Seja bem-vindo ao ReviewBox! Se você é apreciador de um bom vinho este artigo é para você. Hoje vamos falar de um item essencial para preservar esta bebida: a adega.

Se você deseja ter uma adega em casa, saiba que, hoje em dia, isso é possível mesmo que você tenha um espaço pequeno.

Com as adegas portáteis e climatizadas, você pode preservar seus vinhos favoritos e ainda criar um decor especial em casa. Neste artigo, vamos mostrar o que você precisa levar em conta para comprar a adega dos seus sonhos.

Primeiro, o mais importante

  • A adega é um item essencial para preservar as características dos vinhos e evitar que eles estraguem.
  • Hoje em dia existem diversos modelos, funcionais e compactos, que cabem em qualquer espaço.
  • Vamos ajudar você a escolher a adega que caberá no seu bolso e que vai garantir a qualidade desejada para bons momentos de degustação.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 7 melhores tipos de adega

Quem deseja ter uma adega em casa busca por um produto que seja compacto, funcional e, é claro, estiloso. Por isso, os fabricantes têm investindo pesado em tecnologias para satisfazer os mais exigentes.

Assim, vamos apresentar para você os sete melhores tipos de adega disponíveis hoje em dia no mercado, com diferentes capacidades de armazenamento.

1º – Adega PAD8 8 Garrafas – Philco

A Philco PAD8 é uma adega com dimensão de 54cmx 29cm x 48cm e capacidade para oito garrafas. Este modelo possui prateleiras cromadas, deslizantes e reguláveis.

Além disso, a PAD8 tem porta de vidro duplo, controle eletrônico de temperatura de 10ºC a 18ºC, sistema de travamento e refrigeração termoelétrica.

2º – Adega 13 Garrafas – Suggar Lyon

A Suggar Lyon é uma adega que comporta até 13 garrafas, entre vinhos e champanhe, medindo 52 x 43,5 x 47cm. Com porta em aço inox e vidro integrado, este modelo tem sistema de refrigeração por compressor.

Além disso, esta adega possui display digital para controle de temperatura e iluminação interna em LED

3º – Adega Gourmet 18 Garrafas – Cadence

A Cadence Gourmet é uma adega com Dual Zone, que permite selecionar temperaturas diferentes na parte superior (8ºC a 18ºC) e na parte inferior (12ºC a 18ºC).

Com sistema de refrigeração eletrônico, silencioso e sem vibração, este modelo possui dimensão de 39,5 x 56,5 x 68,2cm e acomoda até 18 garrafas.

4º – Adega Liva 29 Garrafas – Midea

Com sistema duplex de controle de temperatura independente para vinhos brancos e tintos, a adega Midea Liva comporta até 29 garrafas e tem dimensão de 44 x 49 x 84,2 cm.

Este modelo possui porta com vidro duplo e iluminação LED, além de ajuste de temperatura de 7° a 18°C. Possui ainda trava do painel e prateleiras cromadas.

5º – Adega ACS34 34 Garrafas – Electrolux

A ACS34 da Eletrolux é uma adega que comporta até 34 garrafas. Este modelo possui painel eletrônico touch-control e display de temperatura externo com variação de 4 a 18ºC.

Esta adega conta com LED indicador, que informa a temperatura certa para cada tipo de vinho, e trava de segurança. Com dimensão de 45cm x 48cm x 84,2cm possui refrigeração por compressor.

6º – Adega Gourmand 51 Garrafas – Brastemp

A Gourmand da Brastemp possui tecnologia Dual Zone, com dois compartimentos de controle de temperatura independentes.

Esta adega possui prateleiras de madeira, portas de vidro triplo e tem dimensão de 67 x 60 x 88 cm. Além disso, possui iluminação de LED e painel eletrônico Touch.

7º – Adega 83 Garrafas – Venax

Com capacidade para 83 garrafas, esta adega da Venax possui porta de vidro duplo e prateleiras deslizantes. Este modelo conta ainda com termostato digital regulável que varia entre 6º e 20ºC.

