Imagem de mãe segurando um iPad.
Ultima atualização: 6 de julho de 2019

Como escolhemos

8Produtos analisados

14Horas investidas

4Estudos avaliados

49Comentários coletados

Muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre o iPad, um modelo de tablet desenvolvido pela Apple, que chama a atenção pelo desempenho técnico, sistema de integração da marca e design sofisticado.

Se você está pensando em comprar um iPad, esse artigo vai ajudar bastante. Nele, vamos falar sobre os diferenciais dos modelos disponíveis, dicas de como escolher a versão ideal para você e dar algumas sugestões de compra.




Primeiro, o mais importante

  • As versões atuais do iPad são: iPad Mini 4, iPad e iPad Pro. Muitas características mudam de um modelo para o outro, como tamanho da tela, processador, resolução das câmeras, sistema de identificação e muito mais.
  • Todos os modelos de iPad são ultrafinos, feitos de alumínio (corpo) e vidro (tela). Estão disponíveis em quatro opções de cores: prateado, cinza espacial, dourado e ouro rose.
  • Os iPads são os modelos de tablets mais caros do mercado. O mínimo que você vai pagar por um aparelho desses é R$2000, há versões intermediárias entre R$ 3.000 e R$ 4.000 e modelos mais caros que chegam a R$ 15 mil.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 4 melhores modelos de iPad

Atualmente, a Apple disponibiliza aos consumidores três modelos de tablets: iPad, Mini 4 e Pro (que se divide em duas versões). Para este Ranking, selecionamos pelo menos uma versão de cada modelo, para que você conheça as melhores opções.

1º - iPad Pro Apple

O iPad Pro da Apple é um tablet completo, possui leitor biométrico (Touch ID), conexão Bluetooth 4.2, 3G, 4G e Wi-Fi, tela Retina com 12.9 polegadas, retroiluminada com lâmpadas de LED e resolução de 2732 x 2048 pixels.

O processador desse aparelho é Apple A10X Fusion e o armazenamento é de até 512 GB. Esse modelo tem duas câmeras: a traseira tem resolução de 12 MP e a frontal de 7 MP.

2º - iPad Apple

Este modelo tem tela Retina, com 9.7 polegadas, plataforma iOS 10, memória interna de 32 GB, conectividade com Bluetooth 4.2 e Wi-Fi, Touch ID (detecção de digital) e diversos sensores: acelerômetro, bússola, giroscópio e barômetro.

O iPad é equipado com câmera frontal de 1,2 MP e traseira de 8 MP com os seguintes recursos: autofocus, detecção de sorriso, estabilizador de imagem, Geo Tagging, foto panorâmica, temporizador e HDR.

3º - iPad Mini 4 Apple

O iPad Mini 4 da Apple é um modelo com configurações menos potentes, mas mesmo assim é um investimento que vale a pena, pois ele é capaz de rodar aplicativos com fluidez. A tela Retina tem 7.9 polegadas e é retroiluminada por luzes de LED.

Este modelo tem processador Apple A8 (que oferece um bom desempenho gráfico), armazenamento de 128 GB, leitor de digitais (Touch ID), conexão Wi-Fi e duas câmeras, a frontal tem 1,2 MP e a traseira tem 8 MP.

4º - iPad Pro (Tela Liquid Retina) Apple

Essa versão do iPad Pro é o modelo top de linha da Apple, tudo nele é diferente, a começar pela tela Liquid Retina de 12,9 polegadas, que vai de ponta a ponta e a tecnologia ProMotion, que entrega cores realistas.

O aparelho é ultrafino, equipado com chip A12X Bionic, sistema operacional iOS 12 e armazenamento de 512GB, com versões em 64GB e 1T. O desbloqueio da tela é através da leitura facial (Face ID).

Este iPad conta com duas câmeras, a traseira tem 12 MP, faz vídeos em 4K, escaneia documentos e pode ser usada para reproduzir realidade aumentada. A câmera frontal é TrueDepth, perfeita para selfies em modo retrato.

Guia de Compra

Se você nunca teve um dispositivo eletrônico da Apple, talvez não consiga entender o fascínio que os consumidores sentem pela marca. Mas, neste Guia de Compra, você vai saber porque os tablets da Apple se diferenciam tanto dos aparelhos de outras marcas e porquê você deve comprar um iPad para chamar de seu.

Imagem de uma menina usando um iPad.

Os aparelhos da Apple causam satisfação nós consumidores. (Fonte: Cuncon / Pixabay)

Quais são os diferenciais de um iPad?

