Imagem de cápsulas de cúrcuma.
Ultima atualização: 24 de julho de 2019

Como escolhemos

9Produtos analisados

18Horas investidas

7Estudos avaliados

67Comentários coletados

Seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre a cúrcuma, uma especiaria oriental que começou a ter as suas propriedades estudadas e benefícios comprovados nos últimos anos.

Você pode consumir a cúrcuma na forma de pó ou como suplemento em cápsulas. Ambas as apresentações proporcionam inúmeros benefícios para a saúde e boa forma. Mas se a cúrcuma for consumida da forma errada, não faz efeito algum.

Portanto, para aproveitar ao máximo os benefícios associados a essa excelente substância, você precisa aprender a forma correta de ingeri-la. Essas e outras informações, você confere neste artigo. Boa leitura!




Primeiro, o mais importante

  • A substância responsável pelos benefícios proporcionados pela cúrcuma é a curcumina. Para ingerir esse princípio-ativo na dose diária recomendada, você deve fazer o uso de um suplemento em cápsulas.
  • Quando ingerida pura, a cúrcuma não é bem absorvida pelo organismo. O ideal é que essa substância seja associada à piperina, um elemento presente na pimenta preta que intensifica a absorção das propriedades da cúrcuma em até 2000%.
  • A cúrcuma atua na manutenção da saúde, prevenção e tratamento de doenças. A dose diária recomendada é de 500 mg de curcumina e 100 mg de piperina. O suplemento deve ser ingerido junto a uma fonte de gordura, pois a curcumina é lipossolúvel.

Você também pode gostar:

Melhores suplementos de cúrcuma: Nossas recomendações

Para aproveitar os benefícios associados ao consumo de cúrcuma, você deve escolher um bom suplemento. Abaixo, listamos excelentes opções, são produtos nacionais e importados para todos os bolsos.

Suplemento sem glúten e lactose

Estes suplemento da Unilife é livre de glúten e de lactose. As cápsulas são feitas de gelatina vegetariana, sendo próprias para o consumo vegano. Outro destaque é sua composição, que contém urucum, cenoura em pó e beterraba em pó, importantes na alimentação. A ingestão diária recomendada pelo fabricante é de 4 cápsulas diárias.

Excelente complemento para as refeições

O suplemento em cápsulas da Nutrend oferece 2000 mg de cúrcuma por porção, são duas cápsulas, duas vezes ao dia, de preferência junto com as principais refeições. O produto é vegano e a fórmula é livre de glúten, açúcares, corantes, conservantes, aromatizantes e hormônios. O frasco vem com 60 cápsulas, suficiente para 15 dias de tratamento.

Cúrcuma para emagrecer

A cúrcuma Jiang Huang da Vitafor é um produto ideal para quem deseja emagrecer, pois a fórmula é enriquecida com triglicerídeos de cadeia média, que atuam como fonte de energia e aceleram a queima de calorias. Outro componente é a lecitina de soja, que fortalece o organismo por ser rico em vitamina E, potássio, fósforo e ácidos graxos essenciais como os ômegas 3 e 6. Cada frasco vem com 60 cápsulas líquidas (softgel).

Guia de Compra

Pesquisas recentes confirmam o que os orientais já sabiam há muito tempo: a cúrcuma possui propriedades medicinais que trazem excelentes benefícios para a saúde. Para obter esses efeitos, você deve consumir a substância em uma dose concentrada.

A melhor alternativa, neste caso, é investir em um bom suplemento. Mas tão importante quanto um produto de qualidade é saber consumi-lo do jeito certo. Se você quer saber mais sobre a cúrcuma, continue lendo este Guia de Compra.

Imagem de uma mulher com cápsulas de cúrcuma na mão.

O suplemento de cúrcuma é vendido em cápsulas. (Fonte: Volodymyr Shevchuk / 123RF)

O que é cúrcuma?

A cúrcuma é um condimento extraído de uma raiz chamada cúrcuma longa, que tem a casca na cor marrom, polpa laranja, sabor picante e amargo e fragrância que se assemelha ao gengibre e a laranja.

Entre os compostos bioativos, o principal é a curcumina, que oferece múltiplos benefícios para a saúde, recentemente comprovados pela medicina ocidental e amplamente reconhecidos na China e na Índia.

Imagem de uma mulher com cápsulas de cúrcuma na mão.

O suplemento de cúrcuma é vendido em cápsulas. (Fonte: Volodymyr Shevchuk / 123RF)

A curcumina tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, por isso auxilia na manutenção da saúde, prevenção de patologias e tratamento de condições clínicas instaladas.

