Imagem mostra uma calculadora financeira ao lado de um documento e uma caneta.

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre um utensílio de escritório muito útil para quem trabalha com números: a calculadora financeira. Um produto que possui diversos detalhes que merece uma atenção especial antes de comprá-lo.

Além de indispensáveis para determinadas áreas profissionais, as calculadoras financeiras são um importante instrumento para alunos também.

No ReviewBox Brasil, organizamos um guia para que você entenda melhor quais são os modelos mais adequados de acordo com o seu objetivo. Até porque, normalmente, uma calculadora financeira é um item que acompanha as pessoas durante um bom tempo, e por isso, escolher bem é fundamental.

Primeiro, o mais importante

  • Dentre as vantagens de uma calculadora financeira, está a sua facilidade em possibilitar que uma pessoa faça cálculos relacionados às suas finanças pessoais.
  • Antes de adquirir uma calculadora, é importante saber qual é a diferença entre uma calculadora científica e uma financeira.
  • Memória, visor, bateria, funções, teclado, resistência, gráficos, peso e dimensões e design são as principais características que devem ser analisadas antes de adquirir um equipamento como esse.

Você também pode gostar:

Ranking: As 4 melhores calculadoras financeiras

Logo que um estudante de exatas entra na faculdade, uma das primeiras necessidades é uma calculadora financeira. Esse equipamento vai acompanhá-lo durante todo o período de estudo e principalmente quando ingressar no mercado de trabalho.

Então, vale a pena investir em uma calculadora de qualidade. Confira as melhores do mercado no ranking abaixo.

1° – Calculadora Financeira HP 12C

A HP 12C é a calculadora financeira mais conhecida mundialmente, pois a lógica de cálculo dela é diferente, e se chama Notação Polonesa Reversa.
Esse modo diferente de calcular acaba tornando o modo de utilização dela muito mais rápido do que qualquer outra calculadora.

Ela possui um design e uma interface que podem ser considerados ultrapassados para algumas pessoas, mas a lógica utilizada por essa calculadora encanta até mesmo os que criticam a sua aparente simplicidade.

2° – Calculadora Financeira FC-200V Casio

A calculadora Cassio FC-200V possui excelentes gráficos, e um teclado com excelente memória para que você não perca nada durante cálculos rápidos. A bateria também é excelente, dura aproximadamente 3 anos.

Além disso, ela possui um excelente recurso para criar atalhos, que permite que você atribua uma tecla quando precisar encontrar determinado valor, o que visa facilitar a vida de quem trabalha com cálculos repetitivos.

3° – Calculadora Financeira FC-100V Casio

Este é um modelo que tem praticamente as mesmas funções da FC 200V, a única diferença é que ela não tem as seguintes funções:

  • Depreciação
  • Ponto de equilíbrio
  • Cálculo de títulos e obrigações

Por esse motivo o preço dela é um pouco mais baixo. Caso estes cálculos não sejam prioridade para você, esta calculadora pode ser uma boa opção.

4° – Calculadora Financeira Procalc

No products found.

Esta calculadora é rápida e sua vantagem em relação às concorrentes é que é mais leve, e seu preço mais econômico. Para quem precisa de diversas funções estatísticas e matemáticas, esse modelo é bastante adequado, e cumpre bem o que promete.

O visor dela mostra até 10 dígitos e uma linha, e ela possui memória para até 20 fluxos de caixa.

Guia de Compra

Elas podem até ter um design ultrapassado quando pensamos em tecnologia, mas a sua funcionalidade é inquestionável. Presente na maioria dos escritórios, uma calculadora financeira facilita – e muito – a vida de quem trabalha diretamente com cálculos.

Nesse guia, vamos te fornecer tudo que você precisa saber antes de escolher a sua.

Imagem mostra mulher fazendo cálculo na mesa do escritório, com caneta na mão e usando uma calculadora.

Com uma calculadora financeira é possível chegar ao resultado com mais rapidez. (Fonte: Andriy Popov / 123RF)

O que são as calculadoras financeiras e quais são as suas vantagens e desvantagens?

As calculadoras financeiras surgiram para facilitar a vida de quem trabalha no meio financeiro, pois antigamente, quando elas não existiam, era complicado fazer alguns cálculos rapidamente, como o valor de um empréstimo, por exemplo.

A maioria dos problemas que podem ser resolvidos com uma calculadora financeira envolvem questões de tempo versus dinheiro, como por exemplo, quanto dinheiro um investidor terá em um determinado número de anos ao investir certa quantia.

Ela também resolve questões relacionadas a taxas de juros, fluxo de caixa, markup, dentre outras. Para calcular alguns valores estatísticos elas também são excelentes, pois é possível fazer em questão de minutos alguns cálculos que levariam muito tempo para resolver.

Além disso, a calculadora financeira também é ótima para administrar suas contas, sejam elas de uma empresa que você possui, ou contabilidade pessoal mesmo. Assim, você poderá ter mais controle sobre suas finanças.

Muitas pessoas costumam argumentar que não utilizam calculadoras financeiras, pois o Excel já realiza estes cálculos, o que é verdade. Mas a rivalidade entre o Excel e calculadoras financeiras é uma questão de gosto pessoal, cada um gosta de fazer seus cálculos de um jeito.

