Imagem de criado mudo ao lado de cama.
Ultima atualização: 30 de março de 2020

Como escolhemos

12Produtos analisados

15Horas investidas

2Estudos avaliados

76Comentários coletados

O criado-mudo é uma das peças do mobiliário mais encontradas nos dormitórios, sendo um item de decoração, mas também muito funcional. É sobre ele que falaremos hoje aqui no ReviewBox Brasil, seja bem-vindo!

Estando disponível em diversos modelos e tamanhos, é difícil encontrar um quarto que não possua um desses na lateral da cama, isso porque essa é uma peça que permite guardar diversos objetos essenciais no dia a dia.

E se você está em busca de um criado-mudo novo saiba que nesse texto reunimos dicas, opções e muitas outras informações a respeito desse produto para que ao final da leitura você consiga fazer a melhor escolha. Para isso basta continuar com a gente, vamos lá?




Primeiro, o mais importante

  • O criado-mudo atua na composição estética dos dormitórios e é um produto excelente para acondicionar objetos que são muito usados no dia a dia.
  • Eles são produzidos com madeiras do tipo MDP e MDF e existem opções de diversas cores, tamanhos e estilos.
  • Esse produto pode ser encontrado por valores a partir de R$ 70 e graças a isso praticamente todos os quartos possuem pelo menos um ao lado da cama.

Você também pode gostar:

Os melhores modelos de criado-mudo: Nossas escolhas

Retrô, moderno, branco, colorido. Existem diversos modelos de criado-mudo à venda e independente do estilo escolhido a qualidade do produto é um dos pontos mais importantes. Para te mostrar quais são os melhores que preparamos esse ranking:

Opção de criado-mudo retrô

Contendo duas gavetas que são ideais para guardar diversos tipos de produtos, esse criado-mudo na cor branca segue uma linha de decoração mais retrô e conta com pés no formato palito.

Ele é confeccionado em MDP com espessura de 15 milímetros e recebe uma pintura brilhante em verniz poliéster e secagem U.V. O produto acompanha puxadores quadrados e tem 68,8 centímetros de altura, 45 centímetros de largura e 36 centímetros de profundidade.

Opção de kit para casal

Ideais para quem busca por criados-mudos para colocação em ambas as laterais da cama, esse kit acompanha duas peças produzidas em MPD que possuem um design mais voltado para o retrô e tem a cor malbec.

Os produtos contam com uma prateleira e uma gaveta com puxador retangular cromado, além de terem pés no estilo palito confeccionados em madeira maciça. Eles possuem 71 centímetros de altura, 45 centímetros de largura e 36 centímetros de profundidade.

Excelente conjunto com duas peças

Esse conjunto com dois criados-mudos também é uma excelente opção. Cada peça tem 57 centímetros de altura, por 38 de largura e 21 de profundidade. Feito em MDP 12mm, tem os pés de 20 cm em formato palito e feitos de pinos. Conta com uma gaveta e corrediça metálica.

Guia de Compra

Simples e muito funcional, assim pode ser definido o criado-mudo. Esse móvel presente em praticamente todos os quartos é uma excelente maneira de manter a mão itens como abajur, despertador, celular, copo de água e muitos outros produtos que são importantes durante a noite.

Graças a isso, essa é uma peça essencial para muitas pessoas. Nesse guia de compra reunimos todas as informações sobre ela para que ao final da leitura você saiba exatamente como usá-la na sua casa.

Na foto uma mulher se espreguiçando em uma cama dentro de um quarto repleto de janelas de vidro.

O criado-mudo está presente no quarto de muitas pessoas e consegue ser uma peça decorativa e funcional, agregando visualmente no quarto. (Fonte: Nenad Aksic / 123rf)

O que é um criado-mudo?

O criado-mudo é tipo uma cômoda ou uma mesa pequena criado para ser colocada ao lado da cama nos quartos, servindo com um aparador para peças como livros, celulares, relógios, abajures e outros produtos que são usados no dia a dia.

Podendo ser composto apenas por um nicho ou também por prateleiras e gavetas, esse é um produto que combina com todos os estilos de dormitórios e que atua na decoração do espaço, além de ser muito útil.

foco

Você sabe por que esse produto se chama criado-mudo? Esse termo surgiu porque o móvel serve como um local para guardar objetos que não se deseja carregar e antigamente essa função era de mordomos e criados de pessoas ricas.

Devido a isso, por ser um item com uma função parecida com a desses funcionários decidiu-se chamar a peça de criado-mudo.

Quais as vantagens e desvantagens do criado-mudo?

A principal vantagem em ter um criado-mudo está relacionada ao fato de que com ele é possível ter a mão diversos produtos necessários antes de dormir, durante a noite ou então pela manhã.

Outro ponto positivo é que ele é uma excelente peça que pode auxiliar na decoração, sendo que muitas vezes é combinado com a cabeceira da cama e serve como uma moldura.

Além disso, o criado-mudo existe em diversos tamanhos e, dessa forma, consegue se adaptar a variados espaços. Sem falar que é uma peça que possui grande durabilidade e um preço bem em conta.

