Imagem mostra um exaustor acoplado ao teto.
Ultima atualização: 30 de julho de 2019

Como escolhemos

9Produtos analisados

15Horas investidas

2Estudos avaliados

42Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre exaustor, um equipamento fundamental para retirar a fumaça e o ar viciado da cozinha e de recintos fechados.

Estes equipamentos podem ser grandes aliados quando você quer deixar a temperatura do ambiente ideal e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade do ar.

Neste artigo vamos falar sobre estes equipamentos, e dar dicas sobre diversos modelos disponíveis no mercado atualmente, além de falar sobre as principais características que deve buscar em um aparelho como esse.




Primeiro, o mais importante

  • Uma das vantagens de um exaustor é que ele vai ajudar a tirar os maus odores e fumaça do ambiente, pois ele desloca o ar quente para fora do cômodo.
  • Exaustores para cozinha, banheiro ou industriais? Entenda as diferenças no guia a seguir.
  • O preço de um exaustor pode variar entre R$ 70 e R$ 5.000, dependendo do material e da potência dele.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores exaustores

Vamos apresentar agora os melhores modelos de exaustores disponíveis no mercado atualmente, dentre eles você encontrará os de cozinha, banheiro e industriais. Confira nosso ranking e siga lendo o Guia de Compra completo para tirar todas as suas dúvidas.

1° - Exaustor para cozinha residencial Treviso Master Fan Top

Esse exaustor foi confeccionado com plástico ABS, pintura eletroestática e chapa de aço, visando dar a maior durabilidade possível ao produto, além de possuir um motor WEG, que proporciona muita eficiência na eliminação de odores e gordura.

Ele vem equipado com uma gaveta coletora de gordura, e, além disso, a limpeza e a instalação são muito fáceis.

2° - Ventilador / Exaustor Tron

Esses exaustores são ideais tanto para ambientes industriais, quanto para ambientes residenciais, pois são potentes, modernos e gastam pouca energia elétrica.

A Tron é uma das marcas com mais renome no mercado na fabricação de exaustores, e estes equipamentos são certificados pelo Inmetro, o que demonstra o compromisso da fabricante com o bem-estar dos consumidores.

3° - Exaustor industrial Venti-Delta

Esse exaustor é econômico e resistente, e ideal para cozinhas, indústrias, depósitos, galpões, ou outros lugares que precisam de troca de ar constante. Além disso, ele produz pouco ruído, o que significa que não incomodará quem estiver por perto.

A Venti-Delta é uma empresa que preza pela qualidade dos produtos fabricados, e tem experiência na fabricação de equipamentos de ventilação com alta tecnologia.

Guia de Compra

Se você deseja encontrar uma maneira de manter o ambiente ventilado, o exaustor pode ser o que você procura.

Então, no Guia de Compra a seguir vamos explicar um pouco melhor como funciona um exaustor, além de fornecer as melhores dicas para que você encontre o equipamento ideal para você.

Imagem mostra um exaustor na parede lateral de algum local.

No guia a seguir você encontrará ótimas dicas para escolher o seu exaustor. (Fonte: promicrostockraw / 123RF)

O que é um exaustor e quais são as suas vantagens?

O exaustor é um sistema de ventilação que é instalado na parede ou no teto de uma casa, escritório ou indústria, cuja principal função é retirar todo o ar quente do ambiente e jogá-lo para fora de casa.

Os exaustores ajudam a manter o ambiente ventilado, além de retirar maus odores dos cômodos. Eles também são excelentes aliados no combate ao mofo e à umidade.

Você deve estar se perguntando se é complicado instalar um exaustor em casa. Neste vídeo é possível entender um pouco melhor como funciona a instalação de um exaustor de banheiro:

Sua versatilidade é um dos fatores que agradam às pessoas, pois ele possui muitas aplicações, como já dissemos acima, além de serem normalmente equipamentos compactos e discretos.

Algumas pessoas preferem utilizar um exaustor a um ventilador, pois enquanto com o ventilador o ar é sentido de maneira mais concentrada, o exaustor distribui o ar de maneira uniforme, e o vento não é sentido tão intensamente.

Enquanto eles possuem muitas vantagens, as desvantagens também existem, como, por exemplo, o ruído que muitos deles fazem. Por isso, escolha um equipamento que faça pouco barulho, pois, se a casa for pequena, ele poderá atrapalhar conversas e até mesmo o som da televisão.

Além disso, para que o ruído não se torne ainda pior ao longo do tempo, é preciso fazer uma limpeza no equipamento a cada 2 ou 3 meses, retirando o filtro e todas as partes removíveis.

O design também não é uma das características que mais agradam as pessoas em relação aos exaustores, pois a maioria deles é feita de plástico ou metal, sem muito apelo estético.

Abaixo, confira uma tabela com as vantagens de desvantagens de um exaustor:

Vantagens
  • Ventilação
  • Elimina maus odores
  • Versatilidade
  • Tamanho
  • Distribuição de ar uniforme
Desvantagens
  • Ruído
  • Limpeza
  • Design

Exaustor para cozinha, banheiro ou industrial?

