A CPU Gamer é certamente um dos objetos mais cobiçados atualmente. Isso porque trata-se de um acessório pensado para os games, mercado que não para de ganhar cada vez mais adeptos.

Você certamente deve estar fascinado pela gama de opções e diferentes especificações disponíveis no mercado. Também pode estar se perguntando qual seria a melhor opção ou qual modelo é suficiente para você ter a melhor experiência em seu jogo favorito.

Nós, da ReviewBox Brasil, vamos analisar esse universo repleto de opções, detalhando especificações e modelos, para ajudar você a fazer a melhor escolha de CPU gamer.

Primeiro, o mais importante

  • Há uma variedade enorme de modelos de CPU gamer, já que esse é um mercado em pleno crescimento. Isso significa que os preços também sofrem uma variação muito grande, podendo custar entre R$ 1.700 e R$ 8.000.
  • Antes mesmo de começar a escolher a sua CPU Gamer, você precisa considerar alguns componentes como: placa mãe, processador, placa de vídeo, memória, fonte, cooler e gabinete.
  • A CPU Gamer é a melhor opção para quem busca uma maior qualidade gráfica.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de CPU Gamer

Se você gosta de jogos já sabe a importância que uma CPU Gamer tem. Mas talvez esteja na dúvida de como escolher o melhor modelo do mercado. A variedade é tão grande que fazer essa escolha pode ser uma tarefa complicada.

Pensando nisso, selecionamos 3 deles para que você tenha opções de qualidade, dos mais variados preços. Confira nosso ranking abaixo:

1º – PC ITX Gamer Intel I7 7700K

[amazon box=”B076KBWL6S” description_items=”0″]

A posição de maior destaque de nosso ranking é do poderoso PC ITX Gamer, o qual possui uma combinação mais do que suficiente para um grande desempenho de qualquer game atual e também para os que estão por vir.

Seus principais destaques que permitem grande desempenho são o processador Inter i7, placa de vídeo GeForce GTX 1070, 16GB de memória DDR4 e HD SSD de 240GB.

Possui placa mãe GIGABYTE LGA 1151 ATX GA-Z170X-GAMING 3, gabinete Thermaltake G21 TG, fonte ATX 600W e WaterCooler Cooler Master Masterliquid 240mm. Esse conjunto garante ótimo funcionamento e alta durabilidade do aparelho.

2º – Computador Gamer Neologic

[amazon box=”B07BKPFP9W” description_items=”0″]

O Moba Box é a opção intermediária ideal, garantindo um ótimo custo x benefício se você já possui alguma experiência ou procura um bom desempenho. É excelente para gamers casual ou hardcore que preferem games de MMO.

Equipado com processador Inter Core i5 e placa de vídeo GeForce GTX 1050 2GB – ambos modelos intermediários -, que proporcionarão a você um grande desempenho.

3º – PC G-fire Amd A4 7300

[amazon box=”B0767PTRNT” description_items=”0″]

O modelo mais básico de nossa lista é uma ótima pedida para seus primeiros passos no mundo dos games.

Com 8gb de memória e placa de vídeo integrada de 2gb, será suficiente para jogos mais simples, ou mesmo intermediários, porém em menor resolução.

Também acompanha kit com teclado, mouse e fone para games, o que certamente fará sua experiência ser mais completa.

Guia de Compra

Não há dúvidas que o mercado de games está em expansão no Brasil. Nosso país ocupa a terceira posição do ranking com maior número de jogadores, cerca de 60 milhões. Isso explica o crescimento do setor.

Se você busca conhecer mais sobre a CPU Gamer, chegou ao lugar certo. Neste artigo você encontrará todos os dados que precisa para comprar a sua com segurança. Siga lendo até o fim para saber escolher o melhor modelo.

Menino jogando no computador com fone de ouvido.

Brasil é o terceiro país do ranking mundial com maior número de jogadores. (Fonte: ExplorerBob / Pixabay)

O que é uma CPU Gamer?

A definição de CPU é Central Processing Unit, em português, Unidade Central de Processamento, o que é correspondente ao processador de um computador.

Porém, o termo CPU Gamer é amplamente utilizado para se referir ao gabinete e todas as peças de processamento de um computador: memória, disco rígido, placa de vídeo, o próprio processador, entre outros.