A principal característica que torna o iPad um modelo único é o sistema operacional iOS que proporciona a integração do smartphone (iphone), computador portátil (macbook) e tablet (iPad).

Outro diferencial é que todos os modelos a partir da quarta geração possuem tela Retina. O termo, patenteado pela Apple, se refere a tela dos aparelhos, em que não é possível identificar os pixels a uma determinada distância, que varia de um aparelho para o outro.

Nos modelos de iPad, a tela Retina tem densidade de 264 pixels por polegada, uma concentração intermediária (a do iPad Mini 4 é maior: 326 ppp), pois o tablet é utilizado a uma distância maior dos olhos.

Com o iPad você não precisa digitar uma senha de números para acessar seu dispositivo. O desbloqueio da tela é feito por meio de identificação da digital (Touch ID) nos modelos iPad Mini 4, iPad convencional e iPad Pro de 10.5 polegadas.

Nos modelos Pro de 11 e 12.9 polegadas, essa identificação é por meio do Face ID, ou seja, ele escaneia milhares de pontos do rosto do usuário para desbloquear o dispositivo.

A bateria funciona por até 10 horas de uso ininterrupto, para navegar na internet (via Wi-Fi), assistir vídeos ou escutar músicas. Se você for realizar essas atividades usando os dados de navegação da rede do celular, esse tempo cai para 9 horas.

Para recarregar a bateria do iPad você pode conectá-lo ao seu computador através do cabo USB ou usar o carregador que acompanha o aparelho.

Vantagens
  • Tela Retina ou Liquid Retina
  • Bateria dura até 10 horas
  • Desbloqueio da tela por digital ou reconhecimento facial
  • Design ultrafino, estrutura em alumínio, tela de vidro e diferentes cores
Desvantagens
  • Os iPads são caros
  • Os acessórios não são compatíveis com todos os modelos
  • Os modelos maiores são mais difíceis de manusear
  • O espaço de armazenamento do iPad não pode ser expandido

Qual é o melhor iPad para mim?

Atualmente, a Apple está com três linhas de iPad, o modelo Mini 4, o iPad Convencional e o iPad Pro (em duas versões, com diferenças entre si), para que você compre o modelo ideal de acordo com as suas necessidades e preferências, vamos explicar os diferenciais de cada um nesta seção.

iPad Mini 4

O iPad Mini 4 é o modelo mais próximo da maioria dos tablets, ele conta com dimensões compactas: 203.2 mm de altura, 134.8 mm de largura, 6,1 mm de espessura, peso aproximado em 300 gramas.

A tela é Retina, multi touch, retroiluminada com luzes de LED, tem 7.9 polegadas, resolução de 2048 x 1536 pixels, 326 pixels por polegada (a maior proporção da categoria) e tela laminada e antirreflexo.

Em relação ao processador, esse modelo usa o chip A8 de segunda geração, tem arquitetura de 64 bits e coprocessador M8 (vamos falar mais sobre as diferenças entre os processadores na última seção deste artigo).

Assim como qualquer outro modelo, o iPad Mini 4 vem com câmera frontal e traseira. A frontal tem qualidade de 1,2 MP, com recurso FaceTime HD, e a traseira tira fotos em 8 MP e faz vídeos em HD (1080p).

Para destravar a tela, você usa a sua digital (Touch ID). Para mexer nos aplicativos, conte com a assistente de voz da Apple, a Siri. Esse aparelho não é compatível com Apple Pencil, mas aceita conexão com teclados via Bluetooth.

O iPad Mini 4 conta com duas saídas de som. As conexões são: Wi-Fi, Bluetooth 4.2 e ele aceita cartão nano SIM.

iPad

O iPad convencional tem dimensões bem similares ao modelo Pro, são 9.7 polegadas, 240 mm de altura, 169,5 mm de largura, 7,5 mm de profundidade e cerca de 470 gramas.

Imagem de um iPad.

Os iPads são ultrafinos. (Fonte: Caleb Moreno / Unsplash)

O processador é A10 Fusion, de quarta geração, com 64 bits e coprocessador M10 integrado. A capacidade de armazenamento é de 32 ou 128 GB. Para desbloquear o aparelho, use o recurso Touch ID.

A qualidade de imagem da câmera é a mesma do modelo anterior: fotos em 1.2 MP na câmera frontal, 8 MP para a câmera traseira, e vídeos em HD.

Em relação ao modelo anterior (iPad Mini 4) esse tem o diferencial de permitir o uso da Apple Pencil, em contrapartida a tela não é laminada nem antirreