Imagem mostra um cinto de ferramentas contendo algumas ferramentas.
Ultima atualização: 6 de junho de 2020

Como escolhemos

10Produtos analisados

15Horas investidas

4Estudos avaliados

42Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Você precisa ter muitas ferramentas sempre às mãos? Trabalha com reparos complexos que pedem por agilidade e rapidez? Hoje vamos falar sobre um acessório capaz de tornar a sua vida muito mais fácil: O cinto de ferramentas.

Um bom cinto de ferramentas é capaz de otimizar muitos serviços. Ele se molda ao corpo e permite que o que é necessário para efetuar um reparo esteja sempre ao seu alcance. Mas como escolher o modelo ideal? Quais as reais vantagens que ele realmente traz? Quando seu uso é indispensável? Responderemos tudo isso a seguir!




Primeiro, o mais importante

  • Cintos de ferramentas são importantes pela praticidade que oferecem durante serviços de reparos, construção, elétrica, hidráulica ou outras áreas.
  • Há uma grande variedade de bolsos adaptáveis, que podem ser usados para guardar diferentes ferramentas.
  • Com materiais de qualidade e bons métodos de fechamento, cintos de ferramentas podem ter alta durabilidade e resistir ao uso no serviço por vários anos.

Você também pode gostar:

Os melhores cintos de ferramentas: Nossas recomendações

Com tantos cintos de ferramentas disponíveis no mercado, você pode sentir uma dificuldade em fazer uma escolha. Nós decidimos te ajudar e, com muita pesquisa, selecionamos alguns da mais alta qualidade para te apresentar!

Um cinto de ferramentas de marca consagrada

A Tramontina é uma das marcas mais respeitadas nos mais diversos nichos e seus cintos de armazenamento também são excelentes. Fabricado todo em poliéster, esse modelo tem fechamento por encaixes plásticos bastante resistentes. São doze bolsos que permitem o transporte das mais diversas ferramentas.

O melhor custo-benefício

Quer pagar pouco e ainda levar para casa um cinto de muita qualidade? A Eda traz a solução! Um modelo de couro e com acabamento em aço, com onze bolsos, porta trena e alças ajustáveis. O valor médio é imbatível comparado com a concorrência.

O cinto de ferramentas para profissionais

Marca respeitadíssima por profissionais de reparos e construções, a Stanley também capricha no seu cinto de ferramentas. Ele é feito com um tecido ultra resistente, é bastante ergonômico, seguro e confortável. Com um grande número de bolsos adaptáveis, é um grande amigo para agilizar trabalhos complicados.

Guia de compra

É hora de falarmos com detalhes sobre tudo o que um cinto de ferramentas pode te oferecer. Afinal, precisamos te mostrar o quanto ele pode melhorar a sua vida!

Leia atentamente nosso guia de compra para aprender o que é necessário saber sobre esse ótimo acessório!

Imagem mostra um trabalhador usando um cinto de ferramentas em uma plataforma elevada.

O cinto de ferramentas é excelente para trabalhos em altura. (Fonte: JamesDeMers/ Pixabay.com)

O que é um cinto de ferramentas e para que ele serve?

Muitos profissionais precisam ter ferramentas sempre consigo e não podem carregar maletas ou carrinhos. É o caso, por exemplo, dos que trabalham em altura ou em locais com pouco espaço. Outros simplesmente gostam de tê-las mais próximas ao corpo pela praticidade que isso proporciona.

Nesses casos, o cinto de ferramentas é uma ótima solução. Ele funciona como uma peça de roupa que circunda o corpo, presa por encaixes plásticos, velcro ou botões. Há bolsos que servem para o transporte de utensílios importantes como martelos, chaves de fenda, alicates, entre outros.

É possível escolher quantos bolsos o cinto terá e para quais tipos de ferramentas ele será mais adequado. Trata-se de uma forma muito simples de tornar os serviços mais práticos e velozes, principalmente quando não há outros meios de transportar e armazenar os instrumentos de trabalho.

foco

Você sabia que, além daqueles para ferramentas, há vários outros tipos de cintos que são úteis para profissionais diversos? Podemos citar os usados por policiais como um exemplo: Há espaço para algemas, cassetetes e todos os demais acessórios usados.

Há registros desde tempos muito remotos de cintos sendo usados para transportar armas ou itens fundamentais para a sobrevivência. Os recipientes com água são um grande exemplo.

Quais as vantagens de um cinto de ferramentas?