A substância também é fonte de minerais como ferro, manganês e potássio, ácidos graxos, aminoácidos, vitamina B6 e fibras alimentares (solúveis e insolúveis).

No entanto, a absorção da curcumina pelo organismo é baixa devido ao seu rápido metabolismo e eliminação. Portanto, para aproveitar ao máximo os benefícios associados a essa substância, você deve ingeri-la na forma de suplemento.

Somente o suplemento é capaz de oferecer uma dose concentrada de curcumina. Dica: associe essa substância à pimenta negra, pois ela fornece piperina, um composto que potencializa a absorção da curcumina em até 2000%.

Sem a piperina, a curcumina é desperdiçada. Também é importante associar consumo a alguma fonte de gordura saudável, pois a cúrcuma é uma substância lipossolúvel (solúvel em gordura).

Quais são os benefícios da cúrcuma?

Antes de conhecer os benefícios associados ao consumo de suplemento de cúrcuma, você precisa entender como essa substância promove a prevenção e tratamento de inúmeras patologias.

Muitas doenças são causadas pelo dano oxidativo, que ocorre quando os radicais livres reagem com elétrons não pareados e começam a atacar substâncias orgânicas importantes.

A curcumina é um potente antioxidante natural, pois, além de neutralizar os radicais livres, também estimula a atividade das enzimas antioxidantes. Deste modo, a curcumina possui efeito duplo contra os radicais livres.

Confira os benefícios da cúrcuma no canal da Nutricionista Patricia Leite:

Como a cúrcuma reduz os processos inflamatórios?

A inflamação é uma reação natural do organismo que serve para combater agentes invasores, como vírus e bactérias. Embora a inflamação aguda (de curto prazo) seja benéfica, ela pode se tornar um problema quando crônica (de longo prazo).

Consumir alimentos com propriedades anti-inflamatórias é essencial para prevenir, tratar e curar essas doenças de maneira natural. Um desses alimentos é a cúrcuma, que é tão poderosa quanto o Ibuprofeno (medicamento anti-inflamatório).

Além de reduzir o processo inflamatório, a cúrcuma também ajuda a minimizar as dores decorrentes da inflamação. Mas para observar esses efeitos, você deve consumi-la na forma de suplemento, em uma dose de 500 mg, de uma a três vezes ao dia.

Então a cúrcuma trata artrite?

Artrite é uma doença caracterizada pela inflamação das articulações, portanto, o suplemento de cúrcuma é excelente para reduzir o quadro inflamatório e aliviar as dores.

Em alguns casos, o suplemento se mostra mais eficaz do que medicamentos anti-inflamatórios. Mas antes de interromper a medicação, procure um médico e procure se informar mais sobre o assunto.

Imagem de uma mulher com dores nas articulações.

A cúrcuma auxilia no tratamento de artrite. (Fonte: dolgachov / 123RF)

A cúrcuma traz benefícios ao cérebro?

O cérebro tem a capacidade de multiplicar os neurônios e formar novas conexões. Um dos condutores deste processo é o Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF em inglês), que atua como um “hormônio do crescimento” no cérebro.

Muitas doenças, como a depressão e o Mal de Alzheimer, estão associadas à deficiência deste hormônio. Portanto, para afastar doenças neurodegenerativas, você precisar estimular o BDNF.

Uma das formas de aumentar esses níveis é consumir a cúrcuma. O suplemento previne, retarda e até reverte doenças cerebrais e a perda das capacidades cognitiva, relacionada ao avanço da idade.

Outros benefícios associados são o aumento da capacidade de memória e da inteligência em pessoas de todas as idades.

A cúrcuma também é eficaz no tratamento contra a depressão, pois atua como um antidepressivo natural. Há evidências de que a substância eleva os níveis dos neurotransmissores de dopamina e serotonina.

A cúrcuma previne doenças neurodegenerativas?

O Mal de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que pode causar o desenvolvimento de demência. Como não foi descoberto nenhum tratamento ou cura para essa doença, é fundamental preveni-la.

Embora ainda esteja sendo estudado, a cúrcuma consegue cruzar a barreira hematoencefálica, reduzindo a inflamação e o dano oxidativo que pode causar o surgimento e desenvolvimento da doença.

Imagem de uma mulher idosa sorrindo.

A melhor forma de tratar doenças neurodegenerativas é preveni-las. (Fonte: Luis Machado / Unsplash)

Outro fator que está associado ao Alzheimer é o acúmulo de proteínas entrelaçadas, denominadas placas amiloides. Estudos apontam que a cúrcuma ajuda a desobstruir essas placas.