O ponto negativo é que nele não cabem muitos produtos, justamente por ser um móvel, menor, porém para coisas pequenas pode ser uma excelente opção.

Vantagens
  • Mantém por perto coisas essenciais durante a noite
  • Agrega na decoração do quarto
  • Existe em diversos tamanhos
  • Possui um preço acessível
  • Tem alta durabilidade
Desvantagens
  • Não serve para guardar uma grande quantidade de objetos

Como combinar o criado-mudo com a decoração do quarto?

É muito comum que no momento de escolher um criado-mudo algumas pessoas se perguntem se é necessário que ele combina com os móveis ou a cama do espaço e a resposta para essa pergunta é que depende.

Para quem gosta de tudo seguindo um mesmo padrão, então adquirir um criado-mudo que possua o mesmo tom e estilo dos móveis é muito bem-vindo, porém isso não é uma regra.

Não necessariamente o criado-mudo deve ter a mesma cor do guarda-roupa, por exemplo. É perfeitamente bem-vindo que ele seja uma peça de destaque, podendo ter um tom muito chamativo, inclusive.

Também é possível usar criados-mudos espelhados no ambiente, o que dará um toque de muita modernidade na decoração do quarto.

Outra maneira muito interessante de compor esse móvel é escolhendo dois modelos diferentes e colocá-los um de cada lado da cama. Pode-se então optar por um que tenha formas mais arredondadas e um mais quadrado e assim o visual ficará descontraído e muito interessante.

Mas vale saber que independente do formato, o criado-mudo deve possuir uma altura equivalente à da cama.

O que colocar ou guardar no criado-mudo?

Além de fazer parte da decoração do quarto, o criado-mudo é também um produto que auxilia na organização do ambiente, por isso, é essencial pensar no que se irá colocar dentro ou em cima dele.

Dessa forma, lembre-se que é importante não encher móvel com um milhão de coisas. Na sua parte superior pode-se colocar um abajur, o livro que está lendo no momento, celular, porta-retrato e alguns produtos que você deseje ter por perto quando estiver na cama ou que irão somar visualmente.

Caso o modelo escolhido possua gavetas é possível colocar nelas documentos, roupas íntimas, meias, cremes e qualquer outro produto. Já nos nichos e prateleiras pode-se ou incluir apenas objetos de decoração ou então livros e revistas são muito bem-vindos.

Na foto uma cama com cabeceira de madeira e um criado-mudo de madeira com tampo branco com uma luminária e um vaso com flores em cima.

Para os criados-mudos vale a regra do menos é mais e o ideal é não encher a superfície do móvel com excesso de objetos e nela deve-se deixar somente os produtos necessários para o dia a dia e os de decoração. (Fonte: Burst / Pexels)

Quanto custa um criado-mudo?

Dentre as inúmeras vantagens dos criados-mudos está o seu preço, que pode ser considerado acessível para muitas pessoas. No geral esse não é um item que conta com valores muito elevados e é possível encontrar diversos modelos e tamanhos com um preço relativamente parecido.

Com isso, pode-se dizer que o valor inicial de um produto desses é por volta dos R$ 70 sendo que normalmente o seu máximo é em torno de R$ 400. Lembrando que os modelos mais simples são os mais baratos, enquanto que os que possuem um design diferenciado costumam estar entre os mais caros.

Vale lembrar que existem alguns modelos de cabeceiras que já vem acompanhados de criados-mudos e essa pode ser uma maneira de você economizar um pouco na hora da compra.

Onde comprar um criado-mudo?

Em lojas de móveis facilmente se encontram criados-mudos à venda e é possível encontrar nelas uma gama extensa de opções. Dessa forma, alguns lugares onde você pode adquirir esse produto é Magazine Luiza, Casas Bahia, Ponto Frio, Etna e Tok Stok.

Na internet esse móvel é também muito encontrado e o bom é que há milhares de modelos, até alguns mais exclusivos, sendo que alguns sites onde há bons criados-mudos são: Amazon, Mobly ou Madeira Madeira.

Outra opção é adquirir um dos modelos que estão no nosso ranking e para isso basta clicar no seu preferido que você será direcionado ao local onde ele está à venda.

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de criado-mudo

Agora que você já aprendeu tudo sobre o criado-mudo chegou o momento de escolher o melhor para você. Para te ajudar nessa tarefa separamos abaixo os principais pontos que você deve levar em consideração na hora de comparar as opções disponíveis, são eles:

  • Espaço disponível
  • Material
  • Presença ou não de gavetas e nichos
  • Estilo
  • Cor
  • De embutir ou de chão

Abaixo você encontra detalhes de cada um deles.

Espaço disponível

Antes de pensar em qualquer coisa a respeito do criado-mudo é importante analisar o espaço que você tem disponível para ele. Logo, antes de acessar qualquer loja ou site meça a distância entre a lateral da cama e a parede ou o guarda-roupa para não errar na escolha.

