Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! O assunto de hoje é cola de madeira. Se você vai fazer simples reparos domésticos, se trabalha com artesanato ou se é dono de uma marcenaria, certamente precisa desse utensílio para alcançar os resultados ideais!

Há vários tipos de colas que podem ser aplicados em madeira. O que é normalmente vendido com a denominação de “cola de madeira” é a PVA amarela, mas como veremos no decorrer do artigo, nem sempre é a melhor opção.

Portanto, para tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto, fique com a gente! Vamos passar todas as informações necessárias para que você faça o melhor trabalho possível.

Primeiro, o mais importante

  • As colas mais comuns para se colar madeira com madeira são a PVA branca, PVA amarela e cola de esmagamento ou Hide Glue (Titebond). Todas elas trazem as suas vantagens e desvantagens.
  • Não é qualquer cola de madeira que serve para todo tipo de serviço. Alguns tipos têm sérias restrições ou por serem tóxicas, ou por não suportarem fatores como umidade ou calor. Saiba bem qual o uso do objeto que você pretende colar!
  • Colas do tipo PVA são muito baratas: pequenos frascos custam por volta de R$ 5. Sempre saiba o volume de trabalho que você terá para comprar a quantidade ideal de cola e não sofrer com faltas ou desperdícios.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 4 melhores modelos de cola de madeira

Selecionamos alguns modelos muito eficientes de cola de madeira. Eles terão muita utilidade para que você supra as suas necessidades com qualidade. Abaixo, a lista que recomendamos:

1º – Cola para madeira Acrilex profissional

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Esse é o pleno exemplo do que é uma “cola de madeira” no nosso mercado. O modelo da acrilex é a cola PVA amarela, que tem como principal vantagem oferecer uma pega rápida, ou seja, demorar pouco tempo para alcançar o resultado esperado.

Serve para o uso de madeira com madeira. A embalagem traz 100 ml e o custo benefício é excelente. Pelo baixo preço, é comum encontrar à venda um pacote com três ou mais unidades de uma vez.

2º – Cola para madeira Titebond 237ml

A Titebond é uma cola importada do tipo Hide Glue. Funciona por esmagamento e é feita de proteína animal. É uma marca, mas como é a única desse tipo disponível no mercado brasileiro, teve seu nome associado ao tipo. Sua principal vantagem é ser totalmente atóxica.

Essa é uma cola recomendada especialmente para utensílios de cozinha e outros objetos que não podem ter partículas tóxicas. Também tem alta resistência à umidade, vantagem que aparece em objetos que terão contato com água. Por sua extrema qualidade, porém, não fica restrita a esses usos.

3º – Cola Cascorez 500g branca

Encontre esse produto em Amazon.com.br

A Cascorez é a cola PVA branca mais famosa no mercado brasileiro. Em relação à amarela, ela tem a pega mais lenta, mas deixa menos manchas e permite um trabalho mais bonito.

O custo-benefício dessa cola é enorme e é possível encontrá-la em diversas dosagens. Seja em frascos pequenos, seja em enormes tonéis, você pode encontrar a Cascorez de acordo com o tamanho da sua necessidade.

4º – Cola Madeira Tekbond Branca 250g

A cola Tekbond é uma PVA branca de excelente qualidade. Também se destaca pelo custo-benefício e pela versatilidade, podendo ser usada em móveis, encaixes, tacos e outros tipos de madeira.

A embalagem de 250 ml é ideal para quem precisa fazer pequenos reparos momentâneos. É uma cola que tem pouquíssima resistência à umidade, portanto, preste atenção se o seu objeto de trabalho não terá contato com água.

Guia de Compra

Como ter certeza sobre qual é o tipo de cola de madeira ideal para os seus afazeres? Vamos trazer abaixo todas as informações para que você saiba exatamente do que precisa!

Seja com marcenaria, artesanato ou reparo doméstico, você certamente fará a escolha ideal!

Imagem mostra um homem sentado fazendo trabalhos em madeira.

A marcenaria é uma das atividades mais antigas da humanidade. (Fonte: joenomias / Pixabay)

O que é uma cola de madeira e para que ela serve?

A cola especificada como “de madeira” normalmente serve para colar madeira com madeira. Há outros tipos de cola, como as epóxi, que servem para juntar madeira com outros materiais como tecidos ou metais.

Ainda assim, é importante saber fazer um bom uso de uma cola de madeira. Vários utensílios domésticos, móveis e artes não usam outros materiais, e por isso as colas que recebem essa especificação acabam sendo muito úteis.

O importante é saber quais são as suas necessidades. Quanto de cola será necessário? O objeto entrará em contato com umidade? Ele será usado para refeições? Tudo isso é fundamental na hora de saber escolher qual a melhor opção para você!

foco

Você sabia que a marcenaria é uma das atividades mais antigas da humanidade? Há registros dela na Bíblia, por exemplo. Saber trabalhar com madeira sempre foi uma arte, e até hoje artesãos que são bons com esse material são valorizados.

Nos tempos mais remotos, não havia muita opção de cola. O mais frequente era a gordura animal (que ainda é usada!). Mas você consegue imaginar o trabalho entre sua extração, transformação e uso sem nenhum auxílio industrial?

Quais são os tipos de cola de madeira no mercado brasileiro?

Vamos nos focar em três principais tipos denominados como “cola de madeira” no mercado brasileiro: PVA branca, PVA amarela e de esmagamento (ou Titebond).

As colas PVA branca e amarela são bastante parecidas. Suas diferenças estão no tempo de pega, ou seja, em quanto tempo elas deixam a madeira totalmente colada, e nas manchas produzidas. A cola de PVA branca vence no primeiro aspecto, enquanto a PVA amarela vence no segundo.

