Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre um utensílio muito importante para quem costuma se locomover a pé pelas cidades: o guarda-chuva. As variações de tamanho, estilos e materiais são extensas, mas é possível encontrar um que seja o ideal para você, com um preço que você está disposto a pagar.

Passamos do tempo onde só havia uma opção de cor de guarda-chuva. Além disso, os tamanhos (principalmente com eles fechados) podem ser compactos e ocupar quase nenhum espaço entre os itens que carregamos no nosso dia a dia.

Pretendemos te ajudar a escolher aquele modelo que é a sua cara, e que não vai te deixar na mão quando São Pedro resolver irrigar nossas cidades com aquela chuva repentina.

Primeiro, o mais importante

  • O guarda-chuva é um item indispensável para quem se locomove pelas cidades sem uso de carros. Ter um sempre à mão é importante para não ser pego de surpresa pela tempo ruim e chegar ao trabalho, por exemplo, completamente ensopado.
  • Saber o quanto você pode carregar junto com seus itens diários, como bolsas, mochilas, equipamentos de trabalho, é relevante para a escolha do modelo. Para quem já carrega coisa demais no cotidiano, melhores são modelos compactos que ocupam pouco espaço.
  • Os preços deste item são variados, e podem partir daquele preço super barato em ambulantes (mas com a qualidade bem baixa) e ultrapassar os R$ 1.000, se considerarmos os produtos de grife assinados por estilistas mundialmente famosos.

Ranking: Os 4 melhores modelos de guarda-chuva

Um bom guarda-chuva pode durar muitos anos. Eles são objetos indispensáveis no nosso dia a dia. Além de nos protegerem da chuva, como o nome sugere, alguns também são úteis em dias de sol. Confira abaixo a seleção que fizemos para você dos 5 melhores modelos do mercado:

1º – Guarda-chuva Invertido Fazzoletti

A Fazzoletti está há 20 anos no mercado fabricando vários modelos de guarda-chuvas e sombrinhas, mas o modelo invertido automático é uma novidade que está agradando aos clientes. O mecanismo é ideal para entrar no carro se molhando o mínimo possível.

O cabo “mãos livres” permite que você ande pelas ruas mexendo no celular, por exemplo, ou segurando outras coisas com as duas mãos. O modelo ainda retém água e evita molhar ambientes quando o coloca para secar.

Colocar para secar, aliás, é outra vantagem. O invertido foi desenhado para ficar em pé e ocupar pouco espaço na sua casa, escritório, ou qualquer lugar em que você chegue com ele molhado.

2º – Automático Abre e Fecha Chris Doppler

A marca americana está no Brasil há dez anos e é sinônimo de durabilidade. O modelo é compacto e cabe em bolsas e mochilas. Quando aberto, contudo, mede 1,22m de diâmetro, uma boa área de cobertura para evitar os pingos.

O produto ainda conta com sistema anti-vento, que garante que as hastes não quebrarão, mesmo se virarem ao contrário. As ponteiras em fibra de vidro, mesmo material de varas de pescar profissionais, ajudam a dar resistência ao produto, evitando quebras.

O material da cobertura é feito em poliéster, o que assegura durabilidade e secagem rápida do Chris Doppler automático.

3º – Fazzoletti Golf Maxi Premium Automático

O modelo é grande para o padrão compacto. Porém, fechado, não mede mais de 37cm, o que facilita levar em mochilas, deixar no carro ou em uma gaveta do escritório. Fabricado em poliéster, a cobertura tem alta durabilidade e seca rápido após o uso.

Aberto, a cobertura ocupa 1,20m de diâmetro, uma área que pode cobrir até duas pessoas. O sistema de abertura e fechamento é automático. Para abrir ou fechar, basta pressionar o botão do cabo.

4º – Guarda-Chuva Super Brella Invertido

Este modelo segue a tendência do guarda-chuva invertido. O método de fechamento facilita a entrada rápida em ônibus, carros, portas giratórias ou qualquer barreira em que você precise fechar o utensílio sem molhar você e todos que estão por perto.

O modelo é feito com alta tecnologia e nanomateriais que repelem o pingo da chuva. Desta forma, a cobertura não fica úmida e as gotas escorrem, garantindo uma secagem bastante rápida.

Guia de compra

Existem guarda-chuvas para todos os estilos, exigências e bolsos. Esse acessório pode dizer muito sobre a personalidade de quem usa. Nesse guia, nós separamos todas as informações que você precisa saber para comprar aquele que mais combina com você.

