Imagem mostra duas impressoras 3D.

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre impressoras 3D e sobre quais são os melhores modelos para você fazer suas impressões de forma profissional.

Nos últimos anos as impressoras 3D ficaram mais conhecidas, e elas podem ser utilizadas na medicina, odontologia, no setor educacional, na indústria, dentre muitas outras áreas.

Neste artigo, você irá encontrar as informações que precisa para adquirir a impressora 3D. Além disso, você vai saber os valores, onde comprar, como escolher, entre outros dados importantes. E tudo será explicado de forma simples, para que você se sinta familiarizado com o assunto rapidamente.

Primeiro, o mais importante

  • Uma das vantagens de possuir uma impressora 3D é que ela é muito versátil, possibilitando que você imprima diferentes objetos com uma infinidade de materiais.
  • Uma das principais dúvidas que as pessoas têm é se devem comprar uma impressora 3D importada ou nacional, e vamos explicar isso detalhadamente neste guia.
  • Para quem está buscando por uma impressora 3D, é importante saber quais são as características mais importantes a se procurar. Listamos os seguintes fatores que consideramos importantes: mesa de impressão, área de impressão, kit de impressão 3D, software, materiais, se ela é aberta ou fechada, suporte técnico e temperatura do bico.

Você também pode gostar:

Ranking: As 6 melhores impressoras 3D

A impressora 3D pode ser tudo que você precisa para o seu negócio, ou mesmo para ter na sua casa. Aqui, listamos as 6 melhores do mercado para que você tenha excelentes opções de escolha. Confira:

1° – Impressora 3D Multifuncional Zmorph VX

A impressora 3D Zmorph VX Multifuncional é um dos equipamentos mais versáteis, pois ela possui 3 métodos de fabricação, precisão de nível industrial e oferece muita facilidade na utilização.

Além disso, ela foi produzida para manter uma excelente performance ao longo do dia e imprimir com muita rapidez. Você sentirá como se tivesse uma pequena fábrica em suas mãos com essa impressora 3D.

2° – Impressora 3D MoonRay D

A Impressora 3D MoonRay é extremamente simples de operar, e qualquer pessoa que não seja expert em impressões 3D vai se sentir muito à vontade com este equipamento, pois basta utilizar um software bastante simples.

Ela possui uma cuba de impressão, que protege contra a interferência de raios UV externos e impede que a luz do sol interfira na sua impressão. Os objetos são impressos através de uma resina, e são construídos camada por camada.

3° – Impressora 3D MakerBot FDM Smart Extruder

A impressora 3D Makerbot Replicator é mais rápida, e possui um display LCD, além de conexão com USB, Wi-Fi e Ethernet. Ela possui uma placa de construção flexível, o que permite que as impressões tenham menos deformações e sejam mais fáceis de remover.

A câmera on-board incluída facilita o monitoramento do progresso da impressão a partir do software instalado gratuitamente no PC ou pelo aplicativo do smartphone.

4° – Impressora 3D DH CLONER

A impressora 3D DH CLONER permite que você crie protótipos de forma fácil e rápida, com baixo custo de produção e alta qualidade. Ela possui uma área de impressão maior, garantindo ainda mais qualidade nas impressões.

Possui um software grátis, o MatterControl, que pode ser facilmente utilizado com outros softwares como OpenSource, Repetier Host, Slicer, Cura, dentre outros. A velocidade de impressão dela é de 70mm/s.

5° – Impressora 3D Anycubic Photon DLP

A Impressora 3D Anycubic Photon DLP imprime com resina e constrói impressões plásticas, camada por camada, de forma fácil e rápida. O método que ela utiliza proporciona impressões precisas e muito menos propensas a deformações.

Como esta é uma forma avançada de impressão 3D, ela não é o tipo mais indicado para iniciantes, pois exige algum tipo de experiência para que as impressões consigam ter qualidade.

6° – Impressora 3D Finder Flashforge

A Impressora 3D Finder Flashforge é uma das que possuem mais fácil utilização entre as disponíveis no mercado atualmente, pois antes de começar a utilizá-la basta apenas fazer alguns simples ajustes.

Ela é indicada para famílias, escolas e usuários inexperientes. Possui um painel sensível ao toque, entrada para pendrive USB e conexão Wi-Fi. Além disso, o preço dela é um dos mais baixos do mercado atualmente.

Guia de Compra

As impressoras 3D servem para qualquer negócio. Elas imprimem desde próteses até objetos de decoração, e por esse motivo vem crescendo a procura por esse produto.