Tanto a PVA amarela como a branca não são recomendadas para objetos que terão contato com umidade e possuem certa toxicidade. Por isso, evite usá-las em utensílios de cozinha ou que precisem ser constantemente lavados.

É exatamente aí que entra a cola de esmagamento Hide Glue (chamada popularmente de Titebond por ser a única marca encontrada no Brasil). Ela tem resistência à umidade e não é nem um pouco tóxica, fazendo com que muitos a prefiram.

Confira detalhadamente os aspectos de cada tipo de cola na tabela abaixo:

PVA branca PVA amarela Titebond
Vantagens Custo-benefício, limpeza do trabalho Custo-benefício, pega mais rápida É atóxica e tem resistência à umidade
Desvantagens Nenhuma resistência à umidade, tóxica, pega lenta Nenhuma resistência à umidade, tóxica, deixa manchas em determinados materiais Preço bem mais alto que as colas do tipo PVA
Aplicações Objetos que não serão usados na cozinha, nem terão contato com umidade Objetos que não serão usados na cozinha, não terão contato com umidade, nem são facilmente manchados Qualquer um, mas especificamente objetos de cozinha ou que terão contato com umidade

Além desses três tipos, existem outros que vale a pena citar:

  • Cola epóxi. Muito eficiente, mas precisa de habilidade manual e faz bastante sujeira.
  • Cola coqueiro. Feita de proteína animal, mas vendida em tabletes (ao contrário da Hide Glue, já pronta), é excelente para quem tem paciência, mas tem uso bem complicado.
  • Cola instantânea (famosa como SuperBonder). É versátil, mas tóxica e com restrição para tipos de madeiras.
  • Cola de sapateiro. Usada em determinadas situações que envolvem o uso de madeira em tapeçaria.

Confira o vídeo abaixo do canal Adílson Pinheiro no YouTube dando suas impressões sobre nove tipos de cola usados em marcenaria:

Quanto custa?

Os preços de cola para madeira podem variar de acordo com a quantidade e com o tipo. As PVA são as mais baratas e fáceis de encontrar. Frascos pequenos saem a partir de R$ 5, enquanto tonéis de 50 kg podem ser encontrados na faixa de R$ 450.

A cola de esmagamento é mais cara, com frascos de 473 ml da marca Titebond custando cerca de R$ 40. Cada outro tipo de cola também terá suas variações: um tubo de 100 g de epóxi, por exemplo, sai a partir de R$ 7.

Onde comprar?

Lojas de departamento ou materiais de construção podem ter alguns tipos de cola, outras especializadas em artesanato também. O ideal é fazer uma boa busca por esses lugares, bem como marcenarias e comércios especializados em madeiras.

Se a sua preferência for comprar pela Internet, é possível encontrar ótima variedade de modelos na Amazon. O Mercado Livre também é ótima opção. E, claro, não se esqueça dos e-commerces especializados nos tipos de produtos citados no parágrafo acima.

Critérios de compra: Fatores importantes para se comprar uma cola de madeira

Além de tudo que já citamos, existem outros fatores que devem ser levados em conta antes da compra. Fizemos uma lista com os mais importantes:

  • Quantidade de cola
  • Validade
  • Resistência à água
  • Resistência à dilatação
  • Materiais que serão colados

Explicaremos a seguir cada um deles.

Imagem mostra um martelo com partes em madeira e metal ao lado de um tubo de cola.

É preciso saber quais serão os materiais colados para escolher a cola certa. (Fonte: counselling / Pixabay)

Quantidade de cola

Já mostramos que há colas encontradas desde em pequenos frascos de 100 ml até tonéis de 50 litros. Ou seja, para pequenos reparos domésticos e para serviços profissionais constantes. Qual é a sua necessidade?

Você precisa saber o que vai fazer e o quanto de cola usará para comprar a embalagem com a quantidade correta. Dessa forma, evitará desperdícios ou ter que fazer uma nova compra por não ter o suficiente para o serviço que precisava.

Validade

A validade se relaciona com o item acima: caso você compre uma quantidade de cola muito maior do que a necessária, terá grandes sobras. E a partir daí, poderá passar um um longo período até a data na qual não será mais útil.

Uma boa ideia caso você não saiba o quanto de cola precisa é estimar para cima. Assim, não precisa fazer a segunda compra no meio do trabalho. Mas se você não lida frequentemente com o material, o ideal é não ter uma cola que vá vencer rapidamente para ainda tê-la quando precisar.

Resistência à água

Como citamos na seção sobre os tipos de cola, no Guia de Compra acima, a cola Titebond é a mais indicada se a intenção for colar peças de madeira que entrarão em contato com a água. Além de não ser tóxica, sua resistência à água é muito maior do que a das colas PVA amarela e branca.

Resistência à dilatação

Além da resistência à umidade, que já citamos, há outra que pode ser importante: a resistência à dilatação. Caso o objeto a ser colado for entrar em contato com o calor (especialmente em panelas ou outros utensílios que vão ao fogo), é preciso observar essa característica da cola.

Se a cola não tiver resistência à dilatação, rapidamente o objeto se descolará. Por isso, fique atento se esse for o seu caso e faça a escolha correta!

Materiais que serão colados

Reiteramos mais uma vez que as colas citadas nesse artigo servem para juntar madeira com madeira. Quando se trata de outros materiais, como metais, tapeçaria ou plásticos, é necessário reorganizar os tipos que fazem um bom trabalho.

Para tapeçaria, recomendamos a cola de sapateiro. Para a maior parte dos usos, a epóxi faz um excelente serviço. O desempenho das PVAs, dependendo do material, não é muito satisfatório.

(Fonte da imagem destacada: Counselling / Pixabay)

Avalie este artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
25 Voto(s), Média: 4,04 de 5
Loading...
Avatar

Publicado por REVIEWBOX