Imagem de um estetoscópio.

Olá, seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre o estetoscópio, um instrumento bastante utilizado por profissionais da área médica para realizar a ausculta (escuta) dos sons vasculares, respiratórios, pulmonares e da região abdominal.

Esse equipamento é o primeiro contato do médico ou enfermeiro com o paciente. Se o profissional tiver a habilidade da ausculta bem desenvolvida, este é um excelente modo de realizar um diagnóstico rápido e não invasivo.

Se você está procurando um estetoscópio veio ao lugar certo, neste artigo vamos apresentar tudo o que você precisa saber sobre o equipamento, quais são as principais funções e como escolher o modelo ideal.



Primeiro, o mais importante

  • Existem dois tipos de estetoscópios: o modelo convencional (analógico) e o equipamento digital, embora este ainda não seja tão usual quanto o modelo tradicional.
  • Um bom estetoscópio deve ter as seguintes características: hastes em aço inox e levemente maleáveis, olivas macias e anatômicas, tubo de PVC atóxico e flexível e auscultador sensível, que reproduza os sons com clareza e num volume adequado.
  • Entre as marcas que produzem estetoscópios, se destaca a Littmann da 3M, que foi fundada pelo médico norte americano David Littmann, que aperfeiçoou a acústica do equipamento. Você também pode encontrar algumas opções da BIC e excelentes modelos da Spirit.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de estetoscópio

Para ajudá-lo a comprar um bom estetoscópio, além das dicas de como escolher o modelo ideal de acordo com a sua profissão, público que atende e preferências, montamos uma seleção com os melhores modelos.

1º – Estetoscópio rappaport ER200 Bioland

O estetoscópio ER200 da Bioland tem tubo duplo e câmara de som feita de liga de alumínio que garante maior sonoridade. Este aparelho conta com olivas macias e substituíveis, e anel de zinco rosqueável para a troca do diafragma.

O produto é testado clinicamente e é indicado para examinar pacientes nas categorias infantil e adulto. O auscultador e o tubo são coloridos, e você pode escolher entre cinco tonalidades: rosa, azul, lilás, verde e vermelho. O produto tem um ano de garantia.

2º – Estetoscópio Professional Spirit

O estetoscópio da linha Professional da Spirit tem o diafragma sintonizável, que capta sons em baixa e alta frequências, sem a necessidade de mudar o lado do auscultador.

A peça é feita de aço inox e oferece uma melhor resposta às diferentes frequências, reproduzindo agudos e graves bem definidos. As hastes são leves, resistentes e ergonômicas e as olivas de silicone ajustam-se anatomicamente ao canal auditivo.

3º – Estetoscópio Classic III Littmann 3M

O estetoscópio da linha Classic III da Littmann (3M) apresenta um diafragma de peça única, que é mais fácil de manusear e limpar, devido a superfície lisa e sem fendas. A face pediátrica é uma campânula tradicional, enquanto o diafragma é um aro não frio.

O tubo biauricular apresenta maior durabilidade, pois é resistente ao álcool usado na higienização e à oleosidade da pele. As hastes são fabricadas em aço inoxidável e são maleáveis, facilitando o ajuste anatômico ao canal auditivo e isolamento acústico superior.

Guia de Compra

Todos os profissionais de saúde, sejam médicos (de diferentes especialidades), enfermeiros ou auxiliares de enfermagem aprendem o que é um estetoscópio logo nas primeiras aulas da faculdade de medicina ou curso técnico.

Depois que começam a exercer a profissão dificilmente vão passar um único dia em suas vidas profissionais sem usar o equipamento. Afinal, o estetoscópio é um instrumento essencial para determinar o diagnóstico de patologias em várias áreas do corpo.

Imagem de uma médica com um estetoscópio em torno do pescoço.

O estetoscópio é um instrumento essencial no dia a dia de um profissional da área de saúde. (Fonte: Rawpixel.com / Pixabay)

O que é um estetoscópio?

O estetoscópio é um instrumento bastante popular na área médica. Ele é usado por médicos e enfermeiros para realizar o procedimento da ausculta (termo técnico que corresponde ao ato de escutar) em qualquer região do corpo.

