Base de corte branca com tecido, tesoura e linha sobre ela.
Ultima atualização: 22 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

8Produtos analisados

16Horas investidas

2Estudos avaliados

40Comentários coletados

Olá! Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre um dos itens queridinhos entre aqueles que gostam de fazer artesanato: a base de corte.

Como o próprio nome diz, ela é literalmente uma base onde você pode fazer seus cortes tranquilamente, sem se preocupar em estragar superfícies como mesas, por exemplo. Além disso, ela possui medidas para que você consiga fazer seus cortes com precisão.

A base de corte é utilizada em diversos tipos de artesanato, como cartonagem, encadernação, EVA, marchetaria, entre outros. Aqui, vamos te ajudar a descobrir qual é a melhor opção para você e suas necessidades.



Primeiro, o mais importante

  • Existem diversos tamanhos de base de corte. Os modelos menores são mais indicados para quem está começando e tem o artesanato como hobby. Já os tamanhos A2 e A3 são melhores para quem produz em maior quantidade.
  • Apesar da maioria das bases de corte serem feitas de plástico, cada uma possui uma qualidade diferente.
  • Na hora de adquirir a sua, observe bem qual é o tipo de medida na base e se ela é suficiente para suas necessidades.

Você também pode gostar:

Melhores bases de corte: Nossas recomendações

Há bases de diversos tamanhos, medidas e materiais. Entre todas as opções disponíveis nas lojas, esses modelos são os preferidos dos consumidores.

Guia de Compra

Agora você já sabe quais são as melhores bases de corte, mas algumas perguntas ainda precisam ser respondidas. Aqui vamos falar mais sobre as medidas das bases, seus materiais, suas utilidades e tamanhos. Vem com a gente!

Mesa de madeira com várias mãos fazendo artesanatos em cima de bases de corte.

A base de corte oferece precisão para seu artesanato. (Fonte: StockSnap / Pixabay)

Quais são as vantagens e desvantagens da base de corte?

A base de corte, como o nome já diz, serve como base para você fazer cortes para seu artesanato, seja cartonagem, encadernação, EVA, marchetaria, scrapbook ou outros.

Uma das suas utilidades é proteger o móvel onde você costuma trabalhar. Imagina passar o estilete no papel ou tecido em cima da mesa direto? É tragédia na certa, né? A base de corte vai evitar que isso aconteça.

Além disso, por ser feita de um material um pouco mais macio e maleável, ela ainda apresenta a vantagem de preservar a sua ferramenta, evitando atritos com materiais duros que poderiam danificá-la.

Outra vantagem dela é as medidas que oferece. Ter que usar uma régua para cortar papéis e tecidos é muito mais trabalhoso. A base de corte oferece medidas (geralmente centímetros, polegadas e até mesmo ângulos) para que você consiga cortar de forma precisa.

Alguns modelos, porém, podem não ser tão firmes e acabar marcando os cortes. Portanto, sempre prefira modelos de boa qualidade.

Vantagens
  • Protege o móvel onde você trabalha
  • Evita danos à ferramenta
  • Conta com medidas para que você faça cortes mais precisos
  • São baratas
  • Ótimo custo-benefício
Desvantagens
  • Algumas bases danificam com facilidade

Quais os diferentes tipos de base de corte?

A base de corte se difere de algumas formas, primeiro por conta do seu formato. Embora as retangulares sejam mais comuns, existem bases redondas, por exemplo. Mas a principal diferença entre elas está relacionada ao seu tamanho. Os principais podem ser definidos em tamanho A1, A2 e A3. Confira as diferenças:

  • Tamanho A1: É mais indicado para quem produz muito e já está acostumado com o uso da base de corte. Ela será mais prática para atender altas necessidades e demandas.
  • Tamanho A2: Possui medidas de aproximadamente 59 cm x 42 cm, é para quem está um pouco mais envolvido com o artesanato. Não necessariamente está realizando produção em massa, mas faz com uma certa frequência.
  • Tamanho A3: Esse é um tamanho menor, indicado para quem está começando a utilizar a base de corte. Se você faz artesanatos por hobby, por exemplo, sem tanta demanda, o tamanho A1 é suficiente para suas necessidades. Conforme você avançar na produção, pode adquirir tamanhos maiores.
Base de corte com tecido e estilete sobre ela.

A base de corte pode ter diferentes medidas. (Fonte: Maksym Kapusta / 123RF)

Como conservar sua base de corte?

