Imagem de uma mulher tomando uma cápsula de colágeno.

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre o colágeno, uma proteína que traz benefícios para a pele, unhas, cabelo, articulações, ossos, músculos e órgãos.

Nosso organismo produz essa substância naturalmente, mas a partir dos 30 anos, a produção começa a diminuir gradativamente e, ao chegar aos 50, cai para cerca de 30%. Nessa fase da vida é essencial incluir a suplementação em sua rotina.

Para ajudá-lo a entender um pouco mais sobre o suplemento de colágeno, os benefícios dessa substância no corpo, qual suplemento é ideal para você e a dosagem recomendada, continue lendo este artigo.



Primeiro, o mais importante

  • O suplemento de colágeno é vendido em pó, sachês, cápsulas e snacks. Se optar pelas cápsulas, dê preferência para o pote com 120 comprimidos, se preferir a versão em pó, compre um suplemento com pelo menos 300 gramas, dessa forma, o suplemento dura o mês inteiro.
  • A concentração de colágeno por porção varia entre 500 e 2800 mg (2,8 g) no suplemento em cápsulas, e de 8,6 g a 13 gramas no suplemento em pó e sachês.
  • O suplemento de colágeno pode ser enriquecido com vitaminas, aminoácidos e proteínas. Você encontra versões com as vitaminas A, C, D, E, complexo B e os minerais cromo, selênio, cobre, manganês e zinco.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 4 melhores suplementos de Colágeno

É só dar uma olhada nas prateleiras da farmácia ou supermercado, que você encontra diversas opções de snacks e suplementos de colágeno: em cápsulas, sachês, shakes, balas, bombons, barrinhas de cereais, granola e até pipoca.

Com tanta variedade, é normal surgirem algumas dúvidas na hora de comprar um suplemento de colágeno. Para ajudá-lo nessa tarefa, selecionamos os melhores produtos à venda.

1º – Colágeno Clinical/Skin Body Action

O colágeno hidrolisado da Body Action é um suplemento em pó desenvolvido para cuidar da pele, fortalecer os cabelos e as unhas. Deve ser consumido diariamente, basta dissolver uma colher de sopa do produto em 100 ou 200 ml de água.

Esse suplemento tem 9 gramas de colágeno, é enriquecido com Zinco (3,5 mg), selênio (17 mcg), vitamina A (300 mcg), vitamina C (45 mg) e vitamina E (7 mg). Esses componentes ajudam a combater os radicais livres. Este produto vem com 300 g e tem sabor pêssego.

2º – Collagen Skin Essential Nutrition

O suplemento de colágeno da Essential Nutrition é em pó, conta com 8,6 gramas de colágeno e é enriquecido com as vitaminas A (600 mcg), C (45 mg) e E (10 mg), 100% do índice de recomendação diária.

A fórmula foi desenvolvida para maximizar a eficácia e absorção do colágeno. O suplemento tem o sabor neutro, é livre de açúcar, glúten, lactose, conservantes, gordura e colesterol. O produto vem com 300 gramas e rende 30 porções.

3º – Colágeno em cápsulas New Millen

O suplemento de colágeno da New Millen vem em cápsulas e contém 2880 mg de colágeno, 45 mg de vitamina C, 10 mg de vitamina E e 35 mcg de Cromo, em uma porção diária de quatro cápsulas.

Esse suplemento tem apenas 9 Kcal, 2,2 gramas de proteína e 5,8 mg de sódio. Você deve ingerir duas cápsulas, duas vezes ao dia conforme recomendação do seu médico. Contém 120 cápsulas.

4º – Colágeno Hidrolisado Ella Series Atlhetica

O colágeno hidrolisado da Athletica é um suplemento ideal para mulheres que praticam atividades físicas.

O produto é bem completo: vem com zinco (3,5 mg), vitamina A (300 mcg), vitamina C (45 mg) e vitamina E (10 mg). O produto está disponível nos seguintes sabores: cranberry, lima-limão, maracujá e tangerina.

