Na foto um bebê dormindo em um berço.
Ultima atualização: 24 de novembro de 2019

Como escolhemos

8Produtos analisados

14Horas investidas

2Estudos avaliados

52Comentários coletados

Olá, seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! O universo dos bebês é mágico, mas para os pais de primeira viagem montar um enxoval não é tarefa fácil. São diversos nomes desconhecidos de produtos que deixam a cabeça de qualquer um confusa e um exemplo disso é o cueiro.

Muito utilizado antigamente, o cueiro é uma peça que aquece e ajuda os bebês a se acalmarem, sendo ótimos aliados para os pais. Ele é muito usado em bebês de até três meses e para tirar todas as dúvidas sobre esse produto criamos esse artigo.




Primeiro, o mais importante

  • O cueiro é indicado para aquecer e acalmar os bebês, porém ele possui diversas outras utilidades.
  • A melhor forma de colocá-lo no bebê é formando uma espécie de charutinho, onde só a cabeça da criança fica para fora.
  • Existem diversas medidas de cueiro e deve-se escolher a que mais se adapta ao tamanho do bebê.

Você também pode gostar:

Os melhores modelos de cueiro: O ideal para cada família

O cueiro é um produto muito útil nos primeiros meses de vida do bebê. E para que ele cumpra com excelência a sua função é fundamental que seja confortável e macio. Mas existem diversos modelos desse produto e saber qual é o melhor não é simples.

Nós sabemos disso e para te auxiliar nessa escolha separamos abaixo os mais bem avaliados.

O cueiro preferido dos pais

Esse modelo de cueiro é um dos mais modernos e já é confeccionado no formato exato para enrolar a criança. Ele é feito em algodão orgânico e possui aberturas que o permitem ser utilizado em carrinhos ou cadeiras de carro com cinto de segurança. Essa opção pode ainda ser ajustada de acordo com o peso do bebê e está disponível na cor verde água com detalhes em cinza.

O modelo mais prático de cueiro

Essa versão de cueiro possui um design ergonômico que permite o posicionamento dos quadris e pernas do bebê na posição fetal, garantindo sua segurança e conforto. Ele é totalmente ajustável e possui como diferencial uma bolsa de perna removível, que permite que a fralda seja trocada com facilidade. Esse modelo é confeccionado em algodão.

Uma ótima opção para bebês grandes

Esse kit com 3 cueiros é ideal para bebês maiores e mede 1 metro de comprimento e 80 centímetros de altura. Os produtos são confeccionados em tecido flanelado 100% algodão, o que garante um bom aquecimento e alta maciez. Além disso, eles têm acabamento em overlock e estão disponíveis em várias cores.

Guia de compra

Quem convive com pessoas mais velhas com certeza já ouviu falar sobre o cueiro. Essa peça do enxoval dos bebês é muito tradicional e até hoje é indicada pelos médicos para acalmar a criança e garantir boas horas de sono a ela.

Esse produto é muito fácil de ser utilizado e recomendado principalmente para recém-nascidos. E se você está à espera de um filho ou conhece alguém que tenha um bebê esse produto pode ser uma ótima escolha. Portanto, se quiser saber tudo sobre ele é só ler esse guia de compra até o final.

Na foto uma menina deitada ao lado de um bebê dormindo.

O cueiro é enrolado ao redor do bebê e serve para acalmá-lo. (Fonte: sathyatripodi / Pixabay)

O que é um cueiro e para que ele serve?

O cueiro é um produto que só pelo nome já confunde muitas pessoas, porém ele é mais simples do que se pensa.

Com aparência que lembra uma manta e uma fralda, ele é basicamente um tecido quadrado, que pode ser algodão ou flanela, e que serve para cobrir a criança. Essa é uma peça presente no enxoval dos bebês há anos e que possui múltiplas funções.

A principal forma de utilizar o cueiro é enrolando o bebê dentro dele.

