Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Aqui, você encontra resenhas sobre os melhores produtos para seu amigo de quatro patas. Neste artigo, vamos dar uma olhadinha nos melhores modelos de alimentador automático para o seu pet.

Os modelos que vamos indicar são ideais para quem fica muito tempo fora de casa. Seu cão ou gato nunca mais vai ficar empurrando o potinho vazio por aí e você vai poder viajar ou se dedicar ao seu trabalho sem essa preocupação na cabeça.

Continue lendo para entender um pouco mais sobre os diferentes tipos de alimentadores automáticos e faça a escolha acertada para o seu amigo ter toda a comodidade, higiene e segurança na hora de fazer as refeições.

Primeiro, o mais importante

  • Os alimentadores automáticos são perfeitos para quem fica muito tempo fora de casa e quer se certificar que seu bichinho de estimação não ficará sem ração.
  • Para definir o alimentador automático ideal é necessário levar em conta o tamanho e peso do seu pet.
  • Modelos mais modernos podem ser controlados por aplicativo, sendo que alguns permitem até que você monitore as atividades do seu amigão por meio de uma câmera acoplada ao alimentador.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de alimentador automático

Com o boom do mercado pet, encontramos no mercado uma grande variedade de alimentadores automáticos. São tantos tipos, tamanhos e funcionalidades que é até fácil ficar em dúvida sobre qual modelo comprar.

Para ajudar você na sua escolha, preparamos um Ranking com alguns dos melhores modelos:

1º – Alimentador Automático Digital Para Cães e Gatos Nippon Real

Este modelo de alimentador automático mais básico é indicado para cães e gatos de porte pequeno e médio. Com 40 cm de altura, 25 cm de largura e 20 cm de profundidade, sua capacidade é de 5 litros e é possível programar até três refeições diárias, de ¼ a 3 xícaras.

O comedouro é fácil de limpar e permite a gravação da voz do dono para chamar o pet para as refeições. Pilhas tipo D não inclusas.

2º – Alimentador Automático Inteligência Magma

O comedouro Magma consegue armazenar 1,8 kg de ração (3,8 litros) e permite que o pet determine a quantidade de alimento necessária usando a alavanca lateral, o que estimula a coordenação motora e a lógica.

O galão é removível e vem com tampa para manter o frescor da ração. O comedouro possui base antiderrapante, 37 cm de altura, 25 cm de largura e 36 cm de profundidade.

3º – Alimentador Automático Inteligente PetNeo

Muito mais que um simples comedouro, o alimentador automático da PetNeo é praticamente uma babá eletrônica para o seu melhor amigo. Com câmera frontal e saída de áudio, é possível monitorar seu pet por meio de um aplicativo instalado no celular e gravar sua voz chamando-o para as refeições.

O comedouro tem 38 cm de altura, 25 cm de largura e 30 cm de profundidade. Com capacidade para até 6 kg de ração em até 6 dosagens diárias programadas pelo celular, é ideal para quem passa muito tempo fora de casa.

O produto pode ser ligado na tomada, mas também suporta 3 pilhas D em casos de queda de energia.

Guia de Compra

O mercado de produtos para pets cresceu muito no Brasil nos últimos anos e as opções de alimentadores automáticos são bem variadas.

Para facilitar, preparamos um Guia para auxiliar na escolha do melhor alimentador automático para as necessidades do seu fiel companheiro.

Rapaz se ajoelha para fazer carinho em seu cachorro no quintal.

Uma alimentação balanceada em horários regulares é outra forma de dar carinho ao seu pet. (Fonte: jarmoluk / Pixabay.com)

O que é um alimentador automático?

Um alimentador automático é um recipiente acoplado a um galão que libera ração para o seu pet aos poucos, de modo que ele sempre tenha comida disponível.

Quais os tipos de alimentador automático?

Há três tipos de alimentador automático no mercado: o alimentador automático comum (controlado pelo próprio animal à medida que ele consome a ração), o alimentador automático digital e o alimentador automático controlado por aplicativo. Confira as principais características de cada um deles a seguir:

Alimentador automático comum: Modelo encontrado no mercado com mais facilidade, geralmente é feito em materiais duráveis e fáceis de serem higienizados, como acrílico, plástico ou polipropileno.

Na maioria das opções disponíveis, a ração fica armazenada em um galão de plástico transparente e é liberada para a vasilha acoplada à medida que o pet se alimenta.

Alguns modelos ainda estimulam o lado lúdico do seu animal permitindo que ele controle a quantidade de comida com uma alavanca que funciona como um brinquedo.

