Cama hospitalar em quarto de hospital.
Ultima atualização: 10 de agosto de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

40Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Nesse artigo, nós vamos explicar tudo sobre um dos móveis essenciais usados por pacientes que precisam continuar o tratamento em casa ou pessoas que tenham dificuldade de locomoção. Trataremos aqui da cama hospitalar.

Indispensável para a manutenção e recuperação da saúde de pacientes, e de grande ajuda para médicos, enfermeiros e cuidadores, a cama hospitalar pode ser encontrada em diversos modelos. A seguir, você descobre como escolher o melhor.




Primeiro, o mais importante

  • A cama hospitalar possui características essenciais para ajudar no tratamento e garantir conforto e segurança a pacientes e idosos, seja no hospital ou em casa.
  • A variedade de modelos é bem grande e, para escolher a cama ideal, é importante considerar a necessidade clínica do usuário.
  • Além disso, você deve comparar aspectos como: Tamanho, forma de funcionamento e opções de ajustes.

Você também pode gostar:

Melhores camas hospitalares: Nossas recomendações

A cama hospitalar mais completa de todas

A cama hospitalar Advance da Wise Comfort conta com quatro movimentos, além de grade retrátil, colchão D 30 e rodízios. Essa cama se transforma em poltrona, já que tem inclinação das costas em 90° e pernas para cima e para baixo. Motorizado, esse modelo possui três anos de garantia.

A cama hospitalar com melhor custo-benefício

Motorizada, a cama hospitalar Semi Luxo da OrthoHouse conta com os movimentos Fowler, Semi-Fowler, sentado, além de flexão de pernas, vascular, cardíaco e elevação do leito. Medindo 93 cm x 203 cm, esse modelo vem com colchão D 28, grades com regulagem de altura e garantia de 1 ano.

A melhor opção de cama hospitalar manual

Com elevação dorsal, Fowler, Semi-fowler, flexão de pernas, cardíaco e sentado, a cama hospitalar da Marca Ind e Com LTDA tem acionamento através de duas manivelas. Além disso, possui cabeceiras removíveis, grades laterais, rodízios com freios e acompanha colchão D 26.

Guia de Compra

Se você precisa comprar uma cama hospitalar, seja para um ente querido doente ou idoso, é fundamental que conheça a fundo as características desse tipo de móvel. Só assim você poderá entender a diferença entre um modelo e outro e investir no ideal.

Para guiar você nesse processo, criamos esse Guia de Compra. A seguir, você confere as principais perguntas e respostas que podem surgir na hora de comprar a cama hospitalar.

Mulher deitada em cama hospitalar.

A cama hospitalar é necessária para a recuperação de pacientes em tratamentos longos. (Fonte: Sharon McCutcheon/ Unsplash.com)

O que é uma cama hospitalar?

A cama hospitalar, também chamada de cama articulada ou cama ortopédica, é um móvel especialmente projetado para ajudar no tratamento de pessoas acamadas, além de garantir conforto e segurança.

Indicada para idosos, pessoas doentes, em recuperação domiciliar ou com mobilidade reduzida, a cama hospitalar também é necessária para facilitar o trabalho do cuidador e da equipe médica.

Uma das principais características de uma cama hospitalar é a possibilidade de elevação e rebaixamento do leito, o que facilita a entrada e saída do paciente ou idoso. Com isso, o risco de quedas é bem menor.

Várias camas em sala de hospital.

A cama hospitalar não é apenas útil no hospital, mas também em residências. (Fonte: 1662222/ Pixabay.com)

Além disso, as várias possibilidades de ajustes e posicionamentos da cama hospitalar também têm efeito na saúde e no tratamento do usuário.

Dependendo do posicionamento de partes da cama, o móvel pode ajudar a melhorar a respiração, a circulação sanguínea, entre outras condições. Algumas camas são capazes até de prevenir escaras.

Como hoje em dia a variação de modelos de camas hospitalares é bem grande, o ideal é que você analise as necessidades do usuário juntamente com o médico para saber quais aspectos o móvel deve ter.

Como funciona a cama hospitalar?

Diferentemente da cama de dormir tradicional, a cama hospitalar costuma ser projetada com várias articulações e grades de proteção. São essas articulações que permitem elevar ou abaixar a cama inteira ou partes dela como a cabeceira, a parte central e a inferior.