Entre um trabalho e outro, é normal que aconteça algumas manchinhas de cola em cima da sua base de corte. Porém, com o tempo, utilizar o estilete ou outras ferramentas de corte em cima desses produtos faz com que a vida útil da sua base diminua. Essas dicas vão te ajudar a conservá-la por mais tempo:

  • Use sempre um rascunho do lado da sua base de corte. Pode ser um papel usado, uma folha de revista, até um EVA. Utilize esse rascunho para fazer a parte da colagem.
  • Ainda assim, algumas manchinhas de cola podem acabar aparecendo na base. Para retirá-las, você vai precisar colocar sua base de corte em cima de uma superfície plana e jogar um pouco de água morna em cima (não pode ser quente).
  • Depois de fazer isso, a cola estará mais fácil de sair. Utilize uma escovinha macia para retirar os resíduos. Evite materiais abrasivos, como palha de aço.
  • Nunca deixe sua base de corte no sol ou em superfícies muito quentes. Isso vai fazer com que ela envergue e nunca mais volte a ser retinha, atrapalhando seu trabalho.

Com essas dicas você garante um custo-benefício ainda maior para sua base de corte!

Quanto custa?

As bases de corte costumam custar preços bem acessíveis. Isso vai depender muito das tecnologias presentes, material e tamanho da base.

As menores e mais básicas costumam sair por cerca de R$ 30 e são indicadas para quem está começando a fazer artesanatos agora. Os modelos maiores e com mais tecnologias podem chegar na faixa dos R$ 300, mais ou menos. Se você trabalha com isso e produz muito, é o mais indicado para você.

Onde comprar?

Se você optou por adquirir sua base de corte online, achará diversos modelos em sites como Amazon, Mercado Livre, Lojas Americanas, Submarino e outras lojas de artesanato.

Já para quem prefere comprar pessoalmente, é possível encontrá-las em lojas de materiais e armarinhos, como a Kalunga, por exemplo.

Base de corte com tecidos, linha, tesoura e outros itens sobre ela.

Online você encontra maior variedade. (Fonte: Maksym Kapusta / 123RF)

Critérios de compra: Fatores para avaliar uma base de corte

Ainda há algumas informações essenciais que você deve saber antes de adquirir sua base de corte. Essas são as principais:

  • Medidas
  • Material
  • Durabilidade
  • Cor

Quer saber os detalhes desses critérios? Continue lendo!

Medidas

Toda base de corte possui medidas no próprio objeto para que você consiga se guiar no corte, fazendo isso de forma simétrica e precisa.

Algumas bases de corte possuem medidas em centímetros, polegadas e ângulos. Algumas, porém, vêm apenas com as medidas em centímetros. Escolha uma base que atenda suas necessidades de medidas.

Material

A grande maioria das bases de corte são feitas de plástico, mas nem todos os plásticos são iguais. Em alguns casos, como bases compostas por resinas plásticas, o material pode não ser tão forte.

Se você está começando a fazer artesanatos, tudo bem iniciar com uma base de material mais frágil. Porém, se você produz em quantidade, o ideal é optar por bases de corte que sejam feitas de plástico mais rígido, preferencialmente com mais de uma camada.

Durabilidade

Para quem gosta de fazer artesanatos com frequência, a durabilidade é essencial. Uma boa base de corte vai durar muito mais tempo e você não precisará substituí-la com frequência.

Alguns modelos contam com base reforçada e tecnologia regeneradora, por exemplo. Isso vai fazer com que a base não fique cortada e tenha uma vida útil maior. Leve isso em conta na hora de adquirir seu modelo.

Cor

Embora esse seja um detalhe mais estético do que técnico, deixar seu ambiente com sua cara e personalidade também não pode deixar ser passado despercebido. Quem não gosta de deixar o cantinho do artesanato mais lindo, colorido e aconchegante?

Existem bases de corte das mais variadas cores. Verde é a mais comum delas, mas você pode apostar no rosa, cinza, entre outras.

(Fonte da imagem destacada: Maksym Kapusta / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Juliana Perin Designer de Interiores
Aos quatro anos, Juliana já pedia para que sua mãe lhe deixasse decorar seu quarto de seu jeito, organizando as bonecas e os quadros pintados na escola. Essa paixão de infância virou a escolha da faculdade e, depois, profissão. Hoje, Juliana ajuda as pessoas a deixarem suas casas exatamente como elas sonham. Na internet, ajuda o público a escolher entre os melhores modelos de peças decorativas e iluminação, além de compartilhar seu conhecimento sobre sua outra paixão: a técnica DIY.