Se você quer aprender mais sobre esse tipo de impressora, continue com a gente nesse Guia, trazemos todas as informações que você precisa para comprar a sua com segurança.

Menina segurando objeto saindo de impressora 3D.

A impressora 3D é um equipamento útil para muitas frentes de negócio. (Fonte: luchschen / 123RF)

O que é uma impressora 3D?

Você pode ter vários motivos para querer adquirir uma impressora 3D, desde para uso familiar, para construir brinquedinhos, ou mesmo repor peças de equipamentos que quebraram e até mesmo para uso profissional.

A prototipagem é um exemplo de uso profissional. E caso você precise de uma impressora 3D por esse motivo, já sabe que é muito difícil ficar dependendo de outra empresa para fazer isso para você, pois até a peça estar do jeito que você deseja pode levar muito tempo e custar muito caro.

As impressoras 3D fazem parte de uma revolução que está acontecendo nos últimos anos, e é muito importante estar a par desta novidade, para se preparar para o mercado de trabalho, pois este tipo de conhecimento vai ser cada vez mais exigido, nas mais diversas áreas.

Quais as vantagens e desvantagens da impressora 3D?

As vantagens são muitas, mas a liberdade de criar diferentes produtos em uma única máquina é uma delas. Você pode até mesmo personalizar suas peças. Isso sem falar na economia. Você até vai precisar investir bastante no começo, mas acaba sendo uma solução econômica no longo prazo.

Um dos principais inconvenientes das impressoras 3D é o seu preço, pois elas ainda têm um custo alto, e são inacessíveis para a maior parte da população. Apesar disso, a evolução da tecnologia está tão rápida, que daqui a pouco tempo é muito provável que elas estejam com um custo mais acessível.

Além disso, outro inconveniente delas é que elas são produtos complexos, e que exigem um certo tempo até que seja possível entender todos os seus mecanismos.

Por isso, é preciso ter muita paciência, pois muitas impressões vão dar errado até que você entenda o equipamento.

Outra desvantagem destes equipamentos é que elas causam insegurança, principalmente se forem abertas, já que possuem altas temperaturas, que podem causar queimaduras graves.

Você deve tomar cuidado, pois alguns materiais podem emitir substâncias tóxicas no ar, que podem causar risco de câncer e outras doenças. Por fim, a demora delas também acaba causando uma perda de interesse por parte das pessoas, pois é preciso ter muita paciência até que uma impressão termine.

Vantagens
  • Pode imprimir diferentes tipos de peças
  • Ideal para prototipagem
  • É possível personalizar peças
  • Gera economia
  • Bom para ganhar conhecimento
Desvantagens
  • Preço
  • Complexidade
  • Segurança
  • Demora

Impressora 3D nacional ou importada?

Uma das dúvidas das pessoas ao buscar por impressoras 3D, é se devem optar por modelos nacionais ou importados.

Do ponto de vista da qualidade, não há muita diferença em comprar produtos nacionais ou importados, pois a indústria brasileira tem se desenvolvido cada vez mais nessa área, e já existem equipamentos que possuem tantos atributos quanto os que são produzidos no exterior.

As pessoas devem ter em mente que não é porque um produto é fabricado no exterior que ele é melhor, porque as fabricantes brasileiras também têm bons produtos e, além disso, impressoras 3D ruins existem em qualquer parte do mundo.

Imagem mostra uma impressora 3D em funcionamento.

Adquirir uma impressora 3D nacional acaba saindo mais barato. (Fonte: Ippicture / Pixabay)

Um dos fatores que diferenciam uma impressora nacional de uma importada é o preço, pois as que são produzidas no exterior têm um custo bem superior em relação às que são fabricadas aqui.

Isso ocorre principalmente por conta dos impostos, taxas, custo de importação, etc. Além disso, uma das coisas que acabam sendo vantagem para as impressoras 3D nacionais é que você está ajudando a indústria nacional.

Você ainda vai poder contar com assistência técnica e reposição de peças de forma muito fácil e rápida.

Nacional Importada
Custo Preço mais baixo Preço elevado por conta de impostos
Assistência Facilidade de assistência técnica nacional. Terá reposição de peças mais rapidamente Reposição de peças pode demorar
Outras características Ajudar a indústria nacional Qualidade similar à nacional

Que tipo de materiais usa uma impressora 3D?

Uma impressora 3D que te permita imprimir em uma maior quantidade de materiais proporciona maior flexibilidade e garante que seu trabalho seja mais criativo. Alguns materiais que podem ser utilizados por impressoras 3D são os seguintes:

  • PLA – Ácido Polilático: termoplástico biodegradável é muito rígido e resistente, proporciona fidelidade aos detalhes e ótimo acabamento.
  • ABS – Acrilonitrila butadieno estireno: termoplástico derivado do petróleo, é rígido, possui resistência a impactos e é menos fiel aos detalhes que o PLA.
  • PETG – Politereftalato de etileno glicol: termoplástico derivado do petróleo, tem aspecto transparente, produz peças resistentes e é excelente para reproduzir detalhes.
  • Nylon: É um material flexível e resistente e dá um acabamento liso ao produto

Além desses, existem muitos outros materiais que podem ser utilizados por uma impressora 3D.

Quanto mais possibilidade a sua impressora 3D oferecer para o uso de diferentes matérias primas, mais versatilidade ela vai proporcionar ao seu trabalho.

Quanto custa?

O quanto você irá gastar em uma impressora 3D depende do seu orçamento e do uso que fará do equipamento. Neste artigo, as impressoras 3D que listamos variam muito de preço, entre R$ 3.100 e R$ 44.000, e já dá pra perceber que existe uma variedade enorme de valores neste meio.

Caso você esteja em dúvida entre uma impressora 3D mais barata – mas que não ofereça todas as qualidades que você deseja – e uma um pouco mais cara – mas um pouco mais completa -, talvez valha a pena gastar a mais para ter um equipamento mais versátil.

Onde comprar?

Em sites como Amazon, Ponto Frio, Submarino e na Americanas, você pode encontrar diversas opções de impressoras 3D, sem que para isso tenha que sair do conforto da sua casa.

Além disso, você poderá encontrar em lojas físicas também, como no setor de informática de alguns supermercados como o Walmart, ou na Leroy Merlin.

Produtos usados também costumam ser uma opção, e podem ser encontrados em sites como Mercado Livre e Olx. Nestes casos, verifique cuidadosamente as avaliações do vendedor, para ter mais segurança na sua compra.

Imagem mostra uma impressora 3D imprimindo um objeto da cor laranja.

Impressoras 3D podem ser facilmente compradas pela Internet. (Fonte: mebner1 / Pixabay)

Critérios de Compra: Fatores para comparar os modelos de impressora 3D

Para que você fique totalmente satisfeito com sua compra, existem certas características que devem ser verificadas ao buscar por uma impressora 3D. Nós queremos te ajudar a avaliá-las. Considere os seguintes fatores:

  • Mesa de impressão
  • Área de impressão
  • Kit de impressão 3D
  • Software
  • Aberta ou fechada
  • Suporte Técnico
  • Temperatura do bico

Abaixo, descrevemos estas características detalhadamente, para que você possa escolher a sua impressora 3D com mais segurança.

Mesa de impressão

Uma das dúvidas mais frequentes de quem vai comprar uma impressora 3D é sobre a mesa dela, e se ela deve ser aquecida ou não.

A mesa é a base onde o seu objeto é impresso, e, caso ela não seja aquecida os materiais como o ABS, por exemplo podem ter muita dificuldade em grudar nela, e isso pode fazer com que você perca toda a sua impressão.

A necessidade de utilizar uma base aquecida ou não, depende muito dos filamentos que você irá utilizar, pois se você somente for utilizar o PLA nas suas impressões, ela não é de aquecimento.

Para não ficar preso a um material só, e ter maior liberdade criativa com a sua impressora 3D, analise bem a possibilidade de adquirir um equipamento com mesa aquecida.

É importante que esta base atinja entre 100° a 115°C, e que a temperatura seja distribuída de forma bastante uniforme.

Dois engenheiros aguardando sorrindo por um projeto sendo impresso na impressora 3D.

A impressora 3D pode ser usada em diversas áreas de negócio. (Fonte: Dmitriy Shironosov / 123RF)

Área de impressão

A área de impressão está relacionada com o tamanho das impressões 3D que o seu equipamento poderá fazer, pois quanto maior ela for, maiores serão as peças produzidas.

Caso você adquira uma impressora 3D que tenha uma área pequena, e queira produzir peças grandes, terá que fazer cada objeto em várias partes separadas e fazer soldagens para uni-las para formar uma impressão única, o que acaba levando tempo.

Já uma impressora com uma área de impressão maior poderá levar você a criar suas peças grandes de uma única vez. Neste caso, avalie se realmente precisa dessa área a mais, pois levará a um gasto maior no equipamento.

