imagem de um grampeador tapeceiro sendo utilizado.
Ultima atualização: 27 de julho de 2020

Como escolhemos

12Produtos analisados

16Horas investidas

3Estudos avaliados

50Comentários coletados

Olá, é sempre um prazer contar com sua presença aqui na ReviewBox Brasil! Fique à vontade para ler o que lhe interessar, mas se você chegou até aqui, deve estar procurando saber mais sobre o grampeador tapeceiro!

O grampeador tapeceiro (também chamado grampeador de tapeçaria) é uma ferramenta muito versátil, dentro de suas capacidades. Útil para reformas, restaurações e montagens ele aparece até mesmo na indústria automotiva.

Se você pretende realizar alguma destas atividades, saber mais sobre eles é fundamental para uma ótima escolha. Siga a leitura para conhecer tudo o que precisa sobre estas robustas máquinas de grampear!




Primeiro, o mais importante

  • O grampeador tapeceiro é uma ferramenta especializada para determinados usos. Ele não funciona como um grampeador comum, então não o use assim.
  • Por ser uma ferramenta de pressão, é possível que seu uso provoque a soltura de partículas ou mesmo pedaços metálicos. Óculos de proteção e protetores faciais podem fazer a diferença numa situação assim.
  • Grampeadores de tapeçaria podem ser de uso doméstico ou industrial, conforme o objetivo e continuidade do uso.

Melhores grampeadores tapeceiros: Nossas recomendações

Existem pelo menos três tipos diferentes deste produto, além de uma série de especificações distintas. Escolher pode se tornar uma dor de cabeça. Então vamos te ajudar a evitá-la.

Grampeador tapeceiro Sparta

Poderoso para as atividades do dia a dia, é compatível com grampos de 4 a 14mm. Todo em metal, é resistente e indicado tanto para trabalhos leves quanto pesados.

Possui ajuste de pressão suave, ideal para uso em estofamento e até mesmo construção com madeira (como armários e afins). Seu punho emborrachado permite maior aderência das mãos durante o trabalho.

Grampeador tapeceiro MTX

Grampeador fabricado todo em aço cromado, muito resistente e potente. Possui ajuste de pressão para dimensionamento da profundidade de fixação.

Serve para tapeçaria e também materiais finos mais duros como folhas de madeira ou compensado. Permite grampos com altura entre 4 a 14 mm.

Guia de compra

Grampeadores possuem categorias, usos e especificações. Saber que precisa de um e simplesmente comprar o primeiro – ou mais barato – pode não ser uma escolha sábia.

Conhecer o produto vai te auxiliar em saber exatamente o que precisa, e nós temos um guia para te ajudar.

Grampeador tapeceiro: Qual sua função?

Então você está pensando em consertar o forro do sofá e das cadeiras, ou mesmo trocar totalmente este material. É daquele tipo faz tudo? Ou apenas quer executar a tarefa para ficar mais em conta? Seja qual for sua situação, você precisa de um grampeador tapeceiro.

Não apenas destinado a estas tarefas, ele serve muito bem aos praticantes de bricolagem e também ao uso comercial e industrial. Grampeadores tapeceiros também são utilizados nestas áreas, em especial no trabalho com madeira.

Claro que sua utilidade principal é a tapeçaria (também chamada de estofamento, por aqui). E o motivo é simples: um tecido é algo resistente e frágil ao mesmo tempo, que pode rasgar se não manejado corretamente.

imagem de um pedaço de tecido com um grande rasgo na porção mais central

Tecidos são resistentes, mas não trabalhe com eles como se aguentassem qualquer coisa. (Fonte: romankac/ Pixabay)

O grampeador é quem fornece este correto manejo com velocidade e praticidade. Geralmente, um pouco de cola também acaba fazendo parte do processo, para uma liga mais contínua dos itens grampeados.

Afinal, independente do motivo ou uso, uma coisa é certa: você precisa manter as partes muito bem juntas, e firmes. É exatamente o que a ferramenta faz, com sua pressão muito superior à de um grampeador comum, enterrando na madeira ou objeto que pretende firmar.

Quer saber se vale a pena ter um?

