Imagem de composteira doméstica de plástico com restos de folhagens

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil, onde você encontra as melhores análises de ferramentas e produtos para jardinagem. Já imaginou produzir seu próprio adubo em casa? Com uma composteira doméstica isso é possível.

Desenvolvidas para transformar material orgânico, como folhas secas e restos de alimentos em um húmus rico em nutrientes, perfeito para hortas e pequenos jardins. Para mais informações, acompanhe nosso artigo completo



Primeiro, o mais importante

  • A decomposição do material orgânico também resulta em uma parte líquida, conhecida como chorume. Diluído em água, ele pode ser
    borrifado em suas plantas, atuando como pesticida natural.
  • Em composteiras com minhocas, o aconselhável é que haja um controle de temperatura que varie entre 13ºC e 27ºC.
  • É importante manter a composteira sempre bem fechada para evitar a formação de odores e para não atrair moscas.

Você também pode gostar:

Melhores composteiras domésticas do
mercado

As composteiras são uma ótima forma para o descarte consciente de resíduos, e o melhor, elas ainda são uma fonte de um adubo natural, 100% orgânico que você pode reutilizar em seu jardim. Cada vez mais populares, existem diversos modelos disponíveis no mercado. Confira nossa lista com alguns exemplos.

Composteira Doméstica Preta – Loja das Abelhas

A composteira doméstica da Loja de Abelhas conta com duas caixas digestoras e uma caixa coletora com torneira para facilitar a remoção do chorume. Cada uma das caixas conta com 15 litros de capacidade, tornando esse um modelo ideal para famílias de 2 a 3 pessoas.

Mini Composteira Doméstica – Loja das Abelhas

Se você mora sozinho e não produz tanto lixo orgânico para descarte, essa composteira da Loja das Abelhas é a opção ideal, com seu sistema de três estágios e capacidade total com cerca de 12 litros. O kit já conta com dois sacos de serragem e folheto informativo com os principais cuidados e técnicas para a obtenção do seu adubo.

Mini Composteira Doméstica com Minhocário – EHI Natural

Pequena e compacta, essa composteira com minhocário da EHI Natural é perfeita para ambientes residenciais com suas duas caixas digestoras e uma caixa coletora, que totalizam 12 litros de capacidade. Esse modelo já acompanha serragem para forragem e é indicada para o pessoas que vivem sozinhas.

Guia de Compra

Os brasileiros estão cada vez mais conscientes sobre a importância da reciclagem e coleta seletiva de lixo. Mas, quando se trata de material orgânico, como restos de comida, muitas vezes isso não é levado em conta.

Com uma composteira doméstica você pode resolver parte desse problema e ainda ter acesso a um adubo extremamente rico para ser usado em seus vasos, horta ou jardim. Dê uma olhada em nosso guia de compras para mais informações sobre o produto.

Imagem de pessoa jogando restos orgânicos em uma composteira doméstica

Uma composteira doméstica também ajuda na conscientização de quanta comida estamos desperdiçando. (Fonte: windsurfer62 / 123RF.com)

O que é uma composteira doméstica?

A composteira doméstica é um sistema de reciclagem para resíduos orgânicos que funciona com módulos. Nos dois módulos superiores, minhocas e microrganismos são os responsáveis por transformar os restos de comida em adubo.

A parte inferior é reservada para o chorume, ou seja, o resultante úmido desse processo, que pode ser descartado ou utilizado como pesticida. Hoje é possível encontrá-las em vários tamanhos e modelos, de forma que é possível possuir até mesmo se você mora em apartamento.

foco

Você sabia que com uma composteira doméstica você pode reduzir em até 51% do lixo residencial que acabaria em um aterro sanitário?

Quais as vantagens e desvantagens de uma composteira doméstica?

A composteira doméstica possui suas vantagens. Elas ajudam a diminuir o descarte de lixo orgânico para aterros sanitários. O processo resulta em um adubo de excelente qualidade e a manutenção é bastante simples, não exigindo muitos cuidados especiais.

Porém, é preciso estar atento a algumas desvantagens. Algumas pessoas podem ter aversão a colocar um composteira em casa. Em muitos casos é preciso comprar as minhocas separadamente e não é recomendado colocar todo tipo de lixo orgânico, como veremos nos próximos tópicos.

Vantagens
  • Ajuda a diminuir o descarte de lixo orgânico para aterros
  • O processo resulta em um adubo de excelente qualidade
  • A manutenção é bastante simples e não exige muitos cuidados
Desvantagens
  • Algumas pessoas podem ter aversão a possuir um composteira em casa
  • Em muitos casos é preciso comprar as minhocas separadamente
  • Não é recomendado para todo tipo de lixo orgânico

Como utilizar a composteira doméstica?

Utilizar a composteira doméstica é muito simples. Em primeiro lugar, é importante cobrir bem o fundo dos dois recipientes superiores com serragem, então adicionar a terra e as minhocas no andar intermediário.

Uma vez montada, o descarte dos alimentos será sempre na bandeja superior, e você deve intercalar restos orgânicos molhados com secos, adicionando sempre um pouco de serragem para controlar melhor a umidade, um fator essencial para que as minhocas não morram.

Com o tempo, elas vão subir em busca de alimento. Quando a composteira estiver cheia, o ideal é esperar por dois meses e então substituir a bandeja superior pela intermediária.

Então, será sempre dessa bandeja intermediária que você conseguirá seu adubo. Basta coletá-lo e transportá-lo com ajuda de um balde ou carrinho de mão para utilizar em seu jardim.

