Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre um item que é útil no dia a dia de muitas pessoas: a calculadora científica, mais utilizada para as áreas de ciências, engenharias e matemáticas, pois possuem diversas funções que auxiliam em diferentes tipos de cálculos.

O guia a seguir foi escrito para que você saiba quais são as melhores calculadoras científicas e qual é o modelo que mais se adequa ao seu caso. Siga lendo e saiba como escolher a sua!

Primeiro, o mais importante

  • Uma das vantagens das calculadoras científicas é que elas são muitos ágeis para resolver cálculos complexos.
  • Uma calculadora gráfica sempre é científica, já a lógica contrária não se aplica.
    Os preços das calculadoras científicas listadas abaixo ficam entre R$ 50 e R$ 500.
  • Explicaremos detalhadamente cada uma dessas importantes características das calculadoras científicas: funções, visor, bateria, design, memória, planilhas, tamanho, resistência, menu, manual e integração com dispositivos.

Você também pode gostar:

Ranking: As 7 melhores calculadoras científicas

Precisando fazer cálculos complicados na faculdade ou no trabalho? Então uma calculadora científica será muito útil para você. Abaixo, selecionamos sete modelos que com certeza vão facilitar sua vida na hora daquelas contas que parecem ter sido feitas para ficar sem solução. Escolha a sua com base nas suas necessidades!

1° – Calculadora Científica Programável HP

Essa calculadora tem funções de matemática avançada, totalizando cerca de 100 funções integradas, o que é muito útil para estudantes e profissionais das áreas das ciências e exatas.

Além disso, possui um grande visor com duas linhas de cálculos, o que facilita muito a visualização de qualquer função, e pode ser utilizada para a resolução de cálculos estatísticos com uma ou duas variáveis.

2° – Calculadora Científica Casio Classwiz

Essa calculadora é excelente, pois faz os cálculos de maneira rápida, já que possui um processador mais rápido que o modelo anterior, e possui um QR code que permite disponibilizar gráficos no seu celular.

Também possui uma excelente memória, que permite com que você veja todas as variáveis salvas de uma única vez, e um visor LCD com melhor resolução que os modelos anteriores.

3° – Calculadora Científica HP 300s

Essa calculadora possui 315 funções embutidas, dentre elas funções estatísticas como permutação, combinação, análise de regressão, e funções matemáticas como simplificações, conversões métricas, etc.

O visor LCD em 4 linhas é muito útil para exibir as funções, e o design sofisticado permite que o usuário trabalhe em condições de pouca luz.

4° – Calculadora Científica Procalc SC991

A calculadora Procalc SC 991 pode realizar cálculos de até 403 funções diferentes e possui um visor LCD que proporciona uma visualização excelente dos números.

Ela pode realizar operações matriciais, cálculo integral, cálculos complexos, diferenciais, dentre muitos outros. Seu processador ajuda para que os cálculos sejam feitos rapidamente.

5° – Calculadora Científica Casio

Essa calculadora possui 417 funções, o que faz com que seja uma das mais completas do mercado atualmente. Ela é duplamente alimentada, via luz solar e bateria, o que é excelente para quando a bateria é insuficiente.

Além disso, também é muito fácil de usar e é leve, para que seja possível levá-la para todos os lados. O visor de 4 linhas e com dígitos grandes é ótimo para que o usuário tenha maior facilidade na utilização do equipamento.

6° – Calculadora Científica SC500-401

Essa calculadora científica possui 401 funções e é ideal para usuários de todas as áreas, pois é fácil de utilizar e rápida em seus cálculos.

Dentre seus recursos especiais estão a função Solve, cálculos com vetores, cálculos com matrizes, cálculos estatísticos, conversões métricas, regressões lineares, frações, dentre muitos outros.

7° – Calculadora Científica Tilibra

Essa calculadora científica possui o melhor custo benefício dentre todas, e pode realizar diversos cálculos complexos como fatoriais, estatísticos e logaritmos, sendo ideal para universitários e para uso no trabalho.

É muito resistente e possui um visor de 2 linhas que facilita a visualização das fórmulas.

Guia de Compra

Seja na escola, na universidade ou no mercado de trabalho, muitas pessoas precisam lidar com cálculos complicados no dia a dia. Essas pessoas sabem bem a resposta daquela pergunta clássica da aula de matemática: onde eu vou usar isso, professor?

Se você se encaixa nesse grupo e precisa de uma calculadora científica, nosso Guia de Compra trará as informações necessárias para que você escolha o modelo ideal.

engenheiro civil escrevendo projetos

A engenharia civil é uma das áreas que utiliza muito a calculadora científica. (Fonte: rawpixel / Unsplash)

O que são as calculadoras científicas e quais são as suas vantagens?

