Um decibelímetro na mão de uma pessoa.
Ultima atualização: 21 de maio de 2020

Como escolhemos

14Produtos analisados

19Horas investidas

4Estudos avaliados

67Comentários coletados

Boas-vindas ao ReviewBox Brasil, seu guia de compras que ensina você a escolher o melhor decibelímetro. Aprenda a selecionar um modelo ideal de acordo com as suas demandas profissionais sem gastar excesso de dinheiro.

Existem diferentes tipos e formas de decibelímetros. Ao saber diferenciar cada modelo a sua aquisição será mais gratificante. Há versões com potência extra na medição de ruídos, ao passo de que alguns modelos menos dedicados custam preços baixos.

Vamos descobrir quais são as diferentes versões referentes ao medidor de decibéis. Conheça também os modelos que possuem busca constante no mercado, métodos para comparar os modelos, entre outros assuntos relevantes.




Primeiro, o mais importante

  • Decibelímetros digitais são os mais populares hoje em dia, mas também existem as edições analógicas.
  • Medidor de decibéis apenas gera resultados confiáveis quando tem certificado de calibração.
  • Alguns modelos funcionam com funções adicionais como medidor de temperatura, radiação ou umidade.

Você também pode gostar:

Melhores decibelímetros: Nossas recomendações

Decibelímetro Hikari até 130 decibéis

O modelo HDB-882 da marca Hikari na cor branca consegue realizar as medições de sons em um nível que vai de 30 a até 130 decibéis. Uma opção para usar em fábricas, canteiros de obras ou eventos com música alta.

Leve e compacto, a engenharia permite que o produto seja usado com as mãos de forma simples. Existem diferente funções no menu digital para auxiliar nas mensurações detalhistas.

Decibelímetro Hikari 4 em 1 para indústria

Imagine ter em um aparelho 4 funções indispensáveis na indústria. Este modelo de decibelímetro profissional também oferece luxímetro, medidor de umidade e da temperatura. Esta é uma opção que faz sucesso internacional. Edição que ajuda os operadores técnicos em diminuir o número de equipamentos na mala para realizar medições.

Decibelímetro com display de 4 dígitos

Uma versão de sucesso pela relação custo-benefício. Tendo um display de 4 dígitos, com bastante facilidade você acessa os resultados e realiza análises para monitorar os níveis de ruídos. Este decibelímetro pode ser usado fora dos limites industriais. Por exemplo: Realizar medições em habitações na vizinhança. Em menos de 2 segundos o produto informa os resultados.

Guia de compra

Qual o significado? Para que serve decibelímetro? Como utilizar? Quais as vantagens ou desvantagens do aparelho? Estas e outras respostas você acompanha agora em nosso manual de compras.

Uma mulher com roupa de operária, óculos de proteção transparente e protetor de ouvidos na cor amarela.

Descubra informações que ajudam você a escolher um decibelímetro para monitorar os ruídos da fábrica (Fonte - Voltamax/ Pixabay)

O que é um decibelímetro?

MNPS (Medidor de Pressão Sonora) é uma sigla em português que designa o nome do aparelho chamado decibelímetro. Ele está presente no formato analógico ou digital e precisa estar calibrado para oferecer resultados precisos.

O aparelho é composto por uma espécie de controle com mostradores na tela. Acoplado ao produto existe a presença de um microfone cujo objetivo é captar o nível de pressão sonora, ou seja, a sensação auditiva do volume sonoro.

Os decibelímetros são equipamentos que efetuam a mensuração ou leitura instantânea dos níveis de ruídos, podendo ser realizada medição única ou medições isoladas, conforme fins específicos – Alexandro Demétrius Pereira, brasileiro especialista em saúde e segurança ocupacional.

Para que serve o decibelímetro?

Pela particularidade de medir a pressão sonora este aparelho é presença garantida em fábricas. Com ele dá para administrar os níveis de ruídos, assegurando que o barulho não ultrapasse os limites da lei, pelo bem-estar dos colaboradores.

No tráfico o uso de decibelímetro também ocorre entre os agentes de trânsito. É possível usar este equipamento para medir a altura nas caixas de sons de carro ou das habitações.

Na construção civil é frequente a utilização, principalmente durante as execuções das obras, tendo em vista que barulhos excessivos podem gerar poluições sonoras gravíssimas. O uso do modelo ajuda na conquista de laudos.

O decibelímetro é usado por vizinhos irritados com o volume alto de construções ou festas na vizinhança, que podem chamar a fiscalização que também realiza a própria medição com o aparelho antes de tomar providências.
Inclusive durante eventos o decibelímetro é usado para medir a altura dos sons em decibéis. Veja um exemplo:

Como funciona o decibelímetro?

Após ser ligado o aparelho aciona a captação dos níveis de altura do som. Isto acontece via microfone presente na parte superior dos decibelímetros, cuja responsabilidade é transformar em sinais elétricos os sinais mecânicos captados da vibração sonora.