A principal vantagem de um cinto de ferramentas é a praticidade. Com ele, você não precisa procurar por cada item que irá usar, nem ir até uma maleta para pegar o que é necessário. Tudo estará sempre ao seu alcance.

Em locais em altura, de difícil acesso ou com pouco espaço, muitas vezes não há outra forma de levar as ferramentas necessárias. O uso do cinto é ainda mais importante nessas situações e a velocidade dos serviços aumenta bastante.

O cinto não serve apenas para transporte e auxílio durante o transporte, mas também como armazenamento. Muitas pessoas podem não ter onde deixar as suas ferramentas e, assim, ele pode servir para isso, proporcionando uma opção compacta e fácil.

Podemos também destacar a facilidade de uso, a durabilidade e a adaptabilidade, já que os bolsos servem a múltiplas ferramentas. Como desvantagens, apenas que algumas pessoas podem achar cintos para ferramentas pesados ou desconfortáveis, principalmente quando cheios.

Na tabela abaixo, apresentamos vantagens e desvantagens dos cintos para ferramentas:

Vantagens
  • Praticidade para alcançar ferramentas
  • Ajuda no trabalho em lugares apertados
  • Facilita o armazenamento de ferramentas
  • Duráveis e versáteis
Desvantagens
  • Podem ser considerados pesados ou desconfortáveis

Para quais profissionais é recomendado um cinto de ferramentas?

Já mencionamos que cintos de ferramentas são ótimos para trabalhos em altura, em lugares apertados ou de difícil acesso. Porém, quais profissionais são os que mais podem precisar de tais acessórios quando em situações como essas? Vamos fazer uma pequena lista:

  • Trabalhadores da construção civil: É comum que profissionais da área precisem estar em altura, sempre em andaimes ou similares. Não há muito espaço para carregar as ferramentas e, por isso, cintos são ótimas soluções para tornar o trabalho mais fácil.
  • Profissionais de reparos gerais: Na área de reparos pode ser comum precisar fazer serviços em locais como elevadores, pequenos cômodos ou áreas de serviços. Sem espaço para conduzir os instrumentos de trabalho, um cinto de ferramentas é a melhor ideia.
  • Eletricistas e encanadores: Muitos serviços de eletricistas e encanadores dependem de ferramentas variadas e podem acontecer em locais específicos, como caixas de energia ou de esgoto. Para ajudar no transporte, sempre haverá a possibilidade de usar o cinto de ferramentas.

Apesar de mais recomendado para profissionais, o uso do cinto de ferramentas pode ajudar até mesmo quem apenas cuida de sua própria casa, já que proporciona grande agilidade. Tudo depende de você se sentir confortável com ele!

Quais ferramentas podem ser carregadas em um cinto?

A versatilidade dos cintos é bastante grande. Na maior parte dos modelos, há bolsos de variados tamanhos, ideais para tanto para pequenos utensílios como para ferramentas de porte um pouco maior.

Há bolsos com zíper para miudezas como pregos e parafusos.

Nos bolsos abertos, ferramentas como martelos, chaves de fenda e alicates podem ser levados. Naqueles com zíper ou fechamentos, miudezas como parafusos, pregas e porcas caem bem. Assim, você já tem um kit para os reparos mais básicos.

Caso você precise carregar ferramentas mais específicas, indicadas para serviços menos comuns, pode procurar também por diferenciais nos cintos. Os porta trenas, por exemplo, costumam ser requisitados.

Para furadeiras e ferramentas elétricas, existem alguns modelos maiores, com bolsos de espaço maior. Procure por eles caso precise desse tipo de utensílio em seu cinto!

Cinto de ferramentas ou caixa de ferramentas?

Você pode estar se perguntando se o ideal é carregar suas ferramentas em um cinto ou uma caixa. Não há uma única resposta para isso: Depende de qual é o tipo de serviço que você fará em em que local.

Caixas permitem que mais ferramentas sejam carregadas, tornam o armazenamento mais seguro e, caso tenham rodinhas, podem até mesmo ajudar no transporte. Normalmente são uma boa opção para serviços comuns, em lugares espaçados ou com acesso.

Mas levá-las para um lugar alto ou apertado não é fácil. Nessas horas, o cinto acaba se tornando a principal recomendação. Ele também permite que pegar e guardar cada ferramenta seja mais fácil, o que o torna a melhor ideia para quem tem a agilidade no serviço como principal critério.

A resposta para essa pergunta é: Busque o que te faz se sentir mais confortável e o que é mais adequado para o tipo de serviço e local.