As calculadoras científicas são um excelente instrumento para quem precisa realizar cálculos avançados no colégio, na faculdade ou na vida profissional. Mas cuide, pois muitas delas não são permitidas em provas.

Muitas pessoas acreditam que as calculadoras não devem ser introduzidas nos colégios, pois os alunos devem aprender a fazer os cálculos de cabeça. No entanto, diante da tecnologia presente em nossas vidas atualmente, é válido que os estudantes comecem desde cedo a lidar com estes equipamentos.

Afinal, não é porque a pessoa está utilizando uma calculadora científica que ela não está usando a lógica para resolver as equações.

Outro fator que agrada muitos aos consumidores em relação às calculadoras científicas é a sua rapidez para resolver problemas matemáticos e estatísticos. Isso é muito útil em situações em que é necessário lidar com estes problemas de maneira rápida e eficaz.

Uma das desvantagens destes equipamentos é que eles são complexos de usar no início, pois leva tempo até que você se familiarize com o visor e com as informações apresentadas nele.

Por isso é importante ler o manual da calculadora, para que você tenha uma base para entender todas as funções que ela possui, além de poder se familiarizar melhor com o equipamento.

Vantagens
  • Cálculos avançados
  • São úteis para estudantes e profissionais
  • Rapidez
Desvantagens
  • Proibidas em provas e exames
  • Complexas

Calculadoras científicas ou gráficas?

Uma das dúvidas que as pessoas sempre têm em relação às calculadoras utilizadas em cálculos mais complexos é a diferença de equipamentos gráficos e científicos.

Primeiro, é preciso dizer que todas as calculadoras gráficas são científicas, já não é possível dizer o contrário, pois aquelas possuem a função extra de ter um visor maior para exibir gráficos.

Assim, basta que o usuário ative a função gráfico para que a própria calculadora monte um gráfico a partir da equação.

Por isso os visores de calculadoras gráficas são maiores e possuem maior resolução, pois essa é uma necessidade de quem utiliza esses equipamentos. Além disso, as calculadoras gráficas costumam ser também um pouco mais caras, justamente pelo motivo de terem mais qualidade, e, por, muitas vezes, possuírem o visor em cores.

Caso você tenha se interessado pelas calculadoras gráficas para suas aulas, pense bem na sua escolha, pois elas não costumam ser permitidas em provas e exames. A seguir fizemos uma tabela com as principais diferenças entre os dois tipos de calculadoras científicas:

Calculadoras científicas Calculadoras gráficas
Gráficos Não possuem Possuem
Visor Numérico Maior
Resolução Simples Melhorada
Preço Mais barata Mais cara

Vale a pena comprar uma calculadora científica em 2019?

É verdade que com a tecnologia e variedade de aplicativos, muitas pessoas tem substituído a calculadora científica por plataformas online, que fazem os cálculos para você rapidamente.

Mas vale lembrar que é sempre indicado que o profissional saiba fazer os cálculos por si só, afinal, não dá pra ficar escrevo da tecnologia não é mesmo?

Então, seja você um estudante, estagiário ou profissional formado das áreas de engenharia ou matemática, com certeza vale a pena ter uma dessas.

A calculadora científica não é um produto caro, portanto, vale o investimento. Sem contar que muitas vezes você pode ficar sem energia e internet, mas sua calculadora funcionará mesmo nessas condições, por ter autonomia de uso sem depender desses quesitos.

Quanto custa?

Uma calculadora científica vai variar muito de preço de acordo com a marca e com as funções que possui, e a escolha vai depender muito de qual é o seu objetivo com ela.

Você pode comprar uma calculadora científica de boa qualidade a partir de R$ 50. O fator preço, no entanto, não deve ser o seu critério principal de escolha no momento da compra de uma calculadora como essa.

Um objeto desses pode durar muitos anos com você, se você escolher um modelo de uma fabricante com credibilidade. Além disso, não adianta nada comprar uma calculadora gráfica, por exemplo, que é mais cara, e depois não poder usar no momento da prova na sua faculdade.

Por isso, essa escolha deve ser pensada com calma, através de uma pesquisa que não envolva somente o preço, mas também as funções do equipamento, dentre outros fatores.

Imagem mostra uma calculadora científica ao lado de algumas moedas e de uma caneta azul.

É possível encontrar uma calculadora científica a partir de R$ 50,00. (Fonte: PublicDomainPictures / Pixabay)

Onde comprar?