Um dos fatores que desagradam algumas pessoas, é que pode levar algum tempo até que você aprenda as diferentes funções delas. Existem diversos manuais disponíveis na Internet. Como estamos na era da tecnologia, a interface de algumas delas pode parecer ultrapassada.

Vantagens
  • Possibilita agilidade e rapidez nos cálculos
  • Facilidade em cálculos estatísticos
  • Ótima para controle de finanças pessoais
Desvantagens
  • Pode levar algum tempo para aprender a utilizar
  • Interface ultrapassada
  • Pode ser substituída pelo Excel

No que prestar atenção: Calculadora financeira ou científica?

As calculadoras financeiras podem fazer cálculos de taxas de juros dentro de segundos, e isso economiza muito tempo em relação às outras calculadoras, que não são específicas para esta finalidade.

Já as calculadoras científicas estão mais ligadas às áreas de ciências, engenharias e matemática, e por isso não são especificamente programadas para resolver problemas financeiros.

Contudo, isso não significa que elas não possam fazer isso, pois elas são capazes de resolver diversos problemas financeiros. A única diferença é que uma calculadora científica vai levar mais tempo para resolver os cálculos. As calculadoras científicas são específicas para resolver problemas de notação científica, trigonometria, funções exponenciais e logaritmos.

Calculadoras financeiras Calculadoras científicas
Utilização Área de finanças Áreas de ciências, engenharias e matemática
Agilidade Rápida na resolução de funções financeiras Mais tempo para fazer cálculos financeiros
Funções Ótimas para questões de taxa de juros, markup, etc. Ótimas para questões de trigonometria, logaritmo, etc.

Calculadora financeira possui gráfico?

Algumas calculadoras financeiras mais tecnológicas possuem gráficos para que seja possível efetuar cálculos como estimativas de crescimentos, por exemplo. Os que mais se utilizam deste tipo de calculadoras financeiras são os contadores, que constantemente devem lidar com este tipo de cálculo no seu dia a dia.

Esse tipo de calculadora é também chamado de calculadora gráfica, mas muitas delas possuem as mesmas funções de uma calculadora financeira. Elas normalmente são mais caras, mas são excelentes para quem precisa utilizar mais funções do que o que é oferecido nas calculadoras financeiras comuns.

Normalmente o visor delas é grande, permitindo visualizar uma quantidade muito maior de dígitos em um número. Além disso, o visor delas também mostra gráficos e funções algébricas completas.

Uma das principais desvantagens deste tipo de calculadora é que elas normalmente não são permitidas em provas, pois muitas delas possuem um teclado alfabético, que permite aos alunos colarem com facilidade. Outra desvantagem é que possuem uma maior quantidade de botões, o que as torna mais complicadas de utilizar.

Quanto custa?

As calculadoras que listamos neste artigo custam entre R$ 120 e R$ 430, valores estes que estão dentro da faixa de preço que normalmente se paga em uma calculadora financeira.

Também existe a possibilidade de comprar modelos usados, que acabam saindo mais barato do que os novos. Por volta de R$ 50 a R$ 100 é possível comprar uma boa calculadora financeira usada.

Mas tente obter detalhes sobre o tempo que o equipamento já está em uso. O investimento pode não compensar se a calculadora estragar em breve. Certifique-se de verificar as avaliações do vendedor para saber se ele é realmente confiável.

Onde comprar?

O lugar em que vai encontrar a maior variedade de calculadoras financeiras é na Internet, especialmente nos seguintes sites:

  • Amazon;
  • Americanas;
  • Magazine Luiza;
  • Kalunga.

Também existe a possibilidade de ir pessoalmente até uma dessas lojas para encontrar sua calculadora financeira. Se deseja comprar o equipamento usado, consulte sites como o Mercado Livre ou OLX, lá você encontrará diversos vendedores que vendem produtos de segunda mão.

Imagem mostra uma caneta ao lado de algumas moedas e de uma calculadora financeira.

É possível comprar calculadoras financeiras em papelarias, lojas de eletrônicos ou na Internet. (Fonte: PublicDomainPictures / Pixabay)

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de calculadora financeira

Existem certas características nas quais deve-se prestar atenção antes de optar por uma calculadora financeira, que são as seguintes:

  • Memória
  • Visor
  • Bateria
  • Funções
  • Teclado
  • Resistência
  • Peso e dimensões
  • Design

Estes fatores são muito importantes, e serão explicados de forma mais completa abaixo.

Memória

A memória é uma parte muito importante de uma calculadora financeira, pois, através dela, é possível armazenar muitos números simultaneamente. Assim, poderá fazer outros cálculos e voltar ao número armazenado mais tarde.

Pessoas que trabalham sempre com os mesmos números, por exemplo, podem salvar estes valores para tê-los sempre à mão e tornar os cálculos mais rápidos.

Além disso, fica muito mais fácil fazer cálculos maiores também, pois pode utilizar muitas funções simultaneamente e voltar sempre aos números armazenados. Por isso, antes de escolher uma calculadora financeira, verifique quanto números podem ser armazenados na memória dela.