No início, os games eram mais populares nos consoles, pelo fato dos computadores serem grandes, caros e dedicados para tarefas de escritório principalmente.

Com o início da popularização dos computadores pessoais a partir dos anos 80 e 90, este cenário começou a mudar, com isso, computadores também passaram a ser sinônimos de games.

Desde então, houve um grande aquecimento no mercado dos games, com novas tecnologias, melhores gráficos e novas funcionalidades, como por exemplo a possibilidade de jogar online.

Com a necessidade de evolução cada vez maior e novas funcionalidades, os computadores começaram a se destacar em relação aos consoles devido ao fato de poderem evoluir mais rapidamente.

Em 1965, o cofundador da Intel, Gordon Moore, deu origem a Lei de Moore. Ele afirmou que o processador dos computadores seria 2x mais potente a cada 18 meses.

Essa é uma das razões por qual a CPU gamer tem se tornado cada vez mais um objeto de desejo, e a comunidade de gamers em computadores é cada dia maior.

Quais suas vantagens?

Dentre as vantagens de ter um equipamento desse em casa, podemos destacar que ele é pensado para essa finalidade: jogar. Logo, o seu desempenho, acaba sendo muito melhor se comparado a outros computadores.

A CPU Gamer é a opção perfeita para quem busca uma maior qualidade gráfica, algo fundamental para rodar a maioria dos jogos. O tempo de resposta da máquina também é muito rápido.

Abaixo separamos um quadro de vantagens e desvantagens em relação ao principal concorrente, os consoles de videogame:

Vantagens
  • Melhor desempenho
  • Games mais baratos
  • Possibilidade de upgrade
Desvantagens
  • Maior custo
  • Menor praticidade

Quanto custa?

A CPU gamer é um item que possui grande amplitude de preço, onde os modelos mais básicos partem de R$ 1.700, enquanto as opções mais avançadas podem custar até R$ 8.000.

Essa variação acontece devido à potencialidade do equipamento, ou seja, suas especificações técnicas. Neste guia, você encontra opções para todos os bolsos

foco

Você sabia que 82% dos brasileiros jogam games?

Uma pesquisa feita por NPD Group e publicada pelo MeioBit apontou que jovens e adultos, entre 13 e 59 anos jogam algum tipo de jogo, seja em PCs, console ou até mesmo através de um tablet ou smartphone.

A pesquisa apontou ainda que um adolescente joga 19 horas por semana.

Onde comprar?

Este produto pode ser encontrado em lojas físicas e digitais. Em lojas especializadas em informática na sua cidade ou também em lojas de departamento.

Porém, na internet você encontrará uma gama maior de produtos e geralmente com melhores ofertas. Alguns exemplos de e-commerce são:

  • Amazon;
  • Mercado Livre;
  • Ebay;
  • Submarino.

Critérios de Compra: Fatores para comparar os modelos de CPU Gamer como um especialista

Embora você já tenha aprendido muitos detalhes importantes em relação ao produto, gostaríamos de acrescentar novas informações que podem ser decisivas na sua compra. Esses são os principais aspectos para se observar ao fazer sua escolha:

  • Games
  • Placa mãe
  • Processador, placa de vídeo e memória
  • Fonte, cooler e gabinete

A seguir, vamos entender a importância de se observar quatro fatores detalhadamente.

View this post on Instagram

#cpugamer

A post shared by f+8 System (@f.8system) on

Games

Quais jogos você costuma jogar? O primeiro fator que você deve levar em consideração são os tipos de games que você pretende jogar.

Isso influenciará diretamente em sua escolha e poderá ajudá-lo a não desperdiçar dinheiro comprando uma CPU Gamer muito acima de sua necessidade, ou fazer o oposto, adquirindo uma opção que não atende suas expectativas, o que certamente será frustrante.

Podemos começar dando o exemplo dos gêneros corrida e FPS (em português, tiro em primeira pessoa), que geralmente são os tipos de game que exigem maior processamento devido a ação dinâmica e também por tentarem reproduzir cenários com grande precisão gráfica.

