesmo todas vitaminas do complexo B. Com isso, você reduz a chance de provocar um desequilíbrio entre as vitaminas.

Quais são os problemas causados pelas interações do ácido fólico com outras substâncias?

Apesar de ser benefício a combinação do ácido fólico com outras vitaminas e nutrientes, algumas substâncias e medicamentos podem prejudicar o efeito da B9 em nosso organismo.

O álcool, por exemplo, interfere na absorção do ácido fólico pelo organismo, além de aumentar a quantidade da vitamina que é eliminada pela urina.

Por isso, é muito comum que alcoólicos apresentem maior incidência de deficiência de ácido fólico e precisem recorrer aos suplementos.

O uso excessivo de álcool e de medicamentos específicos prejudicam a absorção do ácido fólico no organismo.

Além disso, alguns medicamentos como, por exemplo os anticonvulsivos e para reumatismo, também podem interferir na absorção do ácido fólico pelo nosso corpo.

Por isso, se você estiver fazendo uso de alguma substância ou medicamento recomendamos que você se consulte um especialista antes de iniciar a suplementação de ácido fólico.

O ácido fólico engorda?

O ácido fólico não engorda porque esse nutriente não possui calorias e, por ser solúvel em água, também não é armazenado em excesso pelo organismo. Ou seja, mesmo que consumido exageradamente, parte do ácido fólico é eliminado através da urina.

No entanto, a deficiência da vitamina B9 pode diminuir o apetite ou mesmo causar problemas digestivos como a diarreia, por exemplo.

Mulher medindo com fita métrica e barriga, segurando prato de salada.

O ácido fólico não engorda, mas reequilibra o seu peso normal. (Fonte: rawpixel.com / Pexels)

Ao utilizar a suplementação de vitamina B9 para corrigir a deficiência, o organismo retoma o peso corporal correto, o que pode, mas não deve, ser confundido com o processo de engordar.

Ou seja, assim como todas as vitaminas do complexo B, o ácido fólico é um nutriente muito importante para o metabolismo e deve estar em níveis adequados para quem deseja emagrecer.

Quais as consequências do excesso de ácido fólico?

Como se trata de uma vitamina solúvel em água, a regulação da quantidade de ácido fólico no organismo é bem controlada. Ou seja, não haverá nenhum problema se você consumir a vitamina através de alimentos.

No entanto, a ingestão em excesso e prolongada de suplementação de ácido fólico em cápsulas pode causar problemas de saúde, dos leves aos mais graves.

O consumo prolongado ou acima de 5000 mcg de ácido fólico por dia pode causar problemas graves de saúde.

Entre os problemas que o excesso dessa vitamina pode causar está a deficiência da vitamina B12. E, como consequência dessa deficiência, podem ocorrer problemas graves no sistema nervoso, além de anemia.

Por isso, como vimos, é altamente recomendado utilizar o suplemento de B9 em associação com as outras do complexo B, justamente para evitar o desequilíbrio das taxas desses nutrientes no organismo.

Outras complicações que podem ocorrer em sua saúde devido o consumo em excesso de suplemento de ácido fólico são:

  • Problemas digestivos
  • Dor de estômago
  • Náusea
  • Reações cutâneas (urticária)
  • Deficiência de vitamina B12
  • Anemia

Quais as vantagens do suplemento de ácido fólico?

São inúmeras as vantagens da suplementação de ácido fólico. Como vimos, essa vitamina é responsável por fortalecer o sistema imunológico e participar da formação correta do sistema nervoso dos bebês.

Além disso, a vitamina B9 promove a boa saúde do cérebro, prevenindo problemas como a depressão.

Outra vantagem é que o ácido fólico também previne a anemia, já que estimula a formação de células do sangue; e previne o câncer. Ele ainda combate doenças cardíacas, como o infarto, por exemplo; fortalece cabelos e unhas, e ajuda a evitar problemas de pele.

Casal feliz.

Níveis corretos de ácido fólico beneficiam o sistema imunológico e afasta a depressão e a anemia. (Fonte: J carter / Pexels)

Por outro lado, o ácido fólico também tem suas desvantagens. A principal delas é que o uso do suplemento em excesso e de forma prolongada pode causar sérios problemas de saúde, incluindo deficiência de outras vitaminas no organismo.

Além disso, o uso incorreto do suplemento de vitamina B9 pode também causar problemas de saúde como os digestivos e de pele.

A seguir, você confere as principais vantagens e desvantagens do suplemento de ácido fólico:

Vantagens
  • Participa da formação do sistema nervoso do feto durante a gravidez
  • Participa da divisão celular e da formação de células de sangue
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Bom para coração, cérebro, pele, unhas e cabelo
  • Previne câncer, depressão e anemia
  • Controla a evolução do vitiligo
Desvantagens
  • Em excesso causa deficiência de vitamina B12
  • Uso incorreto causa problemas de saúde

Quanto custa?

O preço do suplemento de ácido fólico varia em função da marca fabricantes, da composição, dosagem e da quantidade. No entanto, em geral, podemos dizer que você vai encontrar o ácido fólico custando entre R$ 16 e R$ 150.

É claro que você não precisa comprar o mais caro de todos. No entanto, fique alerta com os produtos muito baratos, já que a qualidade da substância pode não ser tão eficaz.

Onde comprar?

Você vai encontrar o suplemento de ácido fólico à venda em farmácias, lojas de suplementos, de departamento e hipermercados como Lojas Americanas, Ponto Frio e Extra.

Mas, ainda assim, nossa recomendação é que você realize a sua compra em lojas online como a Amazon Brasil, por exemplo.

Dessa forma, você não apenas garante mais opções de marcas, tamanhos e dosagens para escolher, como ainda adquire o ácido fólico do conforto da sua casa.

Critérios de compra: O que você deve considerar antes de escolher o ácido fólico

Agora que você já sabe dos benefícios e cuidados que deve ter ao iniciar a suplementação de ácido fólico, é preciso escolher entre os vários produtos oferecidos hoje em dia no mercado.

Para fazer a melhor escolha, além do acompanhamento do seu médico, é preciso que você conheça as características que diferenciam um produto de outro.

Por isso, selecionamos para você os principais fatores que devem ser levados em conta antes de comprar o suplemento de ácido fólico. São eles:

  • Composição
  • Forma
  • Dose
  • Quantidade

A seguir, nós vamos explicar para você cada um desses fatores em detalhes para que você invista no melhor suplemento de ácido fólico.

Composição

O primeiro fator que nós recomendamos que você leve em consideração antes de comprar a vitamina B9 é a composição do suplemento.

Nesse quesito, você poderá escolher entre duas opções: o ácido fólico em sua versão isolada e pura e o ácido fólico combinado com outras substâncias e vitaminas.

Se você optar pelo nutriente em sua versão pura e isolada, certifique-se de que não há nenhum outro elemento incluído na composição do suplemento.

Mas, se você preferir comprar o ácido fólico combinado com outras substâncias é preciso avaliar as suas necessidades nutricionais para evitar prejuízos a sua saúde com o consumo excessivo.

Como vimos, uma das recomendações é utilizar o ácido fólico em conjunto com outras vitaminas do complexo B. Não é à toa que uma das combinações mais populares que você vai encontrar é a do ácido fólico com vitamina B12 e ferro, por exemplo.

Forma

Em seguida, sugerimos que você observe a forma como o suplemento é consumido. Como ocorre na maioria dos casos, o ácido fólico pode ser encontrado tanto na forma de cápsulas, quanto na líquida e, em casos mais raros, até em pó.

Para fazer a melhor escolha, leve em conta o seu estilo de vida e facilidade ou não para a deglutição. O ácido fólico em cápsula costuma ser mais prático, permitindo que você consuma a sua dose diária em qualquer lugar.

A versão líquida também é prática nesse sentido, mas, diferentemente da cápsula, essa é uma opção melhor para quem tem alguma dificuldade de deglutição de comprimidos.

Já a versão do ácido fólico em pó costuma ser mais encontrada em combinação com o colágeno e outras substâncias.

Frasco aberto com comprimidos.

O suplemento em forma de cápsulas é o mais comum e mais prático de ser consumido. (Fonte: stecks05 / Pixabay)

Dose

Outro fator muito importante que você deve verificar antes de comprar o suplemento de vitamina B9 é a dosagem do produto.

Em geral, a dose do ácido fólico varia entre uma e duas cápsulas que devem ser ingeridas todos os dias.

Além disso, em cada dose, a quantidade de ácido fólico que deve ser consumida pode ainda variar entre 240mcg até 800mcg. Lembrando que a dosagem acima de 5000mcg por dia pode ser altamente prejudicial a sua saúde.

Quantidade

Para evitar o excesso, recomendamos que você leve em conta também a quantidade de cada frasco, que varia bastante entre as marcas fabricantes.

Se você optar pela versão em cápsulas, poderá encontrar o suplemento de ácido fólico em frascos que contêm entre 30 a 250 cápsulas. Já em sua forma líquida, o suplemento de vitamina B9 poderá conter entre 20ml e 100ml.

(Fonte da imagem destacada: Maksym Yemelyanov / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.