Olá, seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil! No texto de hoje, falaremos sobre o guincho manual, a ferramenta que é sua melhor aliada quando é preciso daquela força extra.

O guincho manual é um conceito de física portátil, uma alavanca em sua melhor expressão. É o equipamento mais eficiente e prático do mercado quando o assunto é suspensão de carga, seja ela qual for. Mas se seu funcionamento é simples, escolher um modelo pode não ser assim tão fácil. Por isso, fizemos de nossa missão neste Guia, ajudar você a encontrar o modelo ideal.

Primeiro, o mais importante

  • A grande maioria dos modelos de gancho manual é operada por uma manivela ou uma alavanca.
  • Os dois tipos mais comuns de condutores da tração do guincho manual são o cabo metálico e a cinta.
  • O guincho manual é também conhecido “tirfor”. Use essa palavra nas suas pesquisas, caso você não esteja encontrando um número suficiente de modelos.

Você também pode gostar:

Os melhores guinchos manuais: Nossas sugestões

Reunimos, na lista exclusiva que mostramos a seguir, os melhores modelos de guincho manual do mercado. Os itens foram avaliados a partir de seus componentes, seu material e principalmente sua capacidade, além, claro, de seu custo-benefício.

Guincho manual para grandes operações

Com toda a qualidade Vonder, este modelo de guincho manual é o melhor indicado para grandes operações, com sua capacidade de 3,2 toneladas e cabo de aço de 16 milímetros de diâmetro e 20 metros de comprimento. Ideal para o arraste e locomoção de cargas, vem com alça metálica para facilitar o transporte.

O guincho manual para até 4 toneladas

O modelo da Importadora EDA tem um ótimo custo benefício, com um valor um pouco abaixo do mercado, e capacidade de içar até quatro toneladas. Manuseado com uma alavanca de cinquenta centímetros de comprimento e empunhadura com ranhuras, vem também com cabo comprido em 1,5 m e com 5,5 mm de diâmetro.

Excelente custo-benefício

O modelo vendido pela Lee Tools é mais modesto, suportando arrastar “apenas” 540 kg. Mas vale o investimento pelo custo benefício, um modelo catracado, com cabo de aço de nove metros de comprimento (4,5 mm de diâmetro), gancho e garra de segurança também em aço e manuseio fácil por manivela.

Guia de Compra

Mover coisas – objetos, cargas, etc – sempre foi um desafio na história da humanidade. Se antes, porém, o obstáculo era tecnológico, hoje é questão de recursos, do dinheiro para se comprar máquinas para fazer o trabalho ao tempo que se pode esperar para este tipo de aparelho resolver o seu problema.

O guincho manual é a solução para esses os impasses modernos, uma ferramenta acessível, prática e versátil para enfrentar os desafios de hoje em dia. No entanto, como estamos falando de cargas de toneladas, todo o cuidado é pouco. Neste Guia de Compras, daremos as informações que você precisa para escolher o modelo ideal e mais seguro.

Imagem de guincho manual.

O guincho manual é uma ferramenta prática e acessível. (Fonte: Omid Nakhjavani / 123RF)

O que é e para que serve o guincho manual?

O guincho manual, também chamado de tirfor, é uma ferramenta que se utiliza do conceito físico da alavanca, servindo de um ponto fixo para multiplicar a força mecânica aplicada pela pessoa que a manuseia.

A força multiplicada, que é aplicada por uma alavanca (objeto) ou manivela, é usada para o içamento, reboque e arraste de objetos e cargas pesadas, já que a maioria dos modelos suporta o peso de pelo menos uma tonelada.

O guincho manual é muito usado no reboque de veículos de diversos modais, especialmente automóveis e navegações atoladas, e no suporte para o transporte de cargas, içando e movendo-as de e para caminhões, navios cargueiros e outros tipos de transporte.

Imagem mostra três caminhões enfileirados no acostamento de uma estrada estreita e arborizada.

O guincho manual é muito útil para carregar e descarregar caminhões. (Fonte: jackmac34 / Pexels)

Quais as vantagens e desvantagens do guincho manual?

Antes de sair içando e rebocando por aí, é bom saber as vantagens e desvantagens do guincho manual. Entre as vantagens, a primeira, e mais óbvia, é a capacidade de mover objetos simplesmente impossíveis de se carregar com as mãos.

É uma ferramenta extremamente versátil, podendo ser usado para diversos tipos de objetos.

Outra vantagem é a sua praticidade, por ser inteiramente analógico e se utilizar de um princípio simples como a alavanca. Por fim, é uma ferramenta extremamente versátil, podendo ser usado para diversos tipos de objetos, em diversas configurações e ângulos, de levantar um tonel a desatolar um carro, por exemplo.

Por outro lado, entre as desvantagens, destaca-se o fato de que, apesar de ser muito prático, o guincho manual exige de você fisicamente, no giro da manivela ou no puxar da sua alavanca.

Outro ponto negativo são os cabos, cujos tamanhos e materiais não são padronizados, e podem não atender suas necessidades em dados momentos, seja na resistência, seja no comprimento.

Vantagens
  • Movimento de cargas muito pesadas
  • Praticidade
  • Versatilidade
Desvantagens
  • Exigência física
  • Cabos não padronizados

Guincho manual com alavanca ou manivela?

Uma variedade básica do guincho manual que você encontrará em suas é pesquisas é o mecanismo que aplica a força mecânica, isto é, a peça que você manuseia para fazer funcionar a ferramenta.

Há guinchos manuais que usam alavancas, que são nada mais do que hastes de por volta de 50 cm de comprimento, com empunhaduras em sua ponta. Para “operá-las”, deve empurrar e puxar repetidamente.