Alimentador automático digital: Uma opção mais moderna que permite programar a quantidade exata de ração e a frequência das refeições. Os modelos mais caros podem oferecer outras funções, como relógio e gravador de voz.

Alimentador automático controlado por aplicativo: Hoje em dia é possível fazer quase tudo pelo celular, e seu melhor amigo também pode merecer esse cuidado.

Essencialmente, esse alimentador garante que seu pet não irá passar fome. No entanto, o aplicativo pode oferecer muitas outras comodidades.

Os modelos mais avançados possuem até câmera para monitoramento, e você pode controlar a frequência e a quantidade de cada refeição mesmo se estiver viajando ou no trabalho.

Cachorro segurando um pote de ração vazio.

Com um alimentador automático seu pet não ficará sem ração quando você estiver fora de casa. (Fonte: aromÃr Chalabala / 123rf.com)

Quais as vantagens e desvantagens de um alimentador automático?

Os alimentadores automáticos são uma mão na roda para quem passa muito tempo fora de casa ou simplesmente não quer correr o risco de esquecer de alimentar o pet.

Alguns modelos possuem funções extras, como câmera de vigilância e gravador de voz para que você possa chamar o peludo para as refeições.

No entanto, é preciso observar algumas desvantagens. Apesar da comodidade, modelos mais tecnológicos podem pesar no bolso.

Confira a tabela com as principais vantagens e desvantagens de um alimentador automático para você se decidir de uma vez por todas se vale a pena investir em um.

Vantagens
  • Liberam a ração gradualmente, assim seu pet come ração mais fresquinha
  • Ideal para quem se ausenta de casa por longos períodos de tempo
  • Comportam mais ração que as tigelas comuns
  • Modelos modernos possuem outras funções, como relógio e câmera
  • Adequado para animais com necessidades especiais
Desvantagens
  • Podem ser mais difíceis de higienizar
  • Custam mais caro que as tigelas tradicionais
  • Modelos digitais podem exigir pilhas ou energia elétrica
  • Modelos modernos podem confundir pessoas não familiarizadas com tecnologia
  • Modelos que usam energia elétrica não devem tomar chuva

Onde posicionar o alimentador automático?

Os alimentadores automáticos controlados pelo próprio pet que não possuem componentes elétricos podem ficar em áreas externas.

Agora, se você pretende investir em um alimentador automático digital ou controlado por aplicativo, o ideal é deixá-lo dentro de casa, abrigado das intempéries climáticas.

Lembre-se: posicione o alimentador longe do local onde seu amigo faz suas necessidades para evitar contaminação do alimento, que pode fazer mal à saúde.

Imagem aproximada de grãos de ração.

Uma das vantagens da ração é que ela não estraga tão rápido e é perfeita para o alimentador automático (Fonte: pzbasnik / Pixabay.com)

Como higienizar o alimentador automático?

O alimentador automático requer alguns cuidados de limpeza, pois pode acumular sujeira como resíduos de alimento, pelos e saliva do animal.

A maioria dos modelos de alimentador permite a retirada da vasilha, então essa parte pode ser normalmente lavada com água e sabão neutro.

As partes mais frágeis ou com componentes eletrônicos devem ser limpas apenas com um pano umedecido. Ao final, certifique-se de deixar escorrer o galão e secar o pote para evitar a proliferação de fungos.

foco

Você sabia que a primeira ração feita especialmente para cães surgiu em meados do século XIX? Ela foi criada por James Spratt, um eletricista que morava em frente a um estaleiro e observava os animais se alimentando.

Ele criou um alimento feito de trigo, legumes e carne e patenteou a fórmula, cuja produção em escala industrial se iniciou em 1890.

Quanto custa?

O valor de um alimentador automático vai depender principalmente de suas funcionalidades.

Via de regra, os alimentadores automáticos comuns costumam ser mais baratos, já que seu mecanismo é menos complexo. Dá para encontrar modelos básicos por menos de R$ 50. Os alimentadores automáticos com alavanca, que estimulam a inteligência, podem ser um pouco mais caros, na casa dos R$ 100.

Os alimentadores automáticos digitais já podem ter um valor um pouco mais salgado, uma vez que há todo um sistema eletrônico dentro da estrutura do comedouro.

Esses modelos podem chegar a centenas de reais e você também deve levar em consideração o preço das pilhas.

Finalmente, temos os alimentadores automáticos controlados por aplicativo. Esses comedouros são o que há de mais moderno para pets e essa tecnologia toda tem seu preço: os modelos mais baratos saem por cerca de R$ 400.

Onde comprar?

