Celular molhado.
Ultima atualização: 18 de março de 2020

Como escolhemos

16Produtos analisados

20Horas investidas

6Estudos avaliados

84Comentários coletados

Água e celular. Um combinação perigosa, certo? Não se você tiver um celular à prova d’água. Com essa especificação técnica é possível tirar fotos e selfies sem a preocupação de danificar o seu smartphone por conta do contato com a água.

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! No artigo de hoje vamos explicar como funciona um celular à prova d’água, quais os cuidados você deve ter e como escolher o melhor smartphone.




Primeiro, o mais importante

  • O celular à prova d’água é uma opção interessante para quem está sempre em contato com a água, mas também é útil em dias de chuva.
  • Mas como nenhum celular é totalmente à prova d’água, é importante conhecer os níveis de resistência que variam dependendo do smartphone.
  • Vamos mostrar quais aspectos você deve levar em conta na hora de comprar o melhor celular à prova d’água.

Você também pode gostar:

Melhores celulares à prova d’água: Nossas recomendações

O smartphone mais completo

O smartphone da Samsung Galaxy S10+ tem classificação à prova d’água IP68. Além disso, esse modelo conta com 128GB de memória interna, tela de 6.4”, câmera tripla traseira de 12MP + 12MP + 16MP, câmera frontal dual de 10MP e leitor de impressão digital.

O celular à prova d’água mais resistente

O celular à prova d’água Caterpillar S31 conta com bateria de 4000mAh e classificação IP68. Com câmera traseira de 8MP e frontal de 2MP, esse smartphone possui 16GB de memória interna, 2GB de memória RAM e sensores de proximidade, de luz ambiente, e bússola.

O celular mais moderno de todos

O G7 ThinQ é um celular à prova d’água da LG. Com memória interna de 64GB e tela de 6,1 polegadas, esse smartphone conta com câmera com inteligência artificial de 16MP + 16MP, além de auto-falante Boombox e som Surround 3D DTS:X.

Guia de Compra

Com a evolução dos smartphones, nada mais natural que você encontre celulares à prova d’água. Mas é preciso atenção já que existem níveis diferentes de resistência à líquidos.

Nesse Guia de Compra, vamos explicar o que caracteriza um smartphone à prova d’água, os cuidados que você deve ter com o aparelho e porque você deve considerar comprar um celular com essa funcionalidade.

Três pessoas na piscina, tirando selfie com celular.

O celular à prova d’água é ideal para tirar fotos na piscina. (Fonte: Suwinai Sukanant/ 123rf.com)

Como funciona um celular à prova d’água?

Uma das maiores preocupações que temos com o smartphone é com relação ao contato com a água, certo? Afinal, ninguém quer danificar o aparelho ou vê-lo travar por conta de respingos, seja no mar, na piscina ou na chuva.

Por isso, os fabricantes tem investido cada vez mais no celular à prova d’água. Mas é preciso atenção: Não existe nenhum aparelho totalmente à prova d’água. O que existe são os celulares que resistem a certos níveis de contato com líquidos.

Ou seja, os smartphones que são definidos como à prova d’água podem resistir a respingos e, dependendo do modelo, até à submersão na água, desde que respeite o limite de profundidade e não seja demorada.

Iphone molhado.

O celular à prova d’água resiste à respingos. (Fonte: PhotoMIX-Company/ Pixabay.com)

Para garantir que um celular é à prova d’água, as fabricantes de smartphones submetem os aparelhos a testes para garantir a certificação IP, que vai determinar o nível de resistência à água.

De modo geral, os celulares que resistem ao contato com água são protegidos de suas formas. Alguns modelos contam com tampas que selam as entradas USB e de fones de ouvidos. Outros já possuem os elementos internos selados.

Celular à prova d’água: O que é a certificação IP?

Os celulares à prova d’água possuem uma certificação que indicam o grau de resistência do aparelho.

Chamada de Ingress Protection (Proteção de entrada, em livre tradução) ou IP, essa certificação, além de determinar a resistência à água, também indica o grau de proteção à poeira.

No entanto, existem diferentes níveis de proteção, o que significa que nem todo celular tem a mesma resistência à água ou à poeira.

Mulheres em lancha com celular.

Dependendo da certificação IP, o celular pode ser mais ou menos resistente à água.(Fonte: Daan Stevens/ Pexels.com)

Para determinar o nível de proteção, a sigla IP vem acompanhada de dois dígitos. O primeiro dígito se refere à resistência contra entrada de poeira no celular e varia de 0 a 6.

Já o segundo dígito varia entre 0 e 8, e determina o grau de proteção do smartphone com o contato com a água.

Assim, quanto maiores forem os números que acompanham a sigla IP, mais resistente à água e à poeira o aparelho será.

Quais os níveis de resistência do celular à prova d’água?

Como vimos, a certificação IP é dividida em vários níveis de resistência. Mas essa classificação também determina como ocorre a proteção do smartphone à prova d’água de acordo com a situação.

Por exemplo, existem modelos de celular à prova d’água que resistem a respingos que o atinjam na vertical.

