Imagem de um tubo de pomada aberta sobre uma superfície
Ultima atualização: 12 de junho de 2020

Como escolhemos

19Produtos analisados

21Horas investidas

5Estudos avaliados

84Comentários coletados

Cicatriz é uma marca na pele, geralmente provocada por um acidente ou cirurgia. Em poucos casos elas desaparecem com o tempo, mas na maioria deles, é comum que a marca fique por muito tempo - quando não para sempre – na pele. O cicatrizante surgiu para regenerar a pele e suavizar a cicatriz.

Algumas cicatrizes não desaparecem por completo, como um corte cirúrgico. Mas com os cuidados e o uso de um bom cicatrizante é possível deixar a marca bem suave. Quer escolher o certo? Seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil.




Primeiro, o mais importante

  • Antes de escolher um cicatrizante é preciso saber qual tipo é mais indicado para a lesão em questão. Nem sempre a pomada indicada para uma queimadura vai fazer bom efeito para a cicatriz de uma cesárea.
  • Você pode encontrar cicatrizante em creme, gel, spray, óleo e outros. Também é importante conhecer a composição do produto.
  • De forma geral, os melhores cicatrizantes costumam ter o preço bem elevado e são vendidos em pequenos tubinhos. Porém, existem opções mais econômicas. Você pode gastar de R$ 30 a R$ 400.

Você também pode gostar:

Os melhores cicatrizantes: Nossas recomendações

Ninguém gosta da ideia de ficar com marcas muito aparentes na pele. Além de auxiliar na recuperação da lesão e regeneração da pele, o cicatrizante suaviza a cicatriz, deixando-a menos aparente. Confira as melhores opções:

Cicatrizante pós-cirúrgico

Kelo-Cote é um cicatrizante indicado para todo tipo de pele. Essa é uma versão em gel de silicone que possui 15 g. Ela previne e reduz queloides e cicatrizes, alivia a coceira e facilita a regeneração da cicatriz. Pode ser usada em cicatrizes causadas por cirurgias, queimaduras e traumas.

Cicatrizante com protetor solar

Esse cicatrizante Kelo-Cote já possui protetor solar em sua composição, evitando a necessidade de usar outro produto quando estiver em exposição solar. Ele tem textura em gel, possui 15g e seu fator de proteção é de 30 FPS.

Cicatrizante pós-cirúrgico mais barato

O cicatrizante Mederma pode ser usado em cicatrizes de cirurgia, queimaduras, cortes e outras lesões. O tubinho possui 20 g. É uma opção em gel mais acessível para suavizar cicatrizes. Não pode ser aplicado em feridas abertas.

Um ótimo custo-benefício

Para quem busca uma opção mais econômica, o Cicalfate Creme 40ml é uma excelente opção. Essa é uma pomada que proporciona uma rápida reparação das peles sensíveis e irritadas. Ela repara, purifica, suaviza e desinfeta. É indicada para todas as idades, de bebês a adultos, e qualquer tipo de pele.

Guia de Compra

Uma cicatriz é consequência de uma lesão na camada superficial da pele. Ela pode ser provocada por um acidente – desde um tombo de bicicleta a um acidente grave de carro -, uma queimadura ou ainda ser resultado de algum procedimento cirúrgico, como uma cesárea.

Seja qual for a causa, a verdade é que ninguém gosta de ficar com marcas no corpo, especialmente nos locais mais visíveis. Uma das funções do cicatrizante é suavizar a cicatriz. Quer saber mais? Continue conosco até o fim desse guia completo.

Mulher agachada em frente a uma menina passando pomada em seu cotovelo.

O cicatrizante regenera a pele auxiliando no processo de cicatrização da pele. (Fonte: Dmytro /123rf.com)

O que é um cicatrizante e para que serve?

Cicatrizante é um remédio que ajuda na cicatrização de feridas. Seus componentes auxiliam as células a trabalharem na recuperação da pele de forma mais rápida e efetiva.

Por acelerar o processo de fechamento da ferida, o cicatrizante diminui a chance de infecção. Além disso, o uso dele faz com que microrganismos não se proliferem.

Além dos benefícios para a saúde, o cicatrizante atua de forma estética, suavizando a cicatriz na sua formação. Diminui a chance de formação de queloides e deixa a cicatriz mais fina.

