Imagem mostra uma caixa de gordura aberta.
Ultima atualização: 27 de maio de 2020

Como escolhemos

10Produtos analisados

16Horas investidas

4Estudos avaliados

58Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Se você está construindo ou reformando uma casa ou um estabelecimento comercial, sabe que é importante instalar uma caixa de gordura de muita qualidade. Nesse artigo, nós te ensinaremos tudo o que é necessário para fazer a melhor escolha possível!

A caixa de gordura recebe todos os resíduos que vêm da cozinha e impede que eles danifiquem a tubulação da construção ou caiam na rede de esgoto. Ela é obrigatória em quase todos os estados brasileiros e traz benefícios para você e para o meio ambiente. É hora de saber muito mais sobre esse importante acessório.




Primeiro, o mais importante

  • Ter uma boa caixa de gordura instalada é fundamental para qualquer construção que conte com uma cozinha. Tanto as pessoas, como o meio ambiente são beneficiados por ela.
  • É preciso prestar atenção em especificações como tamanho e material da caixa de gordura. Elas precisam ser compatíveis com a atividade exercida pela cozinha.
  • Uma caixa de gordura deve receber manutenção a cada seis meses. Se você não deseja ter maiores problemas no futuro, siga à risca essa recomendação.

Você também pode gostar:

As melhores caixas de gordura: Nossas recomendações

Não há como fugir de ter uma boa caixa de gordura. Felizmente, são muitos os modelos de alto nível disponíveis no mercado brasileiro. Nós avaliamos vários deles e te apresentamos a seguir os que mais nos impressionaram!

Uma caixa de gordura da mais alta qualidade

A Tigre é uma das principais fabricantes de caixas de gordura e o DN100 é um de seus modelos mais recomendados: De fácil instalação, é totalmente seguro para impedir vazamentos e suporta temperaturas de até 45º C. Todo fabricado em PVC, é indicado principalmente para o uso residencial.

O melhor custo-benefício

Com capacidade para 25 litros, essa caixa de gordura da ARBO é uma excelente opção para residências de pequeno e médio porte. Ela é fabricada em PVC e armazena com grande segurança todos os resíduos de cozinha. A tampa é de fácil abertura e permite tranquilidade na limpeza periódica.

Para quem quer uma caixa de gordura premium

A caixa de gordura premium da Metasul é uma excelente opção para quem deseja segurança especial no descarte de seus resíduos. Ela tem três entradas diferentes, capacidade total para 20 litros e é feita em polipropileno. É totalmente correta ecologicamente além de evitar entupimentos na residência.

Guia de compra

É hora de aprender a real importância das caixas de gordura, saber diferenciar tipos e modelos e entender porque elas são obrigatórias na tubulação de qualquer cozinha.

Chegamos ao nosso guia de compra, o setor do artigo onde as suas dúvidas são realmente respondidas!

Imagem mostra um homem mexendo na torneira de uma pia de cozinha.

Toda cozinha precisa ser ligada a uma boa caixa de gordura. (Fonte: fran1/ Pixabay.com)

O que é uma caixa de gordura e para que ela serve?

Em uma cozinha, muitos resíduos como pedaços de alimentos, gordura, detergente e outros restos caem diariamente pelo ralo da pia ou por aparelhos como máquinas de lavar louça. Se eles se encontram com a tubulação dos demais cômodos, o resultado é péssimo.

Lava-louças aberta repleta de louças limpas após lavagem.

27 de fevereiro de 2020

Resíduos como esses precisam estar sempre em separado para que não haja contaminação, mau cheiro e danos tanto para a tubulação, como para o meio ambiente. É por isso que sempre deve ser instalada sob a pia, durante a construção, uma caixa de gordura.

Os elementos despejados na pia chegam à caixa de gordura via um tubo de queda. Ela é totalmente fechada e armazena por um tempo considerável o que recebe, porém, precisa de manutenções e limpezas frequentes para ter sempre o seu mais perfeito funcionamento.

A instalação das caixas de gordura é obrigatória em quaisquer edificações que contem com cozinhas de acordo com a legislação da maioria dos estados e cidades do Brasil.

foco

Você sabia que não é possível ter caixa de gordura em pavimentos que não são os mais baixos de cada edificação? Em prédios, por exemplo, ela deve ser instalada no térreo, com grande capacidade, e receber via longos tubos de queda os resíduos de cada um dos apartamentos.

A Norma Reguladora número 8160 versa sobre sistemas prediais de esgoto sanitário e oferece todas as informações necessárias para a instalação e disposição de caixas de gordura.

Onde é preciso instalar uma caixa de gordura?

