Imagem de um grupo de idosos tirando uma selfie.
Ultima atualização: 30 de outubro de 2019

Como escolhemos

13Produtos analisados

20Horas investidas

4Estudos avaliados

101Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Pessoas na terceira idade precisam se esforçar por um tempo muito maior para se acostumarem às possibilidades trazidas pelos avanços da tecnologia. Pensando neste público, algumas empresas desenvolveram o celular para idosos.

As empresas ampliaram a acessibilidade de dispositivos mais modernos como alguns modelos de smartphones.

Dentre os diferenciais do celular para idosos estão as teclas físicas, números grandes, interface intuitiva e botão de emergência. Neste artigo você confere quais são os principais benefícios deste aparelho. Boa leitura!




Primeiro, o mais importante

  • O celular para idosos tem design anatômico, teclas físicas, números grandes, recurso de voz que lê os números discados, antena externa e um botão de emergência que aciona cinco contatos registrados por ligação e SMS.
  • Se você preferir, alguns modelos de smartphones são mais fáceis de usar, pois têm alguns recursos voltados à acessibilidade como letras e ícones maiores, volume mais alto, plataforma simplificada e intuitiva.
  • Se o idoso utiliza aparelho de audição é muito importante comprar um celular compatível, para que não haja interferência, ruídos ou excesso de feedback no aparelho auditivo.

Você também pode gostar:

Os melhores modelos de celular para idosos: Nossas escolhas

Você está em busca de um celular para uma pessoa idosa, mas não sabe qual é a melhor opção? Então confira a nossa seleção com os melhores modelos de celular para idosos.

Em nossa lista, você confere desde os modelos mais simples, desenvolvidos especialmente para o público da terceira idade, aos smartphones com recursos de acessibilidade que facilitam o uso do dispositivo. Confira!

Uma opção com lente de aumento e letras grandes

O Flip Vita P9020 da Multilaser é um celular desenvolvido especialmente para os idosos. Este modelo tem alguns diferenciais como função “Foto Contato”, que auxilia na identificação dos contatos da agenda e “Lente de Aumento” que ajuda a ler jornais, revistas e livros.

Outros diferenciais deste aparelho são: teclado mais largo, com teclas identificadas por números grandes, função S.O.S e tela de 2,4 polegadas. Este celular é dual chip, tem agenda, rádio FM, lanterna, câmera traseira e conexão Bluetooth.

Uma opção com possibilidade de acoplar antena

O celular para idosos YC-120 da DL é o modelo ideal para pessoas que moram em áreas rurais ou em locais com má qualidade de cobertura de sinal de telefonia, pois o aparelho tem entrada para antena externa.

Esse aparelho possui lanterna que funciona mesmo com o celular desligado, bateria de longa duração e agenda com capacidade para até 500 contatos. Este modelo também conta com teclas maiores, função S.O.S, entrada para dois chips e rádio FM.

Um celular para idosos descomplicado

O celular para idosos Oba Phone da Obabox é um aparelho simples, descomplicado e que vem com teclas e números grandes para que você não precise forçar a visão para enxergar.

Este modelo também tem algumas funções extras como relógio com função despertador, rádio FM que funciona sem fone de ouvido, calculadora, conexão Bluetooth, câmera VGA e viva voz.

Um smartphone muito completo

O Galaxy J7 Prime da Samsung é uma excelente opção de smartphone para idosos, pois, esse aparelho conta com o “modo fácil para idosos”, que aumenta o tamanho da fonte e dos ícones e só deixa na tela os itens mais importantes.

Além da tela grande, com 5,5 polegadas, este aparelho também tem leitor de impressão digital, que facilita o desbloqueio do gadget, rádio FM, lanterna e câmera traseira com 13 MP.

Opção de smartphone com uso facilitado

O Zenfone 4 da Asus é um excelente smartphone para idosos, pois possui modo de uso facilitado, conversão de texto em voz e Protetor Pessoal ZenUI que transforma o botão power em tecla S.O.S.

Quando acionado o botão de emergência, além de contatar as pessoas cadastradas ainda envia a localização do celular. Esse aparelho 5 polegadas, leitor de impressão digital, câmera frontal e traseira, rádio FM e bateria de longa duração.

Guia de Compra

Como a maioria das pessoas não têm mais linha de telefone fixo, a telefonia móvel se tornou imprescindível para a comunicação. Os celulares e smartphones são tão populares que dificilmente encontramos alguém que não tenha um.