Guia de Compra

A chegada da maturidade e envelhecimento, faz com que homens e mulheres busquem métodos para amenizar os efeitos do tempo. Um deles é a suplementação de colágeno, uma proteína que dá firmeza, sustentação e elasticidade para a pele.

Neste Guia de Compra você confere todos os benefícios do colágeno, indicações de como deve consumi-lo, a dose diária recomendada e quais são os diferentes tipos de suplemento de colágeno.

Imagem de uma mulher tomando sol.

O suplemento de colágeno ajuda a manter a pele jovem por mais tempo. (Fonte: Skullman / Pixabay)

O que é colágeno?

O colágeno é a principal proteína estrutural do corpo, suas principais funções são dar firmeza, sustentação e elasticidade para a pele, músculos, cartilagens e outras estruturas que precisam de suporte.

Essa proteína pode ser encontrada em diversos alimentos como gelatina, frutas (vermelhas, cítricas, uva), oleaginosas (castanhas, nozes e amêndoas), grãos (aveia, soja, ervilha e feijão), vegetais (de cor verde escura, tomate, beterraba, brócolis), carnes, ovos e peixes.

Mas a concentração de colágeno nos alimentos é mais baixa. Neste momento entram os suplementos, que atendem bem a diferentes necessidades, pois a concentração da proteína varia de 500 mg a 13g.

foco

Você sabia que você não deve exagerar na suplementação de colágeno, pois o excesso dessa substância pode sobrecarregar os rins? Especialistas recomendam cerca de 10 gramas ao dia.

Você encontra suplemento de colágeno em forma de cápsulas com 60, 100 ou 120 unidades. O recomendado é que você ingira de uma a duas cápsulas antes do almoço e mais duas antes do jantar.

Se preferir, você tem a opção de comprar o suplemento em pó com 200, 250, 300 ou 500 gramas ou em versões maiores com até 1 kg. O recomendado é que você dissolva uma colher de sopa (cerca de 10 g) em um copo com 100 ou 200 ml de água (ou outra bebida de sua preferência).

Seja em cápsulas ou em pó, esse suplemento pode contar com outros componentes além do colágeno, que são muito benéficos ao corpo, como as vitaminas A, C, D, E, Complexo B, zinco, selênio e cromo.

Quando devo usar o colágeno?

Adultos com idades a partir dos 30 anos devem começar a consumir o colágeno diariamente, pois a produção dessa substância começa a diminuir gradativamente a partir dessa idade. A perda é de cerca de 1% ao ano.

Dos 50 anos em diante, a queda é ainda mais drástica e a produção de colágeno chega em 35% do que era produzido quando a pessoa era mais jovem.

Imagem do rosto de uma mulher.

A suplementação de colágeno é importante após os 30 e essencial depois dos 50 anos. (Fonte: Valeria Boltneva / Pexels)

A produção de colágeno já é naturalmente mais baixa em mulheres. No período da menopausa essa situação fica ainda mais crítica, porque a velocidade com a qual a mulher diminui a produção dessa proteína se intensifica e chega a 30% nos primeiros cinco anos.

Para quem é mais novo, na faixa dos 20 anos de idade, uma dieta rica em alimentos fontes de colágeno já é o ideal. Mas se você for uma pessoa estressada, que abusa de sol, doces ou cigarro, a produção de colágeno começa a diminuir ainda mais cedo.

foco

Dica: para evitar a perda de colágeno, utilize protetor solar diariamente, mesmo durante o inverno. O cosmético também ajuda a prevenir o envelhecimento da pele.

Quais são os sintomas da falta de colágeno?

Quem está com níveis baixos de colágeno no organismo, apresenta alguns sinais como aumento da flacidez, perda de elasticidade, afinamento da pele e dos fios de cabelo, surgimento de linhas de expressão, rugas, estrias, celulites e sensação de pele ressecada.

