Dinheiro e moedas.
Ultima atualização: 26 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

6Produtos analisados

30Horas investidas

13Estudos avaliados

216Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! O artigo de hoje é para você que precisa de dinheiro para investir, expandir ou até mesmo para pagar as contas da sua empresa. Isso porque vamos tratar aqui do empréstimo empresarial.

O empréstimo para empresas é uma solução para quem precisa de dinheiro rápido. Porém, como existem muitas variáveis que podem encarecer a dívida, é preciso atenção na hora de escolher a melhor opção. E é sobre isso que vamos tratar a seguir.




Primeiro, o mais importante

  • O empréstimo empresarial é uma forma de obter dinheiro para aplicar no seu negócio.
  • Como se trata de uma dívida, você precisará arcar com juros e outras taxas cobradas pelas instituições financeiras.
  • Mas com um bom plano de negócios e planejamento financeiro você terá muitas vantagens com o empréstimo empresarial.

Você também pode gostar:

Melhores empréstimos empresariais: Nossas recomendações

O melhor empréstimo empresarial

No Bradesco você pode contratar o empréstimo empresarial para capital de giro, seja para comprar matérias-primas, estoque ou ainda para suprir as necessidades do caixa. No Bradesco você opta pela garantia de alienação fiduciária, com aval, com garantia de cheques pré-datados, duplicadas ou de recebíveis multicartões Bradesco.

O ideal para antecipação de crédito

O empréstimo empresarial do Banco do Brasil é um dos mais diversificados. Nele você pode optar por pegar dinheiro emprestado para capital de giro, para antecipar as vendas da sua empresa ou financiar investimento. Para a antecipação de crédito ao lojista, os juros são cobrados a partir de 0,94% ao mês e o processo é todo online.

O empréstimo com maior prazo

O banco Itaú oferece empréstimo para capital de giro no qual você só precisa pagar a primeira parcela em até 90 dias e tem prazos de até 54 meses para quitar a dívida. Você realiza todo o processo por meio da internet e como garantia são exigidos aplicação financeira, duplicatas, recebíveis de cartão ou uma pessoa física como garantidor.

Guia de Contratação: Tudo sobre empréstimo empresarial

O empréstimo empresarial é uma forma de pegar dinheiro emprestado e utilizar dentro do seu negócio. Hoje existem diversas opções de empréstimos que levam em conta o destino do dinheiro e também o tipo de empreendimento.

Por isso, nós criamos esse Guia de Contratação. A seguir, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre como funciona o empréstimo empresarial.

Homem analisando gráficos no tablet.

O empréstimo empresarial pode alavancar os seus negócios. (Fonte: Free-Photos/ Pixabay.com)

Como funciona o empréstimo empresarial?

O empréstimo para empresas funciona basicamente da mesma forma que um empréstimo pessoal.

Ou seja, você pede dinheiro emprestado para uma instituição financeira e, caso o pedido seja aprovado, você pode utilizar o valor para custear algum investimento na sua empresa, expandir o negócio, comprar maquinário e até pagar dívidas.

Mas é claro que, para pagar de volta o dinheiro que a instituição lhe emprestou, existe um custo. Ou seja, você irá pagar pelo empréstimo empresarial concedido mais os juros que são acrescidos.

Homem entregando notas de dinheiro para outra pessoa.

O empréstimo tem vantagens e desvantagens. (Fonte: Raten-Kauf/ Pixabay.com)

A grande diferença, no entanto, é que quando tratamos de empréstimos para empresas existem linhas de crédito específicas, que consideram o segmento de atuação da empresa e/ou a finalidade de uso do valor emprestado.

E para conseguir um empréstimo de empresa, as regras e exigências são ainda maiores. isso porque é preciso provar que o negócio tem futuro e que vai gerar lucro suficiente para que o empresário consiga pagar pela dívida contraída com o empréstimo.

Quais são os tipos de empréstimos para empresas?

Existem vários tipos de empréstimos empresariais, tanto aqueles que são voltados para o tamanho da empresa em questão, quanto os empréstimos públicos e privados.

