Imagem da parte interna de uma CPU.
Ultima atualização: 18 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

16Produtos analisados

21Horas investidas

4Estudos avaliados

79Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre CPU. No mercado, você encontra diversas opções, desde modelos mais modestos até os mais robustos. Em outras palavras, uma CPU robusta permite que você execute muitos programas ao mesmo tempo sem travamentos.

A primeira CPU foi lançada no mercado em 1971. De lá para cá, houve muitas transformações. Atualmente, é possível encontrar processadores com mais de quatro núcleos, que garantem mais desempenho do seu computador.

Nossa missão aqui na ReviewBox Brasil é apresentar um guia de compra que te ajude a escolher o modelo mais compatível com a sua necessidade. Para isso vamos falar das vantagens do produto, dos preços e ainda listar critérios que você não pode deixar de considerar. Vamos lá?




Primeiro, o mais importante

  • A escolha da CPU ideal depende de como você utiliza o seu computador. Se você exige demais da máquina ao abrir diversos programas pesados ao mesmo tempo, recomenda-se um processador com quatro ou mais núcleos. Por outro lado, para o uso doméstico do computador um processador modesto é mais do que suficiente.
  • Para garantir a vida útil da sua CPU, exige-se uma série de cuidados. Escolher um local resistente a impactos e fazer limpeza periódica no gabinete de sustentação são algumas ações indispensáveis.
  • Quanto ao investimento para comprar uma CPU, ele varia de acordo com a sua necessidade. Quer ter um ótimo desempenho em jogos e programas de edição? Então, é necessário desembolsar uma quantia superior a R$ 1.000. No entanto, processadores modestos saem por um preço bem mais em conta.

Ranking: Os 6 melhores modelos de CPU

Além de conferir os melhores modelos de CPU que listamos abaixo, você também vai aprender a comprar o modelo ideal para você ao longo desse Guia. Confira o ranking e siga lendo para aprender mais.

1° - CPU AMD Athlon 200GE

O AMD Athlon 200 GE é a principal referência para quem quer montar um computador potente. Com tecnologia de ponta e preparada para acompanhar mudanças gráficas de atualizações futuras, é possível rodar jogos com resolução máxima de 720p.

Quer mais? Pois essa CPU é equipada com o Duo-Core e um poderoso cooler de resfriamento. Na prática, isso significa que ela não irá incomodar o ambiente, mesmo nas horas mais silenciosas.

Entre outras especificações, podemos destacar os 4 threads de processamento, frequência de 3.2 GHz e cache de até 5MB. Enfim, trata-se de um dos melhores modelos para montar um PC de alto desempenho.

2° - CPU Intel Core i7-8700K

Procura potência e ampla velocidade na hora de navegar pela internet ou usufruir dos melhores jogos? Você pode encontrar tudo isso no Intel Core i7-8700K com a tecnologia 6-Core de frequência 4.7GHz. Trata-se de um modelo da 8ª geração de processadores da Intel.

Com 12 MB de cachê, é um dos processadores com a maior capacidade de armazenamento sem afetar o rendimento do produto. Na parte gráfica, a qualidade é garantida com o Intel UHD 630. Essa CPU permite jogar e gravar ao mesmo tempo sem travamentos ou queda de rendimento. Os gamers não têm do que reclamar.

3° - CPU Intel Core i5-8600K

O Intel Core i5-8600K é equipado com a tecnologia “Max Processor Frequency” de 4.3 GHz, que torna o seu computador extremamente veloz e capaz de realizar ações que exigem muito do processador.

Podemos destacar algumas especificações, como memória DDR4, qualidade gráfica Intel UHD 630 e tecnologia 6-Core. Em outras palavras, essa CPU é ideal para assistir a vídeos em alta resolução, realizar lives e jogar ao mesmo tempo sem comprometer a velocidade.

4° - CPU AMD Ryzen 3 2200G

O AD Ryzen 3 é equipado com o melhor para um computador robusto e eficiente. Construído na frequência 3.7 GHz e amparado pela tecnologia Quad-Core ele tem um desempenho louvável. Como toda tecnologia AMD, os softwares dentro da CPU são preparados especificamente para suportar atualizações futuras.

