Imagem de pacotes com camisinhas na cor vermelha.
Ultima atualização: 21 de março de 2019

Como escolhemos

22Produtos analisados

22Horas investidas

5Estudos avaliados

132Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil, seu site de resenhas na internet. Não há nada melhor do que compartilhar momentos íntimos e agradáveis com quem você ama, não é verdade? Melhor ainda se for com a segurança oferecida pela camisinha.

Usar preservativo é extremamente importante, não apenas como método contraceptivo, mas também porque ela é capaz de prevenir inúmeras doenças sexualmente transmissíveis.

Então, independentemente de você estar em um relacionamento ou solteiro, o uso da camisinha é essencial para que você faça sexo com segurança, sem futuras dores de cabeça. Antes de escolher um preservativo, confira nossa análise e descubra quais são os melhores modelos do mercado.




Primeiro, o mais importante

  • Para garantir sua segurança, verifique na embalagem se a camisinha tem o selo de garantia do INMETRO.
  • Apesar de pouco comum, é importante verificar se você não possui algum tipo de alergia ao material da camisinha ou de seu lubrificante.
  • Hoje é possível encontrar diferentes tamanhos de camisinha. Escolha o que for mais agradável e seguro para você.

Você também pode gostar:

Melhores camisinhas: Nossas recomendações de preservativo

Para que você realmente tenha um momento prazeroso e despreocupado a camisinha é essencial. Algumas pessoas não gostam de usar preservativo, mas ao longo desse Guia você entenderá a importância da camisinha. Agora, fique com a lista das melhores camisinhas do mercado:

Nosso preferido: a melhor camisinha ultrafina

O preservativo Sinta Tudo, da Blowtex, já vem 40% mais lubrificado, mais leve e de longa duração. É uma camisinha ultrafina, para que você sinta tudo no momento da penetração e tenha prazer durante o sexo.

Com pacotes de 3 unidades, a linha skyn é a primeira no mundo sem látex natural. Essa camisinha é composta de poli-isopreno, um material macio e confortável. Tem largura de 53 mm.

A melhor camisinha tamanho grande

Pensando em quem deseja um maior conforto no momento de usar a camisinha, o modelo Large, da Olla, promete se adaptar a pênis mais largos e longos.

Com uma largura de 55 mm, ele promete mais prazer e conforto para membros um pouco mais largos. Com pacotes de seis unidades, eles também já possuem lubrificante para auxiliar na penetração.

O melhor preservativo com textura

Se você está procurando novas formas de ampliar seu prazer e o do seu parceiro, a Prudence pode ajudar você com esse modelo extra texturizado, desenvolvido para explorar novas sensações.

Em sua extensão, a camisinha possui uma textura anelar, além de diferentes relevos e nódulos que foram desenvolvidos para aumentar o prazer durante a relação sexual. Ele tem 55 mm de diâmetro e pode ser encontrado em pacotes de três unidades.

A melhor camisinha com sabor

Os especialistas recomendam o uso de camisinha mesmo durante o sexo oral. Pensando nisso, a Prudence desenvolveu uma linha com Cores e Sabores, para casais mais ousados.

Você pode encontrar pacotes de três unidades no sabor de melancia, chocolate, tutti-frutti, hortelã, uva, morango e até mesmo de caipirinha. Essa é uma maneira de aliar segurança com um elemento todo especial e divertido.

A camisinha que menos incomoda

O modelo Blowtex zero, é 40% mais fino que os tradicionais, perfeito para quem não gosta da sensação de usar camisinha. Feito de látex natural e lubrificante, ele tem 52 mm de largura.

Lubrificado também na parte externa, a marca garante conforto e segurança. Pacote com 3 unidades.

Guia de Compra

Por mais que seja algo natural, algumas pessoas não se sentem confortáveis de comprar camisinha na farmácia ou supermercado, recorrendo aos portais de confiança.

Pensando em te ajudar nessa missão, e também em facilitar as coisas para você, não só listamos as melhores como preparamos um Guia completo para você tirar todas as suas dúvidas sobre o uso do preservativo.

duas mãos segurando uma preservativo fechado

A camisinha previne a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. (Fonte: deklofenak / 123RF.com)

O que é uma camisinha?

A camisinha, também conhecida como preservativo, foi desenvolvida inicialmente para ajudar no planejamento familiar e para evitar doenças sexualmente transmissíveis, as temidas DSTs.

Ela nada mais é do que uma barreira protetora, uma espécie de capa para o pênis ou para a vagina, que impede que o sêmen ejaculado entre em contato com o corpo de seu parceiro sexual.

foco

Você sabia que apesar de parecer uma invenção moderna, a camisinha foi criada há séculos, e há relatos de produtos semelhantes na China e no Japão.

Do que são feitas as camisinhas?

Conforme mencionado anteriormente, a camisinha é uma invenção antiga e o modo como ela é feita mudou com o passar do tempo. No século XVIII, as camisinhas eram produzidas com uma borracha mais rígida.

Foi apenas no século XX, com uma maior exploração do látex, que elas passaram a ser produzidas como as conhecemos hoje, com um produto muito mais resistente e elástico.

foco

Você sabia que durante a Idade Média as camisinhas eram feitas de linho ou com a membrana de intestino ou bexiga de animais? Existem citações inclusive de camisinhas de veludo. Desconfortável, não?

Hoje as camisinhas são, definitivamente, mais seguras e muito mais confortáveis. Elas podem ser feitas de látex natural ou de produtos sintéticos, como o poliuretano ou poliisopropeno.

É possível encontrar modelos já lubrificados ou com agentes espermicidas.

Além disso, as empresas estão sempre inovando e hoje a camisinha não é apenas um item essencial para sua segurança, mas é possível encontrar modelos mais confortáveis ou até mesmo com sabores, para tornar seu relacionamento seguro e divertido.

Por que devo comprar – e usar – preservativo?

Se você está iniciando sua vida sexual agora, se já tem um relacionamento ou mesmo se está apenas procurando um pouco de diversão sem compromisso, a camisinha é um item indispensável de ter com você.

Elas não apenas são extremamente eficazes como método de evitar uma gravidez indesejada, mas também ajudam na prevenção de DSTs como sífilis, gonorreia, clamídia, herpes genital ou VIH/SIDA, mais comumente conhecidas como vírus (ou síndrome) da imunodeficiência humana, que pode resultar no que é comumente conhecido como AIDS.

Então, se você quer aproveitar de relações sexuais seguras, o preservativo é extremamente importante para que você possa ter prazer com responsabilidade e segurança.

Quais as vantagens de usar camisinha?

Hoje, com tantos modelos disponíveis, não há desculpa para não usar camisinha. Mesmo os modelos mais tradicionais são bastante elásticos, permitindo conforto e segurança durante as relações sexuais.

Imagem de pacotes de camisinha sob fundo vermelho.

A camisinha é um item essencial em todas as relações sexuais. (Fonte: Anqa / Pixabay).

Como item contraceptivo, ela também é ideal para o planejamento familiar, evitando uma gravidez indesejada. Além disso, ela é vital para evitar a proliferação de doenças sexualmente transmissíveis.

Algumas pessoas reclamam que o preservativo atrapalha o prazer, mas hoje em dia existem as extrassensíveis que são fininhas, mas seguras.

A única desvantagem é que algumas pessoas podem ser alérgicas ao látex ou lubrificantes, mas isso é muito raro.

Vantagens
  • Protege de DSTsa
  • Previne gravidez indesejada
  • São acessíveis e até mesmo gratuitas em postos de saúde
  • Existem muitos sabores, texturas e alternativas para aumentar o prazer
Desvantagens
  • Algumas pessoas apresentam alergia

Posso substituir a camisinha por outro método contraceptivo?

Como contraceptivo, a camisinha é um dos métodos mais eficientes para evitar a gravidez. Porém muito mais que isso, a camisinha é o único e mais seguro recurso existente para a prevenção de DSTs.

Por isso, mesmo utilizando algum outro método anticoncepcional em conjunto, médicos e especialistas recomendam o uso da camisinha em todas as relações sexuais, desde o início do ato e não apenas próximo ao orgasmo.

Imagem de camisinha sendo retirada do bolso.

Seja para um momento casual ou dentro de um relacionamento estável, a camisinha é essencial para a sua segurança. (Fonte: Astryd_MAD / Pixabay)

Utilizar camisinha pode trazer algum malefício à minha saúde?

Como citamos nas desvantagens, existe apenas um risco possível de malefício para a sua saúde ao usar camisinha: caso você seja alérgico a um dos produtos utilizados na composição da mesma.