Imagem de homem mostrando um punhado de adubo

As minhocas utilizadas nas composteiras são as californianas, especializadas na digestão de restos orgânicos. (Fonte: jokevanderleij8/ Pixabay.com)

O que eu posso colocar em uma composteira doméstica? E o que não colocar?

Você pode colocar restos de frutas, verduras, legumes, cascas e até folhas secas e serragem para ajudar no controle da umidade.

Os especialistas não recomendam que sejam colocados restos de carne, produtos lácteos ou frutas muito cítricas, como o limão.

Além do risco de atrair moscas e insetos indesejados ser maior, isso pode afetar o pH, tornando o adubo de pior qualidade ou ainda acabar matando as minhocas.

Imagem de composteira doméstica com restos orgânicos

É importante sempre cobrir os restos de comida com uma camada de serragem para evitar a visita de insetos indesejados. (Fonte: Ben_Kerckx / Pixabay.com)

Quais são os diferentes tipos de composteiras domésticas?

Atualmente existem dois tipos principais de composteiras. A por vermicompostagem utiliza minhocas, em um processo mais natural que dura cerca de dois meses. Esses são os modelos mais baratos do mercado.

No caso das composteiras automáticas, a decomposição é feita com ajuda de microrganismos. Nela não é preciso a adição de serragem ou materiais secos e o processo todo demora apenas um dia. Infelizmente, isso afeta o preço, já que esses modelos são mais caros.

Composteira por vermicompostagem Composteira automática
Método de compostagem Com minhocas Com microrganismos
Benefícios O processo é realizado de forma mais natural Não é preciso a adição de serragem ou materiais secos
Tempo de decomposição Cerca de dois meses Apenas um dia
Preço Esses modelos são mais baratos São os modelos mais caros do mercado

Quanto custa?

O preço pode variar muito de acordo com o tipo e o tamanho da composteira doméstica. Os modelos mais tradicionais, por vermicompostagem, saem entre R$ 70 a R$ 150.

Agora, se você quer investir um pouco mais em um modelo automático, ou mesmo em uma tradicional com maior capacidade, os valores variam entre R$ 300 e R$ 500.

Onde comprar?

Você pode encontrar as composteiras domésticas em lojas especializadas em artigos para jardinagem. No entanto, se você não conseguiu encontrar o modelo ideal em sua cidade, a internet é uma ótima opção.

Grandes varejistas e distribuidores, como a Amazon, oferecem ótimas opções de modelos, com entrega rápida e fácil, além de oferecer descontos e excelentes promoções.

Imagem de composteira doméstica no jardim

As composteiras são uma ótima forma de colaborar para um meio-ambiente mais saudável e um estilo de vida mais sustentável. (Fonte: Antranias/ ixabay.com)

Critérios de Compra: Critérios para comparar as composteiras domésticas

Como você pôde ver ao longo de nosso artigo, existem vários benefícios em possuir uma composteira doméstica, e caso você cuide dela direitinho, não há motivo algum para ter nojo.

Porém, antes de realizar a compra, verifique esses últimos tópicos que separamos para ajudá-lo a encontrar o modelo ideal.

  • Material
  • Tamanho e capacidade
  • Tempo de decomposição
  • Design

Uma vez que você tenha lido tudo isso com atenção, é hora de botar a mão na massa e começar a reduzir seu impacto ao meio-ambiente.

Material

Atualmente, a maioria das composteiras é produzida em plástico. Isso porque nos antigos modelos de madeira, era mais fácil haver degradação do material com o passar do tempo e com a exposição a intempéries.

Nesse aspecto, o plástico é muito mais durável e resistente. Além disso, muitas empresas usam material reciclado, o que combina ainda mais com o propósito de possuir um item sustentável em sua casa.

Imagem de composteira doméstica de plástico

Para facilitar o manuseio, você pode deixar a composteira perto de sua horta ou jardim. (Fonte: pixinoo / 123RF.com)

Tamanho e capacidade

Antes de comprar uma composteira, é importante verificar seu tamanho e capacidade. No caso do tamanho, a questão é bem prática, já que é preciso considerar um espaço em seu quintal para colocá-la.

No caso da capacidade, muitas composteiras são modulares, de forma que você pode aumentar a capacidade de acordo com suas necessidades.

Modelos de 15 kg, por exemplo, dão conta de uma família com duas ou três
pessoas, então faço os cálculos levando isso em consideração.

Tempo de decomposição

O tempo de decomposição pode variar de acordo com a quantidade de minhocas e o tipo de decomposição. Nos modelos tradicionais, todo o processo demora cerca de dois meses.

No caso das composteiras automáticas, que utilizam apenas microrganismos, o processo é incrivelmente mais rápido, onde é possível decompor sua capacidade máxima em apenas um dia.

Imagem de minhoca em composteira

Se você tem nojo das minhocas, seu conceito pode mudar ao perceber o quanto elas ajudam na obtenção de um adubo de qualidade. (Fonte: PortalJardin/ Pixabay.com)

Design

Por último, também é importante estar atento ao design de sua composteira. Não é porque você vai depositar restos de comida nela que ela precisa ser vista como um grande depósito de lixo.

Opte por modelos que se encaixem bem em seu jardim ou quintal e escolha cores agradáveis. E, pensando mais na praticidade, alguns modelos possuem um tipo de escada que permite que as minhocas acessem mais facilmente os resíduos.

(Fonte da imagem destacada: dmoreaurh / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Redatora e psicóloga, é uma entusiasta de gadgets, jogos e utilidades. Adora escrever e experimentar inovações que podem tornar a vida mais prática.