A resposta das medições pode ser lenta ou rápida, conforme o ajuste no produto realizado pelos operadores.

É possível programar os aparelhos para medições dentro de certos intervalos de tempo. Por exemplo: Em cada 20 minutos. Esta prática está entre as mais utilizadas para medir a evolução do som de furadeira ou outras máquinas nos ambientes de trabalho.

Com usar um medidor de decibéis?

Não existem segredos para utilizar a máquina. Primeiro você insere as pilhas e baterias antes de ligar. Na sequência é importante direcionar o aparelho a partir do ponto de quem ouve os ruídos.

Por exemplo, o decibelímetro deve ser usado no exato local em que está o trabalhador na obra, ou, os vizinhos que reclamam do som alto. Na sequência surgem resultados que devem ser menores que a imposição dos limites legais.

Mais dicas sobre como utilizar decibelímetro você pode assistir no vídeo:

Quais as vantagens do medidor de decibéis?

Uma vez que estejam calibrados conforme as normas exigidas, os decibelímetros geram resultados precisos dos decibéis em cada medição. Impressionante notar que a medida exata é originada em um produto pequeno, simples de encaixar nos tripés.

O modelo pequeno também pode ser usado com as mãos. No mercado você encontra diferentes versões em termos de cores ou formatos, desde edições a preços medianos até opções dedicadas que custam valores superiores.

Nas versões digitais há memória para você registrar e gravar as medições que acontecem de forma instantânea ou de modo programado, conforme determinados períodos.

É um aparelho indispensável em diferentes ambientes laborais, deixando o barulho no limite necessário para assegurar que os colaboradores não desenvolvam surdez ou outros problemas de saúde.

Para funcionar da forma perfeita, além da calibração, os modelos também necessitam de potentes microfones, justificando o valor do aparelho no varejo.

Também existem os aplicativos de decibelímetros que servem para medir a sonoridade com uso de celular. Para ter uma ideia estas aplicações são ótimas, mas elas estão longe de funcionarem com a perfeição dos decibelímetros.

Na tabela você nota mais prós e contras dos medidores de decibéis:

Vantagens
  • Resultados fiéis
  • Pequeno
  • Compacto
  • Diferentes cores
  • Simples de usar
  • Medições rápidas
  • Mensurações em determinados espaços de tempo
  • Saúde laboral
Desvantagens
  • Precisa de bateria
  • O microfone deve ter qualidade
  • Pequenas quedas quebram o aparelho
  • Requer calibração
  • Decibelímetro apps não são confiáveis

Decibelímetro e dosímetro: Qual a diferença?

Aos compradores de primeira viagem é comum confundir o decibelímetro com o dosímetro, seja pelos nomes parecidos ou porque ambos funcionam para trabalhos relacionados ao som.

Sabendo as diferenças entre os dois tipos você pode ter mais certeza sobre qual modelo deve comprar. Siga adiante na leitura:

Decibelímetro

Este aparelho funciona para medir de modo pontual os níveis de barulho em um determinado local. O produto é útil para determinar as ocorrências de som.

Modelo usado para descobrir a exposição sonora na qual ficam expostos os trabalhadores. O uso deste aparelho é externo, e ele deve ser colocado próximo à altura na qual ficam expostos os ouvidos dos operários.

Este medidor é simples, mas algumas vezes as empresas realizam eventos para mostrar aos funcionários como usar este equipamento.

Dosímetro

Por sua vez, estes aparelhos devem ser conectados junto ao corpo dos operários e assim determinar as taxas de sonoridades às quais ficam expostas os trabalhadores.

Diversas vezes as empresas usam o dosímetro para medir os níveis de ruídos em uma jornada completa de trabalho. Para longas medições ele é mais indicado do que os decibelímetros que são melhores nas mensurações instantâneas.

Entenda mais as diferenças entre os dois modelos a seguir:

Decibelímetro Dosímetro
Utilização Externa Interna
Objetivos de medição Pressão sonora Produtos químicos, ruídos, vibração e radiação
Tamanho Médio Pequeno
Peso Médio Leve
Qualidade do microfone Superior Média
Multifuncionalidades Menos Mais
Medição contínua Pior Melhor
Medição instantânea Melhor Pior

Quanto custa um decibelímetro?

O valor da ferramenta custa de R$ 50 a até R$ 1.000. As versões mais potentes, com microfones que sofrem menos interferência para gerar resultados precisos, em geral têm valores superiores no mercado.

Edições que funcionam com outras funcionalidades extras também podem custar mais caro. Modelos certificados têm alto custo, principalmente ao comparar com os modelos chineses sem certificação.

Onde comprar um medidor de decibéis?

