Detalhe de rosto de mulher.
Ultima atualização: 11 de março de 2020

Como escolhemos

8Produtos analisados

17Horas investidas

5Estudos avaliados

42Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Se você sempre desejou fazer uma intervenção estética, mas nunca se planejou financeiramente para isso, saiba que existe uma solução: Participar de um consórcio de cirurgia plástica.

O consórcio para fazer cirurgia plástica funciona como uma espécie de poupança que lhe ajuda a guardar o dinheiro necessário para realizar o procedimento. Mas como existem condições de pagamento diferentes, vamos mostrar o que você deve levar em conta para escolher o melhor.



Primeiro, o mais importante

  • Com o consórcio para cirurgia plástica, você pode realizar o seu sonho sem precisar ter todo o valor à vista.
  • Esse tipo de consórcio funciona como os outros: Mensalmente você paga uma quantia pré-estabelecida e espera ser sorteado para usar o total.
  • Mas existem algumas variáveis que diferenciam um consórcio para cirurgia plástica de outro e vamos lhe mostrar como identificá-las.

Você também pode gostar:

Melhores consórcios de cirurgia plástica: Nossas recomendações

O consórcio de cirurgia mais versátil

O consórcio de serviços do Banco do Brasil permite que você financie cirurgias plásticas (reparadoras e estéticas) e procedimentos estéticos. O consórcio de cirurgia plástica pode ser pago em até 48 vezes e a qualquer momento é possível antecipar as parcelas. Além disso, você poderá aderir a um grupo em andamento.

O que tem as menores prestações

Com o CDC Cirurgia Plástica do banco Bradesco, você financia a sua cirurgia estética ou reparadora com prestações a partir de R$ 20. Além disso, você pode pagar pelo consórcio em até 48 meses com débito automático em conta-corrente. O financiamento tem um limite de 70% do valor de cirurgias de até R$ 20 mil e você terá entre 15 e 59 dias para pagar a primeira parcela.

O consórcio ideal para cirurgias baratas

Na administradora de consórcios Mapfre, que atua nesse segmento desde 2002, você pode participar do consórcio para fazer cirurgias estéticas ou restauradoras. As cartas de crédito são oferecidas nos valores de R$ 7.000 à R$ 14.000.

Guia de Contratação: Tudo sobre consórcio de cirurgia plástica

Se você sonha em fazer uma cirurgia plástica, ou acredita que esse tipo de procedimento pode melhorar a sua qualidade de vida, é preciso que você planeje bem, tanto em termos de escolha do profissional quanto na forma que irá pagar.

Se pagar pela cirurgia plástica à vista não é uma opção e você também não pretender fazer uma dívida por meio de um empréstimo, então a sua melhor alternativa é o consórcio para cirurgia plástica.

A seguir, vamos mostrar com funciona o consórcio para a contratação de serviços estéticos, quanto custa e como escolher o melhor plano.

Médico e enfermeira examinando rosto de paciente.

A cirurgia plástica pode melhorar inclusive a sua qualidade de vida. (Fonte: dolgachov/ 123rf.com)

Como funciona o consórcio para cirurgia plástica?

O consórcio de cirurgia plástica funciona assim como o consórcio de carro ou de motos, sendo portanto uma modalidade de compra planejada.

Funciona assim: Você escolhe uma administradora que gerencia grupos que possuem o mesmo interesse que o seu, e todos os participantes contribuem mensalmente com uma quantia pré-estabelecida em contrato.

A contribuição dura o mesmo tempo do período do consórcio e todo mês ocorrem sorteios. O participante sorteado pode, então, utilizar a carta de crédito, que é todo o valor do consórcio, para pagar à vista pela sua cirurgia plástica.

Detalhe de barriga de mulher com marcas de cirurgia plástica.

O consórcio de cirurgia plástica é uma das opções mais econômicas para pagar pelo procedimento. (Fonte: andriano/ 123rf.com )

Para participar de um consórcio para cirurgia plástica é necessário ter mais que 18 anos e não ter pressa para passar pelo procedimento estético.

