Olá, seja muito bem vindo à ReviewBox Brasil! Se você está interessado em adquirir uma bola de vôlei, mas está com dúvidas sobre qual é o melhor modelo dentre as inúmeras opções disponíveis no mercado, o artigo de hoje é especial para você!

Um dos fatores mais importantes para a prática segura e adequada do voleibol é a escolha da bola. Uma bola de peso e material inadequado à prática pretendida e ao perfil dos jogadores pode ser desastre não só para o desempenho da equipe, mas também para a segurança dos jogadores.

Neste artigo, daremos dicas sobre como escolher a bola de vôlei ideal para cada situação e nível de jogo, bem como apresentaremos as melhores opções do mercado e o que considerar para eleger o tipo e modelo de bola perfeito para as suas necessidades.

Primeiro, o mais importante

  • Antes de comprar uma bola de vôlei, é fundamental saber qual o nível de prática em que você ou sua equipe se enquadra. Desta forma é possível conhecer as características que a bola deve ter para melhor se adaptar ao nível do jogo que ela irá atender, proporcionando melhor desempenho e durabilidade.
  • Algumas das variáveis que devem ser avaliadas para a melhor escolha no momento da compra da bola são: categoria, tipo, peso e material, dentre outras características do produto.
  • É possível encontrar bolas de vôlei por menos de R$ 50, mas os preços dos modelos profissionais e de marcas renomadas podem chegar a mais de R$ 500 em modelos oficiais e ultrapassar os R$ 1000 para itens colecionáveis.

Você também pode gostar:

Ranking: As 4 melhores bolas de vôlei

Se você já é um amante do voleibol ou está começando a dar suas primeira cortadas, aqui está uma lista com algumas das melhores bolas de vôlei do mercado. Listamos modelos para quadra, areia, adultos e crianças.

1º – Bola de Vôlei Mikasa MVA 200

[amazon box=”B001F51TYK” description_items=”0″]

Aprovada pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB) e pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), foi desenvolvida no padrão exigido para partidas de voleibol oficiais, tendo sido a bola oficial dos Jogos Olímpicos de 2012.

Confeccionada em microfibra com tratamento antibactericida, tem alta qualidade e resistência. De circunferência de 65 – 67 cm, e peso de 260 – 280 gramas, conta com dimpling aerodinâmico, resultando em melhor estabilidade, controle da bola e ótima rotação, proporcionando excelentes jogadas. A câmera é do tipo Butil e o miolo é removível.

2º – Bola de Vôlei de Praia Molten

[amazon box=”B001BRBWGM” description_items=”0″]

Destinada à prática de vôlei na areia, essa bola é confeccionada em couro composto. Leve e macia, é constituída de 18 gomos construídos sem costura sob uma camada de nylon.

Conta com câmara de ar interior do tipo butil, revestida por uma camada de borracha para conferir mais resistência. De circunferência: 66-68cm, pesa 275 – 280 g. Tem qualidade aprovada pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB).

3º – Bola de Vôlei Penalty Pro 7.0

[amazon box=”B076SDS8X4″ description_items=”0″]

Feita com microfilamentos em poliamida, material que confere maior elasticidade e alongamento. Conta com película composta de borracha para maior maciez e flexibilidade.

Seu material em microfibra proporciona maior absorção do suor, e o dimple de formato de meia bolha, maior precisão. Em tamanho oficial de 65 – 67 cm de diâmetro, pesa 260 – 280 g, e é matrizada. Tem 16 gomos e menos junções, com câmara do tipo Airbility.

4º – Bola de Vôlei Penalty Mg 4500 Infantil

[amazon box=”B07GHBL7FJ” description_items=”0″]

No tamanho destinado ao público infantil, é confeccionada em Poliuretano (PU), com a maciez na medida para a boa prática do esporte entre os mais jovens. De alta performance, tem 18 gomos e é matrizada.

Com circunferência de 60 a 63 cm, pesa de 240 a 270g, dependendo da calibragem. A Câmera Airbility é feita com borracha butílica, possui sistema de balanceamento, com ótima resistência à retenção de ar.

A válvula é composta de borracha natural e sintética. O miolo com tecnologia Slip System é removível, auto lubrificado e não envelhece. Além disso, a vedação é altamente resistente a diferentes condições climáticas e deformações mecânica.

Guia de Compra

Giba, Nalbert, Bruninho… Fernanda Venturini, Fofão, Ana Moser… ufa! O Brasil tem tantos nomes que marcaram história no vôlei que é até injusto citar só alguns.

