Homem sentado em uma moto.
Ultima atualização: 18 de dezembro de 2019

Como escolhemos

12Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

75Comentários coletados

O seu sonho é comprar uma moto, mas pagar por uma à vista, ou até mesmo financiada, ainda não é uma opção? Pois seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje nós vamos mostrar para você como é possível ter sua própria motocicleta com o consórcio de moto.

O consórcio de moto é uma alternativa segura para quem não quer ou não pode extrapolar o orçamento, mas ainda assim deseja garantir uma motocicleta como meio de transporte. Mas como existem diversos tipos de consórcios disponíveis, vamos mostrar para você nesse artigo como escolher o ideal.



Primeiro, o mais importante

  • O consórcio de moto é uma poupança forçada que te ajuda a realizar o sonho de ter uma motocicleta, sem fazer dívidas nem pagar taxas de juros.
  • Ainda que a aquisição da motocicleta não seja imediata com o consórcio de moto, ainda assim existem inúmeras vantagens nessa modalidade de compra.
  • Para entrar em um consórcio de moto que seja o mais adequado para você, e que caiba no seu bolso, é preciso considerar alguns fatores importantes.

Você também pode gostar:

Melhores consórcios de moto: O ideal para cada situação

Quem busca por um consórcio de moto muito provavelmente já tem um modelo de motocicleta e um valor de pagamento em mente. Para tentar agradar a todos, nós reunimos uma seleção com os melhores fornecedores de consórcio de moto disponíveis atualmente. Confira:

O consórcio para quem quer uma Yamaha

A Yamaha Consórcio administra grupos de consórcio há mais de 37 anos. Criando grupos com prazos e planos que possibilitam ao consumidor uma escolha de investimento adequada para cada perfil, com parcelas que cabem no bolso, você pode escolher planos com até 72 meses para pagar. Além disso, dependendo do plano, podem haver até 20 contemplações no mês e o valor do crédito varia entre R$ 9,5 mil a R$ 77 mil.

A melhor opção para comprar motos variadas

Com o BB Consórcio do Banco do Brasil, você pode fazer parte de grupos em formação para contemplar diferentes tipos e marcas de motocicletas. A carta de crédito varia entre R$ 10 mil e R$ 50 mil. É preciso pagar uma taxa de administração, mas você também pode aderir a um grupo já em andamento e contratar um plano com prazo menor.

O consórcio ideal para ter uma Honda

No Consórcio Honda você terá opções de planos que oferecem diferentes quantidades de parcelas que podem variar entre 12 e 80. Além disso, alguns planos incluem o seguro de vida. Dependendo do plano, a documentação da moto também pode estar inclusa no valor das parcelas e a previsão é que ocorram entre seis e 12 contemplações por mês. O valor de crédito pode variar entre R$6,7 mil e R$65mil.

Guia de Adesão: Tudo o que você precisa saber sobre o consórcio de moto

Hoje em dia a motocicleta é um meio de transporte que agiliza a rotina, principalmente porque ajuda a fugir de congestionamentos. Mas, além disso, a moto também é, atualmente, um grande aliado para o aumento da renda, se considerarmos o amplo mercado de entregas que desponta no país.

Seja para se locomover, seja para trabalhar ou mesmo para passear nos fins de semana, a moto é um sonho de muitos brasileiros. Mas o fato é que ela não é um meio de transporte barato e, por isso, nem sempre a compra à vista, ou mesmo financiada, é uma opção válida.

É então que entra o consórcio de moto, uma alternativa segura que ajuda você a adquirir uma motocicleta pagando apenas o que você pode, deixando de lado as dívidas e os juros. Por isso, nesse Guia de Adesão vamos mostrar como funciona o consórcio de moto.

Mulher apoiada em uma motocicleta.

O consórcio de moto é a forma mais segura para você adquirir sua motocicleta. (Fonte: DomAlberts/ Pixabay.com)

O que é e como funciona o consórcio de moto?

O consórcio de moto é uma forma de você se autofinanciar para pagar pela sua motocicleta. Funciona assim: Grupos de pessoas interessadas em comprar uma determinada moto são formados.

Os participantes desse grupo, que são chamados de consorciados ou de cotistas, pagam uma parcela de valor determinado todo o mês por um prazo estipulado em contrato. Com todo o dinheiro arrecadado é formada, então, uma poupança comum.