Mas, de maneira geral, podemos dizer que os empréstimos para empresas se diferenciam principalmente em função do destino do dinheiro.

Para você ter uma noção geral, confira a seguir as principais características de alguns dos tipos de empréstimos empresariais mais comuns:

Para capital de giro

O empréstimo empresarial para capital de giro é aquele destinado a manter as operações diárias de uma empresa.

Essa modalidade serve para repor estoques, comprar mercadorias e insumos, custear despesas administrativas, entre outras necessidades da empresa.

A principal característica desse empréstimo empresarial é a taxa de juros pré-fixada, além do financiamento sem carência e de curto prazo. Além disso, em geral, a garantia poder ser fornecida por um sócio.

Para investimento fixo

O investimento fixo é um tipo de empréstimo empresarial voltado para a expansão da empresa, além da modernização por meio da reposição de máquinas, móveis, equipamentos, utensílios, instalações e etc.

Para antecipação de receita

Você também pode utilizar os valores que tem a receber provindos das operações realizadas pelo seu negócio como uma forma de empréstimo.

Ou seja, você recebe antecipadamente o que iria receber em um futuro próximo, mas por isso paga uma taxa ao banco. Nesse caso, existem três formas de empréstimo para antecipação de receita:

  • Descontos de promissórias e duplicatas: Esses títulos são repassados ao banco, que fornece o valor necessário em contrapartida;
  • Desconto de cheques: Os cheques pré-datados que a empresa possui são entregues ao banco e o valor recebido é usado para cobrir o caixa;
  • Faturas de cartões de crédito: O banco recebe os valores a receber dos cartões de crédito, e as faturas servem como garantia para o empréstimo.

Para venda e compra

No tipo de empréstimo empresarial de venda a empresa obtém empréstimo para os compradores e recebe o valor da venda à vista.

Já no empréstimo do tipo compra, a empresa compra o que precisa dos fornecedores e o banco paga à vista, conseguindo um valor mais baixo. A empresa, por sua vez, paga o valor emprestado a prazo.

Quando contratar o empréstimo empresarial?

Contratar um empréstimo significa que você está adquirindo uma dívida. Ou seja, você terá que pagar pelo valor emprestado mais a taxa de juros.

Por isso, você apenas deve considerar contratar um empréstimo para a sua empresa caso outras alternativas, como poupar dinheiro e reduzir custos, já tenham sido consideradas.

Veja a seguir algumas das situações nas quais o empréstimo empresarial pode ser a melhor alternativa:

  • Para distribuição de parte dos lucros aos acionistas de sua empresa;
  • Para quitação de passivos (contas a pagar);
  • Para compra de bens e direitos;
  • Para fazer novos investimentos;
  • Para pagamento de contas.

Qual o passo a passo para pedir o empréstimo empresarial?

Pedir um empréstimo nunca é um processo simples. A principal burocracia é comprovar que você terá recursos suficientes para arcar com o pagamento da dívida.

Por isso, quando você faz o pedido de um empréstimo para empresa, a instituição financeira faz exigências, pede por garantias e demanda uma vasta documentação.

Veja a seguir quais são as principais etapas que você deve seguir para pedir crédito para sua empresa:

  • Planejamento: Defina a finalidade do empréstimo e a quantia exata que sua empresa vai precisar;
  • Finanças em dia: Mesmo que o empréstimo seja para sua empresa, a instituição financeira vai analisar o seu CPF e sua situação financeira pessoal. Você precisar estar com o nome limpo;
  • Plano de negócios: É com o plano de negócios que você vai tentar convencer o banco de que o seu projeto é viável e você conseguirá para pagar as prestações do empréstimo empresarial.

Depois disso, reúna toda a documentação exigida pela instituição financeira e entregue junto com o plano de negócios. Feito isso, é hora de aguardar a análise que será feita pelo banco.

foco

Você sabia que o maior motivo de recusa de crédito para empresas é a falta de garantias sólidas e/ou de avalistas?

Como funciona o empréstimo empresarial MEI?

