Ultima atualização: 10 de agosto de 2021

Como escolhemos

13Produtos analisados

29Horas investidas

8Estudos avaliados

79Comentários coletados

Olá, bem-vindo ao ReviewBox! Escolher uma cadeira de rodas pode parecer uma questão de escolher a mais barata ou a mais estética, entretanto, há vários fatores que fazem a cadeira ideal para cada pessoa, já que os usuários são diferentes para diferentes características morfológicas, e as cadeiras devem ser adaptadas a cada paciente.

Para isso e muito mais é que na ReviewBox queremos lhe dar cada detalhe, para que você possa não só escolher a cadeira de rodas ideal, mas também entender cada fator que influencia a diversidade da ampla gama de cadeiras de rodas, não perca isso!




O mais importante

  • As cadeiras de rodas são cadeiras adaptadas com três ou mais rodas para uso médico e ortopédico. Seu principal benefício é proporcionar autonomia às pessoas com mobilidade reduzida, de modo que elas possam se mover pelas áreas que normalmente usam sem a necessidade de depender de terceiros.
  • Existem diferentes tipos de cadeiras de rodas, mas as mais comumente usadas são as convencionais, que podem ser empurradas ou autopropulsionadas, e as elétricas, que permitem maior autonomia para os usuários, já que elas podem se mover com mais conforto e sem esforço físico excessivo.
  • Entre a imensa variedade de cadeiras de rodas, devemos levar em conta cada fator que caracteriza a diversidade disponível no mercado, como o tipo de cadeira, o propósito para o qual ela deve ser usada, os materiais de fabricação e outros critérios que são realmente importantes de se conhecer para se tomar a melhor decisão de compra.

Cadeiras de Rodas: nossa recomendação dos melhores produtos

Guia de compra: o que você precisa saber sobre cadeiras de Rodas

As cadeiras de rodas têm uma grande variedade de alterações estruturais que fazem uma grande diferença para a cadeira de rodas ideal para cada paciente. Cada uma dessas características deve ser levada em conta de acordo com o uso a que o paciente vai dirigir, fatores antropológicos e outros critérios.

Cadeiras de rodas de transporte são aquelas que são usadas apenas para mobilizar pessoas feridas. (Foto: Arnoaltrix / 123rf.Com)

O que é uma cadeira de rodas e quais são suas vantagens?

Cadeiras de rodas consistem em uma cadeira adaptada com pelo menos três rodas para uso médico. Eles são destinados principalmente para pessoas com locomoção limitada ou mobilidade reduzida devido a lesões ou doenças físicas.

O principal benefício de seu uso é permitir a mobilidade para pessoas que perderam a capacidade de se moverem por conta própria usando seus membros inferiores, dando-lhes assim autonomia em suas vidas diárias para serem capazes de se transportar para seu local de trabalho, locais de recreação ou espaços de lazer.

Atualmente, as cadeiras de rodas são itens indispensáveis para muitas pessoas ao redor do mundo por causa de todas as vantagens que elas são capazes de proporcionar aos usuários, desde o transporte de pessoas feridas até a capacitação de usuários com limitações motoras.

Vantagens
  • Proporciona mobilidade
  • Dá autonomia
  • Proporciona conforto
Desvantagens
  • Pode colapsar.Pode ser difícil de transportar
  • Pode deteriorar.

Cadeira de rodas convencional ou elétrica - a que você deve prestar atenção?

Cadeiras de rodas, sendo um objeto tão indispensável hoje em dia, passaram por mudanças e atualizações, tantas quanto o desenvolvimento humano, estas, em geral, para melhorar seu funcionamento e permitir maior autonomia aos consumidores regulares, desde cadeiras de rodas convencionais, até cadeiras de rodas esportivas e elétricas.

Na área médica, por regras gerais, as mais conhecidas e mais utilizadas são as cadeiras de rodas convencionais e elétricas, pois são perfeitas para o uso diário e permitem que os usuários se movimentem normalmente em sua rotina diária, enquanto existem outras variações, mas são para casos específicos.

Cadeira de rodas convencional. Esta é uma cadeira de rodas padrão, geralmente composta de quatro rodas, duas rodas traseiras grandes e duas rodas dianteiras ligeiramente menores. Eles proporcionam autonomia ao paciente, já que ele pode empurrar as rodas traseiras com as mãos, no entanto, isto pode ser uma limitação em alguns casos. Geralmente, seria necessário um acompanhante para ajudar a empurrar a cadeira sob circunstâncias específicas, como inclinações muito íngremes, já que, caso contrário, isto significaria um grande esforço físico para o usuário em questão.