Uma das perguntas que muitas pessoas acabam se fazendo é onde podem comprar calculadoras científicas. Essa pergunta é bem simples de responder, pois existem inúmeras lojas que vendem estes equipamentos.

Na Internet existem diversos sites que vendem as calculadoras científicas, como a Amazon, Americanas, Walmart, dentre outras. Online, é mais fácil encontrar produtos em promoção, sem precisar sair de casa para comprar.

Papelarias são excelentes lugares para comprar calculadoras científicas também, e a Kalunga é um desses locais, pois tanto na loja física quanto no e-commerce, você poderá encontrar diversas opções.

Em lojas de departamentos como Havan ou Americanas também é bem possível que você acabe encontrando modelos de calculadoras científicas.

Outra opção é comprar o equipamento usado, que pode ser uma boa opção para quem deseja pagar mais barato. Sites como Mercado Livre e Olx são boas alternativas neste caso.

Critérios de compra: Principais características para avaliar calculadoras científicas

Existem certas características que são fundamentais em uma calculadora científica, como as seguintes:

  • Funções
  • Visor
  • Bateria
  • Design
  • Memória
  • Planilhas
  • Tamanho
  • Resistência
  • Menu
  • Manual
  • Integração com dispositivos

Abaixo vamos esclarecer cada uma destas características, para que você possa ter uma ideia mais clara da calculadora científica que deseja comprar.

Funções

Primeiramente, você deve considerar quantas funções da calculadora científica você vai realmente utilizar, para saber se não vai comprar um equipamento que possui mais funções do que realmente precisa, e acabar pagando mais caro por isso.

O que pode acontecer também é acabar comprando uma calculadora que não tem a função que você quer, e acabar tendo que comprar outra para suprir essa falta.

Caso seu objetivo seja fazer uso profissional da calculadora, avalie com calma todas as funções que você vai precisar no dia-a-dia e o que não pode faltar na sua calculadora científica.

Estudantes que fazem uso da calculadora científica devem ficar atentos às matérias que estudam, e perguntar ao professor qual é a melhor opção.

Imagem mostra uma calculadora científica e seu visor com muitos números.

Certifique-se de adquirir uma calculadora científica com as funções que você precisa no dia-a-dia. (Fonte: STA82 / Pixabay)

Visor

O visor de uma calculadora científica é muito importante, pois ele não só mostra as informações, como facilita a vida dos usuários, já que é capaz de mostrar as equações da mesma forma que elas aparecem nos livros didáticos.

Por isso, muitas pessoas que nunca utilizaram uma calculadora científica, devem verificar se conseguem se familiarizar com o visor do equipamento, pois esse já é um grande passo para escolher o produto certo.

Existem modelos de calculadoras científicas que mostram somente uma linha de cálculo no visor, outras que possuem duas ou mais linhas, e algumas que tem, inclusive, o visor colorido e com gráficos.

Obviamente que quanto mais avançado é o visor das calculadoras, maior é o seu preço, então é interessante pesquisar a fundo esse detalhes, para saber o que você realmente precisa.

Bateria

A bateria também é muito importante em uma calculadora científica, pois existem opções no mercado de equipamentos que utilizam apenas bateria ou pilhas, ou que combinam estas fontes de energia com a solar.

Normalmente as baterias ou pilhas de uma calculadora científica duram bastante tempo, com alguns modelos chegando a durar por até 20 mil horas consecutivas de uso.

Mesmo que tenha confiança na bateria da calculadora, o melhor é não arriscar e escolher um modelo que combine esta fonte de energia com a solar, para que assim você não corra riscos de ficar sem bateria.

Também existem modelos que oferecem a opção de recarregar a bateria na tomada, e essas também podem salvar você em algum dia que acabe a bateria e que você precise muito usar a calculadora.

Imagem mostra uma calculadora científica ao lado de uma agenda aberta, que possui uma maçã em cima de uma de suas páginas.

Normalmente as baterias de calculadoras científicas costumam durar muitos anos. (Fonte: Iryna Tysiak / Unsplash)

Design

O design de uma calculadora científica é mais importante do que você pode imaginar, pois um teclado com números e fórmulas com cores diferenciadas facilita muito o uso intuitivo do equipamento.

Além disso, teclas que tenham maior espaço entre si evitam que haja erro de digitação, e que assim você perca tempo e tenha que refazer os cálculos.

Para pessoas que utilizam o equipamento durante todo o dia, em seus trabalhos ou durante as aulas, é importante também que as teclas ofereçam um toque suave, para que seja confortável usá-la por um longo período de tempo.