Esta adega possui ainda sistema de refrigeração por compressor e tem dimensão de 71 x 74 x 166 cm

Guia de Compra

Para ter uma adega não é preciso um porão ou um cômodo grande. Hoje em dia é possível criar um cantinho para apreciar os vinhos em uma área de até um metro quadrado.

Mas, como escolher a melhor adega em meio a tantos modelos com funções tão diversas? Para ajudar você nessa missão, criamos este Guia de Compra com todas as informações que você precisará.

Mulher retirando garrafa de vinho da adega.

A adega portátil e climatizada é ideal para preservar os seus vinhos. (Fonte: loganban / 123RF.com)

O que é uma adega?

Guardar vinhos e até champanhes em um lugar adequado é fundamental para preservar as características das bebidas. E é para isso que existem as adegas.

A adega é um ambiente climaticamente controlado que conserva e aprimora as propriedades das bebidas.

O objetivo de uma adega pode ser tanto o envelhecimento adequado do vinho quanto a manutenção dos sabores até o momento da degustação.

Ou seja, a adega pode tanto armazenar garrafas por um curto período quanto guardá-las por longos anos.

Por isso, uma adega conta com algumas características específicas que preservam o sabor dos rótulos de vinho.

Em geral, a adega prima pela ausência de luz, temperatura constante, umidade adequada, posicionamento das garrafas na horizontal e ausência de vibrações, ruídos e cheiros fortes.

As adegas tradicionais, feitas em porões ou em cômodos inteiros são, há milênios, encontradas em vinícolas e casas grandes.

Mas, com o passar dos tempos, a adega foi adaptada para compor também restaurantes e lojas especializadas.

Com a evolução da tecnologia, hoje em dia você pode ter a sua mini adega em casa ou no apartamento, seja ela climatizada ou não.

Seja em um pequeno espaço, como em um armário, por exemplo, seja com uma adega portátil, as opções são enormes.

Qual a diferença entre a adega e a geladeira?

Sabe aquela mania que temos de guardar o vinho na geladeira? Pois bem. De acordo com especialistas este é um grande erro.

Como vimos, para garantir a qualidade do vinho é preciso guardá-lo em local onde a temperatura seja constante e adequada, sem iluminação, longe de cheiros fortes e sem que haja vibração.

O fato é que uma geladeira comum tem sua temperatura interna e a umidade alteradas a todo instante, já que é aberta várias vezes ao longo de um dia.

A mudança de temperatura e a inconstância na umidade modificam as propriedades e, por consequência, o sabor do vinho.

Mulher retirando garrafa de vinho da adega

A adega ocupa menos espaço e oferece ao vinho a temperatura ideal. (Fonte: loganban / 123RF.com)

Além disso, a iluminação da geladeira é prejudicial para a preservação dos rótulos.

Sem contar que até a vibração do motor da geladeira e o cheiro dos alimentos tem grande interferência nas propriedades da bebida. O odor da comida pode passar através da rolha e modificar o sabor da bebida.

Confira abaixo como os fatores que afetam a qualidade dos vinhos se comportam na adega e na geladeira de formas diferentes:

Adega Geladeira
Temperatura Constante Varia
Vibração Não há Provocada pelo motor
Vedação Evita contaminação de cheiro forte Permite que cheiro de alimentos passe para a bebida
Iluminação Não há Prejudical

Quais são as condições ideais para conservar vinhos?

Como vimos, a adega é fabricada exatamente para cumprir todas as exigências que irão preservar os diferentes tipos de vinhos, evitando que as bebidas estraguem ou se modifiquem.