Dessa forma, todo mês, uma ou mais pessoas são sorteadas e elas têm o direito de retirar do valor total arrecadado pelo grupo o crédito para a compra da moto, à vista. Mas, mesmo com o dinheiro na mão, o contemplado continua pagando as parcelas até o final período do consórcio.

Por isso, é possível garantir que todos os participantes do grupo terão sua chance utilizar o dinheiro para comprar a tão sonhada motocicleta.

Motocicleta.

No consórcio de moto você paga mensalidades e espera ser contemplado para comprar sua motocicleta. (Fonte: Monoar/ Pixabay.com )

Dessa forma, com o consórcio de moto você adquire a sua moto sem juros, sem entrada e sem burocracias.

No entanto, é preciso paciência para esperar que você seja contemplado para poder, então, utilizar o crédito e comprar a moto.

Quem gerencia os pagamentos dos sorteiros e as contemplações são as administradoras dos consórcios de moto. E quem fiscaliza e normatiza o sistema de consórcios e as administradoras é o Banco Central do Brasil.

Qual a diferença entre consórcio de moto e financiamento?

Existem três formas de comprar um veículo como a motocicleta: Pagando à vista, financiando o valor total ou por meio do consórcio.

O pagamento à vista demanda que você tenha toda a quantia em mãos o que, quase nunca é uma opção viável. Já o financiamento demanda que você tenha pelo menos 20% do valor total da moto para dar de entrada e o restante do valor é pago em parcelas.

Porém, essas parcelas contam com juros que podem ser bem altos, resultando em um aumento substancial no valor final da moto.

Além disso, para fazer o financiamento as empresas demandam comprovação de renda e avaliação de crédito por parte dos bancos, o que pode ou não ser aprovado.

Com o consórcio de moto, como vimos, não é preciso pagar a entrada, nem realizar a quitação à vista e muito menos passar pela análise de crédito. Para resumir, veja a seguir as principais diferenças entre essas modalidades de compra de uma moto:

Pagamento à vista Financiamento Consórcio
Vantagens Adquire a moto na hora Adquire a moto na hora Não precisa de entrada, comprovação de renda, nem quitação à vista e não paga juros
Desvantagens É preciso ter todo o valor É preciso ter o valor da entrada e pagar juros É preciso paciência para ter a moto em mãos

Quanto tempo dura um consórcio de moto?

Esse período varia de acordo com a administradora do consórcio de moto. Mas, em geral, um consórcio de moto pode durar entre dois a seis anos. Ou seja, é preciso paciência pois você pode ser sorteado apenas no final desse período.

Mas, se você não quiser depender dos sorteios, em alguns consórcios é possível dar um lance e tentar receber a carta de crédito de maneira mais rápida. Também é possível pagar as mensalidades antecipadamente e liquidar o saldo total antes do prazo.

foco

Você sabia que mesmo que sua moto seja roubada, você precisa continuar pagando o consórcio?

Por isso, é importante fazer também um seguro quando receber o seu veículo.

As parcelas do consórcio de moto têm juros?

Como vimos, no consórcio de moto não existem juros sobre as parcelas que você paga mensalmente. Mas é importante saber que existe uma taxa de administração que vem embutida na parcela que você paga no consórcio.

Ainda assim, de acordo com os especialistas, essa taxa é menor do que a taxa de juros cobrada no financiamento. vale ressaltar também que as parcelas podem sofrer reajuste anualmente.

O que acontece se eu atrasar o pagamento da parcelas do consórcio?

Caso isso ocorra, você terá que pagar o valor com juros e multa. Mas, se atrasar muitas parcelas, corre o risco de ser excluído do grupo.

Quem sai do consórcio por inadimplência precisa esperar até o fim do período para resgatar o dinheiro já aplicado e ainda pagar a multa. Além disso, se você já adquiriu a moto e deixou de pagar as parcelas restantes, pode ter o seu veículo apreendido.

Casal na moto.

O consórcio é a garantia de que você terá a sua moto, mas é preciso honrar com as parcelas. (Fonte: Free-Photos/ Pixabay.com )

O que posso fazer com a carta de crédito do consórcio de moto?