Isso porque, assim como em todo tipo de consórcio, você pode ser sorteado no início, meio ou no fim do período de duração do consórcio para cirurgia plástica.

Vale destacar que, dentre as normas de funcionamento de um consórcio está o fato de que a carta de crédito não é entregue em dinheiro para o contemplado.

Todo o trâmite financeiro é realizado pela administradora do consórcio, que pagará o serviço diretamente ao hospital e/ou médico escolhido por você.

Consórcio de cirurgia plástica: Vale a pena?

A principal vantagem do consórcio de cirurgia plástica é que as parcelas que você paga não possuem juros, ao contrário do que ocorre quando você faz um empréstimo, por exemplo.

Outra vantagem de participar do consórcio para fazer uma cirurgia plástica é a variedade de prazos e valores que você vai encontrar no mercado. Com isso, você pode escolher o que melhor cabe no seu bolso.

Sem contar que, quando você for sorteado no consórcio a carta de crédito permite que você pague à vista pelo procedimento estético o que, no final das contas, pode garantir um bom desconto no valor da cirurgia.

casa conversando com atendente em escritório.

O consórcio de cirurgia plástica precisa ser bem planejado. (Fonte: Iakov Filimonov/ 123rf.com)

Além disso, é preciso ressaltar que, além dos sorteios, também é possível tentar a antecipação da carta de crédito. Isso ocorre por meio de lances.

Mas, para saber se esse tipo de consórcio vale mesmo a pena, é preciso que você analise não apenas as vantagens mas também as suas desvantagens.

Ainda que não haja a cobrança de taxas de juros nem de Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros (IOF), no consórcio de cirurgia plástica existe sim a cobrança de uma taxa mensal, chamada de taxa administrativa.

Além disso, as parcelas do consórcio podem sofrer reajuste uma vez por ano de acordo com alguns índices, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Se você atrasar o pagamento de uma parcela do consórcio, você terá que pagar este valor com juros e multa. E, se você atrasar muitas parcelas, ainda corre o risco de ser excluído do grupo.

Outro ponto que pode ser problemático é que os prazos para um consórcio de cirurgia plástica variam entre um e quatro anos.

Ou seja, é preciso que você considere que fazer um consórcio para realizar cirurgia plástica pode levar um tempo maior do que o esperado.

Para resumir, criamos uma tabela com as principais vantagens e desvantagens do consórcio para cirurgias. Confira:

Vantagens
  • Pagamento em parcelas
  • Não tem taxa de juros
  • É possível realizar cirurgias plásticas, reparadoras e estéticas
  • É possível antecipar a carta de crédito
Desvantagens
  • Tem taxa de administração e reajustes
  • Pode levar muito tempo para ser contemplado

Para quem é recomendado o consórcio de cirurgia plástica?

O consórcio de cirurgia plástica é recomendado em pelo menos duas situações: No caso de você não ter o valor para pagar pelo procedimento à vista; e para quem não tem pressa em realizar o procedimento.

Isso porque, apesar das muitas vantagens, o fato é que você poderá ter acesso à carta de crédito do consórcio apenas no final do período estipulado da vigência do consórcio.

Ou seja, se você tem urgência em realizar uma cirurgia, o consórcio não será sua melhor opção.

Consórcio para cirurgia plástica: Quem pode participar?

Nem todo mundo pode participar de um consórcio de cirurgia plástica. Isso porque a administradora que organiza e gerencia os grupos do consórcio realiza uma análise da sua situação e condição financeira antes de aprovar ou não sua participação.

Isso ocorre porque a administradora precisa ter a garantia de que você terá como arcar com o pagamento das parcelas do consórcio.

Ainda que cada administradora tenha regras e exigências próprias, alguns pré requisitos são comuns a todas, entre eles não estar negativado.

foco

Você sabia que é preciso cumprir três requisitos para participar de um consórcio de cirurgia plástica?

É preciso ter o nome “limpo”, um avalista ou um bem de valor para oferecer como garantia, e ganhar pelo menos três vezes mais do que o valor da parcela do consórcio.”

O acontece se eu não pagar o consórcio de cirurgia plástica?

