Imagem mostra cubos mágicos em diversos modelos e cores.

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre um brinquedo criado quase acidentalmente por um arquiteto, e que rapidamente se tornou febre entre crianças e adultos de todo o mundo nos anos 80: o cubo mágico.

Utilizado como distração, item de decoração e até alvo de competições, o cubo mágico conta hoje com centenas de versões no mercado, das mais clássicas até as mais elaboradas, e em diversos níveis de dificuldade.

Mesmo que você não tenha experiência alguma com o cubo mágico, siga com a gente nessa leitura e confira as dicas e informações necessárias para escolher o melhor produto para suas necessidades.

Primeiro, o mais importante

  • Apesar de ser vendido como brinquedo, o cubo mágico já não é coisa de criança há tempos. Existem diversas opções de marcas e modelos de cubo mágico no mercado, profissionais e amadores. Definir qual será o principal uso de seu cubo mágico é fundamental para escolha do produto ideal.
  • Além do design e das cores, é sempre bom ficar atento a questões como grau de dificuldade, tamanho, peso, material de fabricação no momento de escolher seu cubo mágico.
  • O preço dos cubos mágicos varia muito de acordo com a marca, modelo e material, dentre outros fatores. É possível encontrar o produto em suas versões mais básicas por menos de R$ 10, enquanto os modelos mais elaborados podem chegar a custar algumas centenas de reais.

Você também pode gostar:

Melhores cubos mágicos: Nossos preferidos

Uma das maiores vantagens do cubo mágico é promover o desenvolvimento cognitivo e motor em todas as idades. Pensando nisso, selecionamos os melhores do mercado e vamos lhe apresentar nesta seção. Confira a lista:

1º – Cubo Mágico Qi Yi Warrior W

É super rápido, com giros leves e macios, e excelente custo benefício. Conta com parafusos em todos os centros para regulagem de pressão dos movimentos.

O diferencial dos modelos padrão fica por conta das suas cores, que vem em tons um pouco mais neutros e foscos.

2º – Cubo Rubiks Original

Ideal para quem preza pelo tradicional, esse cubo é da marca que lançou o produto pela primeira vez, em 1974.

Apesar de ser um clássico, é mais indicado aos amadores, preciosistas e saudosistas, uma vez que não é profissional e não possui parafusos de ajuste.

3º – Cubo Mágico Profissional Cyclone Boys

Um dos melhores em custo-benefício, este modelo profissional é rápido, macio e bonito. Medindo 56 x 56 x 56 mm, conta com parafusos em todos os centros para permitir regulagem da tensão de giro.

O design permite, ainda, a fácil manutenção e lubrificação dos mecanismos. Com quebra nas quinas, permite Speed Cubing, sendo ideal para competições.

Guia de Compra

Você provavelmente já viu um cubo mágico. Ele foi – e ainda é – muito popular no Brasil. E agora que você conferiu nosso Ranking, vamos ao Guia de Compra. Nessa sessão você terá as informações mais relevantes acerca do produto, como características gerais, vantagens e desvantagens, valor, onde comprar, etc.

Além disso, te ajudaremos com tópicos sobre as características para as quais você deve atentar para escolher seu cubo mágico como um profissional.

Imagem mostra mãos de rapaz montando um cubo tradicional com um cubo 2x2x2 ao lado.

Escolha do cubo ideal deve levar em consideração intenções de uso do produto. (Fonte: Congerdesign / Pixabay)

O que é o cubo mágico?

Um dos brinquedos mais populares do mundo, o cubo mágico consiste em um quebra-cabeça tridimensional com faces coloridas, que presos a uma peça central se articulam entre si.

O objetivo do jogo é, através de movimentos de rotação, alinhar as cores em cada face do cubo. Criado há 45 anos, e já vendeu mais de 900 milhões de unidades.

Sua versão mais popular é a 3x3x3, composta de 6 faces e 6 gomos, cada face em cores diferentes. Existem também as versões 2x2x2, 4x4x4 e a 5x5x5, que são menos conhecidas. Existem, ainda, outras variantes do jogo com formatos de poliedros ao invés de cubos.