É verdade que a cúrcuma diminui o risco de doenças cardíacas?

O endotélio atua no revestimento dos vasos sanguíneos, é responsável por regular a pressão sanguínea e a coagulação sanguínea. Quando apresenta alguma disfunção, atua como um dos principais condutores das doenças cardíacas.

Vários estudos sugerem que a cúrcuma otimiza a função endotelial, sendo tão eficaz quanto a prática de exercícios físicos e funcionando tão bem quando alguns medicamentos próprios para doenças no coração.

A cúrcuma ajuda a prevenir o câncer?

Pesquisadores estão estudando a relação da cúrcuma com a prevenção e tratamento de alguns tipos de câncer. Já foi observado que a substância tem a capacidade de afetar o crescimento, desenvolvimento e disseminação de células cancerígenas.

Esses estudos indicam que a suplementação pode reduzir a angiogênese (crescimento de vasos sanguíneos nos tumores), impedir a metástase (disseminação do câncer para outros órgãos) e contribuir para a morte das células doentes.

A substância está associada à prevenção de cânceres no sistema digestivo, principalmente o câncer colorretal. Mas a cúrcuma também pode ser eficaz contra os cânceres de mama, próstata, pulmão e cólon.

Quais são os outros benefícios associados à cúrcuma?

  • Estômago: A cúrcuma pode auxiliar no tratamento de problemas digestivos como dispepsia, úlcera, diarreia, gases, refluxo gástrico, perda de apetite e distúrbios na vesícula biliar.
  • Intestino: A substância reduz os sintomas e pode auxiliar no tratamento de doenças inflamatórias no intestino como a síndrome do intestino irritável, doença de crohn e colite ulcerosa.
  • Fígado: A cúrcuma melhora a função hepática, estimula a capacidade desintoxicante do órgão e combate doenças.
  • Rins: Além de melhorar a função renal, a cúrcuma ajuda a combater inflamações nos rins.

Outros benefícios associados à cúrcuma são:

  • Impede a progressão da esclerose múltipla;
  • Auxilia no tratamento da tuberculose, reduzindo os níveis de bactérias e permitindo a cicatrização de feridas;
  • Ajuda a combater inflamações nos olhos;
  • Diminui dores de cabeça;
  • Trata cólicas menstruais;
  • Combate a bronquite, resfriados, gripes e infecções pulmonares;
  • Trata problemas urinários.

A cúrcuma em pó também pode ser aplicada topicamente para tratar doenças de pele como feridas infeccionadas, irritações, coceira, erupções cutâneas e hematomas.

Se utilizada como enxaguante bucal, pode ajudar a reduzir doenças nas gengivas, bactérias na boca e dores de dente.

Vantagens
  • É vendido nas versões em pó ou cápsulas
  • A versão em pó é versátil e econômica
  • A versão em cápsulas é prática
  • Proporciona resultados rápidos e eficazes
Desvantagens
  • Precisa ser consumido junto a uma fonte de gordura para fazer efeito
  • É essencial associar à piperina, uma substância que potencializa sua absorção
  • A cúrcuma em pó tem um gosto forte

Como potencializar o efeito da cúrcuma?

A cúrcuma é lipossolúvel (solúvel em gordura), por essa razão, é essencial consumi-la junto a uma fonte de gordura como azeite de oliva, óleo de coco ou abacate. Também é recomendado tomar o suplemento durante as refeições.

Vale a pena comprar um suplemento com piperina, uma substância presente na pimenta preta, pois a piperina aumenta em até 2000% a absorção das propriedades da cúrcuma pelo organismo.

Como incluir a cúrcuma no dia a dia?

O suplemento em cápsulas deve ser consumido de acordo com as recomendações do fabricante, antes ou durante as principais refeições. Evite consumir o produto em jejum, para não dificultar a absorção da cúrcuma.

A cúrcuma em pó é mais versátil: você pode utilizá-la no preparo de alguns alimentos, para temperar saladas, diluído em um copo com água, suco ou smoothie, preparar uma infusão, entre outras opções.

Você também pode preparar o Golden Milk, uma bebida que fica com a aparência e sabor bem similares ao chai e uma das alternativas mais gostosas de incluir a cúrcuma na rotina.

Para preparar o Golden Milk você deve misturar 200 ml de leite vegetal, uma colher de cúrcuma em pó, uma colher de chá de cardamomo, gengibre em pó, pimenta do reino e óleo de coco e finalizar com uma pitada de canela.

Imagem de uma xícara de Golden Milk.