Visor

Para que você possa trabalhar da forma mais cômoda possível com a sua calculadora financeira, ela deve ter um display com as dimensões necessárias para que sua vista não fique cansada.

Além disso, é importante saber o número de dígitos que cabe no visor. Afinal, para cálculos estatísticos, por exemplo, você precisará de um bom espaço no display. Por isso, o tamanho do visor não é tão importante em uma calculadora financeira, mas sim o número de dígitos que aparecem na tela.

Uma calculadora normalmente mostra uma linha com os números do cálculo e outra linha com as funções que estão ativadas no display. Algumas delas mostram até quatro linhas no visor, o que pressupõem que elas oferecem maior possibilidade de fazer operações.

Quando estiver fazendo a sua pesquisa, verifique a quantidade de dígitos que elas podem mostrar e a quantidade de linhas que é possível visualizar, pois essa é uma informação que normalmente consta nas descrições dos produtos. Considere também a quantidade de dígitos que, normalmente, você precisa utilizar no dia-a-dia, para que assim seja possível fazer uma escolha mais acertada.

Bateria

Este é um aspecto fundamental de uma calculadora para que todos os outros elementos funcionem. A maioria dos modelos de calculadoras financeiras possui uma bateria incorporada, que costuma durar por muitos anos.

Algumas delas chegam a incluir baterias que duram quase 20 mil horas consecutivas de uso, o que significa que não precisará se preocupar com ela durante muito tempo. Quando for pesquisar sobre a calculadora financeira que deseja comprar, não deixe de verificar esse aspecto cuidadosamente, e perceber se a duração é longa.

Alguns modelos de calculadoras financeiras incorporam uma bateria recarregável por energia solar, que ajuda a aumentar a vida útil dela.

Funções

O que normalmente assusta as pessoas em relação às calculadoras financeiras é a quantidade de botões que elas possuem. Muitas teclas podem ter mais de uma função, então são várias coisas que devem ser aprendidas ao utilizar um equipamento como esse.

Algumas funções presentes nas calculadoras são as seguintes:

  • Limpeza do visor e da memória
  • Notação decimal
  • Potência e raiz
  • Número positivo e negativo

Existem diversos cursos, inclusive gratuitos, que ensinam a lidar com uma calculadora financeira. Ainda existem calculadoras que aceitam outras funções mais avançadas, como programação, por exemplo. Assim, elas podem realizar cálculos diferenciais, integrais ou trabalhar com matrizes, embora essa seja uma opção mais comum de calculadoras científicas e gráficas.

Imagem mostra uma calculadora, um teclado de computador, algumas canetas, um mouse, um café, alguns clips, um pen drive, e tudo isto está sobre alguns documentos.

Algumas teclas das calculadoras financeiras podem ter mais de uma função. (Fonte: cloudhoreca / Pixabay)

Teclado

O teclado deve ser observado antes de você adquirir uma calculadora financeira, e vale a pena verificar quantas teclas ela possui e se elas estão bem identificadas.

Também é importante ler as avaliações de outros usuários para saber se o teclado não costuma ficar desgastado ao longo do tempo e se os números não começam a desaparecer. O design dele também é importante, através de teclas que proporcionem conforto e que tenham um toque suave.

Resistência

Uma calculadora deve possuir resistência contra eventuais quedas no chão, ou golpes que venha a sofrer. Não adianta ter um modelo que seja avançado em suas funções, mas frágil em seu material.

Por isso, assegure-se de possuir um modelo que seja suficientemente robusto para não estragar na primeira queda. Isso também significa que ela deve possuir um material que ofereça durabilidade. Geralmente, o material do qual essas calculadoras são feitas é plástico, e costuma durar por muitos anos.

Peso e dimensões

Independentemente de você utilizar o produto no escritório ou em casa, o peso de uma calculadora financeira é importante para decidir se vai querer comprá-la ou não.

Atualmente a maioria dos modelos é mais compacta, mas ainda existem opções maiores e mais pesadas, por isso verifique esses fatores também na descrição do produto.

Para determinadas funções, pode ser útil ter uma calculadora financeira um pouco mais pesada, mas verifique se realmente vale a pena para o seu caso. Algumas pessoas deixam a sua na bolsa para poder utilizar no escritório, em casa ou na faculdade, então, uma calculadora financeira pequena e leve pode ser uma boa alternativa.

Design

Como mencionamos, algumas calculadoras financeiras possuem um design mais antiquado, alguns diriam até que elas são “feias”. A verdade é que é uma questão bem pessoal, mas atualmente existem diversos tipos de calculadoras financeiras boas e eficientes, e com um design mais elegante.

O design não diz apenas sobre a “beleza”, mas principalmente na facilidade que proporciona ao utilizá-la. Perceba se possui botões grandes e separados, se o visor tem um bom tamanho, etc.

(Fonte da imagem destacada: jarmoluk / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Nômade digital, já morou em 4 países diferentes e está sempre de olho no próximo destino. Como redatora, tem experiência escrevendo sobre diversas áreas, especialmente utensílios domésticos, tecnologia, esportes e boa forma.