O outro mecanismo é a boa e velha manivela, que dispensa apresentações, mas que tem dimensões menores que a haste da alavanca. Há modelos de diversas características, mas os guinchos manuais de manivela costumam a ter uma capacidade menor.

Alavanca Manivela
Movimento Linear Circular
Tamanho Aproximadamente 50 cm Aproximadamente 20 cm
Peso suportado Alto Médio

Guincho manual com cabo ou cinta?

Outra variedade comum nos guinchos manuais é o condutor da tração usado, o “fio” que se liga ao gancho, que por sua vez se prende ao objeto que precisa ser movido ou içado.

Há os modelos que utilizam um cabo metálico, na maioria absoluta das vezes de aço, e aqueles que usam a chamada cinta, que é uma fita de material sintético, geralmente nylon, e por vezes com propriedades elásticas.

Como é de se esperar, há diferenças práticas no uso desses condutores, apesar do funcionamento ser o mesmo, sendo enrolados e desenrolados nos carretéis dos guinchos.

Os modelos de cabo têm maior resistência e suportam um maior peso. São os usados para mover enormes cargas, e principalmente para içá-las. As cintas, por sua vez, são mais usadas nos chamados modelos de arraste, comuns em situações de reboques de automóveis.

Cabo Cinta
Material Aço Nylon
Peso Alto Médio
Uso Içamento Arraste/Reboque

Quanto custa o guincho manual?

A maioria dos modelos de guincho manual tem uma pequena variação de preço, geralmente entre R$ 100 e R$ 200, mas alguns modelos profissionais, como os da Vonder, podem chegar a até R$ 2.000 e R$ 3.000.

O que mais irá influenciar no valor do modelo é o peso que suporta, o material, qualidade e o tamanho do cabo, além da presença em si do cabo, da catraca do carretel e o manuseio ser entre alavanca ou manivela.

Onde comprar o guincho manual?

Por ser um produto de relativo baixo custo para o vendedor, você não deve ter problemas para encontrar um guincho manual em lojas de ferramentas, lojas de mecânica e até lojas de construção.

No entanto, para uma maior variedade de modelos e preços, o ideal é buscar em lojas online como a Amazon, Mercado Livre e lojas online especializadas como a Loja do Mecânico. Além da maior oferta, esses sites te dão a possibilidade de fazer toda a pesquisa e compra no conforto da sua casa.

foco

Sempre vale reforçar a importância de usar equipamentos de segurança para trabalhar com cargas pesadas. Uma boa luva também é um equipamento essencial para usar um guincho.

Critérios de Compra: Como escolher o melhor guincho manual

Vamos agora à mais uma lista, dessa vez de critérios de compra, que são itens – elementos do produtos e características de seu uso – que devem ser notados antes de você consolidar a sua escolha.

  • Cabo
  • Custo-benefício
  • Catraca
  • Capacidade de içamento

Abaixo, detalharemos cada um dos itens, para que você tenha a maior quantidade possível de informações na hora da sua compra.

Cabo

Um guincho manual só é tão bom quanto o seu cabo. Afinal, do que adianta um super mecanismo se o cabo (ou cinta) se arrebenta durante um içamento? Assim sendo, note as dimensões (comprimento e diâmetro), e o material do cabo do modelo em questão.

O ideal é que tenha um grande diâmetro, e o maior comprimento possível, mas vale, é claro, um tamanho que atenda as necessidades da sua operação. Se o cabo não for de aço, nem vale. Melhor ainda que seja de aço inoxidável.

Imagem mostra , em plano detalhe, o cabo de aço de um guincho antigo, com marcas de ferrugem.

Um bom cabo é assim: comprido, grosso e resistente até aos efeitos do tempo. (Fonte: jackmac34 / Pixabay)

Custo-benefício

Lembre-se de que o guincho manual é uma ferramenta multi-uso, e nunca se sabe o que terá que ser içado ou arrastado.

A ideia aqui é ir atrás do maior custo-benefício. E qual melhor benefício de um guincho manual senão um grande peso suportado? Há muitos modelos que ultrapassam a marca das duas, três toneladas, e têm um custo bastante acessível.

O ideal, porém, é que o peso que o modelo suporta atenda às suas necessidades, ainda mais se tiver um bom preço. Fique de olho no valor, às vezes você paga pouca diferença entre um modelo de suporta 2 ou 4 toneladas. Lembre-se de que o guincho manual é uma ferramenta multiuso, e nunca se sabe o que terá que ser içado ou arrastado.

Catraca

O critério da catraca é simples, eliminatório, até. Em termos simples, a catraca é uma sustentação do carretel do cabo ou da cinta, o mecanismo que garante que o cabo se enrole no carretel sem problemas.

Assim, dê preferência aos modelos com catraca, que só vão melhorar o seu funcionamento. Se possível, busque modelos com catracas duplas ou triplas.

Imagem mostra um guincho manual industrial.

A catraca vai sustentar o melhor movimento do cabo ou da cinta no carretel do seu guincho. (Fonte: Eugene Sergeev / 123rf)

Capacidade de içamento

Seguimos batendo na tecla de que o guincho manual é uma ferramenta multiuso, que pode ter mais utilidades para você do que precisava inicialmente. Assim, vale ter o modelo mais completo possível.

Neste último critério, isso quer dizer um guincho que tenha capacidade de içar objetos, e que esse içamento suporte o maior peso possível. Existem modelos de até 4 toneladas. Esteja ciente da capacidade que precisa e sempre compre modelos que suportem um pouco de peso a mais.

(Fonte da imagem destacada: Eugene Sergeev / 123rf)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
36 Voto(s), Média: 4,50 de 5
Loading...