O Golden Milk é uma bebida deliciosa e cremosa, preparada com um mix de especiarias orientais. (Fonte: Flockine / Pixabay)

Quais são as contraindicações da cúrcuma?

A cúrcuma não causa efeitos colaterais significativos, entretanto, algumas pessoas podem sentir dores no estômago, refluxo gástrico, náuseas, tonturas ou diarreia.

A substância deve ser usada com cautela por diabéticos, pois a cúrcuma faz com que os níveis de açúcar baixem no sangue rapidamente. Outro efeito é retardar a coagulação sanguínea em pessoas com distúrbios de coagulação.

Pessoas com deficiência de ferro no organismo também devem ter cuidado, pois a cúrcuma impede a absorção do mineral. A cúrcuma também pode afetar pessoas com problemas na vesícula biliar.

Quanto custa?

Um frasco com 60 cápsulas de suplemento de cúrcuma custa entre R$ 40 e R$ 70. A versão com 120 cápsulas custa entre R$ 180 e R$ 200. Se preferir um frasco maior, com 180 ou 200 cápsulas, vai precisar investir entre R$ 250 e R$ 350.

Onde comprar?

A cúrcuma em pó é encontrada em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação.

Uma alternativa é comprar o produto pela internet, você vai encontrar suplementos de origem nacional e importada, com diferentes concentrações e quantidade de cápsulas. Sugerimos que você confira as inúmeras opções da Amazon.

Critérios de compra: Fatores para comparar os diferentes modelos de cúrcuma

Agora que você conhece os inúmeros benefícios associados a cúrcuma, chegou a hora de aprender quais características você deve analisar e comparar quando for escolher o melhor suplemento para as suas necessidades:

  • Apresentação
  • Concentração
  • Quantidade
  • Piperina

Vamos explicar cada um dos itens ao longo desta seção.

Apresentação

Você encontra a cúrcuma em duas apresentações: em pó ou cápsulas. A versão em pó é versátil, tem excelente durabilidade e preço muito acessível, o suplemento em cápsulas é mais prático para consumir, possui concentração maior e pode conter piperina na fórmula.

Ou seja, cada uma dessas apresentações tem seus pontos positivos e negativos e a escolha está relacionada às suas preferências. Para que você possa tomar a melhor decisão, compare as opções na tabela abaixo:

Cúrcuma em cápsulas Cúrcuma em pó
Apresentação Frascos com 60, 120, 180 ou 200 cápsulas Sacos com 500 g ou 1 kg
Concentração De 400 a 2000 mg por porção Não especificada no rótulo do produto
Vantagens É mais prático de consumir Rende bastante, é versátil e barato
Desvantagens Alguns produtos sugerem consumir até seis cápsulas ao dia Tem o sabor forte
Como consumir Uma ou duas cápsulas, duas vezes por dia No preparo de alimentos e bebidas
Preço Mais caro Mais barato

Concentração

A concentração de cúrcuma em cada suplemento varia de acordo com o produto em questão. Alguns têm entre 400 e 600 mg por dose, outros são mais concentrados e têm de 1000 a 2000 mg por porção.

A dose recomendada para a manutenção da saúde, prevenção de doenças e tratamento de patologias é de 500 mg de cúrcuma e 100 mg de piperina/Bioperine ao dia.

foco

Você sabia que além da cúrcuma em pó ou cápsulas, você encontra outros produtos com essa substância na composição como óleo essencial, sabonete vegetal, pasta de dente e barra de proteína?

Quantidade

A cúrcuma em pó é vendida em embalagens com 500 g ou 1 kg de produto. A versão em cápsulas é comercializada em frascos com 60, 75, 120, 180 ou 200 comprimidos.

Mas tão importante quanto analisar a quantidade de cápsulas por frasco é saber a dose diária recomendada, que pode ser: uma ou duas cápsulas de uma a três vezes por dia.

Imagem de uma mulher com uma cápsula de cúrcuma na boca.

O suplemento de cúrcuma em pó é prático de consumir. (Fonte: serezniy / 123RF)

Piperina

Se você optar pelo suplemento de cúrcuma em cápsulas, vale a pena procurar por um produto enriquecido com piperina. Conforme mencionamos, essa substância serve para promover a absorção das propriedades da cúrcuma pelo organismo.

A concentração varia, alguns oferecem 5 ou 10 mg, embora a dose recomendada beire os 100 mg. Procure pela indicação: piperina, bioperine, extrato de pimenta negra ou Black Pepper Extract (nos produtos importados).

(Fonte da imagem destacada: sophiejames / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.