Cadeiras de rodas elétricas: São geralmente compostas de três ou mais rodas, que são acionadas por um motor elétrico que pode ser controlado a partir de um controle no apoio do braço, geralmente um joystick para controlar o movimento e outro centro de controle para ajustar a velocidade ou outros complementos, como luzes ou uma buzina.

Estas cadeiras permitem total autonomia ao paciente, já que não necessariamente requerem um acompanhante na maioria dos casos, e o paciente poderia se mover livremente durante sua rotina diária e sem fazer esforços físicos excessivos para poder se movimentar.

Cadeira de rodas convencional Cadeira de rodas elétrica
Autonomy Mediuma Total
Peso em torno de 15kg Até 60kg
Fonte de alimentação Sem necessidade de tirador elétrico Batería

Que outros tipos de cadeiras de rodas existem?

Assim como existe um mar de opções ao escolher uma cadeira de rodas devido à imensa quantidade de recursos que podem ser alterados em cada uma delas, também podemos obter diferentes tipos de cadeiras de rodas, já que os usuários podem ter diferentes usos dependendo de suas atividades diárias.

Cadeira convencional: Precisamente esta é a mais comum de todas, uma cadeira com três ou mais rodas que se move graças ao empurrão, pode ser de terceiros, se for uma cadeira de transferência ou autopropulsada, o que dá maior autonomia ao usuário permitindo que ele se movimente sozinho.

Cadeira de esporte: Se na sua vida diária é comum praticar exercícios ou esportes como basquete, vôlei, rúgbi, atletismo e até mesmo dança, é possível continuar fazendo estas atividades normalmente graças à cadeira ideal, estas são mais leves e são projetadas especificamente para altas velocidades e curvas apertadas.

Cadeira de freio de mão: É um triciclo que pode ser impulsionado com as mãos, tem uma forma bastante peculiar e longe da imagem da cadeira convencional, pois é alongada, semelhante a um pequeno carro que é capaz de se mover graças aos pedais localizados na parte da frente na altura dos braços.

As cadeiras de rodas são projetadas especificamente para eliminar qualquer limitação causada por acidentes ou ferimentos físicos, pois permitem a livre mobilidade por autonomia própria. (Foto: Pexels / Pixabay.com)

Quanto custa uma cadeira de rodas?

O custo das cadeiras de rodas depende dos diferentes fatores que as caracterizam, pois variam de acordo com seu tipo, suporte e outros critérios a serem levados em conta, bem como seu preço, já que no mercado podemos obter desde as cadeiras de rodas mais baratas e simples, até as mais caras e luxuosas.

Você sabia que... Os primeiros registros de cadeiras de rodas na história datam do século VI a.C.?

Critérios de compra: fatores que permitem comparar e qualificar os diferentes modelos de cadeiras de rodas

Cadeiras de rodas têm grande diversidade de tipos, modelos e muito mais. Há características antropológicas do usuário que devem ser levadas em conta para que a cadeira de rodas seja verdadeiramente ideal para o uso diário, pois é um produto para uso diário e, portanto, deve ser extremamente confortável e ergonômico para atividades comuns.

Circunstâncias de uso

Levar em conta o uso da cadeira de rodas é realmente necessário, pois isso afeta todas as outras características que irão consolidar sua cadeira de rodas ideal, isso porque cada cadeira de rodas se adapta aos diferentes fatores antropológicos dos usuários, ou seja, sua morfologia, suas atividades e seu ambiente em geral.

Por exemplo, não é o mesmo tipo de material que uma cadeira deve ser feito para uma pessoa ativa que vive em uma área rural, onde a cadeira deve ser mais resistente a se mover do que para uma pessoa sedentária em um ambiente urbano, pois ela só precisa de conforto e não precisaria se mover longas distâncias.

Utilitário

As cadeiras de rodas têm utilidades diferentes, dependendo do caso de uso. Elas podem ser usadas para lesões menores, onde o uso permanente da cadeira de rodas não é necessário, para o transporte ou para uso permanente e diário.

Uso temporário: Em alguns casos a lesão é suficientemente pequena para que o uso permanente da cadeira de rodas não seja necessário e, nessas ocasiões, é melhor usar uma cadeira de rodas convencional e barata, pois seria mais saudável voltar à sua rotina uma vez que você tenha sarado e não precise mais da cadeira de rodas.

Uso hospitalar: Geralmente são usados para transportar pacientes de uma parte do hospital para outra, ou da ambulância. Também para a mobilização de pacientes que não podem se mover por conta própria. Não é necessário ter autopropulsão ou maior conforto, já que seu uso é geralmente bastante breve.