Porém, há exceções, como o game FPS Counter Strike, que continua sendo um dos mais populares depois de anos, e que não exige uma CPU Gamer tão potente. Confira um vídeo sobre esse jogo publicado pelo canal Throneful, que atualmente conta com mais de 1 milhão de inscritos:

O oposto ocorre em games de MMO e estratégia, que apesar de muitas vezes apresentarem gráficos incríveis, não exigem tanto da CPU Gamer, podendo, modelos básicos ou intermediários, serem mais do que suficiente para garantir sua diversão.

Placa mãe

A placa mãe é a peça que geralmente recebe menos destaque que processadores e placas de vídeo, porém, é a fundação de qualquer computador ou CPU gamer, onde todos os outros componentes se conectam.

Portanto, qualquer problema ou incompatibilidade desta, certamente irá ter um efeito muito considerável em toda sua CPU gamer. Fatores diferenciais para placa mãe são a compatibilidade com tecnologias mais novas, como memórias DDR4 e DDR5 e cartões de memória SSD.

Modelos mais avançados contam com maior proteção elétrica e também garantem ainda mais slots (espaços) extras para que você possa adicionar mais pentes de memória e até outras placas de vídeo.

Imagem mostra uma placa mãe.

Placa mãe deve ser analisada com cuidado, já que é nela onde todos os outros componentes se conectam. (Fonte: FuzzyMannerz / Pixabay)

Processador, placa de vídeo e memória

A tríade de peças mais famosa, são os principais responsáveis pelo desempenho que esperamos. São elas que vão determinar toda a potência da CPU Gamer, então, nem precisamos ressaltar do quão importante é analisar as especificações técnicas.

  • Processador: ao pé da letra, é o responsável pelo processamento de seus programas. Quanto maior sua capacidade, mais rápido e melhor será o desempenho destes.
    As principais especificações deste são os números de núcleos e a velocidade do clock. Para ambos, quanto maior, melhor. Porém você precisa ficar atento que quanto maior, mais energia é utilizada e mais quente ele fica.
    Isso você precisará compensar com outros componentes que falaremos mais para frente.
  • Placa de vídeo: responsável pelo envio de imagens ao monitor, pode se apresentar como integrada (on-board) ou dedicada (off-board), este segundo sendo o mais recomendado para uma CPU Gamer pois utiliza apenas a memória própria, ao invés de “puxar” do sistema.
  • Memória: é a peça que permite acessar os arquivos armazenados no computador. Medida em Ghz (giga-hertz), é um dos principais fatores que determinarão quantas tarefas ao mesmo tempo sua CPU Gamer será capaz de executar e quão bem o fará.
    É uma das peças mais baratas e dependendo da placa mãe, podem ser utilizados múltiplos “pentes” desta. Em conjunto com o processador e a placa de vídeo é a grande responsável por executar seus jogos com maior qualidade.

Aprenda mais detalhes sobre a placa de vídeo:

Fonte, cooler e gabinete

Neste segundo grupo de peças apresentamos os “carregadores de piano” de sua CPU gamer, pois enquanto os anteriores fazem o trabalho pesado de levar velocidade de processamento e qualidade de vídeo e imagem, estes são os responsáveis por garantir que tudo continue funcionando devidamente.

Como mencionamos anteriormente, peças mais potentes requerem e gastam mais energia, o que também é correspondente a maior geração de calor. Portanto, quanto mais potência você desejar de sua CPU gamer, mais atenção você também terá que dar para estes itens.

  • Fonte: um modelo com maior voltagem e de melhor qualidade, permitirá que a energia seja provida de maneira mais adequada e protegerá toda sua CPU Gamer melhor em caso de oscilações de energia.
  • Cooler e gabinete: eles atuam para compensar toda essa energia, pois o primeiro é responsável por dar ventilação e “expulsar” o calor de dentro de sua CPU.
    E um gabinete bem desenhado e proporcional ao restante das peças permite uma melhor ventilação do cooler, garantindo menores temperaturas, o que é ideal para dar maior longevidade a sua CPU Gamer.

(Fonte da imagem destacada: TobiasD / Pixabay)

Avalie este artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
24 Voto(s), Média: 4,50 de 5
Loading...
Avatar

Publicado por REVIEWBOX