Hoje, na ReviewBox Brasil, vamos falar sobre as melhores opções de caixa de som automotivo e como escolher o modelo mais adequado para você. Elas são a parte mais importante do sistema de som do seu carro – e as responsáveis por fazer um som com volume alto sem distorções.

Mas afinal, o que observar nas caixas de som antes de escolher um modelo? Iremos explicar com palavras simples como entender os detalhes técnicos mais importantes.

Para isso, siga lendo este artigo. Reunimos aqui todas as informações importantes sobre esse produto. Você aprenderá sobre os melhores modelos, preços, onde encontrar e também quais os fatores que deve analisar antes de finalizar a compra.

Primeiro o mais importante

  • A caixa, para produzir um bom som, precisa estar adequada as demais partes do sistema.
  • De um modo geral, quanto maior o tamanho da caixa de som automotivo, mais potente ela tende a ser. Mas nem sempre essa regra funciona, por isso é importante olhar as especificações técnicas do produto.
  • Se você escolher uma caixa de som mais potente, pode ser necessário usar um amplificador ou uma bateria dedicada somente ao sistema de som.

Você também pode gostar:

Ranking: As 4 melhores caixas de som automotivo

Uma caixa de som automotivo precisa ser de qualidade para que não estrale e o som saia limpo. Escolher pelo melhor modelo sem conhecer detalhes técnicos pode não ser a tarefa mais fácil.

Pensando nisso fizemos uma seleção das 4 melhores caixas de som do mercado para você. Confira no ranking abaixo:

1º – Hinor Box Trio App Aluminium

Este produto é bastante completo pois, além dos alto-falantes de boa potência, inclui o amplificador e o próprio rádio. Esta caixa tem entrada USB, aceita cartões SD, tem rádio FM e Bluetooth. E ela ainda pode ser controlada pelo aplicativo Android.

Para maior qualidade de som, possui vários elementos: 2 alto-falantes de 12 polegadas, driver e super tweeter. Sua potência é de 3.300 Watts.

2º – Corzus CXT300

Esta caixa de som já inclui módulo amplificador. Sua potência total é de 300 Watts RMS. Seu subwoofer é de 12 polegadas e tem potência de 200 Watts RMS.

Promete boa qualidade de áudio, tendo ampla faixa de frequência e baixos valores de distorção. Além disso, tem filtro subsônico, o que evita a oscilação exagerada do subwoofer sem comprometer a potência dos sons graves.

3º – Hinor Active Box Universal

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Esta é uma opção de caixa de som menor, com potência que pode ser considerada intermediária (200 Watts RMS) e alto-falantes de 8 polegadas. Assim como os modelos anteriores, também possui amplificador.

Pesa pouco mais de 8kg e ela foi desenvolvida para que caiba no porta-malas da maioria dos carros de passeio.

4º – Bomber Slim

Esta caixa de som não possui amplificador, sendo apenas uma caixa passiva. Seu alto-falante tem 8 polegadas e sua potência é de 200 W RMS.

Seu diferencial em relação aos demais modelos são as dimensões reduzidas, especialmente a sua profundidade, que é de apenas 8,8cm. Isso permite a instalação da caixa mesmo quando espaço for limitado.

Guia de Compra

Para quem gosta de ouvir música em alto volume no carro, é essencial investir em uma caixa de som automotivo de qualidade. Nada pior do que estralar o som quando o volume alcança o limite máximo. Mas como garantir que isso não aconteça?

Siga lendo esse Guia de compra e aprenda a escolher uma caixa de som considerando suas especificações técnicas.

Meninas ouvindo música e dançando no carro.

Para ouvir som em alto volume no carro sem ruídos é necessário investir em uma caixa de som automotivo de qualidade. (Fonte: langstrup / 123RF)

Quais as vantagens de uma boa caixa de som automotivo?

A caixa de som automotivo é o que vai permitir que você aumente o volume e mantenha a qualidade de som para curtir com seus amigos, seja dentro do carro ou até mesmo para animar uma festa.

A grande vantagem de investir em um equipamento de qualidade é a fidelidade do som, podendo ouvir a música sem ruídos, mesmo chegando ao volume máximo. Afinal, ninguém merece a música estralando no ouvido.