As impressões podem atingir um volume entre 110 milímetros até 500 milímetros ou mais. O tamanho padrão costuma ser de 200 milímetros em todas as direções.

Kit de impressão 3D

Outra coisa que as pessoas acabam reparando ao buscar por impressoras 3D é que muitas delas costumam vir montadas, enquanto outras requerem que o próprio comprador monte a impressora.

Comprar um kit para montar a própria impressora 3D somente é recomendável para quem deseja trabalhar com assistência técnica para esse tipo de equipamento, pois pode ser arriscado comprar e depois ela não funcionar da maneira que você estava esperando.

A impressora montada sai um pouco mais cara, mas isso significa uma menor probabilidade de problemas, o que já compensa pagar um pouco a mais. Ainda mais se você nunca teve contato com uma impressora 3D na vida, não vale a pena arriscar que a sua primeira experiência com este equipamento seja traumática.

Para quem deseja ter mais confiabilidade no equipamento, o melhor a fazer é investir um pouco a mais em uma impressora 3D já montada, pois muitas vezes o barato pode acabar saindo caro.

Software

As impressoras 3D não funcionam sem um software, pois é ele que determina todos os passos que ela tem que seguir para imprimir o objeto.

Cada impressora tem um tipo de programa que é recomendado para ela, então preste muita atenção neste detalhe, principalmente se você vai conseguir produzir as peças que você deseja.

É importante verificar qual é esse software antes de comprar a sua impressora, se ele é fácil de usar, e separar algum tempo para aprender a mexer nele. Qualquer configuração que você utilize de forma errada na sua impressora 3D pode significar trabalho perdido.

Aberta ou Fechada

Uma das características que a impressora 3D pode ter, é que ela pode ser aberta ou fechada. Aberta significa que toda a estrutura, e a própria peça, podem ficar em contato com o ar. Já na fechada, isso não ocorre.

Existem alguns fatores a se considerar antes de escolher uma impressora 3D aberta ou fechada, como a segurança, por exemplo. Esses equipamentos podem causar queimaduras sérias quando estão em funcionamento.

Então, uma impressora aberta não é a melhor opção para quem possui crianças em casa ou para pessoas que trabalham em um lugar público.

Alguns filamentos utilizados nas impressoras 3D exigem uma certa ventilação, enquanto outros não devem ter contato com o ar, então avalie bem essas características antes de adquirir o seu equipamento.

Um exemplo de filamentos que não devem ter muito contato com o ar é o ABS, pois isso pode acabar atrapalhando já que a sua temperatura pode abaixar e a impressão pode descolar da base.

Outro fator que torna as impressoras fechadas mais vantajosas é o barulho, pois as abertas produzem muito mais ruído, já que não possuem nenhuma barreira para o som.

Suporte técnico

Esse é um item que poucas pessoas observam antes de comprar uma impressora 3D, mas é muito importante, pois depois da entrega é que você percebe se a empresa tem realmente um compromisso com o bem-estar dos clientes.

Afinal, caso seja um equipamento que você esteja utilizando a nível profissional, isso pode significar dias de trabalho perdidos.

Para verificar isso antes da sua compra, veja em sites como o Reclame Aqui se a empresa tem boa reputação entre os outros clientes, ou se eles se sentem “abandonados” pela empresa depois da entrega do produto.

Se você quer ter mais eficiência no suporte técnico, talvez uma impressora 3D nacional seja mais vantagem para você, pois, além de falarem a sua própria língua, qualquer peça de reposição que você precise estará no seu próprio país.

Temperatura do bico

O bico de algumas impressoras só chega até 250°C, e determinados tipos de filamentos requerem temperaturas mais altas do que isso. Esse é o caso do Nylon, que costuma requerer que o bico chegue a 270°C.

Isso vai determinar, portanto o material do filamento que você poderá utilizar, pois, pode ser que não consiga utilizar determinados materiais com a temperatura do bico de sua impressora 3D.

Atualmente já está mais fácil encontrar impressoras 3D com a temperatura do bico que chega até 300°C, vale a pena procurar se você deseja imprimir com o Nylon.

(Fonte da imagem destacada: kaboompics / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Camila Freitas Redatora
Camila Freitas
Nômade digital, já morou em 4 países diferentes e está sempre de olho no próximo destino. Como redatora, tem experiência escrevendo sobre diversas áreas, especialmente utensílios domésticos, tecnologia, esportes e boa forma.