Bebê sentado em cadeirinha de alimentação bebendo em copo de transição
Ultima atualização: 25 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

Products

11Produtos analisados
Hours

22Horas investidas
Studies

5Estudos avaliados
Comments

67Comentários coletados

Pode ser que o termo seja novo para você, mas com certeza você já viu um bebê usando um copo de transição. Eles podem ser de diferentes tipos, mas todos com o mesmo objetivo: ajudar o bebê na transição do peito ou mamadeira para o copo comum. Se quiser saber mais, seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil e fique conosco até o fim.

Hoje você vai aprender tudo sobre esses copos, também conhecidos como de treinamento. Assim você poderá escolher a melhor opção para o seu bebê.



Primeiro, o mais importante

  • Um copo de transição, como o nome sugere, é um copo que auxilia o bebê na troca do peito ou mamadeira para os copos.
  • Todas as principais marcas fabricam diferentes opções de copo de transição. Se você tem uma marca xodó para o seu bebê, deve encontrar facilmente um copo de transição.
  • O preço pode variar de acordo com a marca, capacidade do copo e tipo de bico. Mas o copo de transição não é um utensílio caro, com cerca de R$ 40 você compra um modelo de uma marca renomada.

Você também pode gostar:

Os melhores copos de transição: Diferentes tipos

Um copo de transição pode ter bico, canudo ou ser 360 graus. Já sabe qual escolher? Ainda não? Então confira a seleção de diferentes tipos para te ajudar:

Copo de transição para bebês a partir de 4 meses

Esse copo de transição da MAM possui bocal extremamente macio, é antivazamento e se ajusta ao fluxo de sucção. Com design ergonômico, facilita que os bebês segurem, mas também possui alças antideslizantes. Ele é indicado para maiores de quatro meses e está disponível nas cores azul e rosa.

Copo de treinamento para maiores de 6 meses

Esse lindo copo de treinamento da NUK é para maiores de seis meses. Ele é antivazamento e conta com um sistema de redução de ingestão de ar, que tornam esse um copo anticólica. Tem alças antiderrapantes anatômicas e design leve. Seu gargalo é extra largo e possui 150 ml de capacidade.

Copo de transição com canudo

Da marca OXO Tot, esse copo de transição possui 150 ml. Ele tem canudo de silicone, evitando que a criança se machuque. Sua tampa é articulada em quando fechada cria uma vedação à prova de vazamentos. Possui alças removíveis e todas as peças são facilmente desmontáveis para limpeza.

Copo de transição 360 graus

Esse modelo da Nuby permite que o bebê beba em qualquer lugar da borda, por ser 360 graus. Ele tem fluxo livre, é antivazamento e simula um copo aberto mais fielmente. Sua capacidade é de 240 ml e conta com alças para facilitar a transição da mamadeira para o copo.

Guia de Compra

Cada decisão que os pais precisam tomar pelos seus bebês deve ser sempre baseada em informações para que estejam seguros da melhor escolha possível. Para te ajudar na busca pelo melhor copo de transição para o seu bebê criamos esse Guia de Compra completo.

Siga lendo para aprender sobre diferentes modelos, suas vantagens e também pontos negativos.

Menina sentada em sua cadeirinha de alimentação bebendo em copo de transição cor de rosa e olhando para a câmera.

O copo de transição é muito usado na fase de introdução alimentar. (Fonte: Vitalii Mohylenets/ 123rf.com)

O que é o copo de transição e quando ele é indicado?

O copo de transição, também chamado de treinamento, imita um copo comum, com uma tampa para evitar que o bebê se molhe quando for beber algum líquido. Como seu próprio nome sugere, ele é muito usado na fase de transição do bebê da mamadeira ou peito para o copo.

O copo de transição é indicado para bebês maiores de seis meses.

Seus bicos podem variar em rigidez e formato. Geralmente o copo de transição possui uma alça para que o bebê segure e seu formato costuma ser ergonômico. A capacidade de um copo pode variar bastante.