Outro são resistentes a gotas inclinadas em determinado grau, enquanto que alguns smartphones podem suportar jatos de água em várias direções.

Além disso, algumas fabricantes de celular à prova d’água afirmam que o aparelho apenas resiste ao contato com a água doce, já que a água salgada do mar pode corroer e danifica alguns componentes dos smartphones.

Mas, para você ter uma noção mais ampla sobre os principais níveis de resistência que você pode encontrar em um celular à prova d’água, confira a tabela que preparamos:

Grau de proteção do celular Certificação
Não protegidos IP com final zero
Protegidos contra gotas de água verticais IP com final 1
Protegidos contra gotas com inclinação de até 15º IP com final 2
Protegidos contra gotas com ângulo superior a 65º IP com final 3
Protegidos contra água vinda de todas as direções IP com final 4
Protegidos contra jatos de água IP com final 5
Protegidos contra jatos potentes de água IP com final 6
Protegidos contra submersão limitada e temporária IP67
Protegido contra submersão mais profunda e temporária IP68

Posso mergulhar com um celular à prova d’água?

Se for preciso entrar em um piscina com o seu smartphone, ou até mesmo debaixo do chuveiro, é preciso que o aparelho tenha a certificação IP máxima.

Afinal, como vimos, apenas com a certificação IP68 você poderá submergir o celular e, ainda assim, respeitando o limite de profundidade e o período de tempo de submersão.

Isso é importante para preservar o seu smartphone e evitar que ele seja danificado, em muito casos, de forma permanente.

De qualquer forma, é sempre recomendado que você reforce a proteção do seu smartphone quando estiver em contato com a água. Uma boa opção para isso é utilizar uma capa à prova d’água de celular.

Para quem é indicado um celular à prova d’água?

Qualquer pessoa deveria considerar comprar um celular à prova d’água. Afinal, ninguém está livre de ter o seu smartphone molhado, seja pela chuva, seja em dias de piscina e praia.

De toda forma, esse tipo de tecnologia acaba sendo mais útil para as pessoas que praticam esportes radicais ou passam mais tempo em contato com água, seja por lazer ou por conta da profissão.

foco

Você sabia que celulares com certificação de resistência à água não são novidade?

Esses modelos chegaram ao mercado em 2006. Mas o fato é que essa característica não costuma ser muito divulgada pelas fabricantes.

Isso porque, mesmo que tenha o IP68, o celular não está livre de ficar danificado por conta da entra de líquidos. 

Afinal, vale a pena ter um celular à prova d’água?

Se você seguir as recomendações da fabricante do aparelho, sim, vale a pena comprar o celular à prova d’água.

Isso porque, mesmo que você não possa entrar por muito dentro dentro da água com o smartphone, é possível utilizar o aparelho de forma segura em casos de chuvas, por exemplo.

No entanto, vale ter em mente que, em geral, apenas os smartphones mais modernos e caros contam com a certificação IP máxima, a que de fato protege o seu aparelho contra a entrada de poeira e água.

Homem com celular, fazendo caminhada com casaco de chuva.

O celular à prova d’água pode salvar o seu aparelho em dias de chuva. (Fonte: maridav/123rf.com)

Mas, além disso, é preciso lembrar também que acidentes sempre podem ocorrer. Sendo assim, se por acaso você molhar o seu celular acidentalmente, o fato de ele ser à prova d’água pode salvar o smartphone.

Além disso, se você escolher o celular com IP68 você pode até tirar algumas fotografias debaixo d’água de forma segura, sempre respeitando o tempo e a profundidade permitidas, é claro.

No entanto, se você ainda tem dúvidas se vale a pena compra um celular à prova d’água ou não, confira a seguir a tabela com as principais vantagens de desvantagens desse tipo de smartphone:

Vantagens
  • Diferentes níveis de proteção à água e poeira
  • Modelos intermediários e top de linha
  • Marcas de renome
  • Eficiente em dias de chuva e em acidentes que podem molhar o aparelho
Desvantagens
  • Tem restrições quanto ao contato com a água
  • Não protege totalmente contra a entrada de água

Quais os cuidados você deve ter com um celular à prova d’água?

O principal cuidado que você deve ter com um celular que é à prova d’água é seguir as recomendações de uso da marca fabricante.

Se o aparelho for do tipo que contém tampas que precisam ser fechadas, por exemplo nas entradas USB, é preciso atenção redobrada. Caso você esqueça de fechá-las, o contato com água poderá danificar o celular.

Além disso, é bom lembrar que a tela do smartphone, sensível ao toque, não vai funcionar de forma eficiente se estiver molhada.

Outra funcionalidade que estará prejudicada com o celular na água é a internet que não vai funcionar se o aparelho estiver submerso.

Quanto custa e onde comprar um celular à prova d’água?

O celular com proteção máxima à água não costuma ser barato. O valor de smartphones com essa tecnologia vai variar dependendo da marca fabricante, do nível de resistência e, é claro, das configurações técnicas de cada modelo.

Celulares à prova d’água custam entre R$ 1,3 mil e R$ 8 mil.

