Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Você costuma andar de motocicleta, seja por trabalho ou diversão? Então uma forma de tornar seus trajetos mais seguros e divertidos é contar com um bom intercomunicador para moto!

O intercomunicador para moto permite que você converse com pessoas próximas a você, seja na garupa ou em outros veículos, use GPS, escute músicas, atenda seu celular sem usar as mãos e muito mais. É uma grande lista de vantagens.

Interessado? Vamos falar nas próximas linhas sobre como escolher o modelo ideal para as suas necessidades, além de explicar exatamente como esse aparelho funciona. Afinal, segurança e prazer são importantes para quem vive sobre uma motocicleta!

Primeiro, o mais importante

  • O intercomunicador para moto, também chamado de intercomunicador para capacete, é um aparelho muito útil para motociclistas. Permite comunicação entre pessoas em diferentes veículos, fundamental para viajantes em grupo.
  • Outra vantagem é a possibilidade de conexão com o telefone celular, permitindo assim o uso de GPS, ferramenta indispensável no mundo moderno.
  • É preciso usar o intercomunicador com cautela: não deixe que ele tire sua atenção do que acontece na pista! O aparelho é legalizado no Brasil.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 4 melhores modelos de intercomunicador para moto

Antes de explicarmos tudo o que você precisa saber sobre os intercomunicadores para moto, vamos apresentar alguns dos melhores modelos disponíveis no mercado. Selecionamos quatro intercomunicadores que com certeza são ótimas aquisições:

1º – Intercomunicador para Moto Multilaser MT606

Uma das marcas mais tradicionais no segmento de eletrônicos é a Multilaser. Esse intercomunicador segue a qualidade da empresa com várias funcionalidades: são dois alto falantes e um microfone com redução de ruído.

A garantia é de perfeita comunicação, sem ruídos, em velocidades até 120 km/h. O alcance de comunicação é de 10 metros entre aparelho e celular e de 500 metros entre aparelhos. Funciona por bluetooth e é fácil de instalar e discreto.

2º – Intercomunicador para Moto Intercom V6

Funcionando através de bluetooth, esse intercomunicador permite até cinco conexões. Um grande destaque do aparelho é a sua resistência, sendo que é à prova d’água. A instalação é bastante simples, sem necessidade de furos ou cola fixa.

A conexão entre dois aparelhos funciona até 1200 metros, enquanto o limite máximo entre aparelho e celular é de 10 metros. A bateria tem autonomia de até 8 horas em uso com conversação ou música e de 300 horas em repouso.

3º – Intercomunicador de capacete Fodsports M1S Pro (US)

Modelo extremamente moderno, resistente à água e capaz de manter até oito unidades perfeitamente conectadas, esse intercomunicador usa conexão via bluetooth 4.1. Em uma distância de até 2000 metros não há interferências ou chiados incômodos.

A autonomia da bateria merece ser destacada: até 20 horas em atividade sem precisar de recarga. Todas as funções estão ao toque de um botão, facilitando a comunicação em grupo e todas as possíveis ações individuais como usar o GPS ou atender o celular.

4º – Intercomunicador para Moto LEXIN LX-B4FM (US)

Com um design que se adapta fácil a todos os tipos de capacetes, esse intercomunicador da LEXIN está entre os melhores do mercado. Ele conecta até quatro unidades e funciona perfeitamente a velocidades até 120 km/h.

A qualidade do áudio é muito boa e cada unidade pode ajustar o volume de forma independente. Possui autonomia de 8 horas para conversação ou 15 horas em conexão com um telefone celular. Funciona até em condições extremas de temperatura.

Guia de Compra

Agora que você já conhece excelentes modelos de intercomunicador para moto, vamos falar melhor sobre o aparelho. Você ficará sabendo quando usá-lo, quais seus benefícios, como escolher o ideal para as suas necessidades e muito mais!

Imagem mostra um grupo de motoqueiros viajando pelos alpes.

O intercomunicador para moto é importante para viagens em grupo. (Fonte: Anna Om / 123rf)

O que é um intercomunicador para moto e para que ele serve?

Viajar de moto é uma atividade solitária. Por causa do barulho extremo, conversar com um eventual passageiro torna-se quase impossível. O mesmo vale para colegas em outros veículos. O celular também não fica disponível para ouvir música ou receber ligações.