A principal forma de utilizar o cueiro é enrolando o bebê dentro dele, formando uma espécie de charuto. Essa maneira de embrulhar a criança limita seus movimentos, imitando as condições presentes no útero materno. Com isso, ela se sente mais segura e também confortável.

Mas esse produto pode também ser utilizado de outras maneiras muito benéficas no dia a dia dos pais. Ele pode servir como forro na hora de trocar a fralda do bebê em locais públicos e é também indicado para quem gosta de se cobrir durante a amamentação.

Outra serventia do cueiro é a de esquentar o bebê em momentos mais frios e até mesmo enxugá-lo.

Quais as vantagens e desvantagens de utilizar um cueiro?

O cueiro é um produto que alia uma série de vantagens e por isso é utilizado há tantos anos. O ponto positivo mais evidente relacionado a ele está no fato de acalmar o bebê e fazê-lo dormir com mais tranquilidade, mas não é só isso.

Por deixar a criança aquecida, o cueiro também consegue atuar no alívio das cólicas, que tanto incomodam os bebês até cerca de três meses. Esse é também um item muito prático e versátil, que pode ser usado de diversas maneiras.

Vale a pena destacar que existem diversos tamanhos de cueiro. Isso faz com que seja fácil encontrar um que se adapte ao tamanho do bebê que irá utilizá-lo. Sem falar que ele cabe na bolsa de maternidade, ocupando pouco espaço quando dobrado.

O ponto negativo é que dependendo da situação ele pode se tornar perigoso. Um dos perigos é o do cueiro se soltar e ir para o rosto da criança e o outro é o de ela rolar e não conseguir voltar na posição correta por estar com os braços presos.

Ele também aquece bastante, por isso, é essencial tomar cuidado para que a criança não fique superaquecida.

Vantagens
  • Acalma o bebê
  • É confortável
  • Pode ser usado de diversas maneiras
  • Ocupa pouco espaço
Desvantagens
  • Em alguns casos é perigoso para o bebê
  • Pode causar um superaquecimento

Como enrolar um cueiro no bebê?

O momento de enrolar o bebê no cueiro é crucial para que ele tenha o efeito desejado e a segurança da criança seja garantida. Por mais que no início esse processo seja um pouco complicado para os pais, depois que se pega a prática ele é feito muito rapidamente.

Para isso deve-se primeiramente esticar o cueiro em uma superfície plana, que pode ser o berço ou uma cama. Coloca-se então o bebê em cima do cueiro, posicionando seus ombros na borda do produto.

Depois deve-se abaixar um dos braços da criança e passar o cueiro por cima dele. Pega-se então a parte de baixo e a dobra por cima do corpo do bebê. Por último deve-se abaixar o outro braço e passar o pano que sobrou por cima dele, formando assim um charutinho.

foco

O cueiro só é indicado para crianças que ainda não estão rolando, ou seja, até cerca de 3 meses de idade. Ele somente deve ser utilizado enquanto o bebê está dormindo e deve-se tomar cuidado com as pernas, pois elas não devem ficar muito apertadas para evitar problemas no quadril.

Quais as diferenças entre cueiro e manta?

A lista do enxoval dos bebês é ampla e em meio a tantos produtos muitas pessoas ainda ficam na dúvida se cueiro e manta é a mesma coisa. Por mais que ambos esses produtos sejam parecidos, a verdade é que eles não são iguais.

A manta é muito utilizada para aquecer os bebês e tem como característica principal ser confeccionada com tecidos mais grossos. Ela pode ser utilizada em bebês de diversas idades, porque não é usualmente enrolada neles.

Já o cueiro, além de ser mais fino, também só é indicado para bebês de até 3 meses. Outro diferencial é que ele pode ser utilizado para diversas outras finalidades. Esse produto também é encontrado no formato quadrado ou já confeccionado contendo velcro ou botões, que servem para fechar o charutinho após enrolar o bebê.

Quanto custa um cueiro?