Entre os diversos tipos de empréstimos para empresas que você pode contratar está o Microcrédito.

O Microcrédito é uma linha especial de empréstimo voltada especificamente para o microempreendedor individual (MEI).

O principal diferencial é que esse tipo de empréstimo conta com taxas mais baratas e menos burocracia.

No site do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) você tem acesso a uma lista de agentes operadores de recursos ao microempreendedor.

Dois homens analisando dados numéricos no papel com notebooks abertos.

Existem condições especiais de empréstimos para quem é MEI. (Fonte: Free-Photos/ Pixabay.com)

Além disso, você também pode pedir um empréstimo para MEI no BNDES. Mas, nesse caso, como o BNDES não tem agência, as operações são realizadas por parcerias com instituições financeiras.

De toda forma, empresas podem solicitar empréstimos do banco desde que o faturamento anual da pequena empresa seja entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões.

Além disso, os recursos liberados por meio dessa alternativa são destinados a um fim específico, tratando-se portanto de financiamento que pode ser relacionado à construção, aquisição de máquinas e equipamentos, bens de produção e insumos, veículos, capital de giro, entre outros.

Quais os prós e contras do empréstimo para empresa?

Se você se organizar e se planejar existem muitas vantagens quando tratamos de um empréstimo empresarial. O fato é que um empréstimo pode ser, em muitos casos, vital, para a sobrevivência da sua empresa.

Com o empréstimo para empresa, você tem acesso rápido a um dinheiro que pode aumentar os seus lucros, seja comprando mais estoque, maquinário ou mesmo aprimorando a publicidade do seu negócio.

Além disso, é possível um maior planejamento já que você pode pagar pelo empréstimo empresarial em prestações mensais e, em geral, por um longo prazo.

Cafeteria.

Com o empréstimo você pode ampliar sua empresa e seus lucros. (Fonte: Free-Photos/ Pixabay.com)

No entanto, se você não calcular os riscos, o empréstimo empresarial pode acabar sendo um desastre na vida financeira da sua empresa.

Isso porque, além de ter que pagar pelo dinheiro emprestado, você precisa pagar pela taxa de juros e outras cobranças que são acrescidas às parcelas.

Além disso, como se trata de um processo burocrático, caso você não prove que conseguirá pagar pela dívida ou ainda que o seu negócio é lucrativo, é bem possível que não consiga aprovação do empréstimo empresarial.

Veja a seguir um resumo das principais vantagens e desvantagens do empréstimo empresarial:

Vantagens
  • Investimento em melhorias e renovação
  • Para pagar contas e lucros
  • Permite planejamento
  • Pagamento em prestações
Desvantagens
  • Tem juros e outras taxas
  • Compromete o orçamento
  • Não é simples de ser aprovado

Onde conseguir o empréstimo para empresas?

Como vimos, os empréstimos são, em geral, concedidos por instituições financeiras que podem ser os tradicionais bancos, além de fintechs e cooperativas.

Na hora de escolher o melhor empréstimo empresarial, o primeiro fator que você deve analisar é a reputação da instituição financeira que vai conceder o empréstimo.

É fundamental que a instituição seja idônea.

É fundamental que a instituição seja idônea e que tenha tradição e renome no mercado.

Mas, além disso, é importante saber que, dependendo da instituição financeira, itens como prazos de pagamento, limites de crédito e taxas de juros aplicadas podem variar bastante.

Esses são elementos importantes e que geram impacto no valor final do empréstimo empresarial.

Critérios de Contratação: Como comparar os empréstimos empresariais

Na hora de escolher o melhor empréstimo empresarial o o ideal é que você faça simulações, que podem ser feitas online.

Ao simular o empréstimo para empresa, você poderá, então, comparar os principais critérios que diferenciam um empréstimo empresarial de outro e escolher o melhor de acordo com suas expectativas e necessidades.

Para ajudar você nessa fase, listamos abaixo os fatores mais importantes que você deve observar na hora de escolher o melhor empréstimo para a sua empresa.

