decodificador
Ultima atualização: 12 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

10Produtos analisados

16Horas investidas

3Estudos avaliados

63Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Para fazer com que sua televisão funcione perfeitamente, há muitas opções de aparelhos no mercado. Você sabe escolher um decodificador, conversor ou receptor digital? Se a resposta é não e você nem conhece as diferenças entre eles, fique tranquilo!

Desde que a televisão brasileira começou a sua transição de analógica para digital, muito se falou sobre aparelhos como esses. Hoje, são muitos os motivos para você ter um na sua casa. Nesse artigo, traremos diversas orientações e informações sobre cada um deles. Você poderá adquirir o melhor modelo para as suas necessidades.




Primeiro, o mais importante

  • O decodificador é um aparelho que recebe sinal de TV por assinatura e o transforma para ser exibido no televisor. Ele tem ainda vários outros recursos multimídia e de controle de programação que são bastante importantes.
  • Diferentes de um decodificador, receptores e conversores digitais também podem ser bastante importantes, cada um à sua maneira e com suas utilidades.
  • Usar um decodificador para receber sinal de TV por assinatura sem ser assinante de uma é crime e pode resultar em sérias sanções legais.

Você também pode gostar:

Os melhores decodificadores: Nossa opinião

No decorrer do artigo, te ensinaremos como escolher o melhor aparelho para a sua televisão. Mas, para facilitar um pouco essa decisão, selecionamos alguns dos melhores modelos para te apresentar:

O decodificador completo

Capaz de sintonizar canais analógicos, digitais ou via satélite, esse decodificador da Bedin SAT é absolutamente completo. Ele tem uma enorme quantidade de funções, como entrada para conexão de câmera, entrada HDMI e possibilidade de pausar ou gravar a programação. Oferece ainda possibilidade de bloqueio via senha.

Para quem busca a melhor imagem de canais abertos

O Century VR da Nano Box é um dos melhores receptores disponíveis no mercado: Consegue captar os sinais de até sessenta canais abertos e garantir a melhor imagem possível para cada um deles. Além disso, tem um controle remoto inteligente e interface com touch screen. O uso é muito fácil e intuitivo.

O decodificador para assinantes da OI TV

Se você é um assinante da OI TV e precisa de um novo decodificador, esse é um modelo de excepcional qualidade. Tem entradas HDMI e RF, saída RCA e portas USB e Ethernet. Oferece recursos como bloqueio de canais, menu interativo e escolha de padrões de tela. Funciona apenas com o Smart Card da operadora.

Guia de compra

Agora sim, com calma, vamos tirar cada uma das suas dúvidas sobre decodificadores, receptores e conversores digitais! É hora de falar o que cada um desses aparelhos pode te oferecer!

Selecionamos as perguntas mais frequentes que encontramos sobre o assunto e montamos um guia de compra ideal para te levar muita informação útil.

Imagem mostra um homem assistindo a um jogo da seleção brasileira em uma televisão.

Com um bom decodificador, você tem uma nova experiência ao assistir TV. (Fonte: Gustavo Ferreira/ Unsplash.com)

O que é um decodificador?

Decodificadores, conversores e receptores digitais são aparelhos capazes de transformar um sinal que vem de uma fonte externa, normalmente uma antena ou cabo, e transformá-lo em imagem para a televisão.

Ter um desses aparelhos é basicamente indispensável hoje em dia, já que praticamente toda televisão precisa de um aparelho intermediário na sintonia de canais, tornando-se rara a antiga prática de conectá-la diretamente ao cabo que desce da antena.

Quem tem televisores mais antigos precisa transformar a imagem digital para que seja compatível com o sistema analógico, e quem assina serviços de cabo ou fibra ótica tem a necessidade de um aparelho que decodifique os canais e os exiba de forma compatível com o plano contratado.

Assim, quase todas as residências têm um aparelho como decodificador, conversor ou receptor digital. Para receber imagem de qualidade, você precisa entender qual é o mais adequado!

foco

Você sabia que a TV a cabo no Brasil surgiu a partir de um decreto? Em 1988, o então presidente José Sarney regulamentou o que na época era conhecido como “Serviço Especial de Televisão por Assinatura”.

Inicialmente, canais ofereciam seus serviços de maneira avulsa. Os primeiros lançados foram o chamado Canal +, que retransmitia o conteúdo da ESPN norte-americana, e o Super Canal, comprimindo CNN, RAI e TVM.