Os vários posicionamentos facilitam tanto o acesso do paciente à cama como também a atuação do cuidador, enfermeiro ou médico, seja na higienização, alimentação ou tratamento clínico.

De modo geral, a configuração das elevações e rebaixamentos pode ser feita de forma eletrônica ou manual. E, apesar dos vários movimentos possíveis, não há perigo de queda do paciente. Isso porque as melhores camas hospitalares possuem barras laterais de segurança.

Já os colchões atuam como uma ajuda a mais no conforto e na segurança dos acamados.

foco

Você sabia que é importante escolher o colchão certo para a cama hospitalar?

O colchão para esse tipo de cama deve ajudar a controlar e aliviar a pressão do corpo, para evitar o desconforto e o aparecimento de lesões na pele.

Além disso, sempre que possível, opte pelos modelos impermeáveis.

Quais são os modelos de cama hospitalar?

Atualmente existem diversos modelos de camas hospitalares, desde as mais completas e modernas até as que se parecem fisicamente com uma cama tradicional.

De modo geral, elas se diferenciam, principalmente, pela forma de funcionamento, que, como vimos, pode ser elétrica ou manual.

Confira a seguir as características e diferenças de cada um desses modelos:

Cama hospitalar elétrica Cama hospitalar manual
Ativação das posições Através de controle remoto, que fica à mão ou fixado na lateral da cama Por meio de alavancas ou manivelas
Vantagens Usuário tem mais autonomia para mudar as funções e posições sozinho Preço mais baixo
Desvantagens Na falta de energia elétrica, as regulagens deverão ser feitas de forma manual Paciente precisa sair da cama para regular posições ou contar com ajuda de outras pessoas

Quais os principais posicionamentos da cama hospitalar?

Cada modelo de cama hospitalar vai disponibilizar um ou mais posicionamentos possíveis. Para escolher o modelo com as opções ideais, você deve levar em conta a necessidade do usuário. Para tanto, busque o aconselhamento médico.

Mas, para você ter uma noção, vamos mostrar um pouco sobre as principais posições que você vai encontrar na cama hospitalar.

Por exemplo, a posição de Trendelemburg permite que a parte superior do corpo fique abaixada enquanto a inferior é elevada. Essa posição é indicada para quem passou por cirurgias nos órgãos pélvicos ou no abdômen.

Além dessa posição, existem muitas outras. Confira a seguir, as principais:

  • Fowler: É uma posição da cama hospitalar em que a cabeceira fica posicionada entre 30° e 90°, facilitando a respiração;
  • Semi-fowler: Neste caso, a cabeceira é posicionada em um ângulo de até 30°, o que facilita a respiração e previne a aspiração de líquidos e secreção;
  • Sentado: Com o apoio das costas da cama hospitalar em 90°, o paciente ficará sentado;
  • Vascular: Nessa posição, as pernas são elevadas, com leve flexão do joelho e quadril. Com isso, ocorre uma melhora da circulação sanguínea nos membros inferiores e evita-se o surgimento de escaras.

A cama hospitalar pode ser usada em casa?

Não só pode como, em muitos casos, deve. O fato é que existem diversas situações em que a cama tradicional não é eficiente nem segura para ser usada no ambiente domiciliar.

Por conta de suas características de funcionamento, a cama hospitalar é fundamental para pessoas que precisam passar muito tempo na cama.

Por isso, como vimos, essa também é a melhor cama para quem precisa continuar um tratamento médico em casa.

Como muitas vezes a recuperação pós-cirúrgica ou de alguns tratamentos pode ser demorada, e o gasto com internação pode ser alto, ter uma cama hospitalar em casa pode ser a solução para continuar o tratamento em segurança.

Além disso, usuários de cadeira de rodas, que possuem a locomoção reduzida, ou até mesmo idosos, podem se beneficiar das facilidades que uma cama do tipo hospitalar oferece.

Aluguel de cama hospitalar x compra: Qual a melhor opção?

Quando é preciso adquirir uma cama hospitalar, é possível que você considere a opção de alugar uma cama usada, principalmente por conta do alto custo. No entanto, é preciso entender os prós e os contras dessa decisão.

