Imagem mostra um homem usando disco de corte para cortar metais.
Ultima atualização: 4 de abril de 2020

Como escolhemos

15Produtos analisados

16Horas investidas

3Estudos avaliados

46Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Você está precisando cortar de maneira precisa e segura metais, aço ou outros materiais como pisos e cerâmicas? Então um bom disco de corte é fundamental para você! Vamos explicar todos os detalhes sobre esse útil abrasivo.

Os discos de corte são pequenos acessórios redondos que têm como função cortar determinados tipos de materiais, normalmente especificados. Eles não conseguem agir sozinhos, precisando ser acoplados a alguma máquina como cortadora de metal ou esmerilhadeira.

Você sabe como usar um disco de corte? Quais as medidas de segurança que precisa tomar para impedir acidentes? E, principalmente, sabe como escolher o modelo que mais se adequa às suas necessidades? Fique conosco: todas essas dúvidas serão tiradas nas próximas linhas.




Primeiro, o mais importante

  • Um disco de corte em si é bastante barato, muitas vezes custando menos de R$ 2, mas é necessário ter a ferramenta correta para manuseá-lo. Por isso, é mais um acessório do que um instrumento principal de trabalho.
  • É preciso sempre seguir as orientações presentes no rótulo do disco de corte. As principais são o material para o qual ele é indicado e qual o número máximo de rotações por minuto que ele pode alcançar.
  • Siga todas as orientações de segurança. Sua integridade física deve vir sempre em primeiro lugar. Vista os equipamentos adequados e utilize o disco dentro das normas especificadas.

Melhores modelos de disco de corte: Nossos favoritos

Discos de corte possuem várias especificações técnicas e são indicados para materiais diferentes. Há uma ampla gama disponível no mercado brasileiro. Por isso, selecionamos alguns modelos de altíssima qualidade e com algumas diferenças entre si, indicando assim algo para você usar em diversos tipos de trabalhos.

Disco para corte em aço inoxidável

Esse é um disco de corte fabricado em óxido de zircônio e alumínio, indicado para fazer cortes em aço inoxidável. Também é reforçado com fibra de vidro. Seu corte é bastante rápido e não deixa queimas ou rebarbas. A espessura é de 1 mm, mais fina do que a da maioria disponível no mercado, proporcionando um corte mais limpo e com melhor rendimento. O furo central é de 22,2 mm. Pode ser usado com uma rotação máxima de 8500 RPM.

Disco de corte para metais

A Dremel apresenta esse disco de corte para metais que é extremamente versátil. Consegue cortar com eficiência aqueles tanto mais moles, como os mais maleáveis. A possibilidade de uso em uma grande gama de trabalhos é uma boa vantagem.

O material do disco, nitrato de boro cúbico, é o que permite essa versatilidade. Na cor cinza, a ferramenta tem uma espessura maior do que muitos dos concorrentes no mercado, com 1,8 cm, e pesa 4,54 gramas.

Disco de corte diamantado

Os discos diamantados são aqueles que não servem para metais, mas sim outros tipos de materiais. No caso desse ótimo modelo da Irwin, as recomendações são para concreto, reboco, tijolos, refinaria e basalto. Também pode ser usado como disco de desbaste. Sua composição possui grãos de diamante na superfície que são responsáveis pela qualidade única do corte. Pode chegar no máximo a 15000 rotações por minuto.

Guia de compra

Agora que você já conhece modelos de qualidade e com diferentes indicações, é hora de entender melhor o funcionamento de um disco de corte.

Vamos tirar suas dúvidas e ajudar na escolha do disco ideal!

 Imagem mostra um homem cortando metais com óculos, protetor auricular, luvas e demais equipamentos de proteção.

É fundamental o uso de equipamentos de proteção adequados no corte de metais. (Fonte: skeeze/ Pixabay.com)

O que é um disco de corte e para que ele serve?

