Imagem de um celular com câmera boa.
Ultima atualização: 17 de setembro de 2019

Como escolhemos

25Produtos analisados

23Horas investidas

4Estudos avaliados

115Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje em dia todo mundo quer um celular com câmera boa para tirar fotos para registrar os momentos mais importantes do dia a dia e postar nas redes sociais.

Para muitas pessoas, a qualidade da câmera supera a importância de outras configurações como processador e sistema operacional. Por essa razão, as empresas de tecnologia investem cada vez mais nas câmeras dos smartphones.

Se você também escolhe o celular pela câmera, esse artigo é para você! Preparamos algumas dicas que vão ajudá-lo a descobrir se a câmera do smartphone que você quer comprar é boa ou não. Aproveite a leitura!




Primeiro, o mais importante

  • O que indica a resolução da fotografia de uma câmera é a quantidade de megapixels. Já a resolução dos vídeos é indicada pelas siglas HD, FHD ou UHD/4K.
  • Um smartphone possui câmera frontal e traseira. A câmera traseira tem a resolução maior, enquanto a frontal, menor. Em ambos os casos, as câmeras podem ser duplas ou triplas.
  • Uma boa câmera possui lente ou um conjunto de lentes de vidro, com longo alcance focal e ampla abertura.

Você também pode gostar:

Os melhores modelos de celular com câmera boa: Nossos favoritos

Se você chegou até este Guia de Compra é porque você está procurando um celular com câmera boa. Para ajudá-lo a escolher um modelo, listamos as melhores opções. Incluímos smartphones de diferentes marcas e faixas de preço.

O nosso preferido

O Moto G6 Play da Motorola possui câmera traseira com resolução de 13 megapixels, abertura f/2.2, flash, zoom digital 8x e foco rápido. A câmera frontal tem 8 MP, abertura f/2.2 e flash, que garante boas fotos mesmo em ambientes com baixa luminosidade.

Outros diferenciais das câmeras são: “modo panorama”, nas câmeras frontal e traseira, “modo beauty” que trata a qualidade das selfies automaticamente, e “modo manual” que permite que você ajuste as configurações como em uma câmera profissional.

O celular com a melhor câmera dupla

O Zenfone Max Pro M1 da Asus tem câmera dupla que garante retratos perfeitos. Além das cores vibrantes e imagens ricas em detalhes, há um bom equilíbrio de exposição em locais iluminados.

A câmera traseira tem 13 MP, flash de LED, efeito Bokeh (que dá um toque profissional aos seus retratos) e possibilidade de gravar vídeos em qualidade UHD/4K. A câmera frontal tem resolução de 8 MP, mas não conta com flash.

A opção que se adapta às condições externas

O diferencial da câmera do Samsung Galaxy S9 é que assim como como o olho humano, as lentes se adaptam automaticamente às condições de iluminação e captam imagens com o melhor equilíbrio possível.

Esse smartphone possui foco rápido, balanceamento de cores e fotos com acabamento profissional. A resolução da câmera traseira é de 12 MP (com abertura f/1.5) e a frontal tem 8 MP. A filmadora grava com resolução UHD/4K.

O modelo mais aclamado

No products found.

O Pixel 3 da Google é aclamado pela qualidade da câmera. A traseira tem 12,2 MP, abertura f/1.8 e modo noturno que capta fotos com nitidez. A gravação de vídeos tem estabilização, foco automático e resolução em UHD/4K.

A câmera frontal possui duas lentes, que permite que você tira selfies com um grupo de pessoas. A resolução é de 8 MP, com abertura f/1.8. A gravação de vídeos da câmera frontal é em resolução FHD.

Guia de Compra

A melhor maneira de saber se a câmera de um celular é boa é testando-a. Entretanto, algumas especificações técnicas indicam qual é o desempenho da câmera do smartphone.

Mas, mais importante do que conhecer essas especificações é entender como influenciam na qualidade da câmera. Essas e outras informações você confere neste Guia de Compra.

Imagem de um casal tirando uma selfie.