Quando você for sorteado terá que escolher o modelo da moto, se isso já não estiver estipulado no grupo. Em seguida, deverá acertar a compra com o vendedor e avisar a administradora, já que ela é quem irá pagar pela moto. Ou seja, o dinheiro da carta de crédito não cai na sua conta.

Também é possível usar o crédito para quitar um financiamento.

Além de comprar a sua moto, também é possível usar o crédito para quitar um financiamento.

Há, ainda, a possibilidade de converter a carta de crédito em dinheiro, mas somente após 180 dias da contemplação.

É possível comprar uma moto usada com o consórcio de moto?

A carta de crédito permite que você adquira qualquer bem dentro da categoria, por isso você pode sim comprar uma moto usada.

Mas fique atento: As administradoras costumam colocar um limite em relação ao ano de fabricação do veículo, por isso verifique essa condição no contrato.

Como participar de um consórcio de moto?

Para participar, você deve procurar uma administradora de consórcios ou banco que reúna os grupos de pessoas interessadas em um mesmo modelo de moto.

Existem duas formas de aderir a um consórcio de moto: Entrando em um grupo em formação, ou contratando uma cota de um grupo já formado. Ao fechar o negócio, você recebe um boleto para pagar as parcelas mensalmente.

Critérios de Adesão: O que analisar antes de aderir a um consórcio de moto

Antes de fazer parte de um grupo de consórcio de moto é fundamental que você conheça bem as regras que estão dispostas no contrato. E o fato é que as condições do consórcio variam bastante de uma administradora para outra.

Por isso, nossa recomendação é que você avalie bem alguns fatores que podem fazer toda a diferença no final das contas. São eles:

Abaixo vamos explicar detalhadamente cada um desses critérios.

Administradora confiável

O primeiro fator que você deve levar em conta antes de fechar negócio é escolher uma administradora de consórcio de moto confiável.

Para tanto, é fundamental que a administradora tenha autorização do Banco Central para vender consórcios. Por isso, cheque essa informação antes de fechar o contrato. (1)

Modelo da moto

Dependendo da administradora do consórcio você terá uma ou mais opções de tipos e, principalmente, de marcas de motocicletas.

Por isso, é importante avaliar bem. Por exemplo, se você optar por uma administradora de uma determinada marca de motos, obviamente você só poderá adquirir motocicletas daquela empresa.

Homem em cima de moto.

O tipo de moto que você deseja pode ajudar a escolher o melhor consórcio de moto. (Fonte: Pexels/ Pixabay.com)

Já se você optar por um consórcio de moto realizado por um banco, por exemplo, as opções de marcas e modelos se ampliam.

Carta de crédito

Em seguida, avalie bem o valor da carta de crédito, que é o valor que você deseja para comprar a sua moto.

O importante aqui é que a carta de crédito tenha um valor correspondente ao preço do veículo que você deseja comprar.

Prestações

Observe também que a quantidade de prestações que você terá de pagar varia dependendo do plano que você escolher. Os planos do consórcio de motos podem variar de 12 meses a 80 meses.

Vale ressaltar que algumas administradoras incluem o seguro de vida nas prestações do consórcio de moto, o que pode ser uma vantagem a mais.

Lance ou sorteio

É importante conhecer os modos de ser contemplado antes de fechar contrato com um consórcio de moto. O mais comum é o sorteio.

Porém, como vimos, também é possível ofertar lances. Ou seja: quem oferta a maior importância pode levar a carta de crédito, assim como ocorre em um leilão.

Observe também que o número de sorteios varia conforme cada administradora e de acordo com o número de participantes do consórcio de moto. E é claro, quanto mais sorteios, mais chances você terá de ser contemplado.

Resumo

O consórcio de moto é a melhor opção para você que quer comprar uma motocicleta, mas não tem o dinheiro para pagar à vista nem quer arcar com os juros altos de um financiamento.

No consórcio, você paga uma mensalidade e espera ser sorteado para receber o crédito que vai pagar pela sua moto. Mas, antes de entrar em um consórcio de moto, é importante escolher uma administradora confiável e avaliar bem as regras do contrato.

(Fonte da imagem destacada: Free-Photos/ Pixabay.com)

Referências (1)

1. ABAC. Sistema de Consórcios: o que é e como funciona.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.
Artigo
ABAC. Sistema de Consórcios: o que é e como funciona.
Ir para a fonte