Imagem mostra o close de uma catraca de bicicleta, centralizada no quadro, instalada numa roda.
Ultima atualização: 15 de março de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

15Horas investidas

3Estudos avaliados

53Comentários coletados

Que bom seria se todas as ruas fossem retas, lisas e suaves. Como infelizmente não são, você precisa de força, resistência e também de marchas na sua bike. Você precisa, então, de uma catraca de bicicleta, o produto do artigo de hoje da ReviewBox Brasil.

As catracas fazem o "trabalho sujo" nas bicicletas, para que o seu pedalar seja limpo e mais leve em qualquer situação. No Guia que montamos abaixo, vamos mostrar tudo sobre essa importante peça, e ajudar você a escolher a melhor e mais adequada à sua magrela.




Primeiro, o mais importante

  • A catraca para bicicleta é a peça responsável pelo sistema de relação de marchas.
  • A catraca fica necessariamente posicionada na roda traseira. A peça da roda dianteira é a coroa.
  • A variedade básica da catraca de bicicleta é entre a chamada catraca roda livre e a catraca cassete.

Você também pode gostar:

Melhores catracas de bicicleta: As escolhas para cada bike

A lista a seguir é o resultado da nossa análise de mercado. A ideia é que a nossa busca pelas melhores catracas de bicicleta ajude a sua busca pelo modelo ideal.

A mais inovadora catraca para bicicleta

Com toda a qualidade Shimano, uma das mais respeitadas marcas de equipamentos e peças para o ciclismo, essa catraca de bicicleta do tipo cassete de relação 11-34 dentes tem altíssima durabilidade. Com acabamento crômico, o CS-HG300-9 possui nove velocidades, e possibilita engates rápidos e precisos, melhorados com a tecnologia patenteada Shimano Hyperglide, que nunca deixa a corrente completamente desengatada, e possibilita o máximo desempenho no engate.

A catraca para bicicleta motorizada

Se você está buscando uma catraca de qualidade para a sua bicicleta motorizada, olhe com carinho para este modelo da Eastman. Versátil, conta com 18 dentes, o que a faz compatível com a roda traseira de qualquer bike motorizada, e até algumas não-motorizadas. Prática, essa catraca é do tipo roda livre, de fácil montagem, desmontagem e manutenção.

O melhor modelo de catraca roda livre

A MF-TZ500-7 Megarange, da Shimano, é uma senhora catraca de bicicleta. Modelo do tipo roda livre, tem um uso muito mais fácil e prático, sem comprometer a segurança do seu pedalar. Conta com sete velocidades, relação 14-34 dentes e sistema indexado, além de ser compatível com cubos de rosca. Não à toa, faz parte da linha Tourney Shimano, de grande eficiência e própria para torneios e outros eventos competitivos.

Guia de Compras

Da mais simples bike ao modelo com as mais variadas marchas, a catraca de bicicleta está lá para aliviar e adequar o seu pedalar às mais diversas situações, sejam subidas, descidas, pistas ou estradas.

Neste Guia de Compras, vamos falar dessas situações e tudo mais o que cerca essa engrenagem tão importante. Com as informações que compartilhamos abaixo, você não terá dificuldade para encontrar a catraca para a sua bicicleta

Imagem mostra um homem passando em frente a um muro grafitado, enquanto empurra sua bicicleta pela calçada.

A catraca existe para você não precisar ficar empurrando sua bicicleta por aí. (Fonte: Clem Onojeghuo/ Pexels.com)

O que é uma catraca de bicicleta?

A catraca é uma peça localizada necessariamente na roda traseira de uma bicicleta. É uma engrenagem pequena, que por força mecânica, isto é, o seu pedalar, dá força para uma engrenagem maior, a coroa, que faz a bicicleta andar.

Seu desenho básico é como um empilhado de discos serrilhados, que vão diminuindo de circunferência do primeiro - que fica rosqueada no sentido horário no cubo da roda traseira - ao último disco, que fica conectado ao quadro.

Nas serrilhas das catracas, também chamados de pinhões ou dentes, são encaixadas as correntes da bicicleta, responsáveis por transferir a energia da roda traseira para a dianteira e vice-e-versa.

A catraca é de longe a peça mais pressionada durante uma pedalada. Isso faz com que o encaixe na roda fique cada vez mais apertado, sendo necessária sua remoção e manutenção periódica para que não fique apertada demais, o que danifica a própria catraca e as peças ao seu redor, ou mesmo que fique presa na roda.

Imagem mostra o close dos dentes de uma catraca instalada numa roda de bicicleta, cujos aros e outras engrenagens estão fora de foco.

A catraca é a engrenagem menor no sistema da pedivela. (Fonte: Wayne Bishop/ Unsplash.com)

Para que serve uma catraca de bicicleta?

Para além do movimento básico da bicicleta, a catraca é a peça responsável em fazer toda a relação de marchas funcionar. As marchas são um advento mecânico da bicicleta que potencializam ou aliviam o pedalar do ciclista, de forma adequar a força necessária para alguma pista.

Em outras palavras, fazem com que, por exemplo, numa subida, você possa pedalar de uma forma mais leve do que numa bicicleta single speed. A gravidade é a mesma e é necessário esforço para subir ainda assim, mas num pedalar muito mais confortável.

Cada disco serrilhado deste grande empilhado que é a catraca de bicicleta corresponde a uma velocidade, e cada velocidade corresponde a uma, duas ou três marchas, dependendo do número de dentes da coroa, a engrenagem análoga à catraca que fica na roda dianteira.

Ao trocar uma marcha, você faz a corrente, aquela que liga a catraca à coroa, "pular" de um disco serrilhado para o outro, e acionar um disco menor, e portanto uma velocidade maior, ou um disco maior, e uma velocidade menor.