Imagem de uma mulher de biquíni na praia.

O suplemento de colágeno previne e trata a celulite. (Fonte: fgmsp / Pixabay)

Mesmo se o seu corpo não estiver apresentando esses sinais, vale a pena ingerir o suplemento de colágeno, para evitar tais males. A substância não apresenta nenhuma contraindicação (mas o excesso deve ser evitado).

Entretanto, antes de começar a tomar qualquer tipo de suplementação, é importante consultar um médico, pois ele irá determinar se você realmente precisa da substância em seu organismo e qual é a dosagem ideal no seu caso.

O excesso de colágeno é eliminado através da urina.

O que acontece quando falta colágeno no corpo?

Várias doenças estão relacionadas à falta de colágeno no corpo. Uma delas é a artrite, uma inflamação nas articulações, que ocorre quando o sistema imunológico passa a atacar o colágeno presente nessas estruturas.

A fibromialgia também está relacionada à falta de colágeno no corpo. Quem tem essa doença, apresenta dores musculares generalizadas e sensibilidade nas articulações.

Também é comum que o paciente sinta dores de cabeça, dificuldade para dormir e apresente quadro depressivo.

Em alguns casos, a falta de colágeno causa efeitos ainda mais graves como diminuição da densidade óssea, em casos de osteopenia e osteoporose, enfraquecimento das articulações e ligamentos.

Outras doenças estão relacionadas à falta de colágeno no corpo, como a bursite (inflamação na bursa, bolsa de líquido que lubrifica as articulações), tendinite (inflamação nos tendões), entre outras.

Quais são os benefícios do colágeno?

O colágeno traz inúmeros benefícios ao organismo. Os efeitos estéticos são percebidos mais rapidamente, a partir de três meses de uso regular.

Os cabelos serão beneficiados com engrossamento dos fios, melhora na resistência, crescimento acelerado e aumento do brilho. O colágeno também fortalece e endurece as unhas frágeis.

Em relação à pele, você irá notar melhora na elasticidade e hidratação cutânea, redução da flacidez, diminuição do surgimento de linhas de expressão e rugas (também ajuda a suavizar as que você já tem) e redução de cicatrizes.

Você irá notar o fortalecimento dos ossos (previne casos e ajuda no tratamento de quem tem osteoporose). Seus dentes também vão ficar mais fortes com o uso regular da substância.

O colágeno minimiza o risco de lesões na terceira idade.

A proteína fortalece as articulações, auxilia no tratamento de dores causadas por artrite e artrose e previne lesões em atletas. Por causa do fortalecimento articular, você vai ganhar mais mobilidade nos joelhos e quadris.

Imagem de uma mulher com as mãos no joelho.

O colágeno fortalece as articulações e dá maior mobilidade ao joelho. (Fonte: nattanan23 / Pixabay)

Para quem está fazendo dieta para perder peso, o colágeno também é um aliado, pois ele dá saciedade (principalmente o suplemento em pó). Também é interessante para fortalecer a resistência muscular.

O colágeno ajuda a regular os hormônios e a produção de insulina. A substância também ajuda a evitar inflamações intestinais, pois reveste as paredes do intestino. Para quem costuma beber nos finais de semana, o colágeno vai ajudar a desintoxicar o fígado e curar os efeitos da ressaca.

Outro benefício interessante, é que o colágeno evita a formação das chamadas úlceras de pressão, lesões que se formam na pele quando uma parte do corpo fica em uma mesma posição durante um longo período de tempo.

Vantagens
  • Fortalece os cabelos, unhas, ossos e articulações
  • Dá firmeza e elasticidade à pele
  • Auxilia na perda de peso
  • Disponível nas versões em pó, sachês, cápsulas e snacks
Desvantagens
  • Alguns suplementos são formulados com corantes, aromatizantes e adoçantes
  • A concentração de colágeno no suplemento em cápsulas é menor

Do que é feito o suplemento de colágeno?