O estetoscópio é usado para ouvir as batidas do coração, sons vasculares, de natureza respiratória (posicionando o aparelho nas costas, na região dos pulmões), do trato digestório ou de qualquer outra natureza.

Ou seja, o estetoscópio estabelece o primeiro contato do médico com seus pacientes para avaliar, diagnosticar e monitorar essas pessoas de maneira rápida sem a necessidade de realização de exames complexos (em alguns casos).

Por essa razão, milhões de profissionais da área da medicina fazem uso do estetoscópio todos os dias ao redor do mundo. Mas é preciso dedicar um tempo para aprender a auscultação e desenvolver essa habilidade.

foco

Você sabia que quando posicionado sobre o coração, o estetoscópio possibilita que o examinador escute claramente as bulhas cardíacas, sons formados em algumas etapas dos batimentos do coração?

A primeira bulha é o som da sístole cardíaca (contração do músculo cardíaco para bombear sangue para as veias), a segunda é o som da diástole (relaxamento, fase em que o sangue entra no coração), a terceira bulha é comum em crianças e adolescentes e acontece no início da diástole, se for ouvida em adultos de idade avançada, indica patologias. A quarta bulha é um som raro, pode aparecer em crianças saudáveis, mas quando presente em um adulto também indica doenças.

Para que serve um estetoscópio?

O estetoscópio serve para que o médico ou enfermeiro obtenha e avalie algumas informações sobre o funcionamento do corpo do paciente e possa realizar um primeiro diagnóstico.

Além da avaliação das bulhas cardíacas, que detalhamos no quadro acima, o equipamento pode ser usado para realizar o procedimento de ausculta dos pulmões e verificar sons da respiração.

Imagem de um médico examinando uma criança com um estetoscópio.

O estetoscópio pode ser usado para identificar doenças respiratórias e pulmonares. (Fonte: Semevent / Pixabay)

O médico também pode utilizá-lo para analisar os sons produzidos na região do abdômen e avaliar se há problemas no funcionamento dos intestinos grosso e delgado, procurar por obstruções ou mesmo lesões.

Além disso, o profissional pode escutar os sons das carótidas, as artérias que conduzem sangue oxigenado do coração até o cérebro. O médico pode fazer essa verificação através do fluxo sanguíneo do paciente.

Do que é feito um estetoscópio?

O estetoscópio é composto por algumas partes fundamentais que vamos ver detalhadamente abaixo:

  • A peça auricular tem o formato anatômico para se adaptar ao canal auditivo. Geralmente as extremidades dessa peça têm nervuras para encaixar as olivas de maneira mais firme e, consequentemente, segura.
  • As olivas são as peças de silicone que são colocadas nas hastes para depois encaixarem nos ouvidos do profissional de saúde, assim ele não precisa ter contato direto com as hastes de metal.
  • São as hastes que conectam a tubulação do estetoscópio à peça auscultatória, transmitindo o som do corpo do paciente para os ouvidos do examinador. As hastes são feitas de material metálico oco (alumínio ou aço inox) e funcionam como um prolongamento dos tubos.
  • O tubo condutor do som, geralmente é feito de borracha especial para não permitir que os sons escapem, para aumentar a flexibilidade da peça e facilitar a realização do exame.
  • A peça auscultatória é a parte metálica que entra em contato com o corpo do paciente. Ela tem dupla face, de um lado o diafragma e do outro o sino/ campânula/ sinete.
  • A campânula (ou sinete), tem o formato cilíndrico e oco, por isso transmite melhor os sons de baixa frequência como as batidas do coração. Essa peça não tem membrana, ela capta o som pelo formato cônico que conduz as ondas sonoras para o orifício no fundo do cone.
  • Do outro lado fica o diafragma, peça que transmite os sons de alta frequência como os emitidos pelo abdômen e pulmão. Essa peça consiste em uma fina membrana circular, feita de plástico, que vibra ao entrar em contato com os sons do corpo, criando ondas acústicas.