Imagem mostra uma foto de uma roda traseira de uma bicicleta, com uma pequena catraca instalada ao centro.

A catraca de bicicleta é a responsável por fazer a relação de marchas funcionar. (Fonte: Markus Spiske/ Unsplash.com)

Vale a pena usar uma catraca roda livre?

Há quem diga que todas as catracas possuem rodas livres. A questão é onde ela fica posicionada.

De qualquer maneira, quando se fala em catraca roda livre, o modelo referido é o da catraca mais básica, a catraca tradicional. Ela é rosqueada no cubo da bicicleta, e fica responsável pelo giro do sistema de relação de marchas.

foco

Também é chamada de roda livre o mecanismo que gira com a transferência de energia dos pedais. É  a responsável por fazer a roda se mexer.

Atualmente, a maior vantagem deste tipo de catraca é o seu preço, muito menor em comparação as demais variedades.

Até por isso, tem um melhor desempenho no uso urbano, que mesmo sendo diário para muita gente, exige muito menos da bicicleta, e portanto uma menor manutenção da catraca, que costuma ser a parte inconveniente.

Outro inconveniente é que a catraca roda livre não é recomendada para ser usada em mais do que sete velocidades. Há também a questão de que catraca fica angulada após a fixação no cubo da roda traseira, o que vai deteriorando a peça e o próprio cubo com o tempo.

Vantagens
  • Mais barata
  • Melhor em uso urbano
Desvantagens
  • No máximo 7 velocidades
  • Fixação angulada

Qual a diferença entre catraca e cassete?

É praticamente certo de que, em sua pesquisa, você irá se deparar com a questão catraca e cassete, em qual é melhor, qual usar, qual comprar, enfim.

As duas são variações da mesma peça.

Catraca e cassete são basicamente duas variações da mesma peça. A função é a mesma, mas o funcionamento e o design são completamente diferentes.

A distinção fundamental entre as duas é a posição onde fica a roda livre, a peça gira livremente e transfere a energia do pedal para o sistema - o que faz a roda rodar.

Na catraca, a roda livre fica dentro da peça, que depois é rosqueada no cubo, a peça de ligação entre a catraca e a roda; no cassete, a roda livre fica no próprio cubo, que é encaixado na peça, por meio de estrias compatíveis com as estrias da peça.

Catraca Cassete
Roda livre Na peça No cubo
Instalação Rosqueada no cubo Encaixada
Ponto forte Resistência e preço Maior durabilidade e praticidade na manutenção

Critérios de Compra: O que notar na sua catraca de bicicleta

Para você se preocupar somente com o que importa, como, ora, seu pedalar, fizemos uma lista para guiar todo o seu processo de escolha, para que você possa finalizar a sua compra pagando pela melhor catraca para a sua bicicleta.

Dentes

Uma das informações mais úteis e mais fáceis de se identificar numa catraca de bicicleta é a sua relação de dentes. De uma maneira geral, quanto mais dentes houver na catraca, mais suave será o engate das marchas e o pedalar como um todo.

Você provavelmente encontrará, especialmente na internet, a informação como "relação dentes", e um número duplo, como 11-32, ou 11-34. Essa relação fala do número de dentes da catraca e da coroa, sempre com o número da catraca na frente.

Imagem é um plano detalhe de uma catraca de bicicleta instalada, com foco em quatro de suas engrenagens.

Os dentes das catracas que fazem o engate das marchas da bicicleta. (Fonte: Gudella/ 123rf.com)

Velocidades

O número de velocidades de uma catraca é uma informação facilmente identificável, e bastante útil para comparar e selecionar o seu modelo ideal.

O número de velocidades é proporcional ao de marchas.

Explanando de maneira mais simples, o número de velocidades é proporcional (mas não igual) ao número de marchas. Ainda que dependa do número de coroas da pedivela (o que é bem fácil de se descobrir) para determinar exatamente o número de marchas, a regra continua válida.

Aro

Este critério serve mais como um lembrete, de escolher o modelo de catraca mais adequado ao aro, no caso o tamanho do aro, da sua bicicleta.

Não existem modelos específicos para um certo tamanho de aro, mas é possível encontrar um modelo mais compatível, na lógica de que aros maiores exigem maior força nas pedaladas, e portanto catracas maiores, com mais dentes e velocidades.

Imagem mostra as rodas traseiras de duas bicicletas sobrepostas, com o foco no aro da primeira roda.

É de suma importância ter uma catraca adequada ao tamanho do aro da sua bicicleta. (Fonte: lalalulustock/ 123rf.com)

Marca

Uma maneira muito prática para escolher catracas de bicicleta de qualidade, ainda mais se você for leigo, é ir atrás das marcas de qualidade.

Recomendamos três marcas, a Campagnolo, a Sram e principalmente a Shimano, a mais "famosa" das três. São três fabricantes com bastante tradição nesse mercado, e com catálogos repletos de modelos e variedades para atender os mais específicos tipos de bicicletas e pedaladas.

(Fonte da imagem destacada: Vinitphon/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Andressa Rodrigues Coach de Crossfit
O ciclismo reinava absoluto no coração de Andressa até que ela conheceu o Crossfit. Não, ela não largou completamente a bike por burpees e push-ups, mas agora divide a atenção entre as duas modalidades. Colecionando medalhas e troféus tanto pedalando quanto completando WODs, ela também quer compartilhar seu conhecimento nas duas atividades na internet.
Lucas Ayres Jornalista
Fanático por esportes e apaixonado por música, vive antenado às novas tecnologias e tendências da moda masculina. Escreve sobre os produtos que orbitam nesses assuntos, e outros que deixam a casa e o dia a dia mais fácil, prático e, além de tudo, saudável.