O cueiro é um produto vendido com diversos valores que variam de acordo com a marca e o modelo. Os cueiros mais simples, que são os tradicionais, são os mais baratos, enquanto que as opções mais modernas acabam custando mais.

Além disso, ele pode ser encontrado em kits que contém mais do que um cueiro e nessas opções o valor é mais em conta.

Com isso, é possível adquirir esse produto por um preço que começa em R$ 13 e chega até R$ 150, em média.

Critérios de compra: O que levar em consideração na hora de escolher um cueiro

O cueiro deve ser confortável e adequado para o bebê que irá utilizá-lo. Justamente por isso é essencial escolher um modelo que seja de qualidade. Mas no meio de tantas opções esse processo de compra não é dos mais fáceis.

Para te ajudar com isso separamos abaixo tudo o que deve ser levado em consideração na hora de adquirir um desses, confira.

A seguir vamos te explicar tudo sobre cada um deles.

Tamanho

Não existe uma padrão 100% estabelecido com relação as medidas do cueiro e é possível encontrar opções com diversos tamanhos. Existem modelos que medem 80 centímetros de comprimento e largura, outros 80 centímetros de comprimento e 50 de largura e há ainda aqueles que tem 1 metro de comprimento e 80 centímetros de largura.

Cada bebê nasce de um tamanho e se desenvolve de uma maneira, logo não são todas as crianças da mesma idade que tem as mesmas medidas. Por isso, antes de comprar um cueiro cheque qual tamanho é o ideal para o seu bebê, lembrando que ele não deve ficar muito grande e nem curto ou apertado demais.

Na foto uma bebê dormindo.

O cueiro não deve ficar muito grande para o bebê porque pode se soltar mais facilmente. (Fonte: Pixabay/ Pexels)

Maciez

A maciez é uma das características mais importantes do cueiro, visto que ela garantirá o conforto desse produto. Com isso, os modelos que são confeccionados 100% em algodão são os melhores, já que esse tecido é bastante macio e ainda permite uma boa respirabilidade.

As opções que têm acabamento flanelado também são interessantes, porém esquentam mais, sendo indicadas apenas para estações mais frias.

Espessura

Por manter o bebê enrolado em seu interior o cueiro é um produto que irá esquentar a criança. Por isso, deve-se atentar a espessura que ele possui para não superaquecê-la.

Ele é confeccionado em variações de tecidos mais grossos e mais finos, se adaptando assim a todas as estações. Dessa forma, para épocas mais quentes é fundamental optar por um cueiro mais fino, que não irá esquentar tanto. Já para dias frios os modelos grossos são ideais.

Modelo

Antigamente o único modelo de cueiro que se encontrava para comprar eram os tradicionais, mas hoje em dia esse produto já é confeccionado em uma versão mais moderna.

Atualmente são vendidos cueiros que possuem o formato de um charutinho e para colocar o bebê basta soltar seus botões ou velcro. Essas opções são as mais fáceis de usar, pois vem praticamente prontas para colocar o bebê dentro. Por outro lado, o valor desse modelo é mais alto.

Na foto uma criança ao lado de um bebê dormindo.

Os cueiros que já vem no formato correto são os mais fáceis de usar. (Fonte: Divulgação/ Ergobaby)

Cor e estampa

Além de todas as características citadas acima, o cueiro é ainda encontrado em uma grande variedade de cores e estampas.

Existem os modelos lisos confeccionados em cores básicas como branco, rosa, azul e amarelo, e os estampados, que são mais coloridos e divertidos. Há ainda opções dupla face, no qual um lado é estampado e o outro liso. A partir disso invista na opção que mais agrada.

(Fonte da imagem destacada: famveldman / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Danielle Assis Jornalista
Dedica-se a produzir conteúdos interessantes e informativos. Apaixonada por viagens, moda, animais e adora dar presentes. A curiosidade é uma de suas características mais marcantes e está sempre em busca de produtos que tornam o dia a dia das pessoas mais prático e interessante.