Nas Lojas Americanas dá para encontrar alguns modelos de preços baixos e funções básicas. Para adquirir modelos mais dedicados vale a pena visitar comércios especialistas em construção como: Leroy Merlin e C&C.

Online é mais fácil encontrar diferentes versões conforme seu orçamento ou sua necessidade. Também há mais conforto, tendo em vista que você não precisa sair do escritório para escolher uma opção. Amazon Brasil e Mercado Livrem vendem o produto.

foco

Você sabia que alguns fatores podem interferir nos resultados até dos decibelímetros mais dedicados? São eles: Bateria fraca, queda ou batidas no microfone, mudanças significativas na pressão de ar ou bruscas modificações de temperatura.

Critérios de compra: como comparar modelos de decibelímetro

São muitos os modelos disponíveis no varejo, o que pode gerar certa confusão em nossas mentes na hora de comprar. Portanto, vale a pena usar como uma vantagem ao seu favor os seguintes critérios de comparação entre os modelos:

O significado de cada ponto listado acima será demonstrada abaixo:

Calibração

Não pense duas vezes, compre apenas decibelímetro com certificado de calibração, um documento oficial que acompanha a embalagem do produto. Ele é o selo que autentica o fato de os produtos serem testados por laboratórios autorizados pelo INMETRO.

Com o documento em dia você tem certeza de que seu produto não apresentará erros de precisão quando utilizadas em ambientes externos ou internos. Edições não certificadas custam muito mais baixo na média de preços.

Impulsivo

Quando o medidor de decibéis trabalha de modo mais dedicado consegue captar detalhes extras de diferentes níveis de sons.

Caso seu objetivo seja medir ruídos de prensas afiadas, martelos, copos quebrando ou disparos de tiros de armas compre um decibelímetro sensível ao ponto de captar os sinais impulsivos. Estas versões chegam a custar 5 vezes o valor de modelos básicos.

Um decibelímetro fixado em um tripé medindo a intensidade de ruídos em um ambiente externo.

Aprenda a levar um decibelímetro a preços justos que garante qualidade superior nas suas medições de ruídos (Fonte - Puntasit Choksawatdikorn/ 123RF)

Desligamento

Na correria do trabalho às vezes a gente acaba se esquecendo de que o aparelho está ligado sem necessidade.

O pior é que esta prática desatenta pode gastar a pilha ou as baterias com mais rapidez, gerando prejuízo ao orçamento da empresa e aos componentes eletrônicos do aparelho.

Por este motivo é melhor optar pela compra de modelos que possuem a função desligamento auto. Estes aparelhos desligam sozinhos quando estão inativos por mais de 10 ou 15 minutos.

Algumas versões chegam inclusive a disparar sinais sonoros ou visuais para mostrar que a máquina está ligada e inativa.

Tripé

Embora seja possível usar medidor de decibéis digital com as mãos os engenheiros e outros profissionais optam por colocar a máquina em um tripé para realizar medições em longos períodos contínuos.

Nestes casos é importante averiguar para saber se o tripé disponível no seu escritório encaixa no decibelímetro antes de confirmar a compra. Caso você compre um modelo do tamanho errado os lojistas não devem devolver o dinheiro.

Alguns kits no mercado já vêm com o tripé que se encaixa no aparelho perfeitamente.

Intervalo

Os melhores decibelímetro usados pela indústria e construção civil no modelo digital possuem uma memória que registra diversos resultados. Estes aparelhos, embora mais caros, servem melhor para medir os níveis de ruídos em tempos programados.

Por exemplo: Você pode ajustar para gravar registros em cada 20 minutos e assim compreender melhor a média de pressão sonora existente no local. Modelos mais baratos não têm recursos para medir de maneira automatizada.

Um manômetro de um decibelímetro analógico.

Em geral o decibelímetro analógico não tem memória para registrar diversos resultados (Fonte: Le Moal Olivier/ 123RF)

Estojo

Quando estamos com pressa sempre existem os riscos de alguns instrumentos de trabalhos caírem ou sofrerem impactos. Uma pequena queda pode ser fatal ao decibelímetro, cuja parte interna está repleta de componentes sensíveis.

Visando proteger o seu precioso bem, existem modelos que incluem no pacote um estojo de proteção. Com este recurso o aparelho possui menos chances de quebrar, otimizando assim a durabilidade no decibelímetro medidor de decibéis.

(Fonte da imagem em destaque: Puntasit Choksawatdikorn/ Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

César Ferreira Formado em Engenharia Industrial
César é apaixonado por carros. Talvez tenha sido essa paixão que o levou a, desde pequeno, querer entender como as coisas funcionam. Essa curiosidade, por sua vez, lhe fez cursar Engenharia Industrial. Hoje, ele presta consultoria para pequenas e médias empresas e, nas horas vagas, deixa seu carro - e o de seus amigos - cada vez mais tecnológicos e especiais.