Vantagens
  • Auxilia na regeneração da pele
  • Diminui chances de infecção
  • Suaviza a coceira
  • Suaviza a cicatriz, deixando-a menos aparente
  • Evita formação de queloide
  • Age rapidamente
Desvantagens
  • É caro
  • Exige cuidado e disciplina na aplicação

Quais diferentes tipos de cicatrizante?

É muito comum que o cicatrizante seja formulado em forma de pomada. Você deve conhecer a famosa Bepantol, cicatrizante para regeneração da pele por assadura, cortes superficiais ou pequenas feridas. Porém, eles também são vendidos em gel, spray, óleo, entre outros.

A textura do cicatrizante não é o que define seu efeito. Uma pomada para queimadura possivelmente não fará o mesmo efeito em um corte de cesárea. Portanto, o que define a escolha do cicatrizante em primeiro lugar, é o tipo de ferimento.

Podemos dividir os cicatrizantes em quatro classificações:

  1. Queimadura: Em um primeiro momento, as pomadas agem na regeneração e cicatrização da pele, como a Cicalfate. Quando a ferida está regenerada e se inicia o processo de formação da cicatriz, é preciso usar um cicatrizante para ajudar a suavizar as marcas, como Kelo-Cote.
  2. Corte superficial e feridas: Por serem de menor gravidade e essas pomadas serem mais acessíveis, Nebacetin e Bepantol são os cicatrizantes mais comuns para esse tipo de lesão.
  3. Tatuagem: O processo de cicatrização de uma tatuagem é bastante simples e rápido. O uso da pomada evita inflamação e formação de queloide.
  4. Pós-cirúrgico: Os procedimentos cirúrgicos que utilizam corte, costumam deixar uma marca mais expressiva. No caso dos cortes em locais visíveis a preocupação com a cicatriz é ainda maior. Aplicando corretamente é possível suavizar a marca significativamente. O cicatrizante em gel é o mais comum nesse caso, como Kelo-Cote.

foco

Atenção: Alguns cicatrizantes podem precisar de prescrição médica. O mais indicado é conversar com seu médico para que ele indique a pomada ideal para você, especialmente se sua pele for sensível ou você tiver histórico de alergias.

Como usar um cicatrizante e com que frequência deve ser aplicado?

Como vimos, existem diferentes classificações. Em cada tipo de ferida, existem cicatrizantes específicos. É certo que alguns deles são bastante versáteis em sua aplicação e servem para várias lesões.

Porém, cada cicatrizante tem sua própria indicação de como aplicar e também a frequência de uso. Reunimos em uma tabela as indicações dos cicatrizantes mais usados listados na nossa seleção de produtos.

Indicação Como aplicar Frequência
Kelo-Cote Gel Especialmente no pós-cirúrgico para suavizar a cicatriz e prevenir formação de queloide / Queimaduras e outras lesões Após higienizar, aplicar uma fina camada sobre a cicatriz, massageando levemente o local Duas vezes ao dia por aproximadamente dois meses
Mederma Suaviza marcas reduzindo o risco de queloides Com a pele higienizada, massagear por dois ou três minutos Entre três e quatro vezes por dia, durantes dois meses em cicatrizes recentes e até seis meses em marcas antigas
Cicalfate Especialmente para queimaduras, ferimentos leves, boqueiras e irritações das mucosas Com a pele limpa e seca, aplicar direto na ferida ou cicatriz, pode ser aplicado na pele ou mucosa Duas vezes por dia

Quais cuidados devo ter para uma melhor cicatrização?

Primeira dica é: siga as recomendações do seu médico. Os cuidados vão variar com a gravidade e tipo do ferimento. Porém, de maneira geral, algumas dicas podem ser seguidas em todos os casos.

O cuidado básico é manter o local limpo e seco.

O cuidado básico é manter o local limpo e seco. A umidade é o local preferido para proliferação de microrganismos. Manter o local higienizado evita infecções e acelera o processo de recuperação. Sempre que for mexer na sua ferida ou cicatriz, lave bem as mãos para evitar qualquer contaminação no local.

Nunca coce o local. Além de prejudicar a cicatrização, isso pode infeccionar a região lesionada. Se você ainda tiver pontos, pode rompê-los.

Outro ponto é evitar a exposição solar sobre a cicatriz até que ela fique no mesmo tom da sua pele. E claro, utilize filtro solar, especialmente se for em um local de exposição natural, como os braços.

Por fim, beba bastante água. A hidratação da pele é essencial para uma boa cicatrização.