Ainda conta com o poderoso motor gráfico Radeon Vega 8, um dos principais disponíveis no mercado, unido ao silencioso cooler de refrigeração, permitindo a navegação sem interrupções e poluição sonora para o ambiente.

5° - CPU AMD Ryzen 7 1700 8-Core

O AMD Ryzen 7 é equipado com a tecnologia Octa-Core, umas das mais atuais do mercado e opera na frequência máxima de até 3.8 GHz. Seu suporte de cache por padrão é de 4MB, mas permite expansão até 16MB garantido melhor desempenho para a máquina.

Mesmo com o cooler funcionando e garantido a refrigeração, o AMD pode aguentar uma temperatura de até 95°C. Com 16 threads ele atende à demanda de ser rápido e eficiente, principalmente em ambiente corporativo. Com sistema próprio de imagem, ele não é compatível com a placa de vídeo NVidia Graphics.

6° - CPU Intel Core i3-8100

Não se assuste pelo Intel Core i3. Ele garante a performance dos melhores processadores, isso porque conta com quatro núcleos dedicadas (Tecnologia Quad-Core) e quatro threads.

A frequência também faz frente aos principais modelos no mercado e alcança 3.60 GHZ e capacidade de armazenamento de 6MB de cache. Ele ainda é compatível com a placa mãe Intel 300 Series Chipsets.

Quanto ao motor gráfico, ele vem equipado com o famoso Intel UHD 630, atualmente o mais utilizado para CPUs de gamers. Já equipado com o cooler de refrigeração.

Guia de Compra

Investir em uma CPU de qualidade é sinônimo de durabilidade e alta potencialidade. Quem não sonha com um computador que não trava ao abrir várias abas do navegador, acessar arquivos e jogar online?

Se você souber escolher a CPU ideal, poderá contar com todos esses benefícios. E queremos te ajudar nessa missão. Já listamos as 6 melhores do mercado, agora queremos ir a fundo nos detalhes importantes para sua compra.

Homem mexendo no interior de um computador com uma chave.

CPU é a sigla para Central Process Unit, ou, em bom português, Unidade Central de Processamento. (Fonte: ferli / 123RF)

O que é uma CPU?

Sigla para Central Process Unit (ou, em bom português, Unidade Central de Processamento), a CPU é o principal componente de hardware de um computador. É comum muitas pessoas confundirem a CPU com o gabinete do computador que sustenta todos os componentes internos. A CPU é apenas um deles.

Para facilitar o entendimento, podemos fazer a seguinte analogia: a CPU é para o computador o que o cérebro é para o humano. Ela é responsável por processar os mais variados tipos de dados e executar as tarefas definidas pelos usuários.

Quais suas vantagens e desvantagens de uma CPU?

A maioria das CPUs já vem com um cooler para garantir a refrigeração dedicada ao processador. Esse detalhe é muito importante, uma vez que o superaquecimento do componente pode causar danificações permanentes ao seu computador.

Um bom processador permite que você execute diversos programas de forma simultânea sem travamentos. Isso sem falar da melhor qualidade gráfica, ponto fundamental para os gamers de plantão.

Por outro lado, se você não utiliza softwares pesados no dia a dia, um processador mais modesto pode ser mais do que suficiente. E você consegue encontrar diversos modelos mais baratos no mercado.

Mas nem tudo são flores. Para que a sua CPU tenha uma longa vida útil, ela requer uma série de cuidados, como a limpeza periódica do gabinete de sustentação. Reservar um tempo para fazer uma boa faxina evita o acúmulo de sujeira e, por consequência, o superaquecimento das peças internas.

Uma vez que a CPU é apenas um dos componentes do gabinete do computador, ela não tem mobilidade. Em outras palavras, você não consegue levar de um canto para o outro. O seu uso fica limitado a apenas um local.

Outra desvantagem das CPUs é que elas não são compatíveis com todas as placas mãe. Para se ter ideia, os processadores da 8ª geração da Intel só funcionam nas placas mãe mais modernas. Na prática, isso significa um investimento duplo: além de comprar uma CPU, é necessário investir em uma nova placa mãe.

