Várias raízes de ginseng.
Ultima atualização: 29 de agosto de 2019

Como escolhemos

13Produtos analisados

18Horas investidas

7Estudos avaliados

63Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar de uma planta medicinal que pode trazer inúmeros benefícios para a sua saúde: o ginseng.

O ginseng é uma raiz que pode ser consumida de diferentes formas e, entre outras funções, é capaz de aumentar a energia física e mental, além de reduzir o estresse.

Por conter várias formas de ingestão, vamos mostrar neste artigo o que você deve levar em consideração quando estiver escolhendo o ginseng.




Primeiro, o mais importante

  • O consumo de ginseng faz bem para a saúde do coração, do cérebro, tem ação anti-inflamatória, diminui o estresse e reduz a fadiga.
  • Com sua popularização, hoje em dia é possível consumir essa raiz em forma de suplemento, chá e nas refeições.
  • Vamos mostrar para você os fatores que devem ser observados para investir no melhor ginseng.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores tipos de Ginseng

Se você está em busca dos benefícios do ginseng, o ideal é que possa escolher a melhor forma de consumo. Com isso em mente, os fabricantes diversificaram as opções e as quantidades nutricionais.

Por isso, a seguir, nós vamos apresentar para você as melhores opções de Ginseng disponíveis hoje em dia no mercado.

1º - Ginseng Complex Natures Bounty 75 Cápsulas

No products found.

O Complex Natures Bounty é um suplemento de ginseng em formato de cápsulas. Essa embalagem conta com um total de 75 comprimidos. A recomendação do fabricante é que você ingira duas cápsulas, duas vezes ao dia.

Sendo assim, a dose diária desse ginseng possui 30 mcg de vitamina B12, 300 mg de extrato de Panax Ginseng, 50 mg de extrato de Ginseng Americano e 50 mg do extrato de Ginseng vermelho Chinês.

2º - Ginseng Korean Tea Gold 100 unidades

O Korean Tea Gold é um chá de ginseng. Nessa embalagem você terá acesso a 100 sachês. Para preparar, basta adicionar um envelope em um copo de água quente ou fria.

Além disso, esse ginseng em forma de chá não contém glúten e possui, em cada sachê, 3 g de extrato de Ginseng 100% natural.

3º - Ginseng Panax Now Foods 100 cápsulas

No products found.

O Panax da Now Foods é um suplemento de ginseng em formato de comprimidos. No total, a embalagem contém 100 cápsulas de 500 mg. Mas esse é um combo que acompanha mais um frasco de Maca, também com 100 cápsula de 500 mg.

A cada duas cápsulas, que é a recomendação de consumo diária do fabricante, você estará ingerindo 1 grama de carboidrato e 1000 mg de raiz de Panax Ginseng.

Guia de Compra

Como se trata de um suplemento alimentar, não é tão simples escolher o melhor ginseng quanto parece. Entre outros fatores, é importante que você conheça a forma de consumo e os efeitos colaterais do ginseng.

Para lhe ajudar, criamos este Guia de Compra com todas as informações que você precisará para tomar a melhor decisão ao comprar o ginseng ideal.

Mãos de mulher segurando comprimidos.

A suplementação de ginseng traz inúmeros benefícios para a sua saúde. (Fonte: Diego Vito Cervo / 123rf.com)

O que é ginseng e quais são suas propriedades nutricionais?

Ginseng é uma planta medicinal cultivada em todo o mundo, cuja raiz é a parte mais consumida.

Daí também vem o seu nome: Ginseng deriva de uma palavra chinesa que significa "raiz-homem", já que a raiz da planta tem um formato semelhante às pernas de uma pessoa.

Apesar de existem vários subtipos desta planta, sendo que o principal deles é denominado Panax Ginseng, ela vem sendo utilizada há séculos na medicina chinesa e por nativos norte-americanos.

E isso não é à toa, já que o ginseng é conhecido por seu alto poder nutricional, benéfico para o corpo e para a saúde em geral.