O colágeno é extraído da proteína presente no couro e cartilagem de animais (bovinos e suínos). Depois de isolada, a substância é processada para se tornar colágeno hidrolisado. Se essas moléculas forem quebradas, são formados os peptídeos bioativos.

Existem cerca de 30 tipos de colágenos. Dentre as variações da substância, os tipos 1 e 2 se apresentam na forma de peptídeos bioativos, que proporcionam benefícios para a saúde interna e externa.

Os peptídeos bioativos são derivados do colágeno hidrolisado (a outra apresentação dessa substância). A grande diferença entre eles é que as moléculas são menores e, por essa razão, são absorvidas pelo metabolismo mais rapidamente.

Os peptídeos bioativos conseguem direcionar a produção de colágeno para regiões específicas do corpo.

Os peptídeos bioativos do tipo 1 são direcionados para a pele, unhas, cabelo, músculos e auxiliam na redução da celulite. O tipo 2 é direcionado para articulações e cartilagens.

Colágeno em pó ou cápsula: Qual devo escolher?

Antes de definir qual é o melhor suplemento de colágeno para você, se é em cápsulas ou pó, você deve determinar o porquê irá tomar esse suplemento, se é para a manutenção da saúde em geral ou se é para auxiliar em algum tratamento específico.

Essa análise é importante para você não errar na hora de escolher qual suplemento comprar, pois alguns estimulam a produção, síntese e absorção do colágeno para regiões específicas do corpo e outros são de estímulo geral.

Colágeno em cápsulas

O colágeno em cápsulas é a forma mais fácil, prática e rápida de consumir esse suplemento. Basta ingerir de uma a duas cápsulas meia hora antes do almoço e mais uma porção meia hora antes do jantar.

É muito importante consumir o suplemento diariamente e na quantidade que o fabricante sugere, pois só dessa forma você irá notar os benefícios.

Imagem de cápsulas.

A concentração de colágeno do suplemento em cápsulas é menor. (Fonte: Ulleo / Pixabay)

Mas saiba que a concentração de colágeno no suplemento em cápsulas é menor, há versões com 500 mg, 750 mg, 1000 mg, 2400 mg e 2800 mg de colágeno (a concentração dessa substância no suplemento de colágeno em pó é mais alta).

Para ingerir a quantidade ideal de colágeno por meio do suplemento em cápsulas, você precisaria consumir de 10 a 12 cápsulas por dia.

Você encontra versões com 60, 100 ou 120 cápsulas, essa última opção é a mais comum, porque vem com a quantidade exata de cápsulas que você irá consumir durante o mês.

Colágeno em pó

O colágeno em pó deve ser consumido da seguinte forma: dissolva uma colher do suplemento (10 g), em um copo com 100 ou 200 ml de água ou outra bebida de sua preferência como leite, iogurte, suco ou vitamina. O suplemento de colágeno em pó ajuda a dar saciedade.

A concentração de colágeno no suplemento em pó é consideravelmente maior do que na versão em cápsulas. Você encontra suplementos com 8,6, 9, 10 e até 13 gramas de colágeno por porção.

O colágeno em pó está disponível nas versões com e sem sabor. Se você adquirir o suplemento em sachês, é comum vir cerca de três sabores sortidos e vale bastante a pena se você enjoa do sabor desses shakes.

Você encontra versões com 200, 250, 300, 500 gramas e 1 Kg. A quantidade de pó que vem na embalagem influencia na durabilidade do produto, então escolha uma versão que dure pelo menos um mês.

Colágeno em pó Colágeno em cápsulas
Apresentação Em pó ou sachês Em comprimidos
Concentração de colágeno Mais alta, de 8,6 a 13 gramas por porção Mais baixa, de 500 a 2800 mg
Porção De 5 a 15 gramas por dia De duas a quatro cápsulas por dia
Quantidade por embalagem 200, 250, 300, 500 g ou 1 kg 60, 100 ou 120 cápsulas
Preço Mais alto Mais baixo

Quanto custa?