Um sistema de som automotivo básico costuma estar focado apenas em ter um som razoável para os passageiros dos bancos da frente.

Alto-falante instalado na porta frontal de um carro.

O sistema de som básico de um carro geralmente está focado nos passageiros do banco da frente. (Fonte: Jan2575 / Pixabay)

Agora, se você desejar um bom som potente e com boa fidelidade nos bancos traseiros ou no exterior do seu carro, será necessário adquirir boas caixas de som. Elas são o elemento chave para que isso aconteça.

Com isso, você terá qualidade de som tanto para curtir o som alto dentro do carro quanto para animar suas festas. O preço pode ser caro, mas também são produtos com alta durabilidade.

De qualquer forma, elas não trabalham sozinhas, e essa pode ser uma das desvantagens do produto. Dependendo do caso, poderão precisar, por exemplo, de um amplificador para aumentar a potência da saída do seu rádio.

Em alguns casos, também é necessário utilizar uma bateria auxiliar pois a bateria do seu carro pode não ter potência suficiente.

Vantagens
  • Som de qualidade em alto volume
  • Servem para curtir no interior do carro e também para animar uma festa
  • Possuem alta durabilidade
Desvantagens
  • Não trabalham sozinhas, necessitando de outros equipamentos
  • Podem ser bem caras

Quanto custa?

Caixas de som automotivo têm uma ampla faixa de preços que cabem em todos os bolsos. É possível encontrar opções com preços inferiores a R$100. Já as opções de caixas mais potentes podem custar em torno de R$2.000.

De um modo geral, quanto maior o tamanho de uma caixa de som, maior será o seu preço e maior será a sua potência e qualidade do som.

Onde comprar?

Lojas especializadas em instalação de som automotivo costumam ter caixas de som para venda. Em lojas físicas existem uma limitação para achar o produto.

Você pode encontrar caixas de som em diversos sites. Além do conforto de poder comprar na sua casa, costuma ser possível encontrar uma grande variedade e também as melhores ofertas. Você pode encontrar na Amazon, MercadoLivre, Walmart, entre outros.

Critério de compra: Fatores para comparar os modelos de caixa de som automotivo

Antes de finalizar sua compra, precisamos listar os pontos que você precisa levar em conta para tomar sua decisão. Considerando os fatores abaixo, você saberá escolher qual é a caixa de som automotivo certa para você:

  • Tamanho
  • Potência
  • Impedância
  • Número de elementos
  • Faixa de frequência
  • Material da caixa
  • Sintonia

Abaixo, vamos falar de cada item detalhadamente.

Tamanho

O volume da caixa de som (também chamado de “litragem”, já que costuma ser dado em litros) é provavelmente o fator mais importante para levar em conta. Quanto maior o volume, melhor será a sua caixa de som.

As caixas de som mais potentes costumam ser maiores já que não há nenhuma tecnologia que possa reproduzir uma música com alta potência, boa fidelidade e que tenha tamanho reduzido.

De um modo geral, para uma caixa de som automotivo, tamanho é documento.

Caso o modelo que você estiver interessado não informe o volume, você pode calculá-lo de forma fácil. Isso é feito utilizando as medidas da caixa de som, que geralmente são fornecidas nas descrições do produto.

Para entender como calcular o volume, principalmente para as caixas com formatos mais complicados, não deixe de ver o vídeo do canal Dicas Exatas:

Potência

A potência de caixas de som costuma ser medidas de duas formas: PMPO e RMS. As duas medidas são sempre dadas em Watts. A dica é: sempre observe a potência RMS.

A potência RMS é, a grosso modo, a média da potência que a caixa de som automotivo pode reproduzir. Quando for comparar as caixas de som, não leve em conta quantos Watts PMPO elas têm, apenas RMS.

Um fator importante é o número de Watts do subwoofer. Este é o elemento que reproduz os sons mais graves e fará você sentir o ritmo e a batida da música. De um modo geral, ele sempre terá a maior potência.