Dessa forma, para que você conserve as suas bebidas de maneira correta veja as condições ideais de armazenamento e a importância delas:

  • Ausência de luz: o vinho é sensível a iluminação solar e artificial, por isso a maioria das garrafas é opaca.
  • Temperatura constante: o ideal fica entre 12 e 14ºC. A variação de temperatura faz com que o líquido se dilate e contraia, sugando o ar pela rolha, permitindo a entrada de oxigênio e, então, oxidando o vinho.
  • Umidade de 65%: com isso as rolhas não ressecam e não permitem a entrada de oxigênio na garrafa. Daí também a importância de as garrafas ficarem deitadas, para que o líquido umedeça as rolhas.
  • Ausência de vibrações e ruídos: esses fatores podem provocar reações químicas acelerando o envelhecimento da bebida.
  • Ventilação: sem a ventilação adequada podem aparecer fungos na rolha.
  • Ausência de cheiros: odores fortes, como de alimentos, podem passar para o vinho por meio da rolha.

Além de todas essas condições ideais para preservar o seu vinho, a adega ainda precisa considerar que vinho tinto e vinho branco requerem temperaturas de armazenamento diferente.

Falaremos mais em detalhes sobre isso nos Critérios de Compra.

Quais os tipos de adega disponíveis hoje?

Se você tem espaço suficiente, como um cômodo inteiro, por exemplo, você pode optar por criar uma adega climatizada personalizada. É claro que, com isso, o custo será bastante alto.

Mas, se você não tem tanto espaço, atualmente é possível encontrar uma variedade de tipos de adega disponíveis para comprar.

Podemos dividir as adegas em dois tipos: as sem refrigeração e as climatizadas.

Um porão, por exemplo, costuma ter uma temperatura ambiente mais baixa e constante. Por isso, este tipo de cômodo, dispensa um sistema de climatização.

Vinhos em adega de madeira

Sem refrigeração, a adega de madeira deve estar em local frio e longe de iluminação. (Fonte: paulbr75 / Pixabay)

Mas se você não tem um porão, ainda há a opção de outros tipos de adega sem refrigeração.

As adegas feitas madeira possuem um estilo rústico e, se você evitar iluminação, temperaturas altas, vibrações e cheiros fortes é possível preservar rótulos de vinhos mais simples, sem a necessidade de refrigeração.

Da mesma forma, as garrafas podem ser colocadas em suportes individuais ou favos, que ficam sobre bancadas, mesas e em paredes.

Esses modelos fazem as vezes de adega apesar de não terem sistema de climatização. Por isso, são indicados para guardar vinhos que serão consumidos em um curto espaço de tempo.

Para evitar que seus vinhos preferidos e as garrafas de safras e reservas especiais estraguem a opção é o segundo tipo de adega: a climatizada.

Uma adega climatizada é aquela que usa a eletricidade para manter seu interior devidamente resfriado e umidificado.

Além disso, este modelo também consegue reproduzir as condições de uma adega original controlando a trepidação e mantendo a ventilação necessária.

Nos Critérios de Compra vamos tratar em detalhes sobre os fatores que diferenciam os diferentes tipos de adega climatizada.

Quais as vantagens e desvantagens da adega?

Como vimos, a grande vantagem em se ter uma adega é que ela preserva as características e o sabor de bebidas como vinhos e champanhe.

A adega mantém a temperatura e umidade ideais, além de evitar trepidações e de proteger as bebidas da luz.

Nada como chegar em casa, abrir sua adega e degustar um vinho conservado na temperatura ideal.
Por isso, outra vantagem deste produto é que ele é prático já que permite que você guarde maiores quantidades de vinhos.

Você não precisa ser um expert em vinhos nem profissional da área para apreciar a diferença entre uma bebida bem acondicionada.

Vinhos expostos em uma adega

A grande vantagem da adega é garantir as condições ideias para preservar o sabor do vinho. (Fonte: rperucho/Pixabay)

Fato é que, em condições inadequadas o vinho irá estragar e você sentirá esse desprazer no primeiro gole. Além disso, hoje em dia a adega se tornou um artigo que ajuda a compor a decoração da sua casa.

Mas também existem algumas desvantagens com relação a este produto. Entre elas está o gasto com a energia elétrica.

Uma adega climatizada, além de ser um produto de custo elevado, consome energia.