Os exaustores podem ser de uso industrial, para banheiro ou ainda para a cozinha.

Os exaustores de uso industrial são mais caros, mas utilizam materiais mais duráveis, já que a necessidade de ventilação constante nas indústrias exige muito do aparelho.

Eles são essenciais no ambiente industrial, pois renovam o ar do local e não permitem que os funcionários sintam-se desconfortáveis no ambiente de trabalho.

Algumas das indústrias que são obrigadas a utilizar exaustores são as de automóveis, a química, a médica, as de processamento de alimentos, dentre muitas outras.

Os exaustores de banheiro são utilizados em locais que possuem pouca ventilação natural, e servem para eliminar a umidade do ambiente, para evitar o surgimento de mofo, e diminuir os odores desagradáveis.

Como os apartamentos e casas tem sido construídos cada vez mais com banheiros sem janelas, essa tem sido a solução encontrada pela maioria dos moradores.

Por fim, os exaustores de cozinha são utilizados com a finalidade de eliminar a fumaça que se acumula depois de fritar algum alimento ou de grelhar um bife, por exemplo.

Além disso, os exaustores de cozinha também são ótimos aliados para combater os maus odores dos alimentos que ficam no ar depois de cozinhar. Abaixo, veja a tabela com as diferenças entre esses tipos de exaustores:

Exaustor de cozinha Exaustor de banheiro Exaustor industrial
Função Eliminar fumaça Eliminar a umidade Renovam o ar oferecendo conforto
Vantagem Combater maus odores Evitar mofo Materiais mais duráveis

O exaustor consome muita energia elétrica?

Uma das principais dúvidas das pessoas em relação aos exaustores, é se eles gastam muitas energia elétrica. Esse consumo vai depender de cada aparelho, e também da velocidade que você utiliza.

No vídeo abaixo você poderá entender um pouco melhor sobre o gasto de energia destes equipamentos:

Busque sempre pela etiqueta que indica a eficiência energética, que normalmente está na caixa do equipamento. Normalmente ela pontua os produtos de A até E, sendo A os que possuem a melhor eficiência energética, e E os mais gastadores.

Onde devo instalar meu exaustor?

Uma das principais dúvidas de quem busca por um exaustor é se deve instalar o equipamento na parede ou no teto, e se alguma dessas opções é mais recomendável.

O problema dos exaustores que são colocados na parede é que normalmente eles não são tão eficientes em evacuar o ar quente, pois esse ar costuma subir até o teto.

Essa é uma das razões pelas quais o posicionamento é importante. Além disso, os exaustores de teto podem incorporar também lâmpadas, para que façam parte da decoração do ambiente.

Quanto custa?

Um exaustor pode custar entre R$ 70 e R$ 5.000, dependendo do material e do uso que você for fazer dele, pois se quiser um industrial vai acabar saindo mais caro.

O material também é um dos fatores que diferenciam o preço dos exaustores, pois os que são feitos de plástico normalmente são mais baratos, por ser uma matéria prima mais simples.

A potência é outro fator que diferencia os exaustores mais baratos dos mais caros, pois ela normalmente é menor nos que possuem o custo mais baixo, e muitas vezes não é possível escolher a velocidade em que deseja que ele funcione.

Onde comprar?

Na Internet você encontrará exaustores em diversos sites como Amazon, Shoptime, Submarino, dentre muitos outros. Esta é uma forma mais cômoda de encontrar o seu equipamento, pois não precisará sair de casa para isso.

Muitos consumidores ainda preferem comprar na própria loja física, seja pelo atendimento do vendedor, que vai explicar com detalhes cada um dos aparelhos, seja pela maior confiança em fazer o pagamento no próprio local.

As lojas físicas que comercializam estes equipamentos são o Ponto Frio, Magazine Luiza, Casas Bahia, etc.

foco

Você sabia que Thomas Jefferson, que foi presidente dos Estados Unidos entre 1801 e 1809, tinha um sistema de ventilação em suas residências muito similar aos exaustores atuais?

Ele esteve pessoalmente envolvido na construção das casas, e esse sistema consistia em janelas alinhadas que deixavam um corrente de ar fresco entrar na casa, com uma cúpula octogonal no teto, que permitia que o ar quente saísse através da convecção.

Critérios de compra: Principais características para avaliar um exaustor

Existem certas características que são fundamentais em exaustores, como as listadas a seguir:

  • Ruído
  • Limpeza
  • Velocidade de extração
  • Timer
  • Instalação
  • Sensor de umidade

A seguir vamos detalhar as características mais importantes para que você consiga escolher o equipamento mais adequado para você.

Ruído

Uma das coisas que mais incomodam em relação a um exaustor é o ruído que ele fazem quando estão ligados, pois muitos deles têm um limite superior de decibéis ao que é permitido para eletrodomésticos.

Aparelhos que tenham o nível de decibéis entre 60 e 65, apesar se serem considerado desagradáveis, não causam problema à saúde, já os que atingem mais de 85 decibéis são lesivos.