Raízes de ginseng.

Ginseng é uma planta medicinal usada a milhares de anos em todos os cantos do planeta. (Fonte: whaltns17 / Pixabay)

Daí também se diversificaram a sua forma de consumo que, como veremos mais adiante, pode ser feita em forma de comprimidos, de chá e até mesmo como parte de receitas variadas.

O ginseng possui em sua composição as vitaminas do complexo B como, por exemplo, a B1, B2 e B3, que são vitais para a saúde.

Essas vitaminas agem no metabolismo da glicose, dos ácidos graxos e aminoácidos, ou seja, elas auxiliam o seu organismo a utilizar essas substâncias com eficiência.

Além disso, o ginseng também conta com a vitamina B12, que é fundamental para a formação das células vermelhas do sangue e o desenvolvimento e manutenção das funções do sistema nervoso.

O ginseng é uma planta rica em nutrientes e vitaminas essenciais para o pleno funcionamento do organismo.

A planta, tanto a raiz quanto o caule, também possui boas quantidade de Ferro, que previne anemia, além de Magnésio, que tem ação antioxidante; Cobre, que ajuda na absorção do ferro e Cobalto.

E, além de todos esses nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo, o Ginseng se destaca pela presença de saponinas.

As saponinas são nutrientes que atuam como anti-inflamatórios, antioxidantes, além de reduzir o colesterol, auxiliar no controle do açúcar no sangue e a prevenir o câncer.

Quais são os benefícios do ginseng?

Por conter tão importantes vitaminas e nutrientes já foi comprovado o valor do ginseng para a saúde do nosso organismo.

De maneira geral, a suplementação com ginseng tem ação estimulante e revitalizante, e traz benefícios para a saúde do coração e do cérebro, além de diminuir o estresse e a fadiga.

Além disso, o consumo de ginseng também atua positivamente no tratamento de pacientes com câncer. Estudos mostram que, nesses casos, o ginseng melhora a qualidade do sono e do apetite do paciente.

Para você entender melhor como essa planta pode melhorar a sua saúde, confira os principais benefícios do ginseng:

Para o coração: Por conta da ação anti-inflamatória, o consumo de ginseng ajuda na prevenção da aterosclerose, distúrbio que ocorre quando há o acúmulo de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias.

Estudos também apontam que o ginseng atua na redução dos níveis de colesterol, e ainda eleva o colesterol bom, conhecido como HDL.

Para o cérebro: O ginseng também favorece a dilatação dos vasos sanguíneos e, com isso, permite que o sangue chegue mais facilmente ao cérebro, o que pode até melhorar a sua concentração.

Além disso, o ginseng diminui as inflamações dos neurônios, evitando a degeneração cerebral e doenças do sistema nervoso como, por exemplo, o Parkinson e o Alzheimer.

Mulher de costas olhando para o lago.

O ginseng faz bem para o coração e para o cérebro e ainda aumenta o nível de energia e disposição.
(Fonte: Free-Photos / Pixabay.com)

Ação anti-inflamatória: O ginseng age combatendo inflamações que ocorrem em nosso organismo por conta da produção de citocinas pró-inflamatórias, que costumam ocorrer em casos de diabetes e obesidade.

Diminui o estresse: O ginseng atua sobre a glândula suprarrenal, responsável por, entre outros fatores, estimular a produção do cortisol, o principal hormônio do estresse.

Reduz a fadiga: O ginseng também age na redução da fadiga. Isso porque a planta estimula o sistema nervoso central, regulando ou aumentando as suas funções.

Ginseng emagrece?

Assim como outros suplementos, o ginseng sozinho não é capaz de emagrecer.

Mas, se estiver associado a uma alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas, o ginseng pode ser uma ajuda a mais.

O ginseng pode aumentar a energia e a resistência do corpo, ajudando no processo de emagrecimento.

Isso porque o ginseng também conta em sua composição com os ginsenosídeos, substâncias que atuam na diminuição da gordura corporal.