Algumas pessoas são alérgicas ao látex ou aos produtos lubrificantes, nesses casos é recomendado sempre perguntar a um médico de sua confiança para evitar riscos.

No entanto, hoje existem inúmeras opções de materiais sintéticos, sendo o mais comum deles o poliuretano. Também é possível encontrar marcas produzindo com outros materiais, como o AT-10 ou o poli-isopreno.

Consulte um urologista ou ginecologista para descobrir qual é o material mais apropriado para você, conservando assim seu bem-estar e sua saúde.

Como utilizar o preservativo masculino?

Colocar a camisinha é muito simples, mas requer alguns cuidados. Primeiro, não é recomendável abrir o pacote com objetos cortantes ou com os dentes, pois isso pode danificar o produto.

No caso do preservativo masculino, depois de retirá-lo da embalagem, segure a ponta para retirar todo o ar, então basta ir desenrolando-o ao longo da extensão do pênis ereto.

Essa ponta sobressalente foi feita especialmente para armazenar o esperma sem causar riscos de escape.

Nunca usei uma camisinha feminina. Como utilizar?

No caso das camisinhas femininas, é importante tomar os mesmos cuidados que se tem com o preservativo masculino ao abrir a embalagem, por isso, nada de usar objetos cortantes ou os dentes.

Após aberto o pacote, segure o anel menor com o polegar e o indicador. Aperte esse anel e introduza a camisinha na vagina com ajuda do dedo indicador.

A argola maior deve ficar para fora, para aumentar a proteção. Depois da ejaculação, retire-a com cuidado e descarte-a no lixo.

Quais cuidados eu preciso ter quando usar um preservativo?

Além dos cuidados ao colocar, é preciso ficar atento se você vestiu a camisinha corretamente. Caso você perceba que a borda anelar ficou para baixo ou que o pequeno reservatório da ponta está com ar, retire-a e coloque uma nova camisinha para que não haja riscos futuros.

Depois de ejacular, não espere demais antes de retirá-la. Após retirar o preservativo, dê um pequeno nó no meio e então jogue no lixo.

Camisinhas são descartáveis, então nunca tente reutilizá-las.

E lembre-se, certifique-se sempre de que a camisinha está no prazo de validade.

Posso usar a camisinha para o sexo oral?

Sim, você pode. Na verdade, os especialistas recomendam o uso da camisinha mesmo para o sexo oral. Inclusive, é possível encontrar modelos no mercado com diferentes aromas e sabores, que foram desenvolvidos para deixar a experiência ainda mais agradável.

O uso da camisinha mesmo para o sexo oral é tão importante quanto no sexo vaginal ou anal.

Mas vale lembrar que os preservativos são de uso único, então depois do sexo oral, retire a camisinha e coloque outra se desejar continuar em sua relação sexual.

A mucosa da boca pode conter bactérias; e também há perigo dos dentes causarem danos na camisinha.

Para o sexo oral vaginal, é recomendado cortar a camisinha em um formato retangular e colocar sobre a vagina para evitar o contato direto.

E no sexo anal? Preciso usar camisinha?

O ânus é uma região mais delicada, e se mesmo quando limpo apropriadamente, ainda pode conter resíduos ou mesmo micro ferimentos que podem transmitir doenças em um contado direto.

Para aproveitar melhor dessa prática, é altamente recomendado o uso da camisinha para evitar possíveis contaminações, além da transmissão de doenças.

Existem camisinhas para adolescentes?

Apesar de pouco difundidas no mercado, os modelos pensados para jovens ou pessoas de pênis pequeno são relativamente fáceis de serem encontrados no mercado nacional.

Existem modelos feitos pensando em jovens ou pessoas com pênis menores

Esse tipo de produto foi desenvolvido por serem comuns os relatos de adolescentes que não gostavam ou não conseguiam utilizar os preservativos normais, pois eles eram desconfortáveis ou escapavam durante a relação sexual.

Apesar de controverso, hoje muitos países incentivam que as marcas produzam preservativos pensando também no público mais jovem, seja para evitar as doenças ou uma gravidez indesejada em um período tão conturbado da vida.

Preciso usar lubrificante?