Nós fizemos uma tabela comparando os dois produtos:

Cinto de ferramentas Caixa de ferramentas
Forma de armazenamento Ferramentas ficam nos bolsos do cinto Ferramentas ficam na caixa, com ou sem divisória
Vantagens Permite maior agilidade no trabalho e uso em lugares apertados Pode ser mais fácil de transportar, permite que mais ferramentas sejam carregadas
Recomendações Trabalhos em lugares de difícil acesso ou apertados Trabalhos que precisam de muitas ferramentas ou em lugares de fácil acesso

Quanto custa e onde comprar um cinto de ferramentas?

A qualidade do material, a quantidade de bolsos e a versatilidade são os principais fatores de variação de preços de cinto de ferramentas. Há modelos desde R$ 20 até R$ 200, com todos sendo recomendados para determinados tipos de uso.

Lojas especializadas em ferramentas e construção civil costumam oferecer ótimos modelos de cintos de ferramentas. Nós recomendamos a aquisição online, pela Amazon brasileira. Também é uma boa ideia conferir Amazon internacional e Mercado Livre.

Critérios de compra: Fatores para a escolha de um cinto de ferramentas

Agora que você já sabe quais as vantagens de ter um bom cinto de ferramentas, precisa também conseguir escolher o melhor. Nós selecionamos quatro critérios técnicos para te ajudar:

Abaixo, você encontra mais informações sobre cada um deles!

Bolsos

Quantas ferramentas você costuma usar em seus serviços? Quais são seus tamanhos e formatos? Essas são as perguntas mais importantes que você precisa responder para entender qual é o tipo de cinto que deve comprar.

Pense em um número de bolsos que seja suficiente para os seus serviços mais comuns. É fácil encontrar cintos que tenham uma quantidade satisfatória. Se precisa carregar algo específico, principalmente de dimensões avantajadas, é ideal perceber também se há espaço disponível.

Imagem mostra uma pessoa com um cinto repleto de ferramentas.

Quanto mais bolsos, mais ferramentas você poderá carregar. (Fonte: Kurhan/ 123rf.com)

Capacidade de carga

Um bom cinto de ferramentas deve conseguir suportar a maior parte dos utensílios comuns se eles estiverem em número adequado. Você não deve ter problemas para carregar martelos, alicates, chaves de fenda e acessórios simples.

Se você precisa carregar ferramentas pesadas, a capacidade de carga é importante.

Porém, as coisas mudam de figura quando você precisa carregar ferramentas mais pesadas. Furadeiras, parafusadeiras, politrizes e afins não cabem em muitos cintos. Nessas horas, é bom observar não só se há o bolso ideal, como acabamos de mencionar, mas também a capacidade de carga.

Se o cinto suportar um peso maior em quilos do que a média do que você costuma carregar, vale a pena finalizar a aquisição. Caso contrário, você pode danificá-lo com pouco tempo de uso.

Material

Para que seu cinto de ferramentas tenha alta durabilidade ao tempo e ao uso frequente, ele precisa ser feito de materiais confiáveis. Não faça a compra sem conhecer a composição do acessório! Você deve exigir no mínimo poliéster ou couro.

Alguns modelos profissionais vão ainda mais longe e usam tecidos ultra resistentes, comuns em equipamentos de proteção ou roupas que precisam de resistência extra. Para trabalhadores que estão sempre com o cinto, essa pode ser a opção mais garantida.

Encaixe

O modo de encaixe dos cintos de ferramentas também tem algumas variações. Você pode optar pelo que te deixa mais confortável entre opções clássicas como encaixes de plástico, passadores, velcro ou botões.

É ideal que o cinto ofereça alguns ajustes na cintura, o que é mais fácil em encaixes de plástico ou em passadores. Assim, pessoas abaixo ou acima do peso podem usar o acessório sem qualquer problema. A qualidade dos materiais usados nos detalhes responsáveis por esse fechamento também é importante.

(Fonte da imagem destacada: ifong/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Samuel Chagas Profissional em Consertos
A vivência de Samuel com consertos em casas e estabelecimentos comerciais vem de décadas, desde quando ajudava seu pai, pedreiro, há mais de 30 anos. Seu gosto pelo assunto fez dele um profissional em consertos, e é assim que Samuel ganha a vida há 15 anos. Na internet, ele compartilha seu conhecimento sobre ferramentas e itens de segurança para casas e prédios.
Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.