Vantagens
  • Podem atravessar materiais resistentes
  • Versátil
  • Grampos mais resistentes
  • Fácil regulagem e uso
  • Outras versões além de manuais
Desvantagens
  • Mais caro que um grampeador normal
  • Não possui “fechamento” do grampo

Grampeador tapeceiro: Existem diferentes modelos?

Escolher uma ferramenta como esta, além das inúmeras vantagens de uso, vem também com uma grande vantagem de modelos. Claro que a escolha de um grampeador tapeceiro vai de encontro ao uso que pretende dar para ele.

De modo geral, os grampeadores tapeceiros são divididos em três categorias.

Grampeador manual

Parecido com o modelo simples de grampeador, ele funciona com o pressionar das mãos. Porém, no grampeador tapeceiro existe um sistema interno de molas que é ativado, aumentando consideravelmente a potência de saída do grampo.

Pelo preço mais em conta, são os preferidos para reparos domésticos. Além disso, são fáceis de encontrar.

Grampeador elétrico

Modelos mais avançados, são movidos à bateria ou mesmo a eletricidade. Dependendo do modelo, o disparo é feito por um gatilho leve, diferença da necessidade de pressionar do modelo manual.

Eles também permitem um modo contínuo de uso, realizando várias operações por minuto. Porém, não é de modo automático, o que permite ao utilizador direcionar a ferramenta antes de acioná-la.

Grampeador pneumático

Modelos que funcionam a partir do uso de ar comprimido (requerem uma fonte geradora deste ar). Costumam ser mais utilizados em industrias e serviços pesados, devido a maior potência.

Eles são ferramentas ótimas para uso pesado, mas ainda assim não substituem uma pistola de pregos. Uma vantagem é que o uso de energia externa torna estes modelos muito leves de manejar.

Que tal ver as melhores características de cada um ao mesmo tempo?

Grampeador manual Grampeador elétrico Grampeador pneumático
Diversos estilos e modelos Leve operação Mais poderoso dos três
Não necessita fontes de energia Ideal para longos usos Leve e fácil de operar
Fácil recarregamento Possuem chave de segurança Aceita mais elementos de fixação

Grampeador tapeceiro: E quanto aos grampos?

Bem verdade, o grampeador tapeceiro é tão bom quanto os grampos que ele utiliza. Uma vantagem é que a maioria das ferramentas possui versatilidade em lidar com diferentes deles, em altura e largura, principalmente.

Porém, é você quem precisa definir o tamanho de grampo para utilizar nas tarefas que pretende. E para os grampeadores tapeceiros, eles existem em uma boa variedade.

grampos de grampeador empilhados em diferentes alturas e distâncias num fundo branco.

Ter o grampo certo para o trabalho faz toda a diferença, há uma variedade grande deles. (Fonte: PublicDomainPictures/ pixabay)

De maneira geral, você precisa levar em consideração duas coisas, antes de definir o grampo ideal: a espessura e a dureza do material a ser grampeado.

Os grampos costumam ter entre 6 até 38mm de profundidade. Escolha com cuidado o que você precisa, para não “atravessar” seu trabalho. Literalmente.

Quais precauções tomar ao usar um grampeador tapeceiro?

Por ser uma ferramenta de impacto – mesmo o manual – é importante tomar certos cuidados antes e durante sua operação. Para te ajudar com isso, vamos deixar algumas dicas de segurança:

  • Não acione a ferramenta se ela não estiver firmemente posicionada;
  • Não aponte ela para si ou para os outros, mesmo que acredite estar descarregada;
  • Evite movimentá-la com o dedo no gatilho;
  • Não carregue os grampos com a ferramenta conectada na fonte de energia.

Quanto custa um grampeador tapeceiro?

Um grampeador tapeceiro difere bastante de um grampeador tradicional, e seu preço também. Versões manuais de boa qualidade podem ser adquiridas por menos de R$ 40,00.

Claro que a complexidade da ferramenta e a fonte de energia auxiliam, e muito, na formação do preço. Um bom grampeador pneumático facilmente passará dos R$ 200,00 enquanto um bom elétrico ficará numa faixa intermediária entre estas.

Definir o que você pretende realizar com o grampeador tapeceiro vai te ajudar bastante a definir uma base de preço. Afinal, você compra uma ferramenta para ser utilizada, e ela precisa “se pagar”. Do contrário, pague para alguém fazer o serviço.

Onde comprar um grampeador tapeceiro?