Confira as vantagens e desvantagens desse equipamento tão utilizado pela medicina:

Vantagens
  • É um instrumento de diagnóstico rápido
  • Disponível nas versões analógica e digital
  • É possível comprar peças de reposição
  • É um aparelho relativamente barato
Desvantagens
  • Os aparelhos de melhor qualidade são mais caros
  • O contato da borracha com a oleosidade da pele, tende a deixar o tubo rígido

Estetoscópio analógico ou digital: Qual escolher?

O estetoscópio digital é uma evolução do instrumento convencional, mas ainda é pouco utilizado nos hospitais e clínicas médicas no Brasil.

Ele tem uma estrutura bem parecida com o estetoscópio analógico, ou seja, tem as olivas, hastes, tubo de condução, campânula e diafragma, mas junto a essas duas últimas peças existe um painel de leitura digital.

Confira como funciona através desse vídeo publicado no canal Cirúrgica Passos:

Quando entra em contato com o corpo, os sons são transmitidos para o sensor do equipamento, convertidos automaticamente em sinais digitais e mostrados em um painel.

O mais interessante deste equipamento é que ele capta mesmo os ruídos mais sensíveis como pequenos sopros nos batimentos cardíacos, ou outros sons que não são identificados pelo médico, mas que agora são absorvidos e apresentados por meio de gráficos.

Outras vantagens são: amplificação do som em até 20 vezes, controle de frequências, redução de ruídos e controle de volume. Para funcionar, esse equipamento utiliza duas pilhas AAA e tem autonomia de bateria de até 100 horas.

Esse aparelho pode ser conectado ao computador para reproduzir, armazenar e imprimir os sons coletados durante o exame.

Quanto custa?

Os preços dos estetoscópios oscilam bastante, pois há diferenças entre os valores praticados por cada marca. Só para você ter uma ideia, é possível encontrar modelos bem simples por cerca de R$ 15.

Entretanto, se você quiser um aparelho de boa qualidade e longa durabilidade, você pode encontrar modelos entre R$ 90 e R$ 250 e opções mais caras que chegam a custar até R$ 1.900.

Onde comprar?

Você pode comprar um estetoscópio em sites próprios de venda de equipamentos médicos e hospitalares. Em algumas farmácias você também consegue encontrá-los. Se preferir, dá para comprar pela internet, em sites como Amazon e Submarino.

Se você se interessou por algum modelo do Ranking que apresentamos acima, basta clicar no link que antecede a descrição do produto que você será redirecionado para a página de compra.

foco

Você sabia que o princípio de funcionamento do estetoscópio foi criado pelo médico francês René Laennec em 1816? Quando ele utilizou um tubo de papel laminado para canalizar o som que vinha do tórax de um paciente até seu ouvido.

O médico também criou o nome que é usado até hoje, a partir da junção das palavras de origem grega “sthetos” que significa peito e “skopein” que quer dizer visualizar.

Critérios de compra: Fatores para comparar os diferentes modelos de estetoscópio

Várias questões influenciam na escolha de um bom estetoscópio, o que pode tornar essa tarefa difícil em um primeiro momento. Na hora da compra reserve um tempo para pesquisar as seguintes características:

  • O estetoscópio de cada profissão
  • Qualidade da peça auscultatória
  • Olivas auriculares
  • Hastes
  • Peso
  • Durabilidade
  • Recursos extras
  • Garantia e certificação na Anvisa

Vamos explicar item por item para que você não fique em dúvida sobre quais critérios são fundamentais na escolha de um estetoscópio.

O estetoscópio de cada profissão

Nossa primeira dica é escolher o estetoscópio de acordo com a sua área de especialização e faixa etária que você atende. Isso é essencial para produzir bons diagnósticos.

Hoje em dia, algumas marcas já produzem equipamentos próprios para os médicos cardiologistas, por exemplo. Para os profissionais que trabalham com crianças é essencial escolher um modelo infantil.

Se a sua especialidade for os bebês recém-nascidos, saiba que já existe equipamento próprio para essa faixa etária. O mais interessante é que esse modelo é uma versão reduzida do estetoscópio convencional.