O intercomunicador para moto resolve essas questões: com um alto falante que é acoplado ao capacete, ele consegue se comunicar com outros aparelhos iguais. Assim, você consegue conversar com quem está na garupa ou com seus colegas de viagem.

Como funciona por bluetooth, mesmo que você viaje sozinho, pode conectar o intercomunicador ao celular. Assim, conseguirá escutar suas músicas preferidas no trajeto, conversar ou até mesmo usar o GPS, muito importante em determinados trajetos.

Trata-se de um aparelho eletrônico que facilita muito a vida do motociclista. É pequeno, não atrapalhando na condução da motocicleta, e todas as funções estão ao toque de um botão.

foco

Você sabia?

Muitas pessoas acreditam que o uso do intercomunicador para moto é ilegal. Porém, no código brasileiro de trânsito não há qualquer menção a ele. Como não é um item que impede que o condutor ouça sons externos, ele é totalmente permitido.

Não há relatos de pessoas multadas ou que sofreram qualquer tipo de problema com agentes da lei por estarem usando um intercomunicador para moto.

Quais as vantagens e desvantagens de um intercomunicador de capacete?

A vantagem mais clara do intercomunicador para moto é tornar possível a comunicação entre pessoas em uma viagem. Seja no mesmo veículo ou não, tanto conversas corriqueiras, como assuntos fundamentais podem ser discutidos.

Como o alcance normalmente passa de 1 km, é possível que a pessoa à frente de um pelotão avise os demais motoqueiros sobre possíveis perigos, por exemplo. A viagem se torna mais segura.

Porém, nada deve ser feito em excesso. O intercomunicador não deve desviar a atenção dos condutores. Falar muito pode ser problemático nesse sentido.

A possibilidade de conexão com o celular vai no mesmo sentido: poder usar GPS em uma moto é fantástico, mas é ruim, por exemplo, trocar de músicas em excesso e desviar o olhar do que acontece na pista à sua frente.

Portanto, deve-se prestar atenção em quais são os limites de uso. Na tabela abaixo, falamos mais sobre essas vantagens e desvantagens:

Vantagens
  • Permite a comunicação entre pessoas que andam de motocicleta
  • Permite a conexão com celular para ouvir música ou usar GPS durante uma viagem
  • Bateria muito duradoura, normalmente com capacidade acima de 8 horas
  • Aparelho de uso muito simples
Desvantagens
  • Pode desviar a atenção do condutor por conversas em excesso e ao mexer no aparelho
  • Alcance normalmente limitado, não passando de 2 km
  • Pode sofrer interferências de prédios altos ou de condições ruins do tempo

Como funciona um intercomunicador para moto?

Para que o uso seja possível, cada pessoa da viagem deve ter o seu próprio intercomunicador. Antes do início, é preciso que todos eles sejam sincronizados e pareados a partir do sistema de bluetooth.

O aparelho deve ser acoplado ao capacete e é composto por uma parte com alguns botões e outra com o sistema para fala e escuta. Note que não se trata de um fone de ouvido, item que é de fato proibido pelo código de trânsito brasileiro. Essas partes são unidas por um pequeno fio.

A partir daí, a cada vez que você acionar o botão, irá acessar uma conexão diferente. Cada um dos aparelhos funciona em uma frequência, portanto, conversas em grupos não são possíveis, apenas com um aparelho específico.

O ideal é que a acoplagem no capacete não te impeça de ouvir barulhos externos como buzinas e ruídos de motor. Caso contrário, a sua condução será muito prejudicada.

A parte com botões provavelmente ficará no lado externo do capacete, ao fácil acesso de suas mãos. Pronto! Agora, você pode variar rapidamente entre conexões, seja com seu próprio celular, seja com alguém na garupa ou em outras motocicletas!

A instalação do aparelho costuma ser bastante simples, sem necessidade de ferramentas como uma furadeira, cola ou qualquer fator que prejudicaria o uso em outras ocasiões. Apesar de haver diferença entre modelos, normalmente basta fazer a fixação de maneira segura.

Não use intercomunicador em capacete aberto! Ainda haverá muito incômodo com barulhos externos e a comunicação será prejudicada.