Muitas pessoas escolhem o smartphone pela qualidade da câmera. (Fonte: Rawpixel.com / Pexels)

Quais as características de celular com câmera boa?

Quando falamos em qualidade de imagem, precisamos deixar de lado a ideia de que a quantidade de megapixels é sinônimo de câmera boa. Esse é apenas um dos fatores que definem a qualidade de imagem.

Os megapixels têm duas funções: a primeira é a possibilidade de dar zoom na imagem sem perder resolução, a outra é criar uma imagem com dimensões maiores que se adaptam a diferentes contextos.

Quanto mais megapixels, maior é a resolução, tamanho e peso de uma fotografia. Uma câmera com um a cinco megapixels tem qualidade suficiente para fazer fotos para postar nas redes sociais e montar álbuns de família, basta imprimir as imagens em papel fotográfico.

Imagem de uma mulher tirando uma selfie.

Diversos fatores influenciam na qualidade de uma câmera. (Fonte: rawpixel.com / Pexels)

O sensor tem a tarefa de transformar a luz em sinais elétricos que se traduzem em pixels. Câmeras com muitos megapixels tendem a ter pixels pequenos, pouco sensíveis à luz, mas com maior capacidade de captar detalhes.

Enquanto um sensor maior pode gerar pixels maiores, mais sensíveis à luz, melhores imagens em ambientes escuros, mas com menos detalhes por causa da baixa quantidade de pixels.

O que determina o grau de sensibilidade à luz é o padrão ISO. Quanto menor o índice ISO, menor é a captação de luz, por essa razão, em ambientes escuros, ele deve ser aumentado (mas quanto maior, maior a granulação).

A abertura em f é responsável por definir quanta luz entra no sensor e tem dois efeitos: melhorar o desempenho da câmera em uma iluminação ruim e aumentar a velocidade de captura das fotos.

Imagem de uma menina tirando uma selfie.

Quanto maior é a abertura do diafragma, menor é a sensação de profundidade da foto. (Fonte: Tinh Khuong / Unsplash)

Além da abertura, é preciso ajustar a velocidade do obturador, que define quanto tempo a câmera manterá a lente aberta para registrar a foto. Quanto mais tempo o obturador se manter aberto, maior é a quantidade de luz que entra na lente.

Isso pode fazer com que a sua foto fique borrada ou tremida. Entretanto, em fotos noturnas, o aumento da exposição à luz ambiente é essencial para fazer esses registros.

Quais são as outras funções de uma câmera?

Existem dois comandos relacionados ao foco: o autofoco, como o próprio nome já diz, focaliza a imagem automaticamente e o foco por toque é quando o próprio usuário escolher onde deseja focalizar, personalizando a fotografia.

Imagem de uma mulher configurando a câmera de um smartphone.

Para tirar boas fotografias é preciso ajustar a câmera. (Fonte: Stocksnap / Pixabay)

O balanço de branco tem a função de corrigir a coloração das fotos. Com esse recurso você pode escolher se a sua foto vai ter um estilo mais quente (como a luz das velas ou do sol) ou um tom mais frio (puxado para o cinza e azul, como em dias nublados).

O estabilizador de imagem impede que as suas fotos saiam tremidas. Existem dois tipos de estabilização: óptica e eletrônica. Preparamos uma tabela para falar sobre as diferenças.

Estabilização óptica Estabilização eletrônica
Estabilizador de imagem Hardware Software
Como é feita a estabilização O hardware detecta a vibração no sensor e compensa o movimento O software tenta corrigir a movimentação das mãos do usuário
Efeito em fotografias Impede que as fotos saiam tremidas É capaz de corrigir pequenos problemas
É eficaz em vídeos?

Outro recurso importante é o zoom, que serve para ampliar paisagens, pessoas ou objetos distantes na hora de tirar a foto. É importante analisar a potência e a resolução da imagem ao usá-lo.

O zoom óptico usa a lente da câmera para aproximar a imagem, portanto causa o mínimo de desfoque. O zoom digital distorce a imagem, pois é feito depois de já ter tirado a foto.