Por fim, podemos falar do mercado de modo geral. Existem poucas fabricantes de processadores, sendo a Intel e AMD as principais. A falta de concorrência faz com que as empresas se acomodem e deixem de apresentar novidades.

Aliás, isso aconteceu. Por muito tempo, a Intel lançou CPUs mais do mesmo. O quadro se inverteu com o lançamento dos processadores da 8ª geração, em uma clara resposta aos novos produtos da AMD.

Vantagens
  • Preços variados
  • Refrigeração dedicada ao processador
  • Melhora a qualidade gráfic
  • Permite o alto desempenho do computador
Desvantagens
  • Necessidade de limpeza periódica
  • Cada modelo é compatível com um tipo de placa mãe
  • Sem mobilidade
  • Pouca concorrência no mercado

Quais cuidados devo ter com a minha CPU?

Como falamos acima, uma CPU demanda uma série de cuidados para que ela funcione por um longo período sem perder suas características essenciais.

De cara, o primeiro passo é posicionar o gabinete de sustentação da CPU em local com boa circulação de ar e, portanto, afastado de superfície, como paredes e móveis. Assim, você evita o superaquecimento na parte interna do componente e, por consequência, danos permanentes e desligamentos repentinos.

Mas procure manter o gabinete de sustentação da CPU em um lugar firme, em uma mesa resistente a impactos. Aqui, a ideia é que o equipamento não fique tão vulnerável a esbarrões ou algo do tipo. Uma queda forte pode comprometer o funcionamento da sua CPU.

Caso você fique muitos dias sem usar seu computador, é recomendável desligar o aparelho. Essa prática também evite o aquecimento excessivo dos componentes internos. De quebra, dá aquela economizada na conta de luz!

Por fim, vale a pena fazer uma limpeza esporádica no gabinete para não perder a refrigeração. Ao longo do tempo, o equipamento acumula em seu interior poeira e outras sujeiras que atrapalham a circulação de ar. Aprenda a limpar sua CPU através desse vídeo do canal TecMundo:

Só tome cuidado para não danificar os componentes internos durante a faxina. Para tanto, procure desligar o computador completamente e, claro, não utilize água de jeito nenhum.

Ao abrir o gabinete, varra a sujeita acumulada com um pincel e utilize um pano seco para remover o pó dos cabos.

Quanto custa?

Por mais que não haja muita concorrência, é possível encontrar uma série de CPUs com especificações diferentes.

Naturalmente, um processador mais modesto tem um preço mais acessível. Neste Guia, apresentamos modelos robustos e modestos. Por isso a variação de preço é tão grande: entre R$ 2.300 e R$ 325.

Aqui, a máxima de que o barato pode sair caro demais faz muito sentido. Se você precisa de um computador de alto desempenho, é um erro comprar uma CPU baratinha. Isso porque você terá de compensar com outros componentes, como placa de vídeo e memória RAM para que o equipamento atenda à sua necessidade.

Portanto, vale muito mais a pena investir em uma CPU mais robusta que já venha equipada com todos os componentes necessários.

foco

Você sabia que o Intel 4004 foi o primeiro processador da história?

Lançada em 1971 no mercado, a CPU foi desenvolvida para uso exclusivo em calculadoras. Ela era capaz de calcular até 92 mil instruções por segundo. Pioneira nesse mercado, até hoje a Intel se destaca como a principal fabricante de CPU.

Para se ter ideia, segundo a ferramenta online Statista, os processadores Intel estão presentes em aproximadamente 80% dos computadores no mundo.

Onde comprar?

O comércio eletrônico já é uma realidade no Brasil. Tanto é verdade que, segundo projeção da consultoria Ebit, era estimado que mais de 60 milhões de consumidores fizessem compras pela internet em 2018.

Além da comodidade de poder comprar um produto sem sair de casa, é mais fácil fazer uma pesquisa de preço no comércio eletrônico. Quem sabe você não consegue encontrar ofertas mais em conta?

É claro que você deve comprar a sua CPU em sites confiáveis e com boa reputação. Entre eles, podemos citar a Amazon brasileira, eBay, KaBuM!, Submarino e por aí vai.