O suplemento de colágeno em cápsulas custa entre R$ 20 e R$ 80, a variação de preços ocorre principalmente por causa da composição, marca e quantidade de cápsulas.

O suplemento em pó é um pouco mais caro, você encontra versões de R$ 40 a R$ 120. Novamente, o preço varia de acordo com a fórmula do produto, peso (varia de 200 gramas a 1 kg) e marca.

O colágeno em sachês é um pouco mais caro e custa entre R$ 70 e R$ 90. Os snacks com colágeno têm preços bem convidativos, um saco com balas de goma com colágeno custa cerca de R$ 15 (150 g).

Onde comprar?

Você pode comprar suplemento de colágeno em farmácias como Droga Raia, Drogaria São Paulo, Drogasil, entre outras. Você também encontra o produto em lojas de suplementos para atletas.

Se preferir, dá para comprar no conforto da sua casa, através da internet. Se você estiver procurando por uma indicação, sugerimos a Amazon, que tem centenas de opções em ambas as apresentações, diversas marcas e opções de preços.

Critérios de compra: Fatores para comparar os diferentes modelos de colágeno

Agora que você conhece os benefícios do colágeno, os diferentes tipos de suplementos, sabe a idade certa para começar a tomá-lo e a dose recomendada, chegou a hora de saber quais características você deve analisar no momento da compra:

  • Colágeno hidrolisado ou peptídeos bioativos?
  • Sabores
  • Vitaminas e minerais
  • Outros suplementos de colágeno

Vamos explicar cada um dos itens ao longo desta seção.

Colágeno hidrolisado ou peptídeos bioativos?

Como já mencionamos anteriormente, existem suplementos a base de colágeno hidrolisado e de peptídeos bioativos.

Imagem de uma mulher medindo a circunferência da cintura.

O colágeno auxilia no processo de emagrecimento. (Fonte: Deedee86 / Pixabay)

O colágeno hidrolisado é indicado como opção de suplemento proteico, para quem faz dieta para perder peso e/ou ganhar massa magra, pois a ingestão de proteínas dá sensação de saciedade e fortalece os músculos.

Entretanto, se você mantiver uma alimentação rica em proteínas de todos os tipos, você já estará estimulando a produção de colágeno e conseguindo os mesmos efeitos.

Os peptídeos bioativos são desenvolvidos para tratamentos específicos como fortalecer cartilagens e articulações e também para melhorar a saúde estética da pele, reduzir linhas de expressão e rugas.

Se você optar pelo suplemento a base de peptídeos bioativos, saiba que eles podem ser do tipo 1 ou 2.

Os peptídeos bioativos do tipo 1 são abundantes em nosso corpo, estão na pele, tecidos conjuntivos e olhos. Geralmente, suplementos a base dessa substância são utilizados para fins estéticos e têm como principais benefícios:

  • Suavizar linhas de expressão e rugas
  • Melhorar a elasticidade da pele
  • Reduzir celulites
  • Fortalecer as unhas
  • Fortalecer e engrossar os fios, deixando-os mais cheios e com brilho
Imagem de uma mulher levantando algumas mechas de cabelo.

O colágeno fortalece o cabelo, deixando-o mais grosso, cheio, brilhoso e longo. (Fonte: Stocksnap / Pixabay)

Os peptídeos bioativos do tipo 2 são ideais para prevenir lesões nas cartilagens e articulações, como artrite e artrose, pois estimulam a produção de colágeno nessas regiões.

Suplementos com essa substância são indicados para quem pratica atividade física (seja de modo profissional ou amador) e pessoas com sobrepeso.

Os peptídeos bioativos apresentam benefícios nutricionais, ortopédicos, dermatológicos e estéticos.