Uma dica a respeito disso é que em quartos que são menores os criados-mudos mais compactos são mais indicados, pois não pesam visualmente no ambiente. Com isso, é possível escolher um que seja embutido na prateleira ou que tenha um design mais simples.

Assim, você consegue ter a funcionalidade do produto, sem que ele atrapalhe ou fique destoante.

Na foto um quarto com uma cama com cabeceira branca, um criado-mudo ao lado e um guarda-roupa.

Quem possui menos espaço deve optar por modelos de criado-mudo mais compactos e menores. (Fonte: Mary Whitney / Pexels)

Material

Após tirar as medidas chega o momento de escolher o material do seu criado-mudo e muito comumente esse produto é confeccionado em MDP e MDF ou na junção dos dois materiais.

Os modelos mais comuns são de MDP ou MDF, mas também há opções espelhadas.

Ambos possuem uma boa qualidade e não costumam apresentar problemas com o uso, porém é importante analisar a espessura da madeira e também o material em que o pé do criado-mudo é produzido.

Mesmo que esse não seja um item que irá receber produtos pesados, caso ele seja confeccionado em uma matéria-prima com espessura muito fina pode entortar e até se quebrar.

Isso também serve para os pés e normalmente muitos modelos são fabricados em madeiras mais firmes do que o MDF e o MDP, para dar uma maior sustentação ao móvel.

Com relação aos modelos que possuem espelhos lembre-se que deve ter um cuidado redobrado com choques e que normalmente eles ficam marcados com mais facilidade.

Presença ou não de gavetas e nichos

Existem modelos de criado-mudo que são muito parecidos com mesas, enquanto que outros contam com a presença de nichos e de gavetas. Qual deles escolher depende da usabilidade que você dará ao seu produto.

Caso ele sirva somente para apoiar alguns objetos não é necessário investir em um modelo com mais compartimentos. Porém, se para você é importante ter mais um espaço para guardar as suas coisas vale a pena adquirir uma opção que tenha gavetas e nichos.

Além disso, existem modelos que possuem a junção de ambos e outros só confeccionados com nichos ou somente com gavetas, dessa forma, dependendo do desejo é possível ter os dois.

Na foto um quarto com móveis e peças em tons de madeira, cinza e branco.

As gavetas do criado-mudo podem ser usadas para guardar itens como roupas íntimas, meias, cosméticos e muito mais. (Fonte: NeONBRAND / Unsplash)

Estilo

Os criados-mudos são fabricados seguindo diversos estilos e é importante definir o que se deseja para escolher o seu.

Quem gosta de um toque mais retrô ou vintage pode escolher os que possuem pés no formato de palito.

Caso a decoração do espaço seja mais contemporânea ou modelos mais quadrados e minimalistas são ótimas opções. Quem gosta de um toque mais retrô ou vintage pode escolher os que possuem pés no formato de palito.

Há também opções que são mais sofisticadas e com acabamentos diferenciados, enquanto que quem busca por um produto mais simples e básico também encontra modelos desse estilo com muita facilidade.

Cor

No quesito cor vale saber que existem dezenas de opções. Os mais básicos são os que possuem tom de branco e de madeira. Esses são facilmente combinados com todos os ambientes e ao investir em um deles a possibilidade de errar é muito pequena.

As opções coloridas são encontradas em diversos tons, como azul, amarelo e vermelho, servindo como uma peça de destaque no espaço. Esses são ótimos para um ambiente mais clean, onde se busca ousar com apenas um móvel de destaque.

Só é importante levar em consideração de que é mais fácil enjoar de um modelo colorido do que de um básico, então escolha com cautela.

Além disso, para todas as opções de cores existem acabamentos brilhantes e foscos. Os foscos são mais modernos e tem um visual muito diferenciado, que chama a atenção. Já o brilhante é mais comum, porém não menos bonito, e dá um toque a mais de sofisticação no ambiente.

Na foto um quarto todo com móveis brancos e um criado-mudo com gavetas amarelas.

Um criado-mudo mais colorido pode torná-lo destaque na decoração do quarto. (Fonte: bialasiewicz / 123rf)

De embutir ou de chão

Outro ponto a ser levado em consideração é que existem criados-mudos que são de embutir na parede e outros que possuem o apoio no chão.

Na hora de escolher o seu leve em consideração o aspecto visual que você deseja e também se o local onde você mora permite fazer furações na parede. Muitas pessoas que moram em um imóvel alugado podem ter isso como um empecilho, logo o modelo de chão é mais indicado.

Esteticamente falando, os que são de embutir costumam ser mais minimalistas e não possuem tantos detalhes, sendo peças um pouco mais simples. Por outro lado, os de chão são os que contam com uma gama maior de opções e estilos.

Logo, se você busca por um produto diferenciado a probabilidade de encontrá-lo na versão com pés é muito maior.

(Fonte da imagem destacada: belchonock / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Danielle Assis Jornalista
Dedica-se a produzir conteúdos interessantes e informativos. Apaixonada por viagens, moda, animais e adora dar presentes. A curiosidade é uma de suas características mais marcantes e está sempre em busca de produtos que tornam o dia a dia das pessoas mais prático e interessante.