Quais as vantagens do cubo mágico?

Agradável para adultos e crianças, montar o cubo mágico além de um passatempo pode ser uma atividade educativa. Tanto que algumas escolas já adotam o cubo como ferramenta para passar aos alunos noções matemáticas de probabilidade, análise combinatória, geometria espacial, etc.

Apesar de ter alto nível de dificuldade – existem mais de 43 trilhões de combinações possíveis para se chegar ao resultado final – com treino e estudo das táticas corretas, o cubo mágico pode ser montado por qualquer um. Veja a destreza – e fofura! – desse pequeno de 4 anos montando o cubo mágico:

O cubo ainda pode auxiliar as crianças no desenvolvimento das habilidades motoras, além de desenvolver a capacidade de análise, raciocínio lógico e criatividade. Já para os mais crescidos, o jogo também ajuda a desenvolver a capacidade de análise, além de ser um excelente exercício de paciência e concentração.

A febre em torno do brinquedo é tamanha que ele se tornou esporte. Existem campeonatos de cubo mágico em todo o mundo, inclusive no Brasil, onde montar o objeto vira competição, com uma série de regras e várias categorias.

Além disso, graças ao seu visual icônico, é um item muito usado em decorações mais descoladas e divertidas, especialmente por aqueles que viveram a febre do brinquedo nos anos 80-90.

Vantagens
  • Promove desenvolvimento cognitivo e motor em todas as idades
  • Ideal para todas as idades
  • Pode ter uso recreativo, educativo, profissional ou decorativo
Desvantagens
  • Grau de dificuldade é elevado
  • Versões baratas podem ser frágeis
  • Versões profissionais tem preço elevado

Cubo mágico profissional ou amador? Qual escolher?

Antes de pensar sobre qual é o modelo ideal de cubo mágico para você, é preciso definir qual será o uso principal do objeto. Se a ideia é apenas brincar, sem intenção de tornar-se um expert, um modelo amador dará conta do recado.

Caso o cubo vá ser usado por crianças verifique a classificação indicativa e a existência de partes pequenas ou pontiagudas.

Mesmo para uso amador, atente para a qualidade do material do cubo mágico escolhido, bem como as formas de fixação das partes e das cores. Esses itens são essenciais para determinar a durabilidade. Evite os modelos em que as cores são adesivadas e não pintadas, pois são mais frágeis.

Se a intenção é adquirir um cubo para desenvolver ou aperfeiçoar suas habilidades, vale a pena investir em um modelo profissional. Verifique se o cubo conta com mecanismos que permitam ajustes de pressão e tensão de giro. Se o cubo demandar uso de lubrificantes, confira o tipo indicado e a disponibilidade dele em sua região.

View this post on Instagram

Rubik's Cube enjoying the ☀️

A post shared by Rubik's (@rubiks_official) on

Alguns detalhes estéticos também são importantes para quem quer aperfeiçoar a prática. Prefira os com maior contraste de cores, que torna a assimilação mais fácil em movimentos rápidos.

Verifique atentamente o tamanho do cubo e os formatos das bordas. O tamanho deve ser adequado à mão do usuário para melhor manuseio. Bordas arredondadas facilitam os movimentos rápidos.

Agora se a intenção é elevar ao máximo o grau de dificuldade, ou ainda usar o cubo mágico com elemento decorativo para compor quartos, estúdios, salas e escritórios, pode-se ousar livremente nas formas e designs do produto.

Os diferentes modelos de cubos mágicos costumam vir com indicação de grau de dificuldade da sua montagem. Atente para este fator e escolha o que mais adequa às suas necessidades.

Cubo Mágico Profissional Cubo Mágico Amador
Mecanismo Mecanismo de giros rápidos e fluidos Mecanismo mais duro pode apresentar travamentos
Ajuste Tem mecanismos de ajuste de pressão e tensão de giro Não tem mecanismos de ajuste
Design Bordas arredondadas que favorece os movimentos Quadrado com bordas retas

Quanto custa?