A seguir vamos explicar cada um desses tópicos em detalhes para que não lhe reste dúvidas na hora de contratar o melhor empréstimo empresarial.

Fatores de restrição

O primeiro item que você deve levar em conta na hora de escolher o melhor empréstimo empresarial são os fatores de restrição impostos pelas instituições financeiras.

Os bancos são os que mais costumam impor condições para conceder o empréstimo. Trata-se de uma forma de aumentar a garantia de que você conseguirá pagar pelo dinheiro que será emprestado.

Por exemplo, é muito comum que as instituições financeiras estipulem restrições que se referem ao tipo de garantia que você dará ao banco para conseguir o empréstimo empresarial.

Calculadora, folhas com dados e caneta.

É preciso analisar se você tem como arcar com as garantias financeiras necessárias. (Fonte: Pixabay/ Pexels.com)

A instituição pode requisitar, por exemplo, que você tenha bens, imóveis, promissórias ou ainda o aval dos sócios como uma garantia para o pagamento do empréstimo empresarial.

Alguns banco, por outro lado, restringem o empréstimo a empresas que tenham, pelo menos, um ano de atividade com CNPJ ativo e conta bancária de pessoa jurídica.

Os mais burocráticos pedem ainda que a empresa tenha um faturamento mínimo mensal para que o empréstimo seja concedido.

Montante e parcelas

Em seguida, é importante que você avalie bem qual o montante que a instituição financeira disponibiliza para o empréstimo empresário.

Algumas instituições financeiras estipulam um limite de valor a ser emprestado. Em geral, esse valor varia entre R$ 5 mil e R$ 150 mil, mas isso pode mudar dependendo do banco.

Pessoa usando calculadora com dinheiro na outra mão.

Considere qual a quantidade que você pode pegar emprestado.(Fonte: HeungSoon/ Pixabay.com)

Além disso, é fundamental que você analise bem a quantidade de parcelas e o valor a se pago pelo empréstimo empresarial.

Você vai encontrar instituições financeiras que permitem que a dívida seja paga em até 24 parcelas.

Taxa de juros

Assim como ocorre em qualquer tipo de empréstimo, também no empresarial o principal fator que você deve considerar é a taxa de juros.

É a taxa de juros que vai incidir sobre as suas prestações que você pagará ao banco e que vai aumentar o valor da sua dívida.

Nesse quesito é claro que quanto menor os juros mais lucrativo será o empréstimo para a empresa.

C.E.T.

Mas, além da taxa de juros, o banco também vai cobrar de você outros custos que ele terá para a realização da operação.

Entre os principais custos cobrados pelos bacos ao conceder o empréstimo empresarial estão: Tributos, tarifas, seguros, custos com registro de contrato, despesas administrativas, entre outros.

Todos esses custos são agrupados no  Custo Efetivo Total (C.E.T.), um documento que o banco é obrigado a lhe mostrar em detalhes antes de você assinar o contrato.

Por isso, leia todas as cláusulas com atenção e certifique-se de que concorda com todas as condições impostas.

Resumo

O empréstimo empresarial é uma alternativa para quem precisa de dinheiro rápido, seja para investir no negócio, seja para comprar bens ou até pagar contas. A grande vantagem é que, com ele, você pode pagar em prestações mensais.

Porém, para conseguir o empréstimo para empresa é preciso comprovar que você conseguirá arcar com a dívida, que é acrescida de juros e outras taxas. Por isso, é fundamental que haja planejamento e que você leve em conta os custos e taxas  cobrados.

(Fonte da imagem destacada: stevepb/ Pixabay.com)

Por que você pode confiar em nós?

Victor Oliveira Consultor em Investimentos
A graduação em economia foi um caminho natural para Victor, que desde pequeno era apaixonado por números e cálculos. A explosão das corretoras de investimentos no Brasil é recente, mas para ele, o assunto é muito antigo - e importante. Trader profissional, Victor auxiliar amigos, parentes e clientes a investir o dinheiro nas melhores oportunidades, economizando sempre que possível.
Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.