Por essa razão, os fabricantes vêm desenvolvendo aparelhos que também atendam pessoas com necessidades específicas, como os idosos. Neste Guia de Compra, você confere algumas dicas de como escolher e manusear um celular para idosos.

 Imagem de um casal de idosos utilizando smartphones.

Além dos smartphones com recursos de acessibilidade, você encontra celulares desenvolvidos especialmente para idosos. (Fonte: goodluz / 123RF)

O que é um celular para idosos?

O celular para idosos é um aparelho simples, cuja principal função é receber e realizar ligações. Este aparelho tem teclado largo e botões físicos com números bem grandes para facilitar a visualização.

Os números discados são lidos por comando de voz, dessa forma o idoso não liga para a pessoa errada. O aparelho também possui um botão verde para realizar chamadas e um outro vermelho para desligar.

Alguns modelos também contam com botões de atalho para registrar os contatos mais importantes. Embora o display do celular seja menor (em torno de 1,8 a 2,4 polegadas), os caracteres e ícones são grandes e recebem destaque na tela.

Esse tipo de celular pode ser encontrado em duas versões: com interface única ou flip (tela e teclado separados), que torna mais fácil a tarefa de atender as ligações (basta abrir a tampa), mas que também é mais frágil.

Imagem de uma senhora usando um celular para idoso.

O grande diferencial do celular para idosos é a interface intuitiva e simplificada. (Fonte: sabinevanerp / Pixabay)

Quais são as vantagens de um celular para idosos?

O grande diferencial de um celular para idosos é a interface simplificada, mas os benefícios não param por aí. O aparelho é dual chip, serve para receber e enviar mensagens via SMS, tem acesso à internet e conexão via Bluetooth.

Os celulares para idosos possuem interface simplificada.

Outros recursos do celular para idosos são: agenda telefônica para até 500 registros, recurso “Foto Contato”, que associa a fotografia ao número de telefone, para auxiliar na identificação, e chamada viva voz.

O aparelho também possui rádio FM sem a necessidade de conectar o fone de ouvido, leitor de MP3, lanterna que funciona até com o celular desligado, recurso “lente de aumento”, que facilita a leitura de revistas e jornais e suporte para cartão de memória.

A câmera traseira tem sensor VGA com resolução bem baixa. Uma boa dica é registrar as imagens em ambientes bem iluminados, a fim de obter um resultado um pouco mais satisfatório.

Outro recurso bacana do celular para idoso é a bateria de longa duração, que não precisa ser carregada com tanta frequência como a de um smartphone.

Mas um dos recursos mais importantes é o botão S.O.S, que permite o cadastro de até cinco pessoas que podem ser acionadas por ligação ou SMS para que possam prestar o devido socorro ou enviar a ajuda necessária em casos de emergência.

Mas é importante ressaltar que o botão S.O.S só funciona em área de cobertura da operadora de celular e se a pessoa tiver crédito.

Vantagens
  • Tem teclas físicas maiores
  • Fala os números conforme o idoso digita
  • O preço é bem acessível
  • Bateria de longa duração
Desvantagens
  • O design é bem simples
  • A resolução da câmera é inferior
  • Não possui aplicativos
  • A tela é pequena

Vale a pena comprar um celular para idosos?

Os modelos de celular para idosos são bem baratos, principalmente quando comparados aos smartphones (os preços variam de R$ 75 a R$ 350), mas será que vale a pena comprar um aparelho desses?

O celular para idosos tem um padrão ultrapassado, por isso não será possível utilizar a internet Wi-Fi, acessar redes sociais, baixar e utilizar aplicativos, jogar ou assistir filmes e séries.

Se a pessoa idosa utiliza algum desses canais de entretenimento ou deseja utilizar, não vale a pena comprar o aparelho.

Imagem de uma idosa utilizando um telefone fixo.

O celular para idoso é uma alternativa para substituir o telefone fixo. (Fonte: sabinevanerp / Pixabay)

Entretanto, se o idoso só deseja um aparelho para se comunicar por ligações ou mensagens e não tem facilidade para manusear um smartphone, o celular para idosos é a opção ideal.

O celular pode ser um bom investimento para garantir a segurança do idoso, pois ele pode carregar este aparelho onde estiver, seja dentro ou fora de casa, e se comunicar caso precise.