Como a Organização Mundial da Saúde (OMS) indica o aleitamento materno exclusivo até os seis meses do bebê, ele é indicado apenas após essa fase. Eles são usados especialmente quando a criança começa na introdução alimentar e também precisa começar a beber água, ou suco.

foco

Você sabia que até um ano de idade a Academia Americana de Pediatria indica que não seja oferecido suco para os bebês?

Dos seis aos 12 meses eles devem experimentar as frutas in natura. Sendo assim, o copo de transição e ideal para introduzir o consumo de água nessa fase.

Quais as vantagens e desvantagens do copo de transição?

O uso do copo de transição não é um consenso geral. Alguns pediatras dizem que a maioria dos bebês, mesmo com seis meses, já é capaz de aprender a beber no copo comum, sem tampa.

De qualquer forma, seu uso tem algumas vantagens que merecem ser mencionadas, assim você decide a melhor forma de apresentar líquidos para o seu bebê.

A primeira é de fato a facilidade dessa transição. Tudo será mais tranquilo quando o bebê virar pela primeira vez um copinho que não vazará. Dessa forma, os pais precisam intervir menos e ele ganha mais independência desde o primeiro uso.

Esse ponto já conecta com outro que é a praticidade. Você pode oferecer líquidos para o bebê em momentos em que se sujar seria uma opção inconveniente ou ainda que você não consegue parar para auxiliá-lo, como em um restaurante, dentro do carro ou durante um passeio no carrinho, por exemplo.

Eles são vendidos em diversos formatos e possuem um preço bem acessível considerando que será um utensílio tão usado pela criança.

Seu principal ponto negativo é, como mencionamos, alguns pediatras considerarem esse um utensílio dispensável. Converse com seu pediatra e decida o melhor para sua rotina e seu bebê.

Vantagens
  • Facilita a apresentação de outros líquidos além do leite, como água e suco
  • Facilita essa transição do peito ou mamadeira para o copo comum
  • Bebê fica menos dependente dos pais desde o primeiro uso
  • Prático, já que o bebê pode beber sozinho sem se molhar de onde estiver
  • Diversos formatos
  • Preço acessível
Desvantagens
  • Utensílio dispensável para alguns pediatras
  • Precisa ser higienizado com frequência

Quais os diferentes tipos de copo de transição?

Existem diferentes tipos de copo de transição, mas de forma geral, podemos classificá-los pelas formas de bico disponíveis. Sendo assim, os mais comuns são os de bico – rígido ou de silicone -, canudo ou 360 graus. Confira:

  • Bico: Esses são os mais comuns do mercado, possuem uma tampa com um bico sobressalente que pode ser rígido ou de silicone. Embora o bico de silicone pareça mais seguro para não machucar a gengiva do bebê, o modelo rígido acaba sendo mais indiciado para que ele não faça a sucção como em uma mamadeira ou peito.
  • Canudo: Essa é uma outra opção de copo de transição que pode ser apresentada desde os seis meses. Diferente o modelo com bico, que precisa ser virado, no copo com canudo o bebê precisa aprender a sugar o líquido.
  • 360 graus: Esse modelo parece bastante com o copo comum. Sua tampa é reta e possui furinhos em toda a borda, sendo assim, o bebê pode beber em qualquer parte do copo. Basta virar e sugar pelos furinhos.
Menino sentado em cadeirinha de alimentação bebendo em seu copinho.

Os copos com bico rígidos são os mais indicados pelos pediatras caso os pais optem pelo copo de transição. (Fonte: belchonock/ 123rf.com)

Copo de transição ou mamadeira?

Algumas mamães simplesmente pulam a mamadeira, oferecendo diretamente o copo de treinamento, isso quando os bebês mamam no peito.

A justificativa para isso é que após os seis meses, quando começam a introdução alimentar e querem oferecer água para seus bebês, a mamadeira pode estimular o desmame precoce.

Mamar na mamadeira é mais fácil que sugar no peito e depois o bebê pode ter preguiça de fazer o movimento de sucção no peito.