Essas substâncias também agem no controle dos índices glicêmicos favorecendo a sensação de bem-estar e um maior controle de saciedade.

Qual a quantidade de consumo recomendada do ginseng?

De acordo com especialistas a dose diária de consumo de ginseng deve ficar entre 1 e 2 gramas.

Mas, essa indicação varia de acordo com as necessidades individuais. Por isso, recomendamos que você busque a orientação de um médico ou nutricionista antes de iniciar o consumo de ginseng.

Além disso, especialistas alertam que você não deve consumir ginseng por mais de oito semanas consecutivas.

Isso porque, o consumo excessivo de ginseng pode causar uma série de complicações como, por exemplo:

  • Dores de cabeça
  • Tensão muscular
  • Hipertensão
  • Erupção na pele
  • Insônia
  • Diarreia
  • Alteração da pressão arterial
  • Problemas na coagulação

Existem contraindicações na suplementação de ginseng?

Assim como todos os tipos de suplementos alimentares, também o ginseng possui algumas contraindicações.

Por exemplo, pessoas que fazem uso de medicamentos antidepressivos, anticoagulantes e para ansiedade, devem evitar o consumo da planta.

Também não é recomendado o uso de ginseng para hemofílicos, crianças, gestantes e lactantes.

Antes de iniciar o consumo de ginseng é fundamental que você tenha o aval e o acompanhamento de um médico ou nutricionista.

Além disso, se você irá passar por uma cirurgia, é preciso que você suspenda o consumo de ginseng uma semana antes do procedimento e três dias após.

Em caso de dúvidas, sugerimos que você consulte o seu médico antes de iniciar a ingestão do ginseng.

Quais as vantagens e desvantagens do ginseng?

Se você chegou até aqui já percebeu que são inúmeras as vantagens dessa planta medicinal.

O fato é que o ginseng é rico em vitaminas e nutrientes essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo. Entre elas, estão algumas vitaminas do complexo B, além de nutrientes como Ferro e Magnésio.

Outra grande vantagem em consumir ginseng é que essa planta ajuda a combater o cansaço físico e mental, fortalece o sistema imunológico, é bom para o coração, o cérebro e ainda tem ação anti-inflamatória.

Além disso, a planta é capaz de atuar no controle do cortisol, da diabetes e dos níveis de gordura corporal.

Xícara de chá e raiz de ginseng ao lado.

Uma das vantagens é que você pode consumir o ginseng de maneiras variadas, inclusive em forma de chá. (Fonte: huandi / 123rf.com)

O ginseng também possui atividade antioxidante, que combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce e um maior risco para doenças, como o câncer e o Alzheimer.

Por outro lado, se mal utilizado ou se consumido em excesso o ginseng pode causar efeitos colaterais e alguns problemas de saúde.

Outra desvantagem é que o ginseng pode ter interações negativas com certos medicamentos e não é recomendada para ser consumida por todas as pessoas.

A seguir, você confere as principais vantagens e desvantagens do ginseng:

Vantagens
  • Regula a pressão arterial e diabetes
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Combate a fadiga corporal e mental
  • Ajuda no combate ao diabetes
  • Melhorar a circulação sanguínea
  • Previne o câncer
  • Tem ação anti-inflamatória e antioxidante
  • Melhora a memória e concentração
  • Diminui o cortisol e, consequentemente, o estresse
Desvantagens
  • Uso inadequado gera efeitos colaterais e pode provocar doenças
  • Tem interação negativa com alguns medicamento
  • Não é indicado para todas as pessoas

Quanto custa?

O preço do ginseng varia bastante em função da forma de consumo, quantidade e composição nutricional. Por isso, você vai encontrar o ginseng custando entre R$ 13 e R$ 900.

É claro que você não precisa comprar o mais caro de todos. Afinal, em geral, os produtos mais caros são os que contém grandes quantidades do produto.

Onde comprar?

