Imagem de policial segurando bafômetro.
Ultima atualização: 28 de agosto de 2019

Como escolhemos

Products

6Produtos analisados
Hours

22Horas investidas
Studies

3Estudos avaliados
Comments

54Comentários coletados

Olá, é um prazer contar com sua presença aqui na ReviewBox Brasil. Esperamos que desfrute da estadia, e evite a ingestão de bebidas alcóolicas durante a leitura, pois nosso assunto de hoje é o bafômetro.

Também chamado de etilômetro, é um equipamento que com certeza você já ouviu falar. Ele se popularizou muito após a aprovação da Lei Federal n° 11.705/08, conhecida como Lei Seca. Ela limita a quantidade de álcool no teste de qualquer motorista de veículo automotivo a zero.

Respeitar as leis é importante. Mas também entender os limites do equipamento e seu funcionamento também o são. Afinal, existem várias opções do produto e aqui nós vamos te informar sobre tudo o que precisa saber.




Primeiro, o mais importante

  • Alguns medicamentos possuem determinada graduação alcoólica, até mesmo a reação química na digestão de alguns alimentos libera álcool. Por este motivo, você pode não estar tão a salvo do positivo no bafômetro quanto acredita.
  • Muitas opções de bafômetro surgiram no mercado depois da Lei Seca, para uso doméstico, principalmente. São boas opções para te auxiliar, mas leia muito bem as instruções do produto. Um erro bobo pode te custar muito caro.
  • É importante lembrar que, um equipamento de medição precisa ser calibrado e verificado. Procure sempre o selo de inspeção do INMETRO no equipamento que adquirir.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de bafômetro

Ao pesquisar sobre bafômetros, você vai encontrar uma boa quantidade de produtos na internet. E eles precisam ser precisos no que informar, para te deixar tranquilo. Nós vamos te auxiliar no trabalho de localizar os melhores.

1º – Bafômetro AL-6000

Este é um equipamento portátil com visor digital de indicação do nível de álcool por litro alveolar expirado (ar soprado). Funciona com três pilhas formato AAA.

Seu formato anatômico permite o auto uso do equipamento com facilidade, contando também com canudos para sopro. Isso impede a chance de contaminação do sopro por outro já realizado com álcool (resíduos nas paredes do soprador). A faixa de detecção é de 0.00 a 2.00 g/L.

2º – Bafômetro digital LCD

Etilômetro portátil, com possibilidade de uso no chaveiro. Funciona com duas pilhas palito, sendo prático para qualquer hora. O nível de álcool, após soprado a piteira (acessório do equipamento) é mostrado no visor LCD em g/L.

3º – Bafômetro descartável Redline

Diferente dos bafômetros tradicionais, este equipamento tem uso único em um sistema bastante prático de bolsa de ar e tubo teste. Equipamento importado, possui calibragem realizada conforme indica embalagem.

O sistema não informa a quantidade de álcool no sangue igual a um visor de LCD, mas indica: inexistência de álcool, e se ele está abaixo ou acima de 0,05 mg/L.

Guia de Compra

Você já sabe o quanto ter um bafômetro por perto pode ajudar, mas precisa também conhecer como ele funciona. Seguindo o nosso Guia, você encontrará toda informação necessária para uma ótima aquisição.

Guarda de trânsito lendo a medição auferida pelo bafômetro em suas mãos. Ao lado um motorista sentado em seu carro aguarda.

Entender como funciona o teste do bafômetro é importante, pois te previne de situações complicadas e até criminais. (Fonte: miguelrd68 / Pixabay)

Por que é importante ter um bafômetro?

Já que você pretende comprar um bafômetro, é importante saber como ele funciona, não é mesmo? Afinal, o procedimento de soprar é apenas parte do processo.

Existem diversos tipos de bafômetro, mas todos obedecem a uma regra: são baseados na reação química de um agente, exposto ao álcool etílico. É daí que vem o nome técnico do equipamento: etilômetro.

Devido a Lei Federal 11.705/08 (Lei Seca), o motorista flagrado com qualquer quantidade diferente de 0.00 miligrama de álcool por ar alveolar é passível de multa e suspensão do direito de dirigir.

Por isso a importância de você ter um equipamento capaz de te auxiliar em perceber sua condição. Estudos indicam que cada dose ingerida de álcool leva aproximadamente 1 hora para se diluir na corrente sanguínea.

E isso complica um pouco mais, pois as bebidas têm diferente graduação de álcool. Sem falar que nenhuma pessoa é igual a outra em relação ao tamanho, peso e metabolismo.