Sim, você pode. Inclusive, pingar uma gotinha de lubrificante do seu agrado dentro da camisinha pode aumentar ainda mais seu prazer.

No entanto, é preciso tomar alguns cuidados. Principalmente nas camisinhas de látex, não é recomendado o uso de óleos de massagem ou produtos similares, pois eles podem romper o produto.

A maioria das camisinhas do mercado já vem com seu próprio lubrificante, mas caso você queira adicionar mais, opte essencialmente por produtos a base de água.

Se eu usar duas camisinhas ao mesmo tempo, estarei mais seguro?

Embora pareça lógico que usar duas ou mais camisinhas vai aumentar ainda mais sua proteção, isso não pode estar mais longe de ser verdade.

Seja para duas camisinhas do mesmo tipo ou a combinação da masculina e feminina, quando utilizadas em conjunto, o atrito entre as duas camisinhas pode danificar uma ou mesmo as duas.

Além disso, você ainda corre o risco de elas escaparem quando usadas juntas.

Por esses fatores, não é recomendado o uso de duas ou mais camisinhas em conjunto, pois ao tentar aumentar sua proteção, você, na verdade, está aumentando os riscos para sua saúde ou de uma gravidez indesejada.

Quanto custa uma boa camisinha?

A maioria das marcas oferece pacotes com 3 ou 6 unidades, cujo preço varia de acordo com as propriedades especiais de cada modelo e da quantidade de unidades disponíveis no pacote.

Você pode encontrar pacotes de camisinha que variam de R$ 5 a R$ 10 nos modelos mais tradicionais, e de R$ 10 a R$ 20 para texturas e sabores diferentes. Os modelos exibidos nesse artigo estão nessa faixa de preço.

Vale lembrar que por se tratar de um item essencial para a saúde pública e para o planejamento familiar, no Brasil é possível encontrar camisinhas gratuitamente em hospitais e unidades de saúde.

Onde posso comprar camisinhas?

Atualmente é possível encontrar camisinhas de diferentes tipos em inúmeros locais, como farmácias, supermercados, postos de gasolina e outros.

Porém, se você é tímido. deseja explorar modelos diferentes ou quer comprar maiores quantidades com desconto, a opção das lojas online é a ideal para você.

Existem inúmeras lojas online especializadas em itens adultos, onde é possível encontrar uma infinidade de modelos, com as mais diferentes funções.

É possível ainda encontrar em portais de venda como a Amazon e o Mercado Livre, que reúnem inúmeros modelos em um só lugar.

Critérios para a compra: Fatores para considerar ao comprar camisinha

Muitas pessoas ainda têm medo ou vergonha de comprar uma camisinha. Superando o medo, ainda resta a questão: qual o melhor preservativo para mim?

Antes de escolher o melhor modelo pra você, veja os pontos abaixo e decida qual é a melhor camisinha para você.

Confira o que cada um desses pontos significa para escolher a camisinha que será mais agradável e adequada para suas relações sexuais.

Tipo de camisinha

Existem hoje no mercado dois tipos de camisinha: o modelo masculino e o modelo feminino. Embora o mais comum à venda ainda seja o modelo masculino, o modelo feminino tem experimentado um crescente no mercado.

A camisinha feminina é feita de poliuretano, um material mais resistente que o látex; e por não ter o perigo de se encher de ar como pode acontecer no modelo masculino, ela é muito mais eficaz como método contraceptivo ou para evitar doenças.

Outra vantagem é que ela pode ser colocada antes da relação sexual e seu material é muito menos passível de causar alergias. Como ela já contem lubrificante, elas também tornam o ato sexual muito mais agradável.

Por fim, elas também permitem um autoconhecimento da mulher quando se trata de sua própria genitália, já que o ato de colocar e retirar ajuda que ela tenha mais consciência de seu corpo.

Funções

Além de prevenir doenças e ajudar no planejamento familiar, hoje as camisinhas oferecem outras várias funções para incrementar sua relação sexual.

E essas funções não para apenas no tamanho ou na espessura. Veja algumas outras funções para garantir segurança e prazer no ato sexual com um toque diferenciado.