Dependendo do tamanho e do tipo de refrigeração, pode haver uma boa variação de despesas com a eletricidade.

No entanto, atualmente, o mercado já oferece alguns modelos de adegas que garantem um consumo mais baixo, tornando-os mais econômicos.

Outra desvantagem é que, apesar de hoje em dia existirem modelos compactos de adegas, ainda assim será preciso um espaço adicional em casa para acomodar a sua adega.

A seguir, você confere as principais vantagens e desvantagens da adega:

Vantagens
  • Temperatura ideal e constante
  • Umidade controlada
  • Evita trepidação e ruído
  • Protege da iluminação
  • Armazena várias garrafas
  • Compõe a decoração do ambiente
Desvantagens
  • Custo de aquisição elevado
  • Custo no consumo de energia
  • Requer espaço

Quanto custa?

O preço de uma adega varia de acordo com a capacidade de armazenamento e as tecnologias envolvidas.

Hoje em dia o custo da adega climatizada varia entre R$ 480 a R$ 6.500.

Você não precisa adquirir a mais cara. Mas as mais baratas, geralmente, não oferecem todas as funções essenciais para a melhor preservação da bebida.

Onde comprar?

É possível encontrar adegas à venda em lojas de departamento e hipermercados como Lojas Americanas, Extra, Carrefour e Ponto Frio.

Porém, nós recomendamos que você realize a sua compra em lojas online como, por exemplo, a Amazon.

Dessa forma, você compra a adega do conforto da sua casa e ainda garante uma maior variedade de modelos e preços mais acessíveis.

Critérios de Compra: Fatores a considerar antes de escolher a adega perfeita

Se você chegou até aqui você já sabe quais são as condições necessárias para a melhor preservação das características do seu vinho.

Mas, em meio a tantos modelos diferentes de adega, como saber qual atende a todos os requisitos? E como escolher a que melhor se encaixa com o seu estilo de vida?

Para ajudar você a responder a estas perguntas, listamos abaixo os fatores que devem ser observados antes que você compre a sua adega:

  • Capacidade
  • Tipo de refrigeração
  • Prateleiras
  • Porta
  • Controle de Temperatura
  • Iluminação
  • Alarme e Chave de segurança

A seguir, vamos detalhar esses fatores para que você possa comprar a adega que melhor atende às suas necessidades.

Capacidade

Este é o primeiro fator que você precisa considerar antes de comprar a sua adega.

Os modelos de adega existentes costumam oferecer capacidade de armazenamento que varia entre 8 e 200 garrafas. Essas últimas são mais usadas em restaurantes.

Para residências, as mais procuradas são as que armazenam entre 8 ou 50 garrafas. Em geral, estes modelos de adega são menores e fáceis de encaixar em lugares pequenos.

Vinhos em adega

Existem adegas que comportam de 8 a 200 garrafas. (Fonte: Nick Karvounis / Unsplash)

Recomendamos que você leve em conta o número de vinhos que consome mensalmente para saber a quantidade que você pode acumular em um ano, por exemplo.

Ao mesmo tempo, cheque o espaço que você terá à disposição, já que, quanto mais garrafas a adega for capaz de comportar maior será a dimensão do produto.

Para você ter uma ideia, uma adega pequena para oito garrafas mede em torno de 54cm x 29cm x 48cm. Para mais de 80 garrafas, o produto terá as seguintes medidas: 71cm x 74cm x 166 cm.

Tipo de refrigeração

Atualmente existem dois tipos de refrigeração, dependendo do tipo de adega: o termoelétrico e o com compressor.

A adega com refrigeração termoelétrica funciona por meio da troca de calor com o ambiente.

Ou seja, esse sistema não esfria a parte interna da adega, mas apenas retira o calor. E, justamente por isso, não é tão eficaz em regiões de clima tropical.

Ainda assim, é mais econômica, menos barulhenta e se adequa bem em áreas e com temperaturas de até 25ºC.