Para tirar ainda mais dúvidas sobre o uso do intercomunicador para moto, confira o vídeo a seguir do canal Papo de Scooter:

Quanto custa?

Por ser um produto que não possui variações extremas entre modelos, o intercomunicador de capacete não apresenta grandes diferenças de preços. Apenas algumas questões, como a quantidade de conexões permitidas e a marca, geram um pequeno espaço de valores.

É possível encontrar intercomunicadores baratos custando por volta de R$ 100, enquanto a maior parte dos modelos fica entre R$ 200 e R$ 300. O teto que encontramos foi o valor de R$ 450. Vale lembrar que será necessário comprar um aparelho por integrante da viagem.

Onde comprar?

Lojas de acessórios para carros e motos devem apresentar a melhor variedade de intercomunicadores para moto. Alguns comércios especializados em eletrônicos também são boas opções. Na maioria das cidades, não deve ser problema encontrá-los.

Se a sua intenção for comprar pela internet, recomendamos a Amazon brasileira, sempre segura e eficiente. Outras possibilidades são o Mercado Livre e a Amazon internacional, bem como lojas famosas especializadas em eletrônicos.

Critérios de compra: Fatores para considerar ao escolher um intercomunicador para moto?

Agora que você já sabe as vantagens e desvantagens de um intercomunicador para moto, é hora de falarmos sobre alguns quesitos que podem ser fundamentais na hora da sua escolha de modelo:

  • Quantidade máxima de conexões
  • Alcance do sinal
  • Resistência e durabilidade
  • Autonomia da bateria

Vamos explicar a seguir como cada um se encaixa em diferentes necessidades:

Quantidade máxima de conexões

Você quer um intercomunicador de capacete para conversar com a pessoa que anda na sua garupa, para conectar com seu celular ou porque você tem o costume de viajar em grandes grupos? Essas situações requerem capacidades diferentes de aparelhos ligados simultaneamente!

Se não existe o hábito de viajar em grupo, não há necessidade de um grande número de conexões. Pode-se escolher um modelo mais barato que suporte apenas duas ou quatro. Mas quanto maior for o grupo que viaja junto, mais é necessário aumentar esse número!

Imagem de mulher com intercomunicador para moto.

Se você não costuma viajar em grandes grupos, não tem necessidade de um intercomunicador com muitas conexões. (Fonte: Wolfgang Steiner / 123RF)

Alcance do sinal

Da mesma forma, se você quer apenas conversar com quem anda na sua garupa ou usar o celular, não existe muita diferença na necessidade máxima de alcance. Isso se aplica apenas para viagens em grandes grupos.

Há modelos de intercomunicador que alcançam até 500 metros, outros que podem chegar a alguns quilômetros. O segundo caso é recomendado apenas para quem faz excursões em grupos numerosos, já que a conversação passa a ser facilitada entre os membros.

Resistência e durabilidade

A durabilidade do intercomunicador deve ser levada em conta no momento da compra. Afinal, não é um aparelho tão barato e você quer que ele esteja com você por longos anos. Escolha marcas de confiança e que ofereçam boa garantia.

Sobre a resistência, podemos falar de modelos à prova d’água, que resistam às condições do tempo, pequenos impactos e eventuais imprevistos. Se você costuma viajar sob condições desfavoráveis, é bom escolher um intercomunicador mais completo.

Imagem mostra um grupo de motociclistas andando em uma estrada.

Para quem costuma andar em grandes grupos, é importante ter um intercomunicador de bom alcance e bastante resistente. (Fonte: steelfish / Pixabay)

Autonomia da bateria

Quanto tempo você costuma passar na estrada? Suas viagens são curtas ou longas? A maioria dos intercomunicadores apresenta baterias capazes de suportar por várias horas, mas ainda assim, há variação no número.

Pode ser que uma autonomia de seis horas não seja suficiente para você. Ou que viagens sejam feitas a lugares ermos, com dificuldades para recarga. Nesse caso, quanto maior for o número de horas em funcionamento sem necessidade de recarga, melhor!

(Fonte da imagem destacada: Wolfgang Steiner / 123rf)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
39 Voto(s), Média: 4,05 de 5
Loading...