Se você está começando sua trajetória no esporte sonhando em um dia alcançar um lugar na seleção, ou se simplesmente quer bater uma bola com os amigos nas horas vagas, esse Guia de Compra vai mostrar o que você precisa saber na hora de escolher a bola de vôlei ideal.

Imagem mostra partida de vôlei feminina.

A escolha da bola ideal pode ser o primeiro passo para uma carreira de sucesso no vôlei. (Fonte: 12019 / Pixabay)

Quais as vantagens e desvantagens de uma boa bola de vôlei?

Graças aos inúmeros títulos conquistados, o Brasil também é considerado o país do voleibol. Por ser um esporte de regras simples e que demanda relativamente pouca estrutura – basta uma bola e uma rede- o vôlei é muito popular e tem adeptos de todas as idades seja em escolas, clubes, praias ou condomínios.

No entanto, a prática inspira alguns cuidados. Usar uma bola inadequada para o jogo de voleibol pode ter consequências desastrosas tanto para o jogo quanto para os jogadores. Crianças e jogadores iniciantes, por exemplo, precisam de bolas mais leves e macias.

Bolas oficiais, mais duras e pesadas, podem aumentar o risco de lesões e dificultar os lances quando usadas por jogadores dos níveis de prática iniciante ou intermediário.

Além de ser do tamanho, peso e material adequado ao nível de prática dos jogadores, a bola também precisa estar inflada na medida certa.

Uma bola inflada abaixo do ideal ou murcha se tornará mais pesada, ocasionando desconforto e até lesões nos jogadores. Nesse estado ela também poderá responder de forma imprecisa aos toques e lances, traçando trajetórias erráticas no ar.

Bolas de boa qualidade podem ter durabilidade enorme, mas também preço salgado. Mas independente do preço e material, as bolas inspiram alguns cuidados para garantir sua integridade. Não devem ser deixadas murchas, o que pode ocasionar descolamento dos gomos.

Também é preciso atenção ao local da prática. Terrenos com pedras, de asfalto, terra batida podem gerar desgaste maior no material da bola, e até mesmo cortes e furos.

Vantagens
  • Existem opções para todos os bolsos
  • Existem opções para todos os níveis de prática
  • Bolas de qualidade tem durabilidade grande
Desvantagens
  • Bolas oficiais podem ter preços elevados
  • Bola inadequada pode prejudicar performance
  • Inspira cuidados e uso em terreno adequado

Bola de vôlei de areia ou quadra: no que prestar atenção?

Basicamente, existem dois tipos de bola de voleibol: para areia e para quadra. A diferença entre as duas pode parecer mínima para olhos destreinados, mas fazem muita diferença no momento da partida.

Ao escolher uma bola de vôlei de praia, verifique se ela tem as adaptações recomendadas no peso e material que fazem com que ela sofra menos variantes no ar.

As bolas de vôlei de praia devem ser mais leves, e levemente maiores: as de quadra tem circunferência de 65- 67 cm, enquanto as de areia medem 66-68 cm.

Bola de vôlei de praia disposta sobre a areia.

A bola para vôlei de praia é mais resistente e leve. (Fonte: wolfganggerth / Pixabay)

A bola de praia deve ser revestida em material impermeável como, por exemplo, o PVC, que a torna mais resistente aos atritos e choques com a areia. Elas também devem ser menos pressurizadas em relação às bolas de quadra.

Há diferenciação também com relação às cores, detalhe que não é meramente estético. Para o vôlei de praia, certifique-se de que a bola tenha variação de cores mais vibrantes e fortes, para proporcionar melhor visibilidade aos jogadores sob a luz intensa do sol.

A bola de quadra também segue esquema de cores próprio, que deve proporcionar boa visualização da bola não só para os jogadores, mas também para os espectadores. As cores devem ser preferencialmente claras e contrastantes com as cores da quadra.

Bola para quadra Bola para areia
Material Couro ou couro sintético PVC, couro, couro sintético ou outro material que não absorva umidade
Cores Claras, uniformes ou com combinação de cores Brilhantes, uniformes ou com combinação de cores
Circunferência 65-67cm 66-68cm
Pressão 0,3 a 0,325 kg/cm² 0,175 a 0,225 kg/cm²

A bola de vôlei ideal: como escolher?

Além de escolher uma bola específica para quadra ou areia, fique atento também para a indicação de uso da bola. Existem bolas específicas para prática infantil, iniciante, intermediária e profissional. Para cada indicação a bola apresentará variações de tamanho, peso e maciez.