Caso você inicie a sua participação em um consórcio de cirurgia plástica mas, por algum motivo, não consiga mais pagar pelas prestações, você terá três alternativas. Veja:

  1. Transferir a sua participação para outra pessoa, que terá que comprar a sua cota do grupo;
  2. Mudar para um consórcio da mesma empresa, mas que tenha parcelas menores;
  3. Pedir para sair do grupo. Nesse caso, você terá que pagar uma multa.

Critérios de Participação: Como comparar os consórcios de cirurgias

Se você está decidido a participar de um consórcio para cirurgia plástica, é preciso que saiba que existem diversas administradoras que gerenciam grupos de consórcios como esse.

E cada administradora tem regras e condições diferentes. Por isso, na hora de escolher o melhor consórcio para cirurgia você deve levar em conta os seguintes critérios:

Nos próximo tópico, nós vamos explicar de forma detalhada como você deve levar em conta cada um desses critérios.

Médico e clínica

Primeiro é preciso se certificar de que você está escolhendo o melhor médico e a clínica mais bem equipada para o tipo de cirurgia que você pretende fazer.

É imprescindível, por exemplo, que você verifique a reputação do médico e do local onde será realizada a cirurgia plástica. Você deve verificar, principalmente:

  • Se o médico tem registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) e título de especialista em cirurgia plástica da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC);
  • Se a intervenção será realizada em um hospital que respeita as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Apenas um médico qualificado e um local equipado adequadamente podem garantir que a sua cirurgia terá menos riscos possíveis. E vale lembrar que é você quem escolhe quem fará a sua cirurgia.

Reputação da administradora

Definido o profissional, chega o momento de pesquisar sobre a administradora que ficará responsável pelo consórcio de cirurgia plástica.

Escolha uma empresa com boa reputação.

Recomendamos que você sempre escolha uma empresa com boa reputação no mercado de consórcios.

Além disso, verifique se a empresa escolhida se relaciona com transparência com seus clientes.

No site do Banco Central do Brasil você tem acesso a uma lista de empresas autorizadas para gerir consórcios como esse.

Carta de crédito

Outro fator que você deve analisar bem é o valor da carta de crédito do consórcio de cirurgia plástica.

Em geral, as cartas desse tipo de consórcio variam de R$ 7 mil e R$ 30 mil. Além disso, vale ressaltar que algumas empresas oferecem ainda o seguro de vida e um fundo de reserva como garantia.

Prazos e parcelas

Além do valor da carta de crédito, observe o prazo do consórcio para cirurgia plástica e o valor das parcelas.

Leve em conta o tempo que você pode ou quer esperar para realizar a cirurgia plástica. Quanto mais longo é o prazo, menor é o valor das parcelas.

Como vimos, em geral, para o consórcio de serviços como é o caso do que faz cirurgia plástica, o prazo costuma variar entre 24 e 48 meses. Além disso, verifique também se o valor das parcelas condiz com o seu orçamento.

Forma de contemplação

Não deixe de avaliar a forma de contemplação  da carta de crédito. Isso porque existem duas maneiras de ser contemplado em um consórcio de cirurgia plástica: Sorteio mensal ou lances.

Nos lances, assim como ocorre em um leilão, quem oferece mais dinheiro leva a carta de crédito. Porém, em alguns consórcios, o lance vencedor não é o mais alto e sim aquele em que o participante antecipou o maior número de parcelas do pagamento.

Já o número de sorteios varia conforme cada administradora porque elas têm regras próprias. De modo geral, os sorteios de consórcio para cirurgias plásticas podem ocorrer de três a 12 vezes por mês.

Resumo

O consórcio para fazer cirurgia plástica é uma boa alternativa para quem não tem o dinheiro para pagar à vista e nem quer se endividar, pegando um empréstimo. No consórcio, você se junta a um grupo e paga parcelas mensais.

Assim, basta esperar ser sorteado ou dar um lance para ser contemplado com o valor total da cirurgia. Justamente por isso, essa modalidade de pagamento é recomendada para quem não tem pressa para realizar o procedimento, seja estético ou reparador.

(Fonte da imagem destacada: Roman Samborskyi/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.