    • Espermicida: Algumas camisinhas possuem uma substância espermicida, designada a matar e/ou imobilizar os espermatozoides, ajudando a evitar a fecundação do óvulo.
    • Cores: Hoje é possível encontrar uma variedade de cores no mercado, inclusive modelos que oferecem tons de cores semelhantes aos tons de pele humanos, deixando a camisinha ainda mais discreta. E claro, é possível encontrar camisinhas de todas as cores, inclusive algumas que brilham no escuro.
    • Aromas e sabores: Já se você quer praticar o sexo oral, é possível encontrar uma infinidade de camisinhas que foram desenvolvidas com diferentes aromas e sabores. De morango a caipirinha, basta encontrar a que mais lhe agrade.
    • Lubrificante: Como as camisinhas não são indicadas para o uso junto de óleos de massagem ou outros lubrificantes, você pode encontrar no mercado camisinhas que já possuem lubrificantes que não danificam o produto durante o uso.
    • Efeito esquenta/esfria: Se você quer esquentar a reação em um dia frio de inverno ou torna-la mais refrescante no calor do verão, já é possível encontrar camisinhas que proporcionam essas sensações.
    • Texturizados: Os modelos texturizados oferecem diferentes relevos, como pequenos nódulos e anéis que ampliam o prazer durante a relação.
    • Efeito retardante: Com um lubrificante de propriedades anestésicas, as camisinhas com efeito retardante ajudam em casos de ejaculação precoce ou se você deseja uma relação sexual mais duradoura.
Imagem de pacote de camisinha aberto juntamente com um sutiã.

Para uma maior sensibilidade no momento a dois, uma camisinha ultrafina pode ser a solução (Fonte: KlausHausmann / Pixabay)

Material

A maioria das camisinhas é feita de látex, um tipo de borracha flexível capaz de se adaptar a diferentes tamanhos de pênis ou vagina.

Porém, uma pequena porcentagem da população é alérgica ao látex e para esses casos, já existem camisinhas feitas de matérias sintéticos, como o poliuretano, poli-isopreno ou de resina AT10.

Esses modelos podem custar um pouco mais caro, mas há estudos que comprovam uma melhor eficácia.

No caso do poliuretano, ele é capaz de uma maior transição de calor e não é tão sensível a exposição a luz ou de altas temperaturas. Ele também é menos propenso a causar alergias e é livre de odor.

Porém, também há seus riscos. Os materiais sintéticos são menos elásticos, então podem ser mais propensos a rasgar ou escapar do pênis.

Como todo preservativo, independentemente de seu material, há sempre um pequeno risco associado ao uso, principalmente quando utilizadas de forma errada.

Tamanho

As camisinhas tradicionais costumam ter um tamanho único e geralmente são medidas através de seu diâmetro, não pelo comprimento, já que por serem extremamente elásticas, podem vestir com facilidade qualquer comprimento de pênis.

Porém, caso seja de sua preferência, já existem modelos que oferecem uns comprimentos maiores. Esse é um fator importante quando você considera que a camisinha pode escapar ou tornar a relação sexual desconfortável.

Diâmetro

A camisinha é capaz de se esticar muito além de seu tamanho natural, porém, por se tratar de um produto elástico, a espessura pode incomodar caso ela aperte.

Por isso, existem várias marcas que oferecem modelos com um diâmetro diferenciado que vai além dos 52 mm tradicionais.

Hoje os fabricantes oferecem também o modelo extra, com 55 mm, além dos modelos menores com 49 mm.

Caso você se sinta desconfortável com a camisinha tradicional, dê uma olhada no que o mercado tem à disposição e encontre um modelo que não te machuque.

Espessura

A grande vilã dos preservativos é sua espessura. A maior reclamação de homens e mulheres é que a espessura pode diminuir a sensibilidade e o prazer durante a relação sexual.

Pensando nisso, hoje as marcas oferecem modelos com uma espessura menor, prometendo aumentar a sensibilidade ao mesmo tempo em que conservam seus fatores de segurança.

Os modelos conhecidos com ultrafino ou “sensitive” costumam oferecer uma espessura até 16% menor do que os preservativos mais comuns, algo em torno de 0,05 mm até 0,067 mm.

Também é possível encontrar produtos “premium” no mercado que contam com uma espessura de 0,02 mm, mas eles podem pesar um pouco mais no seu bolso.

(Fonte da imagem destacada: Kerryank / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Redatora e psicóloga, é uma entusiasta de gadgets, jogos e utilidades. Adora escrever e experimentar inovações que podem tornar a vida mais prática.