Quer saber as vantagens de ter um bafômetro? Nós podemos te ajudar com isso.

Vantagens
  • Medição do teor de álcool no seu pulmão
  • Indica presença álcool após ingerir medicamento com ele na composição
  • É um acessório barato
  • É fácil de usar
Desvantagens
  • Vários equipamentos não tem uma calibragem homologada

Como funciona o bafômetro?

O bafômetro funciona por meio do sopro. A corrente de ar gerada segue para dentro do aparelho, onde há um agente químico, que vai reagir se for exposto ao álcool etílico.

O equipamento precisa de mais de um litro de ar para realizar a medição, o equivalente a pelo menos cinco segundos de ar exalado. Então, prepare os pulmões.

No aparelho, a “quantidade de” reação é medida por circuitos e sensores, que a apresenta em miligramas de álcool por litro de ar. O processo químico elimina todo o álcool recebido, e já fica pronto para o próximo soprador.

Ter álcool nos pulmões acontece porque nosso corpo absorve parte de tudo que ingerimos (processo digestivo). E essa absorção leva o conteúdo para a corrente sanguínea, inclusive o álcool no que comemos e bebemos.

Imagem de um brinde com várias pessoas segurando bebidas diferentes em cor e formato de copos.

A comida ou bebida que você ingere, é absorvida e chega até o sangue. O álcool segue o mesmo caminho, sendo exalado pelo pulmão. (Fonte: bridgesward / Pixabay)

O pulmão faz um processo de filtragem de ar, onde entrega oxigênio diretamente na corrente sanguínea, e tira de lá gás carbônico. Se tem álcool na corrente sanguínea, o pulmão vai acabar “exalando” parte dele junto com o gás carbônico.

E é por isso que o bafômetro funciona como equipamento para indicação e medição do teor de álcool.

Quais tipos de bafômetro existem?

Via de regra, todo bafômetro funciona a partir de uma reação química. Dos mais portáteis aqueles que são carregados em estojos, qualquer pesquisa vai te levar a diversos tipos.

Independentemente do que você pretende adquirir, deve levar em consideração a confiabilidade do equipamento. Afinal, o Contran determina que o equipamento seja aprovado pelo INMETRO, atendendo às exigências do órgão quanto à precisão e qualidade.

Pensando nos modelos de bafômetro, podemos ter ele de dois tipos mais comuns: descartáveis ou por célula de combustível.Confira:

  • Descartáveis: São equipamentos com uso único, onde o ar é inflado em sacos destinados a isso que, depois de enchidos, são posicionados em um tubo de ensaio com reagente. Ao esvaziar o ar, colocando o tubo na saída da sacola o reagente muda de cor, indicando a presença de álcool.
  • Por célula de combustível: É o mais utilizado pela polícia brasileira. O sopro contendo álcool etílico gera uma reação química com o composto existente dentro do equipamento. O resultado é uma descarga elétrica e água em forma de vapor. O equipamento tem sensores para medir a intensidade da descarga, que é apresentada em g/L de ar alveolar.

O que pode ser acusado no bafômetro?

Não são apenas bebidas alcoólicas que possuem o álcool etílico em sua composição. Alguns medicamentos, principalmente os fitoterápicos, também o possuem, assim como enxaguantes bucais.

A bem da verdade é que determinados alimentos, logo após ingeridos, sofrem fermentação no estômago, liberando também uma pequena quantidade de álcool.

E como a Lei Seca determina tolerância zero, você pode até não ir preso pela baixa graduação, já que a Lei determina prisão a partir de 0,33 mg/L, mas sofrerá a penalização de quase R$ 3.000.

A ciência explica que nestes casos o álcool vai sumir em minutos, não sendo algo preocupante. Mas se você ingerir e dirigir, e for parado em uma blitz, tente explicar a situação e aguarde alguns minutos antes do teste.

Ou então – e o mais recomendável – vá até um laboratório (ou pronto atendimento) e solicite um exame de sangue para constatação do teor de álcool.

Imagem de um laboratório, com diversos tubos de ensaio e vidraria. No centro há uma moça de costas, realizando testes.

Caso você não concorde com o resultado do bafômetro, pode por conta própria fazer uma análise de sangue. Ela se sobrepõe ao resultado do equipamento. (Fonte: jarmoluk / Pixabay)

Um exame de sangue feito até poucas horas depois, supera o teste do bafômetro, e você poderá utilizar como contraprova para não ser multado. Nem ter suspenso o direito de dirigir.

Afinal, o objetivo é saber se você tem álcool no sangue, e não no hálito. O bafômetro veio para simplificar isso.