Geralmente, o aparelho é comprado por um filho ou neto, por isso cabe a essa pessoa analisar se a compra de um celular ao idoso compensa ou se vale a pena investir um pouco mais para comprar um smartphone e ajudar o idoso a usá-lo.

Vantagens
  • Pode ser configurado para facilitar o uso
  • A resolução da câmera é boa
  • Tem acesso a diversos aplicativos e redes sociais
  • O design é moderno
Desvantagens
  • É muito mais caro
  • É necessário ter certa afinidade com tecnologia

Celular ou smartphone: Qual é a melhor opção para os idosos?

Uma boa alternativa para os idosos modernos e antenados é o smartphone com recursos de acessibilidade, que simplificam o uso do aparelho. Embora esses modelos exijam uma afinidade maior com a tecnologia, algumas dicas podem facilitar o uso.

Em celulares com sistema operacional Android, você pode ir no menu “configurações” e "acessibilidade” para aumentar o tamanho das fontes, ícones, colocar volume nas teclas, aumentar o volume das notificações, etc.

Embora qualquer aparelho tenha configurações voltadas à acessibilidade, algumas marcas oferecem esses ajustes nas configurações iniciais do dispositivo, enquanto outros possuem o “modo fácil para idosos”, que ajusta todas essas configurações automaticamente.

Essas mesmas configurações também podem ser personalizadas de acordo com as necessidades (dificuldades na visão ou audição). Também dá para programar o sistema para ler os textos que estão na tela, é possível até ajustar a velocidade da leitura.

Ensinar um idoso a utilizar um dispositivo digital pode causar impactos positivos na saúde mental e bem-estar da pessoa mais velha, pois ajuda a melhorar a capacidade cognitiva e aumentar a sensação de competência.

Além disso, aprender a usar um smartphone e acessar a internet pode dar ao idoso a sensação de estar ativo na sociedade e estimular o contato com familiares, amigos e pessoas do ciclo de convivência.

Além do aprendizado tecnológico, o idoso pode utilizar a internet para aprender novas coisas, seja por ler notícias, consultar receitas ou mesmo fazer um curso online.

Se o idoso não tem nenhuma pessoa que possa ensiná-lo como manusear o dispositivo, ele pode usar um aplicativo chamado iDosos que ensina a usar um smartphone.

Celular para idosos Smartphone para idosos
Vantagens Teclas físicas com números grandes, informa através de som os números digitados e tem botão S.O.S É possível ajustar as configurações no modo “acessibilidade” para facilitar o uso. Tem acesso à internet e aplicativos
Desvantagens É bem básico, não tem acesso à internet nem aplicativos Exige certo conhecimento e afinidade com a tecnologia
Design Simples Moderno
Preço Bastante acessível Pelo menos três vezes mais caro

Quanto custa um celular para idosos?

Se você quer comprar um celular para idosos saiba que esse aparelho tem um custo bem acessível. Os modelos mais baratos custam a partir de R$ 75, há várias opções entre R$ 100 e R$ 130 e modelos mais caros, que podem custar até R$ 350.

Se você preferir comprar um smartphone mais fácil de usar, vai precisar investir um valor um pouco maior. Esses aparelhos custam entre R$ 950 e R$ 1.200.

foco

Seja qual for o tipo de celular que você comprar para o idoso, adquira também uma capa de proteção feita de silicone e uma película para a tela. Esses acessórios servem para aumentar a aderência das mãos ao dispositivo e a segurança em caso de quedas.

Onde comprar um celular para idosos?

Você pode comprar o celular para idosos em lojas de aparelhos eletrônicos, de departamento, em livrarias, lojas de artigos de papelaria e até em lojas de roupas e sapatos.

Se preferir, dá para comprar o produto pela internet. Sugerimos que você dê uma olhada nos seguintes sites: Amazon, Shoptime, Mercado Livre, Submarino, KaBum, entre outras.

Critérios de Compra: Fatores para comparar os modelos de celular para idosos

Hoje em dia, todo mundo precisa estar conectado, principalmente as pessoas mais velhas. Para isso, é essencial encontrar um aparelho que se ajuste às necessidades e preferências dessas pessoas.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas para ajudá-lo a escolher o melhor celular para idosos, seja um aparelho desenvolvido especialmente para esse público ou um smartphone com interface mais simples de manusear.