Você vai encontrar o ginseng à venda em lojas de produtos naturais, departamento e hipermercados como Lojas Americanas e Extra.

De qualquer forma, nós recomendamos que você realize a sua compra em lojas online como a Amazon Brasil.

Ao fazer isso, você certamente terá mais opções e marcas para escolher como ainda adquire o seu ginseng do conforto de casa.

Critérios de Compra: O que você deve considerar antes de escolher o Ginseng

Depois de conhecer sobre as propriedades medicinais do ginseng, além dos cuidados que você deve ter com a sua suplementação, chegou a hora de descobrir como escolher o melhor produto em meio a tantas opções.

Para ajudar você nesse processo, listamos a seguir os fatores que você deve verificar antes de comprar o ginseng. São eles:

  • Tipo por região
  • Método de processamento
  • Forma de consumo
  • Quantidade na embalagem

A seguir, vamos explicar cada um desses fatores para que você tome a melhor decisão e adquira o melhor ginseng.

Tipo por região

Você vai perceber que existem diversos tipos de ginseng que são denominados de acordo com a região de plantio.

Os tipos mais comuns são: Coreano, Chinês, Indiano, Americano e Brasileiro. Ainda assim, existem diversos outros tipos, já que o ginseng é cultivado em várias regiões do mundo.

E o fato é que cada um tem uma atuação diferente no organismo, já que contam com propriedades específicas.

Em alguns casos, dependendo do tipo de ginseng, eles até possuem efeitos opostos. Por isso, confira a seguir tabela para entender as principais funções dos tipos de ginseng mais populares:

Tipo Funções
Ginseng Chinês/Coreano (Panax ginseng) São os mais comuns. Tem efeito estimulante, melhorando a circulação sanguínea e ajudando na recuperação de doenças leves
Ginseng Americano (Panax quinquefolius) Cultivado nos EUA e no Canadá, tem ação calmante, controla o estresse e pode ajudar na redução de gripe em idosos
Ginseng Indiano (Ashwagandha) Melhora a circulação sanguínea e previne ou ajuda no tratamento contra o câncer
78 a 90 12
Ginseng Brasileiro (Pfaffia) Os povos indígenas da Amazônia o utilizam há milhares de anos para tratar doenças, melhorar imunidade, o equilíbrio hormonal e combater a fadiga

Método de processamento

Observe também que você irá encontrar diferentes tipos de ginseng no que se refere ao seu método processamento.

Por exemplo, o ginseng Silvestre é a forma natural da planta, já que a raiz não é processada.

Pesquisadores acreditam que sua qualidade é superior à do ginseng que é processado.

No entanto essa é a forma mais rara de ser encontrada. Dessa forma, veja a seguir os tipos de ginseng mais comuns atualmente:

  • Vermelho: É o ginseng que foi submetido ao calor. Suas raízes foram assadas e posteriormente secas. Tem potência medicinal mais forte.
  • Branco: É o resultado da secagem da raiz de ginseng sob o sol. Acredita-se que tem efeito reduzido se comparado ao ginseng vermelho.

Forma de consumo

Outro fator que você deve considerar é a forma de consumo do ginseng que pode ser feito de quatro maneiras: pó, extrato, cápsula ou tintura. Veja como:

  • Em pó: Pode ser adicionado a sucos, sopas e em outras receitas.
  • Em forma de suplemento: Ingerir de 1 a 3 cápsula diariamente.
  • Em chá: Consumir de três a quatro xícaras de chá por dia.
  • Em tintura: Diluir 1 colher de sopa em água e tomar diariamente.

Quantidade da embalagem

Verifique também a quantidade de ginseng que vem na embalagem. Por exemplo, no caso do ginseng em pó você pode encontrar frascos com até 5 kg.

No caso do ginseng em cápsulas, as embalagens podem oferecer até 120 cápsulas comprimidos. Em forma de chá, é possível encontrar caixas com 100 sachês.

(Fonte da imagem destacada: Leung Cho Pan / 123rf)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.