Oferecendo o copo para outros líquidos, como água ou suco, o tipo de bico não confundi o bebê, evitando o desmame.

Mesmo que seu bebê mame o leite na mamadeira, introduza um copo para outros líquidos, dessa forma ele aprende a separar o momento da mamada e a ingestão de outros líquidos.

A mamadeira deve ser usada para simular o peito materno, em casos de mamães que não conseguiram amamentar. Já o copo é perfeito para apresentar outros líquidos.

Copo de transição Mamadeira
Indicado para Bebês a partir dos 6 meses que começaram na introdução alimentar Bebês desde o nascimento quando a amamentação não deu certo
Para que serve? Apresentar outros líquidos Alimentar o bebê com leite materno ou fórmula

Critérios de Compra: Fatores para escolher o copo de transição certo

Agora que ficou claro para que serve o copo de transição, trouxemos dicas finais para que você possa escolher a melhor opção para seu bebê. Veja os critérios que podem basear sua compra:

Leia cada um dos tópicos mencionados para fazer a escolha certa.

Tamanho

Em que fase seu bebê está? Começando a usar o copinho ou já adaptado? Se ele tiver seis meses, invista em um modelo pequeno para que ele dê conta de segurar e fazer o movimento correto.

Um copo grande, com maior capacidade de ml, é indicado para aquelas crianças que já sabem usá-lo com facilidade e também ingerem bastante líquido.

Pense no seu bebê, nas necessidades dele e busque uma opção que facilite essa transição.

Tipo de bico

Os copos podem ter um bico rígido ou de silicone, podem apresentar canudo ou ainda ser 360 graus. Comumente, o mais indicado pelos pediatras é o modelo de bico rígido.

Cada tipo de copo de transição apresenta característica positivas ou negativas, reflita e tente encontrar um bom equilíbrio para o seu bebê.

Alça

A alça está presente em praticamente todos os modelos e ela facilita e muito que o bebê consiga segurar o copinho nas primeiras vezes. Veja se ela é removível e se possui alguma aderência.

Opte por alças removíveis, além de acompanhar o crescimento do bebê quando ele estiver pronto para não usá-las mais, é mais fácil para higienizar o copinho. Assim, se ele não se acostumar com as alças, você tem outra possibilidade de tentar a adaptação com o mesmo copo.

Bebê bebendo água em seu copo de transição sem alça.

Bebê bebendo água em seu copo de transição sem alça.
Legenda: Opte por modelos que tenham alças removíveis. (Fonte: Cathy Yeulet/ 123rf.com)

Ergonômico

Além da alça, outro aspecto que facilita para o bebê é a escolha de um copo de transição ergonômico, que encaixe mais facilmente em suas pequenas mãozinhas.

Dessa forma o bebê pode optar segurar o copo pela alça ou não, e das duas formas não apresentará grandes dificuldades em usar seu copinho.

Antivazamento

Pensando naqueles papais que levam seus copos para os bebês onde quer que vão, um sistema antivazamento pode ser uma facilidade e tanto. É bom até mesmo para usar dentro de casa, já que quando o bebê carrega seu copinho, é comum levar em uma posição que vaze.

Muitos modelos são completamente antivazamento, podendo ser virados de cabeça para baixo sem derramar uma única gota. O líquido só sai quando o bebê suga.

(Fonte da imagem destacada: dolgachov/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Sofia Vargas Psicóloga Infantil
Estar em contato com crianças todos os dias em seu consultório não é o suficiente para Sofia. Ela também passa boa parte de seu tempo livre pesquisando sobre o comportamento infantil. Junte isso a sua paixão por moda infantil e temos a pessoa certa para dar dicas sobre os pequenos e seus looks preferidos.
Curiosa por natureza, escolheu jornalismo na graduação. Adora pesquisar sobre os mais diversos assuntos, especialmente aqueles relacionados a construção do lar, crianças e maternidade. Apaixonada pelos animais e cada vez mais interessada pela sustentabilidade, quer trazer mais sobre esses universos para o leitor.