Bebê com flores na cabeça e cicatriz no peito sorrindo

Com os cuidados básicos mesmo as cicatrizes mais marcantes podem ficar bem suaves. (Fonte: Melissa Labellarte/Unsplash)

Quanto custa e onde comprar?

Você vai encontrar algumas opções de cicatrizantes na farmácia da sua cidade. Porém, comprando online você tem mais opções de escolha e pode garantir melhores ofertas, especialmente se você já deseja comprar mais de uma unidade. Como os tubos geralmente são pequenos, pode ser uma boa alternativa comprar um kit.

Um cicatrizante custa entre R$ 30 e R$ 400. Um dos mais recomendados do mercado, o Kelo-Cote Gel, custa cerca de R$ 200. O preço vai variar de acordo com a aplicação. Cicatrizantes para ferimentos superficiais e leves costumam ser mais acessíveis.

Critérios de Compra: Fatores para comparar e saber escolher o melhor cicatrizante

Deixar sua cicatriz mais suave e quase imperceptível é uma realidade fácil de ser conquistada. Basta comprar o cicatrizante certo para seu tipo de ferimento, como mostramos acima. Mas antes de você finalizar sua escolha, queremos trazer alguns critérios de compra. Veja:

Confira cada uma dessas características em detalhes para que não reste nenhuma dúvida.

Necessidade de uso

Primeiro passo é considerar seu tipo de cicatriz. Precisa de um cicatrizante para sua cesárea ou quer suavizar uma marca de queimadura? Alguns tipos podem servir nos dois casos, mas certas pomadas são específicas para um tipo de ferimento.

Um cicatrizante indicado para regenerar ferimentos leves não será muito efetivo em deixar uma cicatriz bem marcante quase invisível.

Converse com seu médico, especialmente para quem passou por uma cirurgia, e escolha o cicatrizante mais indicado para sua necessidade.

Textura

Você pode encontrar cicatrizes em pomada, óleo, spray, gel, entre outros. A textura vai variar com a marca e sua preferência. Alguns deles são oferecidos em diferentes opções.

Um dos mais procurados são os cicatrizantes em gel. Eles são fáceis de aplicar e por serem transparentes não ficam aparecendo. Porém, se entrar em contato com a roupa, pode deixar a peça manchada. Os que possuem textura de óleo apresentam as mesmas vantagens e problema.

Uma opção bastante comum é a pomada em creme.

Imagem mostra ponte de pomada aberta com tampa ao lado.

O cicatrizante mais comum é a pomada em creme. (Fonte: Roger Ashford/ 123rf.com)

Composição

Conferir a composição é um critério básico para cuidar da sua saúde. Sempre confira se você não é alérgico a nenhum componente da fórmula.

Outro ponto importante em relação a composição é contar com um cicatrizante que já possua protetor solar em sua formulação. Assim você não precisará se preocupara em passar outro produto. Cuidar com a exposição ao sol é um dos cuidados básicos para uma boa cicatrização.

Quantidade

Os tubinhos de cicatrizante costumam ser pequenos. É comum que tenham entre 15 e 100 g.

Você pode encontrar diferentes tamanhos de um mesmo cicatrizante, como o Bepantol, que costuma oferecer tubos em diferentes gramaturas. Pode compensar investir no tubinho maior, geralmente possui melhor custo-benefício.

Outro ponto interessante é comprar kits com duas ou três unidades pela internet, especialmente se você já sabe se usará por dois ou três meses. Apenas fique de olho no prazo de validade!

Preço

Preço é sim um critério determinante. O orçamento disponível vai ditar o seu cicatrizante.

Existem opções pós-cirúrgicas em gel por R$ 50 ou R$ 200, uma diferença bem significativa. Filtre sua busca de acordo com o valor que você pode pagar.

(Fonte da imagem destacada: Kenny Paul/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Natália Nunes Professora
Professora do Ensino Fundamental nas redes pública e particular, Natália tem experiência de sobra para saber o que faz as crianças felizes e o que lhes incomoda. Além dos pequenos, ela também é apaixonada pelas palavras. Na internet, une as duas paixões e escreve sobre o curioso universo dos pequenos.
Curiosa por natureza, escolheu jornalismo na graduação. Adora pesquisar sobre os mais diversos assuntos, especialmente aqueles relacionados a construção do lar, crianças e maternidade. Apaixonada pelos animais e cada vez mais interessada pela sustentabilidade, quer trazer mais sobre esses universos para o leitor.