Uso diário: Em alguns casos, devido à perda total de mobilidade em alguns membros, é necessário usar a cadeira de rodas permanentemente. Nestes casos, uma cadeira de rodas realmente confortável é recomendada e, se possível, elétrica, pois proporcionaria maior autonomia ao paciente e tornaria o dia-a-dia mais agradável.

Materiais de fabricação

Ao escolher a cadeira de rodas ideal para o seu caso, você deve levar em conta os materiais de fabricação, principalmente para que eles se adaptem ao clima ao qual você está exposto. Se você vive em uma área com alta umidade, é aconselhável que a cadeira seja feita de materiais que não enferrujam.

O alumínio é um material resistente à umidade e muito mais leve que outros, o que dá múltiplas vantagens à cadeira se esta for a escolha.

O aço é o material mais usado na construção destas cadeiras, enferruja facilmente e é muito mais pesado, mas também mais barato.

Titânio ou carbono, seus preços são geralmente muito mais altos devido aos benefícios que apresentam, mas são materiais raros. O material do assento e do encosto também é de extrema importância, pois devemos nos certificar de que seja confortável, resistente e durável. Ela deve se ajustar ao tamanho e também ao clima a que você está exposto, para maior durabilidade e conforto.

Tamanho

As dimensões da cadeira de rodas são um fator chave na escolha de sua nova compra, pois diferentes aspectos morfológicos do usuário devem ser levados em consideração, caso contrário, ela estaria subtraindo conforto em seu uso, já que no corpo humano há variações de tamanhos e tamanhos.

O mais recomendado é tomar as medidas do usuário nas costas e nos quadris, e que a cadeira tenha pelo menos dois centímetros a mais do que estas em cada lado.

É realmente necessário levar esta característica em consideração, já que cadeiras de rodas de tamanhos genéricos podem afetar pessoas com morfologia espessa, por exemplo.

Peso

É ideal levar em consideração o peso da cadeira que queremos comprar, principalmente porque na maioria dos casos esta ferramenta deve ser leve e muito fácil de transportar.

Quanto mais leve, mais conforto e autonomia o usuário poderia desfrutar, pois seria mais fácil de mover e mais simples levantar e guardar em um carro.

Conforto

As cadeiras de rodas são objetos essenciais e cotidianos em muitos casos, então é realmente importante se preocupar com o conforto que elas podem proporcionar, pois um assento desconfortável ou o encosto errado podem arruinar nosso dia, quando realmente queremos melhorá-lo.

Portanto, certifique-se de que sua cadeira de rodas ideal tenha um assento macio, almofadado e confortável, que o encosto seja realmente agradável para suas costas, que as dimensões se ajustem às suas necessidades e que o material seja adequado ao clima a que você está exposto.

O ideal é escolher a cadeira de rodas mais confortável possível para você, pois ela será uma grande companheira que lhe dará a autonomia para cuidar do seu dia a dia como você sempre fez. (Foto: 27707 / Pixabay.Com)

Autonomia

O mais importante sobre uma cadeira de rodas é que ela permite que você seja totalmente autônomo, e há várias características a serem levadas em conta para garantir que este seja o caso, pois há cadeiras de rodas que são apenas para transporte, e estas dependem de ajuda externa para empurrá-las, o que tira a autonomia que elas devem proporcionar.

Certifique-se de que a cadeira de rodas que você vai comprar permite a autopropulsão, ou seja, que o usuário possa se mover sem a ajuda de terceiros para empurrá-lo, simplesmente movendo as rodas maiores com as mãos, claro que isso depende do caso de uso.

Acessórios adicionais

As cadeiras de rodas podem ter acessórios adicionais que agregam valor à estética, ao uso e à autonomia destes. Desde os acessórios mais básicos e baratos, até os mais luxuosos e caros que podemos encontrar no mercado, mas eles são sempre úteis e agregam valor.

Acessórios práticos: No mercado podemos obter acessórios realmente práticos que facilitam o dia-a-dia com uma cadeira de rodas, por exemplo, bolsas que são colocadas nos apoios de braços, na frente ou na frente da cadeira, assim como alguns acessórios que ajudam a converter uma cadeira convencional, em uma cadeira elétrica.

Acessórios estéticos: No caso de cadeiras de rodas elétricas, podemos obter luzes ou buzinas para facilitar o trânsito em áreas comuns, também ideal para evitar imprevistos no caso de uma saída noturna.

(Foto em destaque: Fabio Formaggio/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas