Mulher pegando dinheiro no banco.
Ultima atualização: 3 de janeiro de 2020

Como escolhemos

10Produtos analisados

19Horas investidas

6Estudos avaliados

67Comentários coletados

Se você está à procura de um empréstimo, seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! No artigo de hoje, nós vamos falar de uma das modalidades mais atrativas do mercado, tanto em termos de facilidade de aquisição quanto de pagamento da dívida. Tratamos aqui do empréstimo consignado.

O empréstimo consignado, apesar de ser destinado apenas a algumas categorias de trabalhadores, é a que oferece taxas de juros mais baixas em comparação a outros tipos de crédito.

No entanto, a tarefa de escolher o melhor empréstimo não é simples. Afinal, existe uma grande variedade de regras e taxas cobradas pelas instituições financeiras e bancos. Por isso, nesse artigo, nós vamos explicar quais critérios você deve considerar para escolher o melhor empréstimo consignado do mercado.




Primeiro, o mais importante

  • O empréstimo consignado é um meio simples e seguro para obter crédito sem comprometer tanto o seu orçamento.
  • Com juros mais baixos, essa modalidade de empréstimo é descontada diretamente da sua folha de pagamento.
  • Hoje existem muitos bancos e instituições financeiras que oferecem esse tipo de empréstimo, e cada um com suas regras. Por isso, é preciso pesquisar bem antes de fechar o contrato.

Você também pode gostar:

Melhores empréstimos consignados: Nossas recomendações

Quando você decide pedir um empréstimo consignado é que percebe a quantidade de opções disponíveis no mercado. Para facilitar a sua escolha, nós fizemos uma seleção com os melhores credores existentes atualmente. Veja:

O empréstimo consignado da Caixa está disponível para os funcionários de qualquer empresa conveniada com o banco ou para aposentados e pensionistas do INSS. A Caixa permite ainda antecipar o pagamento das parcelas do empréstimo quando você quiser, ou seja, caso você receba algum dinheiro extra é possível, por exemplo, liquidar mais parcelas durante um mesmo mês.

O empréstimo com maior prazo de pagamento

No Bradesco, o empréstimo consignado conta com taxas de juros a partir de 1,26% a.m., conforme o seu convênio. Você pode contratar e refinanciar de onde quiser: Internet Banking, App Bradesco, Autoatendimento, Banco 24Horas e postos de Atendimento. Os prazos de pagamento são de 72 meses com o INSS, 96 meses para funcionário público e de até 48 meses para trabalhadores de empresas privadas. Não é preciso ser correntista do banco.

O empréstimo mais seguro de todos

Com até 120 meses para pagar, caso você seja servidor público, ou até 48 meses para funcionários de empresas privadas, o empréstimo consignado do Santander lhe dá a opção de optar pelo Seguro Proteção Total ou o Seguro Proteção com Desemprego. Assim, você garante o pagamento do saldo devedor do crédito consignado em qualquer situação e pode receber até R$ 9 mil em caso de demissão sem justa causa.

Guia de Requisição: Tudo o que você precisa saber sobre empréstimo consignado

Se você precisa de dinheiro a curto prazo e cogita pedir um empréstimo, é preciso avaliar muito bem as taxas de juros, os prazos e as condições de pagamento e, é claro, a idoneidade do banco ou instituição financeira que vai emprestar o dinheiro.

Além disso, é importante considerar que existem diversas modalidades de empréstimos nos dias de hoje. E o empréstimo consignado é um dos mais populares.

Isso porque esse tipo de empréstimo é considerado uma das formas mais seguras de conseguir dinheiro a curto prazo, tanto para os credores quanto para os clientes.

Nesse Guia de Requisição, nós vamos mostrar como funciona e no quê você deve prestar atenção para escolher e requisitar o melhor empréstimo consignado de acordo com a sua situação e necessidade.

Mulher em escritório, fazendo anotações e usando a calculadora.

O empréstimo consignado é um dos mais atrativos do mercado atualmente. (Fonte: Andriy Popov/ 123rf.com)

Empréstimo consignado: O que é e como funciona?

Quando você faz um empréstimo, você pede uma certa quantia de dinheiro emprestado a um banco ou uma instituição financeira, e paga de volta por meio de prestações mensais.

O empréstimo consignado funciona da mesma forma, a diferença é que as parcelas pagas todo mês são descontadas diretamente do contracheque ou do benefício do INSS do devedor.

Por isso, a garantia de que o devedor pagará pelo empréstimo é bem maior se comparada a outros tipos de crédito. E, justamente por isso, o empréstimo consignado conta com taxas de juros bem menores.

Homem com dinheiro e calculadora.

Com o empréstimo consignado você pega dinheiro emprestado e paga com o seu salário. (Fonte: Pavel Kunitsky/ Pexels.com)

Por conta dos juros mais baixos, esse tipo de empréstimo é tido como uma das melhores opções para quem precisa de dinheiro no curto prazo.

No entanto, não é qualquer pessoa que tem direito ao empréstimo consignado. Afinal, como mencionamos, é preciso ter um contracheque ou ser beneficiário do INSS para garantir o pagamento da dívida a juros menores.

Além disso, também não é possível requisitar o empréstimo de qualquer quantia de dinheiro. Como veremos mais à frente, existe uma margem consignável.

Quem pode contratar um empréstimo consignado?

Como vimos, é preciso que você comprove ter uma renda fixa para ter direito a um empréstimo consignado.

Por isso, as categorias elegíveis a contratar esse tipo de empréstimo são: Aposentados ou pensionistas do INSS, servidores públicos, militares das Forças Armadas e trabalhadores de empresas privadas.

No entanto, as regras para ter e pagar pelo empréstimo consignado não são as mesmas para todos. Cada categoria conta com idades mínimas e prazos de pagamento diferentes.

Homem e mulher de terno.

É preciso ter renda fixa para pedir um empréstimo consignado. (Fonte: Rebrand Cities/ Pexels.com)

O consignado também é uma alternativa para quem está com o nome sujo, já que para esse tipo de empréstimo não há consulta ao SPC ou Serasa.

Por outro lado, se você está desempregado ou é um trabalhador autônomo não poderá pedir o empréstimo consignado, justamente porque não terá como comprovar renda fixa.

Como ocorre a liberação do empréstimo consignado?

Mesmo que você se enquadre nas categorias que podem se beneficiar com o empréstimo consignado, isso não significa que você terá o crédito liberado automaticamente.

Para conseguir o empréstimo consignado você precisa comprovar que tem uma renda suficiente para arcar com a dívida que pretende adquirir.

Além disso, para contratar o empréstimo consignado, os bancos costuma pedir por alguns documentos. São eles:

  • Documento de identificação com foto (RG ou CNH).
  • CPF.
  • Comprovante de residência.
  • Contracheque atualizado ou extrato do INSS.

Portanto, a liberação do crédito consignado ocorre somente após a aprovação da renda e da documentação, da assinatura e averbação do contrato.

Em seguida, o crédito consignado pode ser liberado tanto na forma de empréstimo, com dinheiro depositado na sua conta, quanto na forma de um cartão de crédito.

O que é a margem consignável no empréstimo consignado?

Como vimos, é preciso que você tenha renda suficiente para arcar com a dívida do empréstimo. Mas, além disso, quem quer um empréstimo consignável não pode comprometer toda a sua renda. Por isso existe a margem consignável.

Margem consignável é o valor máximo da renda de um trabalhador, aposentado, pensionista ou servidor público que pode ser usada para pagar pelo empréstimo consignado.

5% deve ser utilizado exclusivamente através de um cartão de crédito específico.

Dessa forma, o crédito consignado pode ser obtido no valor limite de 35% do valor mensal do salário, aposentadoria ou pensão. Desse valor, 5% deve ser utilizado exclusivamente através de um cartão de crédito específico.

Assim, se uma pessoa tem um rendimento mensal de R$ 5 mil líquido, por exemplo, ela poderá se comprometer com o pagamento mensal do empréstimo de, no máximo, R$ 1,2 mil.

Essa norma existe justamente para proteger o trabalhador e evitar que ele comprometa o seu orçamento além do que deve.

O que é o cartão de crédito consignado?

Como vimos, 5% do empréstimo consignado é utilizado por meio de uma cartão de crédito. O cartão de crédito consignado é parecido com o cartão convencional, mas só está disponível para quem faz o empréstimo.

Além disso, com o cartão de crédito consignado, caso o titular não consiga pagar o valor total da fatura, o pagamento mínimo é descontado diretamente do salário ou benefício.

Homem entregando cartão para mulher passar na maquinha.

O cartão de crédito consignado é destinado apenas para quem pede o empréstimo consignado (Fonte: energepic.com / Pexels.com)

O cartão de crédito consignado também não possui anuidade, tem limites de crédito maior e o cliente não é obrigado a ser correntista no banco onde requisitou o empréstimo.

No entanto, em alguns casos,  para adquirir o cartão de crédito consignado, é permitida a cobrança de uma taxa de emissão no valor de R$15. Mas esse valor precisa ser informado e discriminado previamente no contrato.

Vale destacar ainda que o cartão de crédito consignado não demanda análises cadastrais, o que é ideal também para os negativados.

Mulher piscando com cartão Nubank na frente do rosto

3 de dezembro de 2019

Quais as diferenças entre empréstimo pessoal e empréstimo consignado?

Existem inúmeras diferenças entre o empréstimo pessoal comum e o consignado. A principal é que, no primeiro, as taxas de juros costumam ser maiores, de cerca de 6,49% ao mês, e o prazo para pagar a dívida é menor, sendo de até 48 meses.

Já o empréstimo consignado tem taxas de juros que variam entre 2,05% e 2,08% ao mês. E, nessa modalidade, aposentados, pensionistas e servidores públicos têm mais tempo para pagar pelo empréstimo.

Ainda que esse prazo varie dependendo do banco ou da instituição financeira, em geral, aposentados e pensionistas têm até 72 meses para pagar o empréstimo consignado. Já os servidores públicos costumam ter até 96 meses para quitar a dívida.

Homem entregando notas de dinheiro para outra pessoa.

O empréstimo consignado é mais vantajoso e menos burocrático. (Fonte: Raten-Kauf/ Pixabay )

Outra diferença é que o pagamento do empréstimo pessoal pode ser feito por meio de boleto ou débito em conta. Já o consignado, como vimos, é descontado diretamente do contracheque. Ou seja, o seu salário cai na sua conta já com a dívida debitada.

Com isso, quem faz o empréstimo consignado não corre o risco de atrasar o pagamento do empréstimo, nem de incorrer em multas e juros que, consequentemente, iriam aumentar o valor da dívida.

Outra vantagem do consignado é que esse tipo de empréstimo pode ser liberado até para negativados. E o prazo de liberação do crédito consignado é menor.

Mas as diferenças não param por aí. A seguir você confere as principais na tabela abaixo.

Empréstimo pessoal Empréstimo consignado
Taxa de juros Mais alta Mais baixa
Beneficiários Qualquer pessoa que tenha conta no banco credor Aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos, trabalhadores com carteira assinada e militares das Forças Armadas
Limite do valor liberado Até 30% do rendimento mensal líquido Até 35% do rendimento mensal líquido
Prazo para pagamento Até 48 meses Até 96 meses
Prazo para liberação do crédito Até 72 horas Até 48 horas
Garantias exigidas Fiador e avalista Renda fixa e margem consignável
Liberado para negativados Não Sim
Forma de pagamento Boleto ou débito automático em conta Débito no contracheque ou benefício do INSS

Custo Efetivo Total: Quais os custos do empréstimo consignado?

Quando uma pessoa contrata um empréstimo consignado, além da taxa de juros, ela pagará  tributos, seguros e custos operacionais.

Por isso, para saber qual é o empréstimo consignado mais barato, é preciso verificar o Custo Efetivo Total (CET), que engloba todos os encargos e despesas que você vai pagar pelo empréstimo.

Cada banco determina um CET mas, de forma geral, esse custo inclui:

  • Taxa de Juros
  • Taxa de análise de crédito
  • Taxa de manutenção de cadastro
  • Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)
  • Seguros

Lembrando que todos os custos devem estar inclusos no valor contratado e o valor do CET deve constar no contrato.

Por isso, antes de assinar o contrato, confirme se o valor final do empréstimo é o mesmo da proposta oferecida. Certifique-se de que não há nenhum serviço adicionado sem autorização.

Qual a quantidade de empréstimos consignados posso ter?

A quantidade máxima de empréstimos consignados que um beneficiário do INSS pode ter foi alterada de seis para nove.

Já os servidores públicos podem pedir quantos empréstimos consignados desejarem. O limite, nesse caso, corresponde à margem disponível.

Quais as vantagens e desvantagens do empréstimo consignado?

Como vimos, existem muitas vantagens quando consideramos o empréstimo do tipo consignado.

A principal é, certamente, o fato de que esta modalidade oferece uma taxa de juros bem menor se comparada ao empréstimo pessoal e até a outros tipos de crédito como o cheque especial, por exemplo.

