Imagem de um drone com câmera.
Ultima atualização: 26 de março de 2020

Como escolhemos

Products

9Produtos analisados
Hours

16Horas investidas
Studies

3Estudos avaliados
Comments

62Comentários coletados

Muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre o drone com câmera, um equipamento usado para fazer vídeos e fotografar paisagens aéreas, seja de modo profissional ou recreativo.

Esse aeromodelo pode fazer voos de até 30 minutos, com plenitude de até sete quilômetros, alta velocidade, boa estabilização, aterrissagem segura e garantir imagens de excelente qualidade.

Neste artigo vamos te ensinar como escolher um drone, com dicas sobre quais são as características mais importantes nesse equipamento e te dar algumas sugestões de compra.




Primeiro, o mais importante

  • Mesmo que o drone seja de uso recreativo, é preciso que o aparelho passe pelo processo de homologação da Anatel e seja registrado na ANAC. Também é essencial você tenha habilitação para pilotar o aeromodelo.
  • Para controlar um drone com câmera você pode usar o próprio smartphone, um controle remoto, ambos ou até monitorar os movimentos do aeromodelo através de um computador portátil.
  • O drone pode ser usado para fotografar e filmar imagens aéreas, monitorar plantações, rodovias, pulverizar a lavoura e até entregar pizza (alguns modelos de drone são usados para essa função nos Estados Unidos).

Você também pode gostar:

Melhores modelos de drone com câmera: Nossas recomendações

O drone com câmera é um equipamento fantástico para pilotar e fazer imagens aéreas. O aparelho é tão fácil de manusear que existem modelos para crianças, adolescentes e adultos. Confira quais são os melhores no Ranking abaixo.

Drone com câmera Phantom 4 PRO DJI

O Phantom 4 PRO da DJI é um dos drones mais inovadores à venda no mercado, pois tem o acréscimo câmeras 3D e um hardware que mapeia os ambientes em espaço tridimensional, para que você possa traçar suas rotas e desviar de obstáculos.

Conta também com streaming de vídeo HD ao vivo, qualidade de imagem em Ultra HD (4K) e fotos com qualidade de até 20 megapixels. Além disso, esse modelo alcança até 7 km e voa bem rápido. A duração do voo é de até 30 minutos e ele vem com duas baterias extras.

Drone com câmera Phantom 4 Advanced DJI

O drone Phantom 4 Advanced DJI é um modelo indicado para quem utiliza o aparelho de maneira profissional, pois a qualidade de imagem é muito superior: fotos em 20 megapixels e vídeos em Ultra HD com obturador mecânico.

O drone com câmera tem um voo seguro, pois conta com sistema Flight Autonomy, que inclui sensores de visão que detectam obstáculos bidirecionais e na visão frontal.

Drone com câmera Spark DJI

O drone Spark da DJI é um aparelho intermediário (tanto em recursos quanto no preço). Os destaques ficam para a qualidade de filmagem em Full HD e design compacto, já que ele tem apenas 15 cm de comprimento.

Esse modelo tem 15 minutos de autonomia da bateria e amplitude de voo em até 2 km. Por causa da tecnologia FaceAware, o drone decola da sua mão ao reconhecer o seu rosto. Se você quiser que o aparelho retorne ao ponto de partida é só selecionar o comando “Go Home”.

Drone com câmera Intruder Candide

O drone Intruder da Candide é um quadricóptero com mobilidade em 360º, sistema de estabilidade e iluminação em LED. A câmera de vídeo é de alta definição e permite visualização em tempo real através do smartphone que pode ser acoplado ao controle remoto.

Esse modelo apresenta um excelente custo-benefício e é ideal para crianças e adolescentes, tanto que está na categoria de brinquedos da Candide.

Drone com câmera X8hg Syma

O drone X8hg da Syma tem amplitude de voo horizontal e vertical com alcance de 150 m e 10 minutos de autonomia da bateria. Esse modelo filma em qualidade Full HD e tira fotos com resolução de 8 megapixels.

O equipamento tem mobilidade 360º e conta com sistema Altitude Hold, que deixa o aparelho ainda mais estável durante os voos. Esse modelo tem 19 cm de comprimento, acabamento na cor vermelha e iluminação LED.

Guia de Compra

Se você está interessado em adquirir um drone com câmera, o nosso Guia de Compra vai te ajudar bastante. Nele vamos falar tudo sobre esse equipamento: quais são as funções básicas, recursos especiais, vantagens e desvantagens.

Também vamos te ensinar a montar um checklist de voo, como regulamentar o equipamento na ANAC e dizer quais são os principais critérios de compra.

Imagem de uma mulher controlando um drone com câmera.

O drone é um equipamento de uso profissional e recreativo. (Fonte:The Lazy Artist Gallery / Pexels)

O que é um drone com câmera e onde utilizá-lo?

O drone é um aparelho eletrônico que serve para filmar e fotografar imagens aéreas. Esse equipamento é movido a bateria e a maioria dos modelos consegue sobrevoar o céu de 10 e 30 minutos.

Quando chega à metade desse tempo, o drone emite um aviso perguntando se deve continuar o voo ou voltar para a base. Se estiver perto de acabar a bateria e ele ainda estiver voando, o próprio aparelho procura um local seguro para pousar.

O drone nunca vai despencar do céu (mesmo se a bateria acabar) pois ele tem sensores que impedem que ele bata em pessoas ou paredes. Por ser bastante seguro, qualquer pessoa pode usar esse equipamento: crianças, adolescentes e adultos.

Para guiar o aparelho, o piloto pode usar um controle remoto, smartphone, ambos ou um computador portátil. Você pode encontrar versões em que o controle remoto tem uma tela para que você possa ver aonde o aparelho está indo.

Os modelos controlados por smartphone são monitorados via aplicativo. Já os drones mais sofisticados têm controle remoto com um suporte para apoiar o celular.

Imagem do controle remoto de um drone com câmera.

Os drones que têm suporte para smartphone no controle remoto permitem que você use a tela do celular para ter a visão da câmera do aparelho. (Fonte: Samuel Schewendener/ Unsplash)

O drone pode ser desenvolvido para voar com uma ou mais câmeras. Geralmente os modelos com esse recurso costumam ser um pouco mais caros, pois contam com tecnologias de estabilização de imagem e gravação antirruídos.

Se você está pensando em comprar um drone com câmera, confira as principais vantagens e desvantagens de adquirir um modelo em solo nacional:

Vantagens
  • Possui aprovação da Anatel (para evitar interferências na comunicação de outros serviços)
  • Garantia válida em todo o país
  • Não precisa de adaptador para carregar a bateria
  • O manual de instruções vem na língua portuguesa
Desvantagens
  • Ainda assim precisa ser registrado na ANAC

Como regulamento o meu drone?

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) tem algumas regras para quem quiser usar drone no Brasil. São elas:

  • Os drones com peso superior a 250 g e que voam em até 400 pés acima do solo precisam ser registrados. Também é necessário que a pessoa que vai controlá-lo tenha licença e habilitação no aeromodelismo.
  • Os modelos pequenos, com até 250 g (incluindo o peso do equipamento, bateria e carga), não precisam de cadastro junto ao Órgão.
  • Os modelos só devem ser operados a uma distância mínima de 30 metros do solo e os voos só podem ser realizados durante o dia.
  • Cada piloto só pode controlar um equipamento por vez.

Como preparar o drone com câmera para o voo?

Antes de colocar o drone com câmera para voar, você precisa verificar algumas características do equipamento. É preciso se certificar se não tem nenhuma peça solta, em falta, se o aparelho apresenta alguma rachadura e se as hélices estão bem firmes.

Verifique também se o equipamento ou o controle remoto não estão com alguma atualização pendente. Elas são muito importantes, pois corrigem problemas, trazem melhorias e deixam o equipamento mais seguro, mas nunca devem acontecer enquanto o aparelho está em uso.

Você deve carregar completamente a bateria do drone, do controle remoto, do smartphone que vai acompanhar o voo, da câmera e do extensor de sinal (que deixa o drone voar mais longe).

Em relação à câmera, certifique-se de tirar a tampa de proteção da lente e de colocar um cartão de memória com bastante capacidade. Se você quiser gravar imagens com resolução Ultra HD (4K), use um cartão com pelo menos 1 TB de memória.

Operar um drone exige muita responsabilidade, por isso você deve calibrar a bússola do equipamento para que ele não saia da rota programada. Também é importante ligar a antena por que é através dela que há a comunicação com o controle remoto.

Também é muito importante que você esteja com os documentos obrigatórios para operar o drone em mãos. São eles: licença para uso do espaço aéreo, habilitação, manual de voo, documento de avaliação de risco, homologação da Anatel e apólice de seguro do aparelho.

Veja como conseguir essas documentações:

Você deve respeitar as regras da ANAC de pilotar o drone a pelo menos 30 metros de altitude (e no máximo até 120 m), prezar pela segurança das pessoas que estiverem transitando no local e nunca voar a noite.

Também deve ser mantida distância de linhas de energia, pontes e passarelas. É proibido voar próximo a helipontos e aeroportos e você nunca deve sobrevoar prédios do governo, presídios, delegacias e quartéis.

Quais os diferentes modelos de drone com câmera existem?

Existem dois tipos de drone, ambos são aeronaves não tripuladas e remotamente pilotadas. Os aeromodelos usados para recreação e lazer e os modelos RPA usados para fins comerciais, experimentais ou institucionais.

Outra diferença é a quantidade de rotores (mecanismo giratório dos drones com as respectivas hélices). Eles podem ser múltiplos (tricópteros, quadricópteros, hexacóptero e octocóptero) ou de rotor único (drones de asa fixa).

A maioria dos drones costuma ter quatro hélices (quadricóptero), uma em cada ponta do aparelho. Além de sustentá-lo no ar, elas dão estabilidade e permitem que o equipamento voe em segurança.

Imagem de um mini drone do tamanho da palma da mão de um homem.

Os minis drones são usados em atividades de lazer e recreação. (Fonte: Dose media / Unsplash)

Mas, existem modelos com três, seis ou oito hélices, que além de maiores, são mais estáveis. Já os minis drones, são pequenos, mais baratos e geralmente são usados para recreação.

Outro modelo é o drone de Asa Fixa, o formato dele é similar ao de um avião e ele é bastante usado para monitorar e medir grandes áreas como plantações, rodovias e cidades. Esse modelo pode ter mais de uma câmera, conta com sensores térmicos e infravermelhos.

Quanto custa?

Os drones podem ser encontrados em faixas de preços bem variadas. Existem aparelhos mais baratos que custam a partir de R$ 110 (mini drone), mas eles são bem simples nas funcionalidades e recursos.

Há modelos com recursos intermediários que custam entre R$ 600 e R$ 1.500. Quem procura um aparelho mais sofisticado, pode encontrar excelentes opções entre R$ 3.500 e R$ 7.000l.

Existem também os modelos mais caros, que oferecem recursos ainda mais interessantes, vêm com peças de reposição e que custam em torno de R$ 12.000. O drone mais caro chega a R$ 24.000.

Onde comprar?

Você pode comprar seu drone em lojas físicas ou virtuais. Os destaques de lojas físicas ficam para a Magazine Luiza e Kalunga, mas tenha em mente que a variedade de modelos é bem menor. Você correo risco de não encontrar o drone com câmera que deseja.

Comprando online essa oferta aumenta, e você também encontra os melhores preços. Amazon, Submarino e Mercado Livre são algumas lojas virtuais.

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de drone com câmera

Para escolher um bom modelo de drone com câmera você deve considerar que entre os diversos modelos disponíveis cada um tem diferentes especificações técnicas, recursos básicos e diferenciais tecnológicos.

Em primeiro lugar, reflita sobre quais são os seus objetivos com o aparelho, o uso será a lazer ou profissional? Depois, defina quais características são relevantes para você e observe os seguintes critérios:

  • Quantidade e posição dos rotores
  • Modos de voo
  • A câmera do drone
  • Amplitude de voo
  • Autonomia da bateria
  • Recursos extras

Vamos explicar item por item para que você não fique com nenhuma dúvida na hora de escolher o modelo ideal de drone.

Quantidade e posição dos rotores

O drone multi-rotor é o modelo mais comum. Nele, cada rotor é posicionado em uma ponta diferente do equipamento para manter a posição, equilíbrio e estabilidade.

O Tricóptero possui três motores, três controladores, quatro giroscópios, três sensores de localização e um suporte de pilotagem. Cada motor, controlador, sensor e giroscópio estão posicionados em cada uma das extremidades do drone (braços).

O quadricóptero é o modelo mais popular. Ele tem quatro motores CC (alimentados por corrente contínua), sendo que dois se movem no sentido horário e os outros dois no sentido anti-horário. Esse sistema torna o voo e a aterrissagem do drone mais segura.

Imagem de um drone sobrevoando uma área coberta de neve.

Imagem de um quadricóptero em ação. (Fonte: Emiliano Arano / Pexels)

O hexacóptero tem seis rotores, três giram em sentido horário e os outros três no sentido oposto. Além de deixar o equipamento ainda mais estável, esse mecanismo possibilita que o drone atinja uma maior altitude.

O octocóptero é o modelo mais potente, porque possui oito motores e oito hélices funcionais. Drones deste tipo são superiores na capacidade de voar e na estabilidade. Esse modelo costuma ser usado por fotógrafos profissionais, pois as gravações são muito estáveis.

No caso dos drones com rotor único a estrutura é composta por uma única asa, assim como nos aviões. Esses drones não são muito estáveis, por isso são melhores para quem quer fazer gravações em movimento.

Drones de rotor único também tem a vantagem de contar com um sistema de bateria integrado, que permite uma carga maior do que os demais modelos, proporcionando voos mais longos.

Modos de voo

Para quem nunca pilotou um drone, alguns recursos extras podem facilitar o aprendizado e garantir a segurança do aparelho e das pessoas em volta. Os facilitadores podem ser softwares de treinamento ou funções no próprio aparelho.

Alguns modelos possuem modos de voo e manobras pré-definidas, que garantem facilidade para decolar, manter a estabilidade, desviar de obstáculos e pousar em segurança.

Tem aparelho com função Go Home (traduzindo do inglês significa “ir para casa”), em que o equipamento retorna para o ponto de partida automaticamente. Alguns também seguem coordenadas de GPS e você programar a rota por smartphone.

A câmera do drone

Os drones equipados com câmeras são muito populares e podem ser usados para filmar e fotografar paisagens em lugares incríveis. Confira um drone em ação no vídeo abaixo:

Hoje em dia, a maioria dos drones são fabricados com suportes especiais para encaixarem câmeras, que podem acompanhar o produto, ou serem vendidas separadamente.

Em relação a qualidade de imagem, os modelos podem ter câmeras com diferentes resoluções: mais simples (HD), intermediária (Full HD) ou na moderna resolução Ultra HD (4K), excelente opção para os profissionais.

Você pode programar a câmera do drone para ela gravar vídeos com visão em primeira pessoa, que possibilita ao espectador a sensação de estar vendo os cenários em tempo real.

Para acompanhar as gravações você pode utilizar computadores portáteis, o visor do próprio controle remoto ou encaixar o smartphone e acompanhar tudo em tempo real.

Amplitude de voo

A amplitude de voo dos drones varia de um modelo para o outro. Há modelos mais básicos que alcançam 80 ou 150 metros, modelos intermediários com amplitude de voo de 2 km e versões superiores atingem até 7 km.

Se você procura um aparelho mais básico, apenas para se divertir, a amplitude de voo menor pode ser menor. Agora se você usa o equipamento de forma profissional, um modelo com amplitude maior garantirá fotos e vídeos mais interessantes.

Imagem de uma vista aérea fotografada por um drone.

Os drones comuns podem ter alcance de até 400 pés. (Fonte:Aleksejs Bergmanis / Pexels)

Autonomia da bateria

A autonomia da bateria é um fator essencial a ser observado na escolha de um drone. Há modelos com o tempo máximo de 10, 12 e 15 minutos, o que pode ser considerado um período muito curto para fazer filmagens em áreas amplas.

Para fazer fotos e vídeos, o ideal é que o drone tenha um tempo de voo mais longo. Os modelos mais sofisticados se sobressaem neste aspecto e oferecem baterias com duração de 20, 25 e até 30 minutos.

Imagem de um drone, controle remoto e bateria.

A bateria dos drones oferece tempo de voo de 10 a 30 minutos, depende do modelo. (Fonte: Dose media / Unsplash)

Recursos extras

Os drones podem vir com alguns recursos extras, são eles:

  • Streaming de vídeo HD ao vivo;
  • Mapeamento em 3D para traçar rotas e desviar de obstáculos;
  • Tecnologia de rastreamento de objetos;
  • GPS integrado;
  • Rede Wi-Fi integrada;
  • Tecnologia FaceAware (reconhecimento facial);
  • Comando Go Home / Return to home (drone retorna ao ponto de partida);
  • Bateria com autonomia de até 30 minutos.

Embora algumas funções sejam bem interessantes, Vale ressaltar que recursos extras podem encarecer o produto, portanto, vale a pena refletir se eles são realmente úteis. Caso contrário você estará pagando bem mais por algo que nem irá usar.

(Fonte da imagem destacada: Inmortal Producciones / Pexel)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.