Sempre que houver uma edificação com uma cozinha ou uma pia que receba resíduos gordurosos, será necessária também a presença de uma caixa de gordura.

Em residências simples, caixas pequenas e baratas podem ser instaladas.

Isso se aplica, é claro, a residências simples, onde caixas pequenas e baratas podem ser instaladas, e a condomínios de prédios, que precisam de modelos mais complexos e avantajados, já que podem receber resíduos de diversas fontes.

Bares e restaurantes, que produzem grandes quantidades de resíduos, também exigem caixas de gordura com funcionamentos complexos. Outros estabelecimentos comerciais que têm apenas funcionamento eventual da cozinha podem optar por modelos similares aos residenciais.

As caixas maiores e mais completas devem ser instaladas onde há cozinhas industriais de grande porte, que servem para produzir quantidades enormes de alimentos, como fábricas, escolas e universidades.

Quais as vantagens de ter uma caixa de gordura?

A instalação de caixa de gordura é obrigatória na maioria das vezes, mas ainda assim vamos relatar todas as suas vantagens e mostrar os porquês dela ser tão importante.

Quando despejados na tubulação comum, os resíduos de cozinha causam uma série de problemas. Entupimentos são bastante frequentes, mas o mau cheiro e a corrosão dos canos também têm grande potencial para gerar incômodos.

O escoamento da água da pia se torna mais lento sem a caixa, já que ele precisa passar por canos repletos de gordura. Os problemas podem atingir a superfície e levar a enormes prejuízos financeiros.

Como são limpas de maneira especializada, as caixas de gordura impedem que os resíduos de cozinha se juntem aos materiais da tubulação comum e sejam despejados na rede de esgoto. Como tais elementos costumam ser prejudiciais para o meio ambiente, também há um claro benefício ao planeta.

As únicas desvantagens de caixas de gordura são a instalação e a manutenção, que podem ser complicadas.

Preparamos uma tabela com as principais vantagens e desvantagens de contar com uma boa caixa de gordura:

Vantagens
  • Evita entupimentos e mau cheiro na tubulação
  • Faz com que os gastos de manutenção sejam reduzidos
  • Melhora a agilidade em tarefas como lavar a louça
  • Aumenta a durabilidade do sistema hidráulico
  • Traz claros benefícios ao meio ambiente
Desvantagens
  • Precisa de mão de obra especializada para instalação
  • Requer manutenção e limpeza constante

Qual o tamanho correto de uma caixa de gordura?

Como há cozinhas de tamanhos muito diferentes, caixas de gordura também precisam variar em proporção. Não adianta querer instalar um modelo pequeno, indicado para uso residencial, em um local onde são produzidas centenas de refeições todos os dias.

Existem duas características principais que são importantes para a escolha do tamanho da caixa de gordura. A primeira é a quantidade de cozinhas que irão desembocar nelas, número que é bastante alto em um prédio, e a segunda é o tamanho e a produção de cada uma dessas cozinhas.

Para uma residência comum, uma caixa de gordura acima de 18 litros de capacidade já será suficiente. Porém, você encontrará à venda modelos que podem chegar a até 150 litros. Obviamente, esses são indicados para locais que produzem resíduos em proporções muito maiores.

Veja na tabela abaixo os tipos de cozinhas e as medidas esperadas de caixas de gordura:

Tipo de cozinha Capacidade recomendada
Cozinha residencial simples A partir de 18 L
Até duas cozinhas simples, cozinhas de pequenos bares ou restaurantes A partir de 31 L
Até doze cozinhas simples, cozinhas de bares e restaurantes grandes, hotéis, escolas e outros estabelecimentos A partir de 120 L
Acima de doze cozinhas simples (em prédios residenciais, por exemplo), cozinhas industriais de grande porte A partir de 150 L

Como limpar uma caixa de gordura?

A limpeza de uma caixa de gordura deve ser feita de maneira periódica. Você pode tentar realizar essa manutenção na sua casa ou estabelecimento ou seguir a opção mais recomendada, que é procurar por ajuda especializada.

Para caixas de gordura residenciais, a recomendação é para que a limpeza seja feita a cada seis meses. Em modelos de alvenaria, a película com resíduos que se forma nas paredes deve ser totalmente retirada. Para isso, é recomendado que se use ferramentas como lavadoras de alta pressão.

Limpar caixas de gordura de PVC é muito mais fácil. Para te mostrar como proceder, selecionamos um vídeo da Tigre, uma das principais empresas do ramo:

Quanto custa e onde comprar uma caixa de gordura?