Um cubo mágico amador pode ser encontrado a venda por menos de R$ 10. Para modelos profissionais o investimento é maior, a partir de R$ 30. No entanto, os modelos mais sofisticados podem custar até centenas de reais.

Pesquise bastante antes de comprar, pois o mesmo produto pode apresentar flutuações de valor de um lugar para outro.

Para compras online considere o valor do frete, que dependendo da região pode encarecer o produto. Por fim, use as plataformas comparadoras de preço, que podem ser aliadas na busca das melhores ofertas.

Imagem de cubo mágico resolvido sobre mesa.

O cubo mágico pode ser encontrado a partir de R$10. (Fonte: Hans / Pixabay)

Onde comprar?

Os cubos mágicos amadores e profissionais podem ser encontrados em lojas especializadas nesse tipo de artigo ou em lojas que vendem brinquedos, como Rihappy, CiaToy e Americanas.

No entanto, é nas plataformas de e-commerce como Amazon e Mercado Livre que é possível encontrar a maior variedade do produto em diversos modelos, marcas e materiais.

Critérios de compra: Como comparar os modelos de cubo mágico

Alguns aspectos são fundamentais para que você faça a melhor escolha na hora de comprar um cubo mágico que se adeque perfeitamente às suas necessidades e intenções de uso. Atente para as características listadas a seguir e escolha o seu produto sem medo de errar:

Agora, confira cada ponto em detalhes para que você possa compreender a importância de cada um deles.

Categoria

Os cubos mágicos são geralmente categorizados entre amadores e profissionais. Escolha de acordo com o uso que você pretende dar ao objeto. Crianças menores que utilizarão o cubo para fins educativos, por exemplo, serão muito bem servidas por um modelo amador básico.

Já os modelos profissionais são mais indicados aos que estão interessados em aprimorar ou desenvolver as habilidades e querem qualidade e rapidez nos movimentos.

Modelo

Como já mencionamos, os modelos de cubo mágico podem variar, sendo o mais tradicional o 3x3x3, de 6 faces e 6 gomos. As versões 2x2x2, 4x4x4 e a 5x5x5, são menos conhecidas, mas também muito apreciadas pelos entusiastas do objeto.

Existem, ainda, outras variantes do brinquedo, que são as em formas não cúbicas. Geralmente com variações de poliedros, essas versões são as queridinhas dos colecionadores do jogo.

Imagem de cubo mágico grande, de 4x4x4.

Além do cubo mágico tradicional, também são encontrados cubos com maiores, menores e de outros formados, além do tradicional cubo. (Fonte: chriswolf / Pixabay)

Mecanismos

Cubos mágicos, especialmente os profissionais, podem apresentar mecanismos de ajuste, como regulagem de tensão e pressão de movimento.

Esses mecanismos ajudam a adequar o brinquedo às preferências do usuário, tornando o giro mais macio ou duro, suave ou mecânico, etc. Confira as especificações do fabricante para saber se os ajustes atendem à sua necessidade.

Material

O tipo e a qualidade dos materiais usados na fabricação do cubo mágico são determinantes para o seu bom desempenho e durabilidade.

Imagem mostra cubo mágico danificado, com parte quebradas e soltas.

Qualidade do material é fundamental para durabilidade do seu cubo mágico. (Fonte: OficialGuma / Pixabay)

Evite modelos feitos de materiais muito frágeis, bem como aqueles onde as cores são adesivadas, e não pintadas diretamente no produto. O adesivo pode riscar ou descolar, prejudicando a aparência do e a funcionalidade do brinquedo.

Também atente para o tipo de material do mecanismo central, que é determinante para o bom funcionamento do cubo.

(Fonte da imagem destacada: Hans / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Paula Diniz Jornalista
Brasiliense, é redatora, social media e inventora de moda nas horas vagas. Apaixonada por projetos DIY de moda e artesanato, é leitora voraz, fã de séries, atividades ao ar livre e jogos de tabuleiro. Expert em compras online, não fica de fora dos lançamentos e tendências de decoração, cuidados estéticos e com a casa.