Dependendo do modelo que você pretende adquirir, encontrar um grampeador tapeceiro é tarefa relativamente fácil. Lojas de escritório e até mesmo papelarias podem oferecer as versões mais básicas da ferramenta.

Porém, para versões elétricas ou mesmo pneumáticas, você precisará recorrer a lojas especializadas, como as de materiais de construção. É possível que encontre opções em grandes lojas de departamento, ou ligadas à decoração.

Uma opção sempre muito interessante é a compra online. Cada vez mais segura, e com a possibilidade de você analisar todos os grampeadores que deseja, é o local perfeito para um comparativo.

Lojas como a Amazon vão te entregar uma variedade de opções, que você pode comparar individualmente com calma até escolher a mais adequada.

Critérios de compra: como escolher o seu grampeador tapeceiro

Então você já sabe bastante sobre o grampeador tapeceiro. Mas saiba que antes de partir para escolha o ideal é que você defina alguns critérios para a melhor aquisição possível.

Não é incomum pessoas se apressarem na compra de algo e acabar com um produto que não atende às expectativas. Portanto, nós vamos deixar agora uma lista de itens para você considerar antes de concluir a compra de um destes.

Projeto(s)

Eis que você pretende adquirir o grampeador tapeceiro para grampear uma poltrona. Uma ou cem delas, tanto faz para este produto.

Importante mesmo é o “tamanho e complexidade” do projeto. Demandar uma dúzia de grampos em cada item que pretenda ajustas é diferente de pregar um sofá todo (dúzias), por exemplo.

Com base nos projetos que pretende desenvolver, e o quanto imagina utilizar o grampeador tapeceiro, é uma forma de escolher a ferramenta. Invista em algo de maior qualidade e resistência, se precisar do uso contínuo.
Ou então você corre o risco de precisar adquirir uns três até o projeto acabar.

Segurança

Para toda a ferramenta, tomar cuidados em sua utilização é necessário. Neste caso, os grampeadores pneumáticos são os que merecem maior atenção, pela potência de uso.

Os grampos perdidos podem facilmente causar danos ao utilizados ou pessoas próximas, devido ao mau funcionamento ou erro do operador. É claro que existem mecanismos de segurança integrados para minimizar a chance de acidentes assim.

Procure identificar os mecanismos de segurança e controle que o grampeador tapeceiro oferece, antes de concluir a aquisição. Ter uma ferramenta lhe ajudando a manter a segurança é melhor que deixar tudo nas suas costas..

Forma de energia

Você já sabe que existem três tipos de grampeador tapeceiro conforme a fonte de energia, e cada um deles possui suas particularidades.

Apesar de a mais disponível no mercado ser a manual, ela também é a menos durável e com maior necessidade de força (ainda que pouca). Observe os projetos que pretende realizar e o quanto vai demandar da ferramenta.

Caso entenda necessitar constantemente, uma opção elétrica pode facilitar bastante o trabalho. Até mesmo uma pneumática, se você já tem um compressor funcionando.

Preço

Eis que surge aqui o grande limitador de qualquer compra! Mas, sim, o preço pode complicar bastante a aquisição de um grampeador tapeceiro. Principalmente se você pretende utilizar ele de maneira comercial (projetos em série), ou mesmo industrial (construção).

A vantagem é que este mercado de grampeadores está forrado com toneladas de diferentes produtos, que custam de dezenas a centenas de reais. E esteja ciente que o preço mais caro nem sempre vai significar a melhor opção para você (ou mesmo melhor qualidade).

No geral, as características dos grampeadores são muito parecidas. O que muda demais o preço são as marcas, e isto significa uma preferência pessoal. Há também a questão de suporte ao cliente e pós-venda, considere apenas o que você considera essencial.

(Fonte da imagem destacada: jose aljovin/ Unsplash)

Por que você pode confiar em mim?

César Ferreira Formado em Engenharia Industrial
César é apaixonado por carros. Talvez tenha sido essa paixão que o levou a, desde pequeno, querer entender como as coisas funcionam. Essa curiosidade, por sua vez, lhe fez cursar Engenharia Industrial. Hoje, ele presta consultoria para pequenas e médias empresas e, nas horas vagas, deixa seu carro - e o de seus amigos - cada vez mais tecnológicos e especiais.