Caixas de gordura para uso residencial têm seus preços variando entre R$ 50 e R$ 200. Mesmo os modelos mais baratos já podem ser de boa qualidade. Se você precisa de mais capacidade, porém, pode ser obrigado a desembolsar algo próximo de R$ 1.200.

Lojas especializadas em materiais de construção costumam ter ótimos modelos de caixas de gordura. Outra opção é a compra pela internet. Recomendamos principalmente a Amazon brasileira, mas não deixe de conferir o que Amazon internacional e Mercado Livre têm a oferecer.

Critérios de compra: O que levar em conta ao escolher uma caixa de gordura

Você já sabe que precisa de uma caixa de gordura e qual é o tamanho ideal para ela. Mas como diferenciar entre tantos modelos disponíveis? Chegou a hora de discutirmos cinco importantes critérios técnicos:

Abaixo vamos te explicar detalhadamente cada um desses tópicos.

Material

Existem duas possibilidades principais para caixas de gordura: Elas podem ser construídas em alvenaria e terem as laterais revestidas com argamassa, ou podem ser compradas prontas em materiais como PVC e polipropileno.

As primeiras são melhores para obras mais complexas e para lugares maiores, já que podem já ser construídas pensando em uma capacidade alta. As segundas têm como vantagens a facilidade de limpeza, a instalação e o fato de serem mais baratas.

Caso você esteja construindo uma casa ou precise trocar a sua caixa de gordura, recomendamos um modelo de PVC ou, melhor ainda, de polipropileno, um material que ajuda a tornar o acessório ainda mais ecológico.

Imagem mostra uma caixa de gordura construída em concreto aberta.

A limpeza de caixas de gordura construídas é mais difícil. (Fonte: benaung/ 123rf.com)

Facilidade de instalação

Quando falamos em caixas de gordura de tamanho pequeno ou médio, a instalação não é complicada. Ela apenas será colocada no lugar dela e, em seguida, conectada aos devidos tubos e canos que farão com que os resíduos sejam corretamente despejados.

Para trocar uma caixa de gordura já instalada, escolha o tamanho correto.

Caso esteja comprando uma caixa de gordura para trocar uma mais antiga, é preciso prestar atenção no tamanho e nas dimensões. A instalação pode ser quase impossível sem seguir atentamente esse detalhe.

Caixas de alvenaria precisam ser construídas, o que significa um trabalho muito maior. De uma forma ou de outra, para fazer as conexões com a tubulação talvez seja sempre uma boa ideia contar com ajuda especializada.

Facilidade de limpeza

Como já mencionamos, você precisará fazer a limpeza de sua caixa de gordura a cada seis meses. A tarefa será bem mais tranquila caso você tenha um modelo de fácil manutenção.

Para residências, voltamos a recomendar os modelos de PVC ou polipropileno, também mais vantajosos nesse aspecto. Quando há caixas de alvenaria, é praticamente certo que será preciso contar com ajuda profissional para efetuar a limpeza.

Confira nas especificações da caixa como deve ser realizada a limpeza e observe se conta com todas as ferramentas necessárias e se pode fazê-la sozinho. Isso terá um efeito positivo no seu bolso, já que ninguém será pago para limpar o acessório.

Tampa

Todas as caixas de gordura têm tampas que devem fechar de maneira totalmente segura, impedindo qualquer tipo de vazamento de conteúdo ou de odor. Verifique como é feita a vedação e se você se sente seguro o bastante com o que o modelo escolhido tem a oferecer nesse aspecto.

Outra questão importante é a facilidade de abertura, item que se relaciona diretamente com o que acabamos de falar sobre a limpeza: Quanto mais acessível for a abertura, maiores são as chances de que você possa executar a manutenção sozinho.

Temperatura suportada

É comum que a cozinha produza líquidos ou resíduos em altas temperaturas e eventualmente eles podem ser despejados na pia por desatenção ou acidente. Fique atento: Isso pode danificar a sua caixa de gordura.

Cada modelo de caixa de gordura tem a sua temperatura máxima suportada, que costuma variar entre 45 e 55 graus celsius. Você deve saber bem qual é esse número e tomar cuidado para não despejar nada acima disso pela pia, evitando assim problemas e manutenções desnecessárias no acessório.

(Fonte da imagem destacada: Panupat Ratanawechtrakul/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

César Ferreira Formado em Engenharia Industrial
César é apaixonado por carros. Talvez tenha sido essa paixão que o levou a, desde pequeno, querer entender como as coisas funcionam. Essa curiosidade, por sua vez, lhe fez cursar Engenharia Industrial. Hoje, ele presta consultoria para pequenas e médias empresas e, nas horas vagas, deixa seu carro - e o de seus amigos - cada vez mais tecnológicos e especiais.
Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.