Quais as diferenças entre decodificador, receptor e conversor digital?

Falamos muito sobre a existência de decodificadores, receptores e conversores digitais. É hora, então, de explicarmos quais são as diferenças.

  • Decodificador: É relacionado principalmente com serviços de TV por assinatura. É o aparelho que recebe o sinal e o transmite para a televisão, permitindo ainda diversos tipos de ajustes e configurações.
  • Receptor: Aparelho similar ao decodificador, porém, relacionado com antena parabólica. Pode ser analógico, digital ou HD, dependendo das características da televisão. Também oferece algumas possibilidades de configuração, mas menos que um decodificador.
  • Conversor digital: É o aparelho responsável por receber um sinal digital e transformá-lo em analógico. Importante para aparelhos de televisão antigos desde que houve o fim da transmissão analógica no território brasileiro.

Portanto, apesar de parecidos fisicamente, os aparelhos têm funções diferentes. Preparamos uma tabela para explicar o assunto de forma um pouco mais didática:

Decodificador Receptor Conversor digital
Função principal Receber e decodificar sinal de TV por assinatura Receber sinal de antena parabólica Transformar o sinal de TV digital em analógico
Indicação de uso Para assinantes de TV por assinatura Para quem usa antena parabólica Quem faz uso de aparelhos de televisão antigos

Qual desses aparelhos é ideal para a minha casa?

Para saber exatamente que aparelho você precisa ter na sua casa, existe uma pergunta a ser feita: Qual é a origem do sinal de televisão que ela recebe?

Caso seja via televisão por assinatura, você precisa de um decodificador. Na maioria das vezes, as operadoras já oferecem esse aparelho de forma gratuita, mas eventualmente você pode querer fazer uma melhoria.

Para antena parabólica, o receptor é a escolha certa. E aí existem algumas subdivisões: Modelos analógicos, digitais ou HD.

Se você tem uma televisão antiga, o receptor analógico é o ideal. Para modelos que já são compatíveis com sinais digitais, mas não tão modernos, opte pelo digital. E caso seu aparelho seja realmente moderno, um HD poderá fazer milagres com a imagem!

O conversor digital é usado para sinal tradicional, via antena comum, e para aparelhos de televisão antigos, compatíveis apenas com a imagem analógica.

Nada te impede de ter mais de um aparelho! Por exemplo, se você for assinante de TV a cabo, mas com apenas um ponto, pode ter um decodificador para esse ponto e um conversor para uma televisão antiga que fique em outro cômodo.

Na foto um telhado com algumas antenas em cima.

4 de setembro de 2020

Na foto uma telhado com algumas antenas em cima.

15 de novembro de 2019

Quais as vantagens de um decodificador?

Ter um bom decodificador pode te trazer um grande número de vantagens. Qualidade de imagens, segurança e controle das configurações da TV são as principais delas.

Você precisará comprar um decodificador se já for assinante de uma operadora de TV por assinatura e quiser modernizar o equipamento por conta própria. Nesse caso, ele precisará ser compatível com o aparelho de televisão e poderá melhorar muito a sua experiência.

O decodificador pode trazer imagens com definição bastante superior, pode te permitir bloquear canais inadequados para crianças, pode te ajudar com a gravação ou repetição de programas, pode te garantir acesso a mosaicos de imagens e muito mais.

Ele não faz as funções de um receptor ou conversor (a não ser que seja um aparelho dois em um ou três em um), portanto, você precisa escolher o aparelho correto.

Muitas vezes, a própria operadora já oferece um bom decodificador, o que pode tornar não recomendável o investimento em um novo. Faça essa aquisição apenas se você sentir que realmente precisa melhorar muito o seu equipamento.

Veja na tabela abaixo as principais vantagens e desvantagens de um decodificador:

Vantagens
  • Garante imagem de alto nível
  • Oferece uma grande gama de ajustes e configurações
  • Permite que programas inadequados sejam bloqueados
  • Faz com que gravações e repetições de programas sejam possíveis
Desvantagens
  • A maioria das operadoras de TV a cabo já oferece decodificadores de qualidade
  • Não funciona como receptor ou conversor digital
  • Precisa ser compatível com o aparelho de televisão

Quais tipos de decodificador são legais no Brasil?