Qualidade da peça auscultatória

A peça auscultatória é a parte mais importante em um estetoscópio, já que ela capta os sons emitidos pelas regiões do corpo que serão examinadas, por isso é essencial que ela seja de excelente qualidade.

Opte por um produto dupla face, em que um lado esteja localizado a campânula (que deve ser ajustável, sempre) e do outro o diafragma, que deve ser bastante sensível.

O bacana de ter um estetoscópio dupla face é que o lado maior (diafragma) pode ser utilizado em pacientes adultos e o de menor diâmetro (sino), deve ser usado em crianças ou pessoas magras.

É essencial que a peça auscultatória produza um som com qualidade e altura suficientes para que o examinador consiga escutar com clareza os sons, mesmo os mais suaves e discretos.

Olivas auriculares

As olivas são as peças encaixadas nas extremidades das hastes metálicas. Essas peças são posicionadas dentro dos ouvidos do médico ou enfermeiro, por isso é essencial que sejam macias e confortáveis.

As olivas feitas de silicone, além de serem macias, ajustam-se anatomicamente ao canal auditivo, permitindo um maior conforto e excelente vedação acústica.

Também verifique se as olivas auriculares ficam bem presas nas hastes, para não ocorrer o risco delas se soltarem e machucarem os ouvidos do profissional de saúde. O ideal é que elas só saiam se você exercer força e pressão.

Também é interessante comprar um estetoscópio que venha com olivas auriculares extras, ou pelo menos que a peça seja vendida separadamente, caso você precise trocá-las.

Imagem de olivas de um estetoscópio.

O ideal é que as olivas fiquem bem presas às hastes metálicas do estetoscópio. (Fonte: HolgersFotografie / Pixabay)

Hastes

As hastes do estetoscópio são feitas de material metálico e são ocas, elas se ligam aos tubos de borracha que conduzem o som e também às olivas.

É importante que essa peça seja feita de material de qualidade (como o aço inox), seja levemente flexível e confortável para o profissional que está manipulando-as.

Peso

Um fator determinante na escolha de um estetoscópio é o peso do aparelho. É essencial que o instrumento seja leve, pois ele é usado com bastante frequência e várias vezes ao dia a dia.

Por causa da frequência de uso, geralmente o estetoscópio é deixado nos ombros, ou em volta do pescoço para facilitar e agilizar o acesso ao equipamento, por isso ele deve ser bem leve.

Imagem de um médico com um estetoscópio em volta do pescoço.

Como geralmente o estetoscópio fica em volta do pescoço, o equipamento deve ser bem leve. (Fonte: punggolzenith / Pixabay)

Durabilidade

Um bom estetoscópio geralmente apresenta uma durabilidade acima da média, e isso é muito importante, considerando que o equipamento é manipulado várias vezes e numa frequência diária.

Os equipamentos feitos de aço inoxidável geralmente apresentam uma maior durabilidade do que os demais.

A qualidade dos tubos também é importante, vale a pena comprar um sem látex porque esse material não tem tanta resistência a oleosidade da pele e ao álcool usado para higienizar o equipamento.

Recursos extras

Os estetoscópios mais modernos já apresentam alguns recursos interessantes como:

  • Diafragmas ajustáveis;
  • Redução de ruído ambiente;
  • Conectividade Bluetooth;
  • Tubos de borracha e anéis de vedação do diafragma em versões coloridas e peroladas;
  • Sistema de anel não frio, para trazer mais conforto ao paciente;
  • Auscultador multi frequência que permite auscultar os sons de baixa e alta frequência sem precisar mudar o lado do auscultador;
  • Olivas com tecnologia Nano Silicone, que não absorvem sujeiras e facilitam a limpeza.

Garantia e certificação na Anvisa

É importante comprar um estetoscópio com garantia concedida pelo fabricante do equipamento. A maioria das marcas fornece esse respaldo e quase todos dão um ano de garantia. Algumas marcas, entretanto, oferecem garantias mais longas, de dois a três anos.

Vale a pena também se certificar se o modelo que você está interessado em comprar tem registro e certificação da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, um órgão regulador vinculado ao Ministério da Saúde.

(Fonte da imagem destacada: StockSnap / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.