Discos de cortes são ferramentas circulares que têm a função de cortar metais ou outros materiais. Há aqueles que são indicados para aço, aço inox, metais pesados, metais maleáveis, metais ferrosos, entre outros.

É importante sempre seguir as indicações do disco sobre no que ele deve ser usado. Não prestar atenção nesse detalhe ou fugir da recomendação pode levar à quebra da ferramenta, o que em altas rotações causa graves acidentes.

Também há no mercado o disco diamantado. Com composição diferente, ele é recomendado para materiais como tijolo, concreto e reboco.

Vale lembrar que para o uso perfeito de um disco, seja ele comum ou diamantado, é preciso ter a máquina apropriada. Esmerilhadeiras são a melhor opção para trabalhos domésticos ou como hobby, uma vez que são relativamente baratas e de fácil manuseio.

foco

Você sabia?

Dá-se o nome de metalurgia ao processo de manusear metais de todos os tipos. Ela é bastante antiga, tendo se originado com a descoberta do cobre, ainda na pré-história.

Hoje, uma considerável porcentagem do que existe no nosso dia a dia usa metais em alguma parte de sua composição. Por isso, o processo de corte e manuseio é tão importante.

Para largas produções, processos térmicos são mais comuns, mas os mecânicos – e aí entram os discos de corte – também continuam com seu valor.

Quais as vantagens e desvantagens de um disco de corte?

Existem duas formas principais de cortar metal: térmica e mecânica. O uso dos discos de corte se enquadra na segunda. É mais indicada para produção em menor escala e que requer maior precisão.

Nas indústrias, é comum que o processo térmico seja mais empregado. Isso acontece por causa da sua velocidade. Quando grandes quantidades precisam ser cortadas de uma só vez, é inviável o uso de corte mecânico.

Porém, além de ser mais barato, o corte mecânico permite uma precisão maior. Claro que é necessário ter o domínio da máquina utilizada, mas se a ideia é a produção artesanal de algo, por exemplo, ele é praticamente obrigatório.

Confira na tabela abaixo as vantagens e desvantagens do uso de um disco de corte para cortar metais:

Vantagens
  • Proporciona precisão e lisura nos cortes
  • Custo bastante baixo
  • Pode ser usado em casa com os devidos equipamentos de proteção
Desvantagens
  • Trabalha em velocidade muito menor que outras formas de cortar metal
  • Precisa de uma ferramenta adicional (como uma esmerilhadeira)
  • É necessário prática com o uso da ferramenta para atingir os resultados desejados

Como usar um disco de corte?

O primeiro cuidado a se ter ao manusear qualquer ferramenta de cortar metais é vestir o equipamento de proteção adequado. No mínimo, deve-se ter óculos, luvas e capacete. Lembre-se de colocar sua segurança em primeiro lugar!

Como já dissemos, o disco de corte precisa ser apropriado para o material a ser cortado. Essa informação, provavelmente, estará na própria ferramenta. Não prossiga se o que você tem à disposição não é o indicado para o que precisa fazer.

Em seguida, fixe o disco na esmerilhadeira, cortadora de metais ou outra serra que vá utilizar. Não aperte demais, mas tenha a certeza de que ele está bem preso. Se for preciso, faça uma troca de flange.

O disco deve estar sempre a um ângulo de 90 graus em relação ao material que será cortado. Pare se notar um aquecimento ou trepidação extra. A empunhadura perfeita provavelmente será desenvolvida com a experiência no manuseio do equipamento!

Para ver mais informações de como usar um disco de corte, confira o vídeo abaixo. Ele fala sobre uma marca específica, mas serve para todas:

Quanto custa um disco de corte?

Os valores de discos de corte podem variar de acordo com o tipo, a indicação e a marca. É possível encontrar alguns muito baratos, por até menos de R$ 2, enquanto outros também indicados para aço e metal podem chegar perto de R$ 10.

Discos diamantados são bem mais caros. Os valores começam na casa de R$ 20 e podem chegar até R$ 2.000. Esses últimos, no caso, são os indicados para porcelanato.