Siga lendo esse artigo para não errar na compra do seu fiel escudeiro, em dias de chuva, ou dias de sol.

pessoas andando na rua em dia de chuva à noite

O guarda-chuva é um acessório que pode compor um look e mostrar mais sobre a personalidade do usuário. (Fonte: StockSnap / Pixabay)

Quais as vantagens e desvantagens do guarda-chuva?

Existe um dito popular que assegura que todo ser humano já perdeu ou ainda vai perder um guarda-chuva, mas ninguém nunca achou um. Essa é a grande desvantagem do utensílio.

No dia a dia, podemos perder qualquer coisa, tais como chaves, documentos, celulares, mas todos esses itens são usados o tempo todo, então fica fácil notar a falta deles. O guarda-chuva é um item que só é lembrado quando vem a chuva e você está na rua.

Evitar que você se molhe na chuva, ou que pegue sol excessivo é a razão de vida do produto. Além disso, um guarda-chuva pode ser um item estiloso, dando ar mais elegante, ou até demonstrar seu estado de espírito, com as coberturas estampadas e bastante coloridas.

Imagem mostra homem com um terno preto, chapéu, segurando um guarda-chuva em uma praia acompanhado de uma mulher com vestido e batom vermelhos.

Adicione estilo ao seu visual com a escolha de um belo guarda-chuva. (Fonte: Studio-Dee / Pixabay)

Para quem anda o tempo todo na rua, pega ônibus, metrô, faz atividades do dia, como ir ao mercado, andando, a desvantagem de alguns modelos é ter que carregar o pobre do guarda-chuva. Ou seja, uma das suas mãos estará ocupada segurando a sua cobertura.

Além disso, como a maioria tem materiais metálicos, portas de banco ou filas de aeroporto podem ocupar mais tempo no seu dia do que o comum, pois precisam ser vistoriados pelos seguranças.

Vantagens
  • Abrigo contra a chuva
  • Sombra em dias de sol
  • Item adicional ao estilo
Desvantagens
  • Mais um item para carregar
  • Pode ser esquecido por não ter uso constante
  • Transtornos em portas de banco e aeroportos

Materiais, estampas, tamanhos e modelos

Quando decidimos comprar um guarda-chuva, a escolha se assemelha à que tomamos para escolher uma peça de roupa ou um calçado, por exemplo.

Alguns são mais básicos e vão em cores sólidas. Mas há aqueles que gostam de cores, estilos, desenhos ou qualquer aspecto que diferencie o guarda-chuva dele em meio a multidões de pessoas se abrigando em um dia chuvoso.

Imagem mostra guarda chuva com cobertura estampada na qual aparece a imagem de uma mulher.

As estampas nos guarda-chuvas se destacam em meio a multidões. Os desenhos podem ser variados. (Fonte: JoeSang / Pixabay)

Além disso, ainda tem a escolha pelo tamanho e modelo. Há quem prefira um item prático para o uso diário. Ou seja, compacto, discreto, com o objetivo, basicamente, de não se molhar da cintura para cima.

Para esses, os modelos compactos, que medem até 37cm fechados e cobrem uma área com até 1 metro de diâmetro é ideal.

Por outro lado, há as pessoas que não querem se molhar mesmo, e que, para isso, não ligam se o guarda-chuva for do tamanho de um fuzil quando fechado. A vantagem desta pessoa aparece ao abrir o guarda-chuva.

Com grande área de cobertura, alguns chegam a 1,50m de diâmetro e tem a cobertura mais fechada, evitando que aquele vento traga mais água do que o esperado.

Estes modelos maiores são populares entre cerimoniais, para receber convidados em eventos, por exemplo. A grande envergadura garante a cobertura daquele convidado especial que acabou de chegar e, com ele, trouxe uma chuva mais pesada.

Guarda-chuva invertido: uma solução interessante

Recentemente lançado, o modelo invertido tem feito sucesso entre os usuários. Com a forma de abrir e fechar opostas aos convencionais, o guarda-chuva invertido facilita a entrada em carros com mais agilidade, molhando menos a pessoa que o usa.

Além disso, quando fechado, a parte foi molhada do guarda-chuva não fica exposta, o que facilita a entrada em ambientes sem molhar você mesmo e outras pessoas. Para secar, basta deixar no chão com o cabo para cima, ocupando menos espaço que o tradicional, que geralmente é largado aberto para não ficar com cheiro de tecido molhado.

Quanto custa?

Um bom guarda-chuva, que tenha durabilidade, resistência e corresponda à sua necessidade, tem preços variáveis, mas que partem de R$20 em lojas físicas e virtuais mais conhecidas.

O preço, contudo, pode ultrapassar os R$1.000, dependendo do material, do uso e, principalmente, de quem assina aquela grife.