Já o sistema de refrigeração mais moderno e eficiente é o com compressor.
Neste caso, ocorre de fato o esfriamento da parte interna da adega, independente da temperatura do ambiente externo.

Por isso, este tipo de refrigeração costuma ser mais eficiente em áreas quentes e com mudanças constantes nas temperaturas.

Porém, por conta do compressor, a adega pode ser mais barulhenta e gerar vibração.

Ainda assim hoje existem tecnologias que reduzem os ruídos e as trepidações. Cheque se a sua adega escolhida conta com essas funções.

Prateleiras

Sim, o tipo de prateleira da sua adega terá reflexo na preservação do seu vinho.
Primeiro é importante que elas permitam a boa circulação de ar. Nesse quesito as mais indicadas são feitas em material inox.

Outro fator a considerar são os modelos de adega que tenham prateleiras deslizantes. Isso porque as prateleiras fixas dificultam o acesso às garrafas.

Com as deslizantes você pode visualizar os vinhos sem precisar necessariamente tirá-los do lugar.

Vinhos em uma adega

As prateleiras da adega podem ter tamanhos diferentes e ainda serem deslizantes. (Fonte: StockSnap / Pixabay)

Além disso, existem adegas com prateleiras de tamanhos diferentes. Elas são feitas para que você guarde garrafas de tamanhos diferentes como vinhos e champanhe, por exemplo.

Lembrando que as garrafas devem ser guardadas na posição horizontal para manter a rolha úmida e evitar o aparecimento de fungos.

Porta

Esse é outro fator importante a ser considerado se você quer garantir a preservação do vinho.

Você se lembra que falamos de como o abrir e fechar da geladeira prejudica a constância da temperatura necessária para conservar o vinho? E que odores externos podem mudar o sabor do vinho?

Pois isso também pode ocorrer com a adega, dependendo do modelo.

Para evitar mudanças de temperatura, o ideal é que as portas da adega sejam de vidro, para que você possa olhar e escolher o vinho sem abrir a porta com frequência.

Além disso, alguns modelos possuem vidro duplo ou triplo o que reforça a vedação.

Controle de temperatura

Você já sabe que manter a temperatura ideal, e constante, na adega é fundamental para conservar as bebidas.

Por isso, é indispensável que a adega tenha um bom controle de temperatura. Opte pelo controle que pode ser feito na parte externa da adega, para que você não precise abrir a porta.

Existem modelos de adega que permitem determinar a temperatura mínima e a máxima. Mas elas variam.

Para não errar basta saber que o vinho tinto requer temperatura entre 14º e 18ºC. Já o vinho branco se conserva melhor entre 10º e 12ºC. Os espumantes, por sua vez, precisam estar em ambiente com temperatura entre 6ºC e 8ºC.

Além disso, algumas adegas oferecem a opção de selecionar temperaturas diferentes para diferentes partes da adega. Assim, você pode armazenar e conservar tintos e branco ao mesmo tempo.

Iluminação

Para proteger as bebidas de iluminação solar e artificial a maioria das adegas possui proteção contra raios solares, por meio de portas escuras.

Essa função é importante porque permite que você fique mais livre para escolher o local onde a sua adega ficará.

Aqui também vale um alerta: alguns tipos de adega possuem iluminação interna, que pode prejudicar a qualidade do vinho.

O melhor é optar pela adega que tenha uma iluminação que não gere calor, como no caso da LED.

Dessa forma, a temperatura interna da adega não será influenciada pelas lâmpadas.

Alarme e Chave de segurança

É possível que você deseja armazenar vinhos mais caros e valiosos em sua adega.

Por isso, vale observar se a adega possui chave de segurança para deixar as garrafas trancadas e protegidas.

Outra forma de proteção é o alarme que avisa quando a porta fica muito tempo aberta. Essa função ainda te ajuda a preservar a temperatura interna da adega, caso você deixe a porta aberta por engano.

(Fonte da imagem destacada: PRZEMYSLAW PRZYBYLSKI / 123RF.com)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
31 Voto(s), Média: 4,50 de 5
Loading...