Também há kits de discos à venda. Eles podem conter até mesmo 100 unidades em uma única embalagem. Isso pode baratear bastante o valor unitário.

Onde comprar um disco de corte?

Lojas especializadas em ferramentas, equipamentos para metalurgia e até mesmo artesanato podem apresentar discos de corte. Porém, a melhor opção é fazer uma busca nas grandes redes de materiais de construção, como C&C, Telhanorte e Dicicco.

Caso você prefira fazer a sua compra pela internet, recomendamos a Amazon brasileira. Há uma grande variedade de modelos e possibilidades para cortar todos os tipos de materiais. Amazon internacional e Mercado Livre também são ótimas ideias.

Critérios de compra: o que levar em consideração ao comprar um disco de corte

Existem algumas questões que ajudam na qualidade do disco de corte e que você pode levar em consideração no momento da compra.

Por isso, selecionamos quatro quesitos que serão fundamentais para que você faça uma ótima aquisição:

Abaixo, explicamos mais sobre cada um deles:

Espessura

A espessura dos discos de corte é bastante variável. Normalmente, ela acompanha o material indicado para corte. Aqueles para aço inox, por exemplo, são os mais finos, aproximando-se de 1 milímetro.

Quanto mais fino for o disco, mais precisão ele permitirá no corte. Os mais grossos, indicados para metais duros, por exemplo, apresentarão melhor potência, mas são de manuseio mais difícil.

Isso só aumenta a importância de que você tenha plena consciência do que irá cortar antes de fazer a compra.

Imagem mostra um corte com disco sendo feito em um pedaço de mármore.

A espessura do disco de corte varia de acordo com o material para o qual ele é apropriado. (Fonte: lampegiarre/ Pixabay.com)

Rotações máximas por minuto

A maioria dos discos de corte têm em seu rótulo o número máximo de rotações suportadas por minuto. Essa é uma informação importante para a sua segurança. Isso porque, possivelmente, essa quantidade será diferente da que sua máquina alcança.

Mesmo que você possua uma esmerilhadeira ou cortadora de metais potente, capaz de muitas rotações por minuto, jamais ultrapasse o que é suportado pelo disco. Desprezar tal informação pode causar acidentes bastante indesejados.

Fora isso, em quanto mais rotações por minuto você operar, maior será a velocidade do corte.

Material

As características mais importantes para o material de um disco de corte são a resistência e a não contaminação do metal. Quando falamos em não contaminação, significa que ele não pode criar ferrugem e transferi-la para o que será cortado.

Fabricantes de discos de corte estão investindo cada vez mais em materiais de muita qualidade. Podemos destacar o óxido de zircônio, o alumínio e o nitrato de boro. O acabamento em fibra de vidro é bastante comum e eficiente.

Antes de comprar um disco de corte, descubra do que ele é feito e pesquise se esse é um material apropriado!

Rendimento

O rendimento é mais uma informação que muitas vezes estará presente no rótulo do disco. Basicamente, ele indica quantos cortes é possível fazer com determinado produto antes que ele precise ser descartado.

Também há relação entre rendimento e consumo, ou seja, o quando um disco perde de seu diâmetro após o uso. Para descobrir essa outra informação, a única possibilidade é medir ao fim do corte.

Como um disco de corte é bastante barato, esse número não costuma ser alto. Respeite-o. Também é possível avaliar, através de preço e rendimento, qual o custo-benefício de determinado modelo. Assim, seu bolso também agradece!

(Fonte da imagem destacada: Aleksandr Davydov/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em nós?

Samuel Chagas Profissional em Consertos
A vivência de Samuel com consertos em casas e estabelecimentos comerciais vem de décadas, desde quando ajudava seu pai, pedreiro, há mais de 30 anos. Seu gosto pelo assunto fez dele um profissional em consertos, e é assim que Samuel ganha a vida há 15 anos. Na internet, ele compartilha seu conhecimento sobre ferramentas e itens de segurança para casas e prédios.
Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.