Imagem mostra uma calculadora científica em cima de uma mesa, ao lado de um fone de ouvido.

O design de uma calculadora científica é um elemento muito importante. (Fonte: Charles Deluvio / Unsplash)

Memória

Enquanto algumas calculadoras científicas somente permitem guardar dados específicos em suas memórias, como os últimos cálculos que foram feitos, outras permitem guardar operações completas, visando realizar cálculos mais complexos.

Essas calculadoras que permitem guardar cálculos complexos na memória são normalmente proibidas em provas e exames nos colégios, então tenha bastante cuidado.

Muitas também permitem guardar linguagens de programação completas, dentre outras vantagens, que vão ser adequadas de acordo com cada caso específico.

Planilhas

Muitos falam sobre a concorrência entre as calculadoras científicas e o Excel, e dizem que as planilhas podem fazer tudo o que uma calculadora faz, o que não deixa de ser verdade.

Pensando nisso, as fabricantes resolveram integrar os dois. Então, algumas calculadoras permitem que você utilize as planilhas do Excel. Isso pode ser muito útil nos momentos em que você não tem o computador por perto, pois o modo de utilizar o Excel na calculadora é bem simples e rápido.

Os modelos de calculadoras científicas que possuem o Excel são um pouco mais caros, pois esta ainda é uma função nova destes equipamentos.

Tamanho

As calculadoras científicas costumam ser um pouco maiores do que as calculadoras financeiras, e para algumas pessoas pode ser mais difícil carregá-las na bolsa, por serem um pouco mais compridas.

A maioria delas tem um tamanho padrão, o que costuma variar é o peso, pois alguns modelos são mais leves, então vale a pena verificar esse quesito se você considera importante ter uma calculadora leve e prática.

Imagem mostra um computador com um caderno e um lápis em cima do seu teclado, e uma calculadora científica ao lado.

Calculadoras científicas costumam ser grandes e algumas pessoas podem considerá-las pouco práticas. (Fonte: FrancyCrave.com / Pexels)

Resistência

A resistência é um aspecto muito importante de uma calculadora científica, pois você provavelmente vai querer carregá-la para diversos lugares e eventualmente, ela pode acabar caindo no chão, então é fundamental que ela seja durável.

Normalmente elas são feitas de plástico, que é um material que costuma durar por muitos anos e não quebra facilmente ao cair no chão. Além disso, a maioria delas costuma acompanhar uma capa dura de plástico, que pode ser colocada quando você vai guardar o equipamento.

Essa capinha protege o visor e os botões da calculadora, e é um aparato para a segurança dela. Se escolher cuidadosamente certamente sua calculadora científica terá uma vida útil longa.

Menu

O menu da sua calculadora é a disposição das diferentes opções de funções no visor, e é uma das coisas que devem ser observadas em uma calculadora científica, pois ele deve ser fácil de manusear e intuitivo.

Diversas calculadoras atuais já possuem um menu de ícones, que torna muito mais fácil escolher uma função.

Obviamente que essas são modelos mais avançados e um pouco mais caros, mas se você optar por um modelo mais simples, verifique o seguinte:

  • A disposição das funções no display
  • O tamanho da letra
  • Facilidade para mudar de opção na tela

Outro aspecto relacionado ao menu, e que é muito importante para várias pessoas, é que ele seja em português, pois diversas calculadoras cientificas disponíveis atualmente tem o menu em inglês, o que dificulta muito para quem não sabe a língua.

Manual

O manual é importante para que você entenda as funções da sua calculadora, e por isso é essencial que ele esteja em português, para que você adquira familiaridade mais rapidamente com o equipamento.

Afinal, as calculadoras científicas têm várias funções e teclas que são bem complexas de entender, especialmente para quem está começando a mexer com estes equipamentos.

Por isso, é importante verificar antes da compra se o manual está bem completo e explica cada uma das funções da calculadora, para que depois não tenha que perder tempo buscando na Internet como deve utilizar o equipamento.

Integração com dispositivos

Um dos recursos mais bacanas que foi adicionado nas calculadoras nos últimos anos é a integração com dispositivos através de um código QR, que possibilita que você visualize gráficos, matrizes e outras coisas em um smartphone ou tablet.

Isso é muito inovador, pois possibilita que você inclua os gráficos dos cálculos feitos na sua calculadora científica em uma planilha de Excel, ou em uma apresentação. Este recurso, contudo, está presente apenas em alguns modelos mais novos das calculadoras científicas e, consequentemente, mais caros.

(Fonte da imagem destacada: kaboompics / Pixabay)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
47 Voto(s), Média: 5,00 de 5
Loading...