O detector de sorriso tira a fotografia automaticamente quando identifica um sorriso. Se for tirar uma foto em grupo fique atento, por que ao primeiro sorriso que derem a foto será tirada.

Imagem de pessoas tirando uma selfie.

O detector de sorrisos funciona assim que alguém der um sorriso para a câmera. (Fonte: rawpixel.com / Pexels)

Qual é o formato ideal para salvar as fotos?

A maioria dos smartphones salva as fotos em formato JPEG, mas alguns já suportam o formato RAW.

As fotos no formato RAW são mais completas, porém com tamanho maior.

O formato JPEG comprime as fotos para ocuparem menos espaço na memória do celular.

Já o formato RAW registra tudo o que o sensor vê, por isso ocupa mais espaço na memória do smartphone. É ideal para fotógrafos profissionais e pessoas que trabalham com redes sociais, pois dá mais opções de tratamento e otimização.

Quanto custa um celular com câmera boa?

Se você quer um celular com câmera boa vai precisar investir um pouco mais. Os modelos mais baratos custam em torno de R$ 800, alguns custam acima de R$ 1.500, e os mais caros custam entre R$ 2.200 e R$ 5.500.

Onde comprar um celular com câmera boa?

Você encontra esses smartphones em lojas de produtos eletrônicos como Fast Shop. Se preferir, dá para comprar o produto pela internet, nas lojas virtuais dos fabricantes ou em sites como Amazon, Mercado Livre, eBay e Submarino.

Critérios de compra: Fatores para comparar o celular com câmera boa

Seja para fotografar paisagens, pessoas ou selfies, escolher um celular com câmera boa envolve entender sobre o assunto. Para não errar na hora da compra, analise as seguintes especificações:

  • Lente(s)
  • Abertura
  • Função HDR
  • Resolução de vídeo

Vamos explicar cada um dos itens ao longo desta seção.

Lente(s)

É através das lentes que o sensor da câmera enxerga a cena que você quer registrar, portanto elas são uma parte vital da câmera.

Dê preferência para comprar um smartphone com lentes de vidro. Também analise se a câmera tem apenas uma ou um jogo de lentes embutidas no sensor. Outro fator importante é o comprimento focal das lentes (28 mm é ideal).

 Imagem das lentes de um smartphone.

A câmera de um smartphone pode ter um conjunto de lentes. (Fonte: Agence Olloweb / Unsplash)

Abertura

A abertura da lente também influencia na qualidade da imagem. Essa informação é representada pela letra f e um número em sequência (varia de f/1 a f/16). Quanto menor o valor em f, maior é a abertura da câmera e vice-versa.

Geralmente, quanto menor o número em f, melhor será a qualidade da foto em ambientes com pouca iluminação. Padrões de abertura f/1.7 e f1.8 já produzem fotos bonitas.

Função HDR

HDR (High Dynamic Range, ou Alto Alcance Dinâmico, em português) é um recurso de iluminação muito importante na câmera de um smartphone, pois registra imagens com intensidades de luz distintas.

Com esse recurso a câmera capta três imagens da mesma cena com exposições diferentes, depois combina essas três fotografias, faz os devidos ajustes e entrega a imagem final.

Imagem de um homem tirando uma foto a noite.

Quanto maior a abertura da lente, melhor é a qualidade de fotos noturnas. (Fonte:Rasvan Miran / Unsplash)

Resolução de vídeo

Quando for comprar um smartphone, fique atento à resolução, que descreve a qualidade de gravação dos vídeos. A resolução pode ser HD (1280x720 pixels), Full HD (1920x1080) ou Ultra HD/4K (3840x2160 pixels).

foco

Você sabia que quanto maior a resolução, melhor é a capacidade de dar zoom ou cortar a imagem sem perder qualidade? Mas lembre-se, quanto maior a resolução, maior será o espaço ocupado pelos arquivos de vídeo.

(Fonte da imagem destacada: Omar Prestwich / Unsplash)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.