Confira, no vídeo abaixo, a explicação sobre a escolha da bola de vôlei ideal. Siga lendo e veja, nos critérios de compra, cada item que merece ser analisado na hora de realizar essa compra.

Quanto custa?

Os preços das bolas de vôlei podem variar de acordo com a categoria, material, marca e modelo.

É possível encontrar boas bolas por menos de R$50, mas os modelos profissionais de marcas conceituadas podem ultrapassar os R$500. Já os itens colecionáveis podem custar acima de R$1000.

Pesquise bastante antes de comprar o produto, pois os preços da mesma bola podem variar bastante de um lugar para o outro, especialmente em períodos de promoção.

No caso de comprar online, utilize as plataformas de comparação de preço, que poderão te auxiliar na busca das melhores ofertas da bola escolhida.

Onde comprar?

As bolas de vôlei são um artigo esportivo muito popular entre os brasileiros, que podem ser facilmente encontradas em lojas físicas especializadas nesse tipo de produto, como a Centauro e Decathlon, e até mesmo em algumas lojas de departamento como Americanas, Walmart, dentre outras.

Modelos infantis também estão disponíveis em lojas de brinquedos como Cia Toy e RiHappy.

Mas é em lojas de e-commerce como a Amazon, Mercado livre, Netshoes, etc., que você poderá encontrar a maior variedade de marcas e modelos de bolas de vôlei, tanto de quadra quanto de areia.

Considere sempre em suas pesquisas o valor do frete para a compra online, pois a bola é um produto volumoso, o que pode encarecer o preço de envio.

Imagem mostra jogadora com bola de vôlei na mão, de costas, vestindo uma camisa número 14, amarela.

Existem inúmeras opções online para comprar sua bola de vôlei. (Fonte: TaniaVdB / Pixabay)

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de bola de vôlei

A análise de algumas características poderá te auxiliar na escolha da melhor bola. Atente para:

  • Categoria
  • Tipo
  • Peso
  • Material

Confira, a seguir, cada item detalhado, para poder fazer a melhor escolha na hora de comprar sua bola de vôlei.

Categoria

Como já mencionamos, as bolas de vôlei são categorizadas em bolas para vôlei de areia ou praia e para vôlei de quadra.

As bolas são fabricadas com características para melhor desempenho em cada tipo de partida, por isso a atenção à essa diferenciação é fundamental.

O uso da bola de vôlei de quadra na areia poderá prejudicar e danificar o material, e vice e versa.

Tipo

As bolas de vôlei podem ser divididas em três grupos, que são referentes aos níveis de prática para os quais são recomendadas. São eles: infantil / iniciante, avançado e performance ou profissional.

A bola para o público infantil e iniciante é mais leve, tem toque mais macio e menos agressivo. A para o nível avançado é intermediária.

Sendo a mais comum para a prática recreativa do esporte, pode ser escolhida de acordo com as preferências do consumidor, que pode apreciar as mais macias e leves ou mais pesadas e rígidas.

Já os modelos performance são as oficiais ou profissionais. Mais duras e pesadas, elas precisam ter a chancela da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), que a caracteriza como adequada para qualquer competição internacional para se enquadrarem nessa categoria.

Atleta saca a bola em quadra sob olhar atento de alguns espectadores.

A bola deve ser escolhida segundo nível de prática do jogador. (Fonte: Pokey / Pixabay)

Peso

As bolas de vôlei podem variar em peso de 200 a 280 gramas, sendo as mais leves indicadas para os níveis iniciante e infantil, e as mais pesadas para uso profissional.

Para atletas até os 11 anos de idade, a indicação é do uso de bolas que pesem de 200 a 220 gramas. Já na faixa dos 11 a 13 anos de idade as bolas devem pesar de 230 a 250 gramas.

A partir dos 13 anos as bolas podem pesar de 260 a 280 gramas, sendo as mais pesadas indicadas para o nível de prática performance ou profissional.

Material

O material da bola tem influência direta em sua durabilidade, no conforto do uso e na prevenção de traumas no jogador. Modelos pedagógicos ou infantis costumam ser costurados e de espuma.

Os modelos de competição geralmente são revestidos em couro sintético ou couro macio, podendo ser tiras coladas ou costuradas.

Já as bolas de vôlei de praia geralmente são feitas de material resistente à umidade, como PVC ou couro. Esse tipo de material também confere maior resistência para atritos com a areia.

(Fonte da imagem destacada: TaniaVdB / Pixabay)

Avalie este artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
29 Voto(s), Média: 4,03 de 5
Loading...
Avatar

Publicado por REVIEWBOX