Sabores

O colágeno em pó é dissolvido em água e, por essa razão, geralmente tem sabor. Os principais são: morango, maracujá, frutas vermelhas, pêssego, cranberry, tangerina, amora, lichia, uva verde e limão.

Se você prefere consumir o suplemento, dissolvendo-o em sucos ou vitaminas de frutas, você também pode optar por comprar o suplemento em pó na versão sem sabor.

Vitaminas e minerais

Além da concentração de colágeno, que varia de um suplemento para o outro, você pode encontrar outras vitaminas e minerais na composição como cromo, selênio, cobre, manganês, cisteína, ácido fólico e zinco e as vitaminas A, B3, B5, B6, B12, C, D e E.

Essas substâncias ajudam a estimular a produção de colágeno, a sintetizar a substância e preservá-la por diversos caminhos metabólicos. Mas elas também possuem seus próprios benefícios:

  • Cromo: Este mineral atua na sensibilização à insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas que tem como função distribuir o açúcar dos alimentos pelo corpo.
  • Zinco: O zinco regula inúmeras funções corporais e colabora para a saúde em geral. Esse mineral favorece o emagrecimento saudável e o ganho de massa muscular.
  • Selênio: Este mineral tem alto poder antioxidante, por isso ajuda a fortalecer o sistema imunológico.
  • Vitamina A: A vitamina A tem ação antioxidante, auxilia no metabolismo ósseo, no ganho de massa muscular, combate o envelhecimento precoce e muito mais.
  • Vitaminas do complexo B (B3, B5, B6, B12 e biotina): As vitaminas do complexo B são responsáveis pela renovação celular, manutenção da saúde da pele, unhas e cabelo. Não são produzidas em quantidades suficientes pelo organismo, por isso é essencial suplementá-la.
  • Vitamina C: A vitamina C é um micronutriente fundamental na produção e sintetização de colágeno pelo organismo, por isso quase todos os suplementos contêm essa vitamina.
  • Vitamina D: A principal função da vitamina D é auxiliar na absorção de cálcio pelo organismo e prevenir doenças ósseas. A vitamina também previne o envelhecimento precoce da pele.
  • Vitamina E: Melhora a aparência geral da pele (firmeza, elasticidade, tônus), favorece a cicatrização, tem ação antioxidante e hidratante.

Outros suplementos de colágeno

Além do suplemento em pó ou cápsulas, você encontra o colágeno hidrolisado em forma de balas de goma, com a adição de outras vitaminas e minerais, garantindo duplo benefício ao corpo.

Um saco com 12 balinhas de colágeno contém cerca de 3 gramas da substância. Geralmente essas balas têm baixa concentração de açúcar e não possuem corantes.

As balas de colágeno também são excelentes para saciar a vontade de comer doce. Também ajudam a enganar o estômago quando você está com fome, auxiliando na perda de peso.

Ainda na lista de doces com colágeno, você também encontra gelatina de colágeno hidrolisado. Uma colher com 10 gramas é o suficiente para fazer uma pequena taça da sobremesa e você adquire cerca de 4,5 gramas de colágeno (recomenda-se ingerir duas porções).

Tem até pipoca gourmet com colágeno. O produto fabricado pela Beauty’in, vem com 30 g e fornece 5 gramas de colágeno. Esse snack está disponível na versão lemon pepper (salgada), chocolate e churros com canela.

Também dá para encontrar o colágeno em pó em sachês individuais. Cada sachê tem a dose exata de colágeno recomendada por dia. O mais legal é que vem com sabores sortidos, o que ajuda a não enjoar do gosto com facilidade.

Você pode carregar o suplemento na bolsa e ingeri-lo em qualquer hora ou lugar. Dá até para dissolvê-lo em uma garrafinha com água mineral, basta agitar o recipiente.

Se preferir, algumas marcas fabricam água aromatizada com colágeno. A concentração é de 10 gramas da substância em 300 a 360 ml do líquido.

(Fonte da imagem destacada: JESHOOTS.com / Pexels)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.