Segundo estudo realizado pelo Instituto Pet Brasil (IPB), o mercado de animais de estimação movimentou aproximadamente R$ 34 bilhões só em 2018. Isso coloca os brasileiros em segundo lugar no ranking dos maiores consumidores desse tipo de produto.

Sendo assim, não é de causar espanto que é possível encontrar alimentadores automáticos em qualquer pet shop – e elas estão espalhadas por toda a parte, principalmente nas grandes cidades.

Supermercados grandes, como Carrefour e Extra, também costumam oferecer alguns modelos nos corredores dedicados aos pets e jardinagem.

Se você mora em uma cidade com poucos pet shops e não encontrou nada do seu agrado, uma saída é apostar nas maravilhas da internet e acessar o site Petz ou Petlove.

Grandes lojas virtuais, como Amazon, Submarino ou Shoptime também oferecem uma seleção de alimentadores automáticos. Na Amazon você encontra os modelos desse ranking.

Critérios de compra: Como comparar os modelos de alimentador automático

Gatinhos e cachorrinhos são membros da família e todos nós nos preocupamos com o bem-estar deles, não é mesmo?

Investir em um alimentador automático adequado faz toda a diferença do mundo para quem é muito ocupado ou possui um bichinho com necessidades alimentares especiais.

E nós queremos ajudá-lo a fazer a melhor escolha para tornar a sua vida mais prática e garantir que o peludo nunca fique de barriga vazia. Para isso, separamos alguns critérios aos quais você deve ficar atento:

  • Modelo
  • Tamanho
  • Material
  • Funcionalidades extras

Agora acompanhe cada um desses critérios em detalhes para saber fazer a melhor escolha:

Modelo

O primeiro critério de compra que deve ser definido é o modelo de alimentador automático.

Como vimos anteriormente, é possível encontrar desde modelos mais baratos controlados pelo próprio animal de estimação aos modernos comedouros monitorados por aplicativos.

Tamanho

Comparados aos potes de ração comuns, os alimentadores automáticos são maiores. Isso se deve ao fato de que ele vem com um reservatório acoplado para a ração.

O tamanho do compartimento varia: há modelos menores, com capacidade para 1 kg até modelos bem maiores.

Para definir a dimensão ideal, você deve levar em consideração o tamanho do animal, a quantidade de vezes que ele se alimenta por dia e o tempo que você costuma ficar fora de casa.

Confira a tabela abaixo para ter uma estimativa da quantidade diária de ração que o seu cãozinho precisa:

Porte do cachorro Quantidade diária de ração
Porte miniatura (até 5 kg) 6% do peso do cachorro
Porte pequeno (de 5 a 10 kg) 5% do peso do cachorro
Porte médio (de 10 a 22 kg) 5% do peso do cachorro
Porte grande (de 22 a 40 kg) 4,5% do peso do cachorro
Porte gigante (mais de 40 kg) 4% do peso do cachorro

Com essa tabela como base, é possível saber se o alimentador automático irá suprir suas necessidades. Um cão de porte grande não irá se adaptar a um comedouro com compartimento pequeno.

Da mesma forma, talvez seja um exagero comprar o maior pote disponível para um peludo em miniatura.

Para os gatos, temos a seguinte tabela:

Porte do gato Quantidade diária de ração
Até 2 kg 25-40 g
2-3 kg 35-50 g
4-5 kg 40-60 g
6 kg 55-85 g
7 kg 60-90 g
8 kg 70-100 g
9 kg 75-110 g
10 kg 80-120g

Material

Outro critério que deve ser levado em conta na hora da escolha do alimentador automático perfeito para o seu amigão é o material em que ele é fabricado.

O comedouro deve ser feito de um material resistente (principalmente se deixado na área externa da sua residência) e fácil de ser higienizado, para evitar que seu amiguinho fique doente.

Cachorro usando um alimentador automático no tapete na sala de estar.

O material dita a durabilidade e também facilidade de limpeza. (Fonte: Divulgação Magma / Amazon.com.br)

Funcionalidades extras

Os alimentadores automáticos mais modernos podem oferecer outras funcionalidades para tornar a sua vida mais fácil e deixar seu amigo muito mais feliz.

Se você fica longos períodos de tempo fora de casa, talvez seja interessante investir em um comedouro que possa ser controlado à distância. Alguns modelos funcionam até como uma babá eletrônica, fotografando e filmando seu bichinho para que você possa acompanhá-lo de qualquer lugar do mundo.

(Fonte da imagem destacada: SNGPhotography / Pixabay)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
41 Voto(s), Média: 4,00 de 5
Loading...