Existe uma tolerância para o bafômetro?

Legalmente falando, existe sim. A legislação metrológica (de calibração de equipamentos) admite uma margem de erro chamado “erro máximo admissível”.

Previsto na Resolução Contran 432/13, ela informa que só são considerados resultados iguais ou superiores a 0,05 mg/L para constatar a infração.

Quanto custa?

Bafômetros são realmente baratos de se adquirir. E muito mais em conta ainda quando você compara seu preço com o valor da multa que poderia tomar.

É importante levar em consideração, porém, que um equipamento doméstico pode não ser tão preciso quanto o da polícia. Opções de bolso são encontradas a partir dos R$ 50. Algumas até com aquelas argolas para colocação no chaveiro.

Se você quiser algo que realmente funcional, se prepare para desembolsar algumas centenas de reais. Sem falar nas calibrações periódicas que o manual vai te informar.

Onde comprar?

Encontrar bafômetros à venda não é algo tão difícil. Com a Lei Seca e o uso do equipamento para constatação da embriaguez do motorista, eles acabaram se tornando populares. Por este motivo, você vai encontrar o equipamento em grandes lojas de departamento.

Uma opção interessante, neste caso, é o uso da internet para pesquisa em lojas online, como a Amazon. Apresentando alguns bons modelos, ela vai te permitir a comparação entre produtos, além de entregar sua escolha em casa.

Critérios de compra: O que observar ao adquirir um bafômetro

A esta altura, você já pode se considerar um conhecedor do assunto. Porém, se está realmente pensando em adquirir o equipamento, deve prestar atenção em algumas características. Quando pesquisar sobre o bafômetro, concentre-se em:

  • Calibragem
  • Mostrador
  • Portabilidade
  • Tipo

Entenda cada um desses fatores abaixo para fazer a melhor escolha.

Calibragem

Esta é, sem dúvida, a parte mais essencial do equipamento. Dê preferência a aquisição de bafômetros homologados pelo INMETRO (vêm com um selo). Esta condição dá a garantia de um equipamento testado em calibragem e qualidade.

É importante lembrar que a calibragem de qualquer equipamento de medição deve ser periódica, como informa seu manual.

Existem muitas opções no mercado sem a homologação do INMETRO, mas que também foram calibrados por outros órgãos. Geralmente mais baratos, acabam sendo a aquisição mais comum.

Neste caso, o conselho é realizar o teste várias vezes em um intervalo longo de tempo, garantindo que o 0,00 é realmente 0,00.

Mostrador

Extremamente útil para a medição, existem diversos equipamentos no mercado com a opção de uma tela LCD. Há também aqueles cujo equipamento vem com três luzes distintas, e aqueles que simplesmente mudam de cor.

Definir de que maneira é interessante para você que o equipamento funcione, é uma prioridade, pois precisará entender e lidar com a medição.

Apesar de mais práticos aqueles com visor de LCD, os equipamentos com mudança de cor pela reação química tendem a ser mais precisos, pois existindo álcool vai haver a reação.

Imagem de um policial segurando uma prancheta e um bafômetro.

O bafômetro com mudança de cor pela reação química tende a ser mais preciso. (Fonte: Olena Kachmar / 123RF)

Portabilidade

Se você pretende adquirir um bafômetro, deve levar em conta suas dimensões, e os acessórios necessários para seu funcionamento.

Alguns modelos exigem o uso de piteiras ou canudos, que devem ser transportados juntos. Outros precisam de refil após utilização.

Defina o nível de portabilidade que pretende ter, e trabalhe a partir daí. O mais comum é encontrar os bafômetros nos chaveiros dos motoristas.

Tipo

Algo que já abordamos no artigo, é importante também você definir o tipo de bafômetro que pretende adquirir.

Você quer algo para uso único devido a um evento ou situação específica? Ou um equipamento com refil para poucos usos? Ou então, um bafômetro para vários usos, pois pretende sair pedindo o sopro dos amigos para comprar graduação alcoólica?

Pelos mais diversos usos, defina bem os motivos para sua aquisição, e a partir daí procure os modelos mais adequados.

(Fonte da imagem destacada: John Roman / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

César Ferreira Formado em Engenharia Industrial
César é apaixonado por carros. Talvez tenha sido essa paixão que o levou a, desde pequeno, querer entender como as coisas funcionam. Essa curiosidade, por sua vez, lhe fez cursar Engenharia Industrial. Hoje, ele presta consultoria para pequenas e médias empresas e, nas horas vagas, deixa seu carro - e o de seus amigos - cada vez mais tecnológicos e especiais.