Alguns modelos de exaustores emitem ruídos de 40 decibéis, mas são menos potentes. Normalmente, quanto maior é a potência, maior é o nível de ruído do aparelho.

Isso pode ser preocupante em ambientes de trabalho em que o exaustor fica ligado durante longos períodos, pois um aparelho que faz muito ruído pode causar diminuição do rendimento do funcionário e até mesmo surdez.

Imagem mostra um exaustor instalado no teto de um ambiente.

Exaustores que atingem mais de 85 decibéis podem ser lesivos à saúde (Fonte: Antonio Mette / Wikimedia)

Limpeza

Essa é uma característica que vai garantir que você não tenha “dores de cabeça”, pois se você verificar antes de comprar se a limpeza do equipamento é fácil, não terá que perder muito tempo com essa tarefa no futuro.

Filtros de cozinha, por exemplo, costumam acumular muita gordura, além de poeira, e quando eles começam a fazer mais ruído do que o normal, é sinal de que está na hora de trocar de equipamento.

Será bem mais fácil saber se é hora de trocar o filtro ou não se o seu equipamento tiver um indicador que determina se já é o momento disso.

Eles normalmente são mais caros quando possuem esta função, mas vale a pena para que você não tenha que ficar adivinhando quando terá que fazer essa substituição.

Alguns exaustores possuem filtros descartáveis, enquanto outros possuem filtros reaproveitáveis. Com um filtro reutilizável você gastará menos dinheiro, e seu equipamento será mais sustentável.

Velocidade de extração

A velocidade de extração determina a potência do aparelho, pois quanto mais alta ela for, maior será a capacidade de renovação de ar que o equipamento será capaz de fazer.

Esse valor deve ser analisado de acordo com as medidas do local em que vai ser colocado, pois isso vai determinar a quantidade de ar que aquele ambiente necessita.

Afinal, não adianta colocar um equipamento pouco potente em um ambiente grande, pois você não sentirá diferença alguma na qualidade do ar, nem notará a diminuição dos maus odores.

A quantidade de ar fresco que o ambiente que você deseja colocar o exaustor precisa é medida em metros cúbicos por hora (MMH), e é determinada da seguinte forma:

  • Você deverá determinar o volume do ambiente, através da multiplicação do comprimento, largura e altura.
  • Deverá encontrar a quantidade de trocas de ar necessárias em 1 hora de acordo com o ambiente. Normalmente 20 vezes por hora é o normal para ambientes não muito movimentados.
  • Depois é só multiplicar o volume por 20 para encontrar a capacidade que seu exaustor deverá ter.
Imagem mostra um exaustor da marca Elicent.

É importante saber a velocidade de extração que o seu exaustor deverá ter (Fonte: Antonio Mette / Wikimedia)

Timer

Um item que tem sido adicionado a muitos exaustores nos últimos anos é o timer, que permite que não seja gasta muita energia elétrica ao esquecer o equipamento ligado, já que ele vai desligar automaticamente.

Essa solução também é ótima para que o exaustor seja ligado automaticamente, pois não é sempre que os usuários lembram que devem deixá-lo ligado por alguns minutos durante o dia para que o ambiente não fique com mofo.

Normalmente, quando as pessoas lembram-se de deixar o exaustor ligado, elas esquecem e acabam deixando-o ligado durante muito tempo, ou simplesmente esquecem de ligar.

Para que a sua relação com o exaustor não seja de extremos, busque por um equipamento que venha com um timer, para que ele automaticamente ligue e desligue, sem que seja você que tenha que se lembrar disso.

Instalação

Instalar um exaustor não é uma das tarefas mais fáceis, pois é necessário que ele fique bem encaixado, pois, caso contrário, o aparelho poderá fazer ruídos desnecessários e até mesmo estragar.

Na maior parte das vezes, a melhor forma de instalar um exaustor é com um técnico que tenha experiência no assunto, e que vai te ajudar a economizar tempo.

É melhor gastar um pouco a mais pela segurança que um técnico vai te proporcionar de que o aparelho está realmente instalado da maneira correta e que irá funcionar com a máxima eficiência.

Imagem mostra um exaustor industrial vermelho e um exaustor industrial azul.

Normalmente é necessária ajuda de um técnico para instalar um exaustor (Fonte: Ganossi / Pixabay)

Sensor de umidade

Esse recurso é especialmente útil em exaustores de banheiro, pois quando estes equipamentos possuem esta função, eles ligam automaticamente quando percebem a umidade através do sensor.

Assim você não precisará ficar lembrando-se de ligar e desligar o exaustor, pois ele fará isso automaticamente.

Também existem outros tipos de sensores que podem acompanhar o exaustor que também são úteis, como é o caso dos sensores de movimento, que ativam o equipamento assim que alguém entra no ambiente.

Esses recursos são também muito interessantes para economizar energia elétrica, já que o equipamento será ligado e desligado automaticamente.

(Fonte da imagem destacada: MemoryCatcher / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Nômade digital, já morou em 4 países diferentes e está sempre de olho no próximo destino. Como redatora, tem experiência escrevendo sobre diversas áreas, especialmente utensílios domésticos, tecnologia, esportes e boa forma.