Mas, de maneira geral, os modelos de celulares à prova d’água custam entre R$ 1,3 mil e R$ 8 mil.

Mas é claro que você não precisa comprar o smartphone mais caro de todos. É possível encontrar bons modelos com preço mais acessível e com proteção elevada contra o contato com a água.

Para comprar um celular à prova d’água, você pode optar por lojas especializadas, de departamento ou até mesmo grandes redes de supermercado como, por exemplo, Lojas Americanas, Casas Bahia e Carrefour.

Ainda assim, nós recomendamos que você compre o smartphone à prova d’água em lojas online como a Amazon Brasil. Com isso, além de você realizar a sua compra do conforto de casa, ainda terá mais opções de modelos para escolher.

Critérios de Compra: Como analisar os celulares à prova d’água

Na hora de partir para a ação e comprar o melhor celular à prova d’água, você vai se deparar com uma grande variedade de modelos. E é então que surge a dúvida: Qual o melhor celular à prova d’água para mim?

Para responder a essa pergunta, você precisará fazer uma comparação entre os modelos de smartphones disponíveis e considerar seu objetivo de uso.

Para lhe ajudar nessa etapa, listamos a seguir os principais fatores que você deve levar em conta nessa comparação. São eles:

A seguir, vamos explicar detalhadamente como você pode analisar cada um desses critérios.

Marca

Atualmente, as grandes marcas fabricantes de smartphones já disponibilizam celulares à prova d’água. No entanto, a grande maioria não expõe essa informação claramente.

Como vimos, isso ocorre porque, ainda que o aparelho seja resistente à água, ele não é de fato totalmente à prova d’água.

Ainda assim, você vai poder optar por smartphones top de linha que contam com resistência máxima à água como, por exemplo, o Iphone, da Apple; o Galaxy S, da Samsung; o Xperia, da Sony; o Moto G, da Motorola, entre outros.

Certificação

Como vimos, é a certificação IP que determina o grau de proteção contra a água e poeira de um celular.

Por isso, na hora de escolher o melhor modelo de smartphone, verifique qual é a numeração do IP.

Como vimos, o mais indicado é o celular a prova d’água IP67 ou IP68. Confira a seguir as características e limitações de cada um deles:

  • Certificação IP67: Os celulares à prova d’água com IP67 podem ser submergidos em até 1 metro de água por no máximo 30 minutos.
  • Certificação IP68: Os modelos com IP68 podem ser submersos a 1,5 metros por até 30 minutos.

Configurações

É claro que, assim, como qualquer smartphone, é importante que você compre um aparelho que atenda às suas necessidades e expectativas de uso.

Ainda que, de modo geral, o celular à prova d’água esteja entre as categorias de celulares intermediários e top de linha, não deixe de analisar as seguintes configurações que diferenciam um aparelho de outro:

  • Memória RAM: Quanto maior a memória RAM do smartphone à prova d’água, mais eficiente ele será para abrir e executar vários apps e programas ao mesmo tempo.
  • Memória interna: Quanto maior for a memória interna do celular à prova d’água, mais espaço você terá para guardar fotos, vídeos, aplicativos e etc, sem comprometer o desempenho do aparelho.
  • Quantidade de câmeras: Observe que existem celulares com câmeras frontais e traseiras, mas os modelos mais modernos contam com mais de uma câmera traseira, o que otimiza o seu uso.
  • Qualidade de câmeras: Leve em conta também a qualidade das câmeras do smartphone à prova d’água. Ainda que existam alguns fatores que determinam a qualidade da fotografia, o número de megapixels está entre um dos principais que você deve considerar.
  • Tamanho da tela: Avalie qual o melhor tamanho de tela para você. Para tanto, leve em conta as polegadas.
  • Resolução da tela: A resolução da tela do celular à prova d’água é outro aspecto que pode determinar a qualidade do seu aparelho. Quanto maior, melhor será a sua experiência de uso.
  • Resolução da gravação de vídeo: O mesmo vale para a resolução na hora de gravar vídeo, especialmente se você trabalha com isso. Hoje é possível comprar smartphones com que gravam em resolução 4k.

Garantia

Para evitar surpresas indesejadas, na hora de comprar um celular à prova d’água verifique se há garantia em caso de danos decorrentes do contato com a água.

O fato é que, de modo geral, as fabricantes especificam que danos decorrentes de contato com líquidos não são cobertos pela garantia.

Por isso é importante também respeitar as recomendações de uso da fabricante e não testar os limites de resistência do celular à prova d’água.

(Fonte da imagem destacada: DariuszSankowski/ Pixabay.com)

Por que você pode confiar em nós?

Elen Gonçalves Graduada em Mecatrônica
Os anos morando e estudando na Europa ajudaram a despertar em Elen uma paixão pelos eletrônicos que a levou a estudar mecatrônica. Discutir assuntos relacionados a esse universo é o que ela mais gosta de fazer. Principalmente se for online, onde é possível compartilhar seu conhecimento com milhares de pessoas ao mesmo tempo.
Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.