Onde comprar?

O guarda-chuva é um produto popular e de uso diário. Essa característica o permite ser vendido em qualquer loja de departamento, como Lojas Americanas, lojas esportivas, como Decathloln e Centauro, ou lojas de roupas, como Zara, Renner e C&A.

A compra online também pode ser bem ampla. Vários sites especializados em itens do dia a dia vendem bons e variados guarda-chuvas. Em uma busca rápida, é possível encontrar em sites como a Amazon, Ponto Frio, Americanas e Mercado Livre.

Critérios de compra: o que comparar na hora de escolher o seu guarda-chuva

Para escolher um bom guarda-chuva, que corresponda às suas expectativas de uso, você precisa analisar alguns fatores, que passam pelo seu gosto e chegam ao custo-benefício.

  • Tamanho
  • Material
  • Durabilidade
  • Praticidade

Abaixo, vamos falar sobre cada um deles para que você possa fazer a melhor escolha.

Tamanho

Como você o carregará, na maioria do tempo, fechado, o tamanho importa em muitas situações. Os menores são mais fáceis de carregar em ambientes cheios, como ônibus, metrô e shoppings, por exemplo.

Além disso, podem ficar guardados em locais menores, como gavetas. Mas a maioria deles, quando aberto, também não oferece uma grande área de abrigo.

Mas se você não se importa em carregar algo com mais de 1m de tamanho porque não frequenta tantos lugares movimentados, ou simplesmente por poder deixar dentro do carro, um modelo maior é uma ótima pedida.

Apesar do volume que ocupam fechados, quando aberto, os modelos maiores asseguram uma área de abrigo que podem chegar a 1,50m. Com toda essa proteção, dá até para levar uma carona com você em dias de chuva.

Dependendo do tamanho do seu guarda-chuva, você poderá até abrigar outras pessoas ou criaturinhas fofas como essa:

View this post on Instagram

That's lovely & sweet 😊😊😊

A post shared by Cats of Instagram (@catfans) on

Material

A maioria dos guarda-chuvas hoje são produzidos com poliéster (cobertura) e ligas metálicas (hastes e pontas). Estes são mais populares e tem boa durabilidade e desempenho. Te abrigam da chuva, são leves o bastante para não incomodar ao carregá-los.

Contudo, há o crescimento de produtos que utilizam alumínio e até fibra de vidro nas hastes e pontas, assegurando leveza e resistência ao produto. Porém, encarecem o preço final.

A cobertura também tem variedade de materiais. As mais procuradas hoje são aquelas fabricadas em um material que seque rápido. Afinal, ninguém quer um escritório ou a casa com cheiro de roupa molhada.

A tendência segue a linha de materiais que não absorvam a água. Desta forma, os pingos da chuva apenas escorrem pelo material, o que o faz secar mais rápido que tecidos.

Durabilidade

Ninguém quer comprar um produto que dure menos que um sabonete. E os guarda-chuvas também precisam resistir aos efeitos do tempo. Por ser algo que será molhado constantemente, escolher aqueles que não enferrujam peças ou que a cobertura não desgaste com facilidade é importante.

Todas as fabricantes asseguram a durabilidade de seus produtos, mas cabe a você entender que eles são vendedores, e sempre falarão bem de seus produtos. Então vale a pena escolher aqueles que oferecem garantia.

O tempo da garantia é uma pequena amostra do quanto aquele produto pode durar.

Praticidade

Aberto, todos os modelos são muito práticos. Mas pensamos em como podem ser desajeitados em situações cotidianas, como entrar em um carro, abrir uma porta enquanto carrega algo nas mãos e até mexer no celular.

A maioria segue a mesma forma de abrir e fechar, o que pode ser um problema ao entrar em um carro, ou fechar antes de passar por uma porta movimentada, como a de um shopping.

Nesses convencionais, a parte molhada pela chuva sempre vai ficar exposta, o que pode molhar você, o seu carro, os outros passageiros do ônibus. Ou seja, é um pouco desconfortável.

Observando esses cenários, empresas já estão desenvolvendo o guarda-chuva invertido. O grande atrativo dele é a forma como fecha de forma prática nas situações descritas acima. Confira nesse vídeo como funciona:

O invertido tem a vantagem de sempre fechar com a parte molhada para dentro. Assim, você não molhará as pessoas que circulam perto de você em ambientes internos.

(Fonte da imagem destacada: Pexels / Pixabay)

Avalie este artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
47 Voto(s), Média: 4,00 de 5
Loading...
Avatar

Publicado por REVIEWBOX