Além disso, como o banco tem a garantia de recebimento do pagamento da dívida, já que o empréstimo consignado é debitado diretamente na folha do pagamento, a burocracia para contratar e liberar o dinheiro é menor.

Outra vantagem é que existe uma margem consignável e, dessa forma, você não corre o risco de comprometer demais a sua renda. Sem contar nos prazos mais longos para pagar a dívida do empréstimo consignado, já que as instituições financeiras costumam oferecer prazos longos.

Calculadora, caneta e papéis.

O empréstimo consignado pode ser muito mais vantajoso. (Fonte: Pixabay/ Pexels.com)

No entanto, existem algumas desvantagens com relação ao empréstimo consignado. A principal é o fato de, assim como qualquer empréstimo, o consignado também é uma dívida, na qual você paga juros e encargos.

Ou seja, no fim das contas, você sempre pagará mais do que pediu emprestado. Por isso, apenas recorra ao empréstimo em último caso.

Além disso, como os prazos de pagamento são mais longos, isso significa que sua renda ficará comprometida por mais tempo. Sem contar que o desconto do pagamento do empréstimo consignado não pode ser adiado ou suspenso.

É possível antecipar a liberação do empréstimo consignado?

Em geral, o crédito do empréstimo consignado pode levar entre 3 e 5 dias para ser liberado na sua conta. Isso vai depender do banco ou instituição financeira que você escolher. Alguns bancos, por exemplo, chegam a disponibilizar o crédito em até 3 minutos na sua conta.

De qualquer forma, ainda que o processo de liberação do dinheiro do empréstimo consignado possa ser antecipado, é importante frisar que os bancos e as instituições financeiras não solicitam nenhum depósito antecipado para liberar o crédito.

A cobrança de depósitos antecipados para consulta ou liberação de crédito é uma prática criminosa e deve ser denunciada. Por isso, muito cuidado para não se tornar vítima de um golpe que, infelizmente, está se tornando comum.

Empresas usam de má-fé com pessoas que estão desesperadas precisando de um empréstimo e alegam que, para liberar o dinheiro, é preciso que o solicitante pague antes uma taxa ou sinal. Essa é uma prática criminosa.

Afinal, toda a garantia que o banco ou a instituição financeira precisa para liberar o seu crédito, é o fato de você ter uma renda fixa comprovada pela folha de pagamento com margem consignável compatível ao crédito que você deseja.

Ou seja, o fato de você permitir que o empréstimo consignado seja debitado da sua conta já é a garantia que o banco ou instituição precisa. Além disso, todos os custos do empréstimo consignado já estão inclusos no CET.

Em que situação você deve ou não pedir um empréstimo consignado?

Ainda que o empréstimo consignado tenha inúmeras vantagens é sempre bom lembrar que pedir dinheiro emprestado significa que você terá que arcar com uma nova dívida.

Por isso, é importante avaliar bem antes de decidir recorrer a um empréstimo. De acordo com os especialistas, você só deve criar essa nova dívida se de fato você tiver condições de pagar por toda ela e certificando-se de que a parcela cabe no seu bolso.

Com isso  em mente, esse tipo de crédito pode ser uma boa alternativa caso você tenha uma dívida cara com juros maiores do que o do empréstimo consignado.

Outra situação na qual você pode considerar o empréstimo consignado é no caso de você decidir abrir um negócio ou fazer uma pequena reforma em casa.

Mulher usando calculadora com prancheta.

É preciso avaliar bem se o empréstimo é a melhor opção para o seu caso. (Fonte: rawpixel.com/ Pexels.com)

Mas existem algumas situações em que o empréstimo pode acabar piorando ainda mais a sua vida financeira.

Por exemplo, se você pretende contratar um empréstimo consignado para pagar compras do dia-a-dia, o ideal é que você reveja o seu orçamento, corte gastos ou aumente sua renda. O empréstimo aqui certamente vai aumentar as suas dívidas.

Além disso, os especialistas recomendam que você evite pegar um empréstimo consignado para fazer uma aplicação, para emprestar para alguém, ou mesmo para pagar dívidas pequenas.

Critérios de Requisição: Comparando os empréstimos consignados

Como vimos, antes de assinar o contrato de um empréstimo consignado é importante verificar todas as taxas que você terá que pagar. Mas, além disso, é preciso ficar atento a outro pontos que podem diferenciar um empréstimo de outro.

Para ajudar você nesse processo, recomendamos que você leve em consideração os seguintes fatores antes de fechar o contrato. São eles:

A seguir, nós vamos explicar em detalhes cada um desses critérios para que você possa escolher o melhor empréstimo consignado.

Instituição

O primeiro fator que você deve levar em conta é o banco ou a instituição financeira que irá emprestar o dinheiro. Isso porque, as taxas e as condições de empréstimos vão variar bastante dependendo da credora.

Além disso, é fundamental que você confirme que a instituição financeira escolhida está autorizada pelo Banco Central do Brasil a conceder o empréstimo consignado.

Já se você for aposentado ou pensionista, é importante verificar também se o banco ou instituição está conveniada ao INSS.

Homem de terno e gravata checando celular e notebook.

É preciso pesquisar bem sobre o banco ou instituição financeira antes de fechar o contrato. (Fonte: Snapwire/ Pexels.com)

Dessa forma, você estará garantindo que a empresa credora está atuando dentro da lei e de forma idônea.

Mas, se você quiser ter ainda mais certeza, pesquise sobre a instituição financeira ou o banco em sites como o Reclame Aqui e nas redes sociais.

Vale ressaltar ainda que é necessário que a empresa que paga o seu benefício ou salário tenha um convênio com o banco credor que você escolher para pegar o empréstimo consignado.

Juros

Como mencionamos, um dos atrativos do empréstimo consignado é que as taxas de juros são mais baixas se comparadas a outras modalidades de crédito. Mas ainda assim essa taxa varia bastante.

Por isso, além de analisar minuciosamente o CET é fundamental que você verifique em separado também as taxas de juros.

Por exemplo, de acordo com o Banco Central do Brasil, a taxa de juros cobrada em empréstimos consignados com INSS pode variar entre 1,34% e 2,12% ao mês. (1)

foco

Você sabia que o cheque especial também é uma modalidade de empréstimo?

Ele funciona como um limite já pré-aprovado para quando o cliente gasta mais do que têm.

Nesse caso, o saldo fica negativado, e é justamente esse valor que entra no cheque especial, que deve ser pago com juros.

Mas o fato é que os juros do cheque especial são os maiores do mercado e, dependendo do banco, podem chegar a mais de 14% ao mês.

Observe também que a taxa de juros varia dependendo da sua condição, seja você aposentado, pensionista ou servidor público.

Prazos para pagamento

Verifique também os prazos de pagamento oferecidos para que você possa quitar a dívida ao pegar o empréstimo consignado.

É importante avaliar se as condições disponíveis realmente cabem no seu orçamento. Isso porque quanto maior o prazo, maior serão os juros e maior será o tempo que a sua renda ficará comprometida.

Por isso, é muito importante fazer a simulação do empréstimo consignado nos sites das operadoras.

Pessoa assinado um contrato.

Antes de assinar o contrato, é preciso verificar qual o melhor prazo de pagamento de acordo com sua condição financeira. (Fonte: edar/ Pixabay.com)

Nesse quesito, os prazos vão variar de acordo com a sua situação e também com o banco ou instituição que você escolher. Como já vimo, aposentados e pensionistas do INSS têm até 72 meses para pagar a dívida.

Já os servidores público podem ter até 96 meses para quitar o empréstimo; e trabalhadores de empresas privadas pagam, em média, em até 48 meses.

Idade

Outro critério que você deve considerar é a idade máxima permitida pela instituição para realizar o contrato do empréstimo consignado.

Em tese, pessoas com até 80 anos podem contratar esse tipo de empréstimo. Mas cada banco define a sua política de crédito.

Resumo

O empréstimo consignado é a modalidade que oferece os menores juros, já que é descontado diretamente na folha de pagamento. Por isso, esse tipo de empréstimo só pode ser feito por quem é aposentado ou pensionista do INSS, servidor público ou empregado de empresa privada com carteira assinada.

Ou seja, é preciso que você tenha renda e margem consignada para conseguir esse tipo de empréstimo. Feito isso, é possível escolher entre diversos bancos e instituições desde que eles tenham convênio com a sua fonte pagadora e seja autorizados pelo Banco Central.

(Fonte da imagem destacada: dolgachov/ 123rf.com)

Referências (1)

1. Estatística: Pessoa Física - Crédito pessoal consignado INSS
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.
Site do Banco Central do Brasil
Estatística: Pessoa Física - Crédito pessoal consignado INSS
Ir para a fonte