O primeiro fator que você deve levar em conta na hora de escolher entre uma cama nova ou usada é o tempo de uso do móvel.

Se o paciente for usar a cama hospitalar por um curto período de tempo, o aluguel pode ser uma opção viável. Porém, na maioria das vezes, não é possível precisar o período de uso.

O aluguel pode sair mais caro do que comprar uma cama hospitalar nova.

Nesse caso, o aluguel pode sair mais caro do que comprar uma cama hospitalar nova.

Outro aspecto importante é que a oferta de cama hospitalar usada para alugar é pequena.

Ou seja, se você optar pelo aluguel pode ser que não consiga encontrar o modelo ideal para atender às necessidades do usuário.

Por isso, salvo raras exceções, as vantagens de comprar uma cama hospitalar nova ainda serão maiores.

Quanto custa e onde comprar uma cama hospitalar?

Se você busca por uma cama hospitalar, o mais recomendado é comprá-la em fábricas ou lojas especializadas em equipamentos hospitalares. Também é possível comprar esse móvel em lojas como Ponto Frio e em supermercados como o Carrefour.

Porém, hoje em dia, uma das melhores opções de compra é através de lojas online. Na internet é possível encontrar modelos variados, de diferentes marcas e preços.

Para garantir um atendimento de qualidade, recomendamos que você compre a sua cama hospitalar na Amazon Brasil. Online, você encontrará modelos que custam entre R$ 1 mil e R$ 22 mil.

Critérios de Compra: Como comparar as camas hospitalares

Além de analisar qual o melhor modelo de cama hospitalar, é preciso que você observe outros aspectos que podem fazer uma grande diferença na hora de usar esse tipo de mobiliário.

Por isso, sugerimos que você analise os seguintes critérios:

A seguir, vamos detalhar cada um desses aspectos.

Dimensão, peso e design

Analise bem a dimensão da cama hospitalar. Isso é importante tanto para conferir conforto e segurança ao paciente, quanto para garantir que haverá espaço disponível no quarto.

De maneira geral, os tamanhos de camas hospitalares possuem uma medida padrão de 1,90 m de comprimento por 0,90 m de largura. Mas pode haver variações para mais ou para menos dependendo do fabricante.

Mulher deitada em cama no hospital.

A cama hospitalar costuma ter dimensão padrão, mas pode haver variações. (Fonte: Andrea Piacquadio/ Pexels.com)

Além das medidas da cama, verifique também o peso que o móvel é capaz de suportar. Os modelos mais seguros suportam até 150 kg.

Quanto ao design, já é possível encontrar camas hospitalares resistentes, confortáveis e com aparência similar à cama tradicional, seja de ferro, seja de madeira.

Rebaixamento e elevação

Já vimos que, dependendo do modelo de cama hospitalar, elas podem ter diferentes tipos de posicionamentos, de elevação ou de rebaixamento.

Nós listamos os ajustes mais comuns que podem ser encontrados em camas hospitalares e que você deve escolher de acordo com a indicação médica:

  • Ajuste de altura do estrado;
  • Ajuste de apoio das panturrilhas;
  • Ajuste de inclinação lateral;
  • Ajuste de apoio das costas;
  • Ajuste de apoio das coxas;
  • Ajuste de cabeceira;
  • Ajuste de peseira;
  • Extensão da cama.

Rodas e grades

Por mais que a maioria das camas hospitalares venha com grades de proteção, vale destacar que modelos muito simples podem não acompanhar esse acessório.

Além disso, no caso das camas com grades, você vai encontrar modelos com grades nas duas laterais ou apenas em uma. E também é preciso avaliar se essas grades são fixas, removíveis e se permitem ajustes na altura.

Outro aspecto que merece sua atenção é se a cama hospitalar tem ou não rodinhas. As rodas facilitam a movimentação da cama, mas certifique-se de que existam travas de segurança também.

Garantia e assistência

Como se trata de um móvel com funcionamento mecânico ou elétrico, a cama hospitalar está sujeita a problemas técnicos. Por isso, escolha um modelo com garantia e assistência técnica na sua região.

(Fonte da imagem destacada: corgaasbeek / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.