Por mais que você faça uma pesquisa profunda na internet para conhecer detalhes da CPU ideal para o seu bolso e suas necessidades, sempre fica aquela dúvida, né? É interessante, nesse caso, ir a uma loja física para que um vendedor possa te ajudar a escolher o processador certo.

É possível encontrar a CPU que você procura nas grandes lojas de departamentos, como Magazine Luiza, Fast Shop e Lojas Americanas.

Critérios de compra: Quais são as principais características para avaliar uma CPU?

Para não errar na hora de comprar a sua CPU, é muito importante ficar de olho em uma série de detalhes. Entre tantas especificações bem técnicas, destacamos os principais pontos que você deve prestar atenção. Veja quais são eles abaixo:

  • Compatibilidade com placa mãe
  • Número de núcleos
  • Especificações técnicas
  • Tempo de garantia

Abaixo, confira cada um em detalhes:

Compatibilidade com placa mãe

A CPU é conectada à placa mãe por meio de um dispositivo chamado soquete. Acontece que cada processador é compatível com um tipo diferente de placa mãe. Portanto, quando for comprar a sua CPU, verifique se ela funciona na placa mãe que você tem. Ou, talvez, seja necessário fazer um novo investimento.

Esse cuidado é importante. Comprar uma CPU que não seja compatível é um tiro no pé. Ou você precisará vender a peça e comprar outra, logo, perderá dinheiro nessa transação, ou precisará comprar uma nova placa mãe.

Número de núcleos

Existem diversos processadores no mercado que vão desde modelos com um ou múltiplo núcleos. A quantidade de núcleos influencia diretamente no desempenho de seu computador.

O raciocínio é bem simples: quanto mais núcleos, mais capacidade o seu computador terá para executar programas simultaneamente.

Mas isso não significa que um processador de 6 núcleos seja o mais ideal para você. Na verdade, tudo depende de como você usa o seu computador. Em geral, os programas são projetados para utilizar entre 2 e 4 núcleos do processador.

Desse modo, uma CPU com 6 núcleos seja dispensável para a maioria dos usuários. Aqui, processadores com mais de 4 núcleos só fazem sentido para gamers e editores de imagens e vídeos, que exigem bastante da máquina.

Especificações técnicas

Ao escolher uma boa CPU, obviamente você precisa saber avaliar as especificações técnicas do produto. Mas é claro que essa não é uma tarefa simples. Além do número de núcleos, fique atento aos seguintes termos:

  • Série: Esse dado é o número que vem junto com o nome da fabricante e indica a potência da peça. Intel Core i3, Intel Core i5 e assim por diante. Quanto mais alto for o número da série, maior desempenho a CPU oferece.
  • Frequência: Essa indicada basicamente a velocidade da CPU. Quanto maior a frequência melhor.
  • Memória Cache: É dividida em níveis e ajuda a potencializar a CPU. Esses níveis são indicados pela letra L e mais um número, L1, por exemplo, e quanto mais próxima essa memória estiver da unidade de execução, menor será esse número. As melhores possuem L3.

As especificações nunca devem ser consideradas sozinhas, ou seja, não basta que seja série i7 se as outras especificações não forem boas também, por exemplo.

Tempo de garantia

Como direito do consumidor, problemas que não são resolvidos pela assistência técnica estão coberto pela garantia. O mesmo vale para defeitos de fabricação.

Quando for comprar a sua CPU, procure saber o tempo de garantia que os fabricantes dão para o produto. Afinal de contas, trata-se de um investimento alto. Considere investir em uma CPU que a fabricante ofereça no mínimo 1 ano de garantia.

(Fonte da imagem destacada: jplenio / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Gabriel Fernandes Analista de Rede
Entender cada detalhe do funcionamento dos computadores e da internet e utilizar esse conhecimento para tornar o dia a dia mais prático para si e seus cliente é o grande objetivo de Gabriel. Analista de rede, divide seu tempo entre o trabalho fixo e a pesquisa e redação de artigos online sobre o que há de mais inovador no universo da informática.