  • Facilidade de manusear
  • Tamanho da tela
  • Qualidade do áudio
  • Capacidade de armazenamento
  • Função S.O.S

Vamos explicar cada um dos itens ao longo desta seção.

Facilidade de manusear

Com o avançar da idade, as funções cognitivas, reflexos e destreza não são mais os mesmos. Por esse motivo, a primeira característica a analisar na hora de comprar um celular ou smartphone para um idoso é verificar a facilidade de uso.

Com facilidade de manusear nos referimos a um aparelho com design voltado ao idoso, ou seja, um dispositivo anatômico, com teclado mais largo, teclas maiores e mais espaçadas.

Imagem de uma mulher idosa utilizando um smartphone.

A facilidade de manuseio é uma das características mais importantes em um celular ou smartphone para idosos. (Fonte: rido / 123RF)

Também é importante que a interface seja o mais simples possível, pois muitas funções, ícones pequenos ou que precisam de muitos toques podem representar uma enorme dificuldade para o idoso.

Em um celular para idosos os recursos precisam ser mais simples e as funções eficientes. Esse aparelho deve auxiliar no dia a dia de uma pessoa idosa, não representar um desafio acima de sua capacidade de compreensão.

Tamanho da tela

Uma tela grande é fundamental em um celular para idoso. O tamanho maior ajuda na visualização dos ícones, das mensagens de texto e imagens. Assim, até os idosos que usam óculos de grau vão conseguir enxergar o que está em tela.

Caso o aparelho seja um smartphone touchscreen, a tela grande é ainda mais importante, pois o idoso irá digitar diretamente nela. Geralmente esses aparelhos têm pelo menos 4 polegadas, mas vale a pena comprar um com 5,5 polegadas.

Imagem de um casal tirando uma selfie em um passeio de barco.

O celular para idosos precisa ter algumas características que facilitam o manuseio. (Fonte: dolgachov / 123RF)

Qualidade do áudio

Também é importante analisar a qualidade de áudio do celular. Como os celulares não têm a mesma qualidade de som que os telefones fixos, um sinal fraco pode não ser percebido pelo idoso que não está acostumado a usar o aparelho.

Se essa pessoa usa aparelho auditivo é fundamental que o celular esteja compatível com o aparelho. Neste caso, procure um aparelho com a classificação M4/T4 ou superior, para que não haja feedback excessivo quando o aparelho estiver perto do ouvido/ do aparelho auditivo.

Você encontra essas informações nas especificações técnicas dos celulares, ou procurando por elas pela internet.

Imagem de uma pessoa idosa utilizando aparelho auditivo.

É fundamental comprar um celular para idosos compatível com o aparelho auditivo. (Fonte: Wavebreak Media Ltd / 123RF)

Também verifique a qualidade da voz, volume e recepção do sinal na casa do idoso e locais que ele frequenta com certa frequência. O controle de volume também deve ser fácil de achar e de manusear.

Se for comprar um celular próprio para idosos, um modelo com design flip é preferível, pois o idoso pode pressionar o ouvido no telefone enquanto se comunica com a pessoa do outro lado da ligação.

Capacidade de armazenamento

Quando for escolher um celular para uma pessoa idosa, leve em consideração a memória interna do gadget e se o aparelho possui entrada para cartão de memória (cartão microSD).

O espaço de armazenamento é importante porque o idoso pode querer fotografar ou salvar fotos, músicas, vídeos ou qualquer outro arquivo que precisa de espaço. Em alguns casos também é preciso fazer o download de alguns aplicativos.

Função S.O.S

Uma das funções mais importantes em um celular para idosos é a tecla S.O.S, que com apenas um toque liga e manda mensagem via SMS para alguns números de emergência em caso de imprevistos ou acidentes.

Com apenas um toque, o idoso consegue acionar as pessoas mais próximas nessa função.

O idoso pode registrar até cinco contatos em ordem de preferência. Após apertar o botão o celular liga automaticamente para cada um deles até conseguir contato com alguém.

Se a pessoa não atender, é enviada uma mensagem automática que deve ser pré-programada pelo próprio idoso.

Alguns smartphones também possuem esse recurso, mas é preciso ajustar certas configurações, pois o botão de ligar será adaptado para funcionar como o comando S.O.S.

(Fonte da imagem destacada: Dmitriy Shironosov / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.