É perfeitamente legal comprar um decodificador compatível com a sua operadora de TV a cabo, inserir os seus dados de usuário e usá-lo no lugar do aparelho inicialmente cedido pela empresa. Nesse caso, você apenas está fazendo uma melhoria de equipamento.

Usar um decodificador sem assinar o respectivo serviço de TV a cabo é ilegal.

Porém, existem algumas situações nas quais o uso do decodificador é ilegal e pode resultar em ações criminais contra você. Isso acontece, é claro, caso você não seja assinante de nenhum serviço de TV a cabo.

Existem alguns decodificadores que prometem conseguir receber o sinal de operadoras de TV por assinatura sem que você contrate o serviço. Qualquer pessoa que use um desses modelos pode ser processada por pirataria e violação de direitos autorais e de imagem.

Quanto custa e onde comprar um decodificador?

Decodificadores, receptores e conversores digitais são aparelhos com faixas de preço semelhantes. Os primeiros são um pouco mais caros, variando entre R$ 300 e R$ 500. Os demais raramente passam de R$ 250, com a maior parte dos modelos ficando na casa de R$ 150.

Lojas especializadas em eletrônicos e aparelhos de telecomunicações podem ter bons modelos de receptores, conversores e decodificadores. Você também pode fazer a sua compra pela internet: A Amazon brasileira tem excelentes opções, bem como Amazon internacional e Mercado Livre.

Critérios de compra: O que levar em consideração ao escolher um decodificador

Além de saber qual aparelho é o ideal para a sua casa, também é importante saber quais são os critérios técnicos principais envolvidos em decodificadores. Por isso, selecionamos quatro quesitos fundamentais:

A seguir, discutimos cada um deles com mais detalhes:

Compatibilidade com televisão

Não faz sentido comprar um receptor ou decodificador ideal para televisores HD caso você não tenha um. Independente de qual tipo de aparelho você precise, ele precisa sempre ter compatibilidade com a sua televisão!

Leia atentamente quais são as especificações de compatibilidade do aparelho que você irá comprar. Ele é ideal para televisores analógicos? LED? HD? Full HD? Assim, você não correrá risco de optar por algo que não funciona e de ter um prejuízo completamente desnecessário!

Imagem mostra um decodificador ao lado de um controle remoto.

O decodificador precisa ser sempre compatível com a televisão. (Fonte: irynal / 123rf.com)

Compatibilidade com operadora

Ao escolher um decodificador, a compatibilidade com a televisão não é a única que importa: O aparelho também precisa servir para a sua operadora de TV a cabo. Um modelo indicado para uso com a Oi não funcionará com a NET, e assim por diante!

O aparelho também precisa ser compatível com a chave de acesso do seu plano. Se a identificação é feita via smart card, por exemplo, ele deve ter a entrada para o acessório.

Confira tanto se o decodificador serve para a sua operadora, como se ele usa as mesmas tecnologias aplicadas no seu plano contratado!

Entradas

A tecnologia não para de evoluir e há cada vez mais tipos de entradas nos aparelhos multimídia. Uma televisão recente conta com várias possibilidades de conexões e experiências para o usuário e qualquer aparelho que se conecta a ela precisa ser pelo menos um pouco alinhado a essa modernidade.

Entradas como HDMI e RCA são importantes em como decodificadores e receptores.

Se você vai comprar um decodificador ou receptor HD, é importante conferir a presença de entradas importantes como as HDMI e RCA. Elas garantem melhor qualidade de imagem e som, já que suas transmissões são bastante eficientes.

Portas Ethernet e USB também podem ajudar caso você queira dar outras dimensões ao seu aparelho e permitir que eles tenham a capacidade de se conectar à internet.

Recursos multimídia

Quando mais recursos multimídia um decodificador tem, mais ele pode te ajudar. Isso vai desde funções que ajudam na praticidade do dia a dia, como gravadores de programas, mosaicos e diagramas de programação, até assuntos mais sérios como controle parental.

Os melhores decodificadores permitem que canais ou programas específicos sejam bloqueados e possam ser acessados apenas com senha, impedindo que crianças tenham acesso a conteúdos inapropriados, e que os pais tenham como saber o que foi assistido recentemente em determinada televisão.

(Fonte da imagem destacada: Alekseeva:137265418/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.