Se você utilizar caixas de som mais potentes, o seu rádio pode não ter potência suficiente. Neste caso você precisará utilizar um amplificador para aproveitar ao máximo sua caixa de som.

Som automotivo instalado no painel de um carro.

Se a sua caixa de som for muito potente, o seu rádio pode não ser amplificado o suficiente para alimentá-la. Neste caso pode ser necessário utilizar um amplificador. (Fonte: Markusspiske / Pixabay)

Impedância

A impedância é uma medida de quanto a caixa de som aceita a potência entregue a ela. Quanto menor a impedância, mais corrente elétrica será usada pela caixa para produzir o som.

O que importa para a escolha da impedância não é escolher um valor baixo ou alto, e sim um valor que seja similar ao restante do seu sistema (rádio, amplificador, demais caixas, etc).

Se for possível, o ideal é que todo o sistema tenha a mesma impedância. Não há necessidade que os valores sejam exatamente iguais. De um modo geral, basta que sejam similares.

Se o valor da impedância de sua caixa de som for muito diferente da impedância do seu rádio ou do amplificador, sua caixa de som pode acabar trabalhando com correntes elétricas acima do desejado.

O resultado pode ser distorções no som e até mesmo o desligamento da caixa por algum dispositivo de segurança. Valores comuns de impedância são 6 e 8 Ohms, elas trabalham bem umas com as outras. Você precisará evitar situações como ter parte do seu sistema em 4 Ohms e o restante em 29 Ohms.

Número de elementos

Nas caixas de som mais simples, todos os tipos de sons – desde os mais agudos até os mais graves – são emitidos por um único alto-falante. Estas caixas de som são ditas de elemento único. Elas são baratas e ocupam pouco espaço.

Já as caixas mais elaboradas e caras têm alto-falantes separados para diferentes tipos de som. Para sons agudos, elas costumam ter os tweeters, para os sons mais graves, há alto-falantes maiores, conhecidos como subwoofers.

A vantagem das caixas de som com maior número de elementos é a maior fidelidade do som e também a possibilidade de ter maior potência. A desvantagem é o preço e o tamanho, que aumentam.

Faixa de frequência

Quanto maior a faixa de frequência de uma caixa de som, maior a variedade de sons graves e agudos que a sua caixa de som poderá reproduzir.

Os sons graves têm frequências mais baixas, geralmente de 40 ou 50 Hertz (Hz). Já os sons agudos têm a frequência mais alta, dada em milhares de Hz (ou quilohertz, abreviada como kHz).

Uma faixa típica de frequência está entre 20 Hz e 20 kHz. Quanto maior a faixa, melhor será o som reproduzido.

Sons agudos Sons graves
Frequência Baixa Alta
Hertz 20 a 40 Hz 20 kHz (20.000 Hz)
Tipo Tweeter Subwoofer
Alto-falante Pequeno Grande

De qualquer forma, a frequência nunca pode ser levada em consideração sozinha, já que há diversos outros fatores técnicos para determinar a qualidade do som. Leve em conta a faixa de frequência somente em caixas de som que tiverem as demais características similares, como um critério de desempate na escolha do seu modelo.

Material da caixa

As melhores caixas de som costumam ser feitas em madeira e não em materiais plásticos. De um modo geral, é mais comum que seja utilizado o material chamado MDF, que é uma espécie de aglomerado de madeira, utilizado em móveis de boa qualidade.

Verifique também os acabamentos do produto. Isso também determina a durabilidade da sua caixa de som automotivo.

Sintonia

É um número que indica o equilíbrio entre os sons graves e agudos que a caixa de som tem. Ele é dado em Hertz. Este número não indica que o modelo seja melhor nem pior, serve apenas para que você possa ter mais escolhas da equalização da sua caixa de som automotivo.

Quanto menor o número, mais focado em sons graves a caixa de som será. Um exemplo de valor baixo é 40 Hz. Já nas caixas focadas em mais agudos, o valor estará próximo de 60 Hz.

(Fonte da imagem destacada: Bru-no / Pixabay)

Avalie este artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
21 Voto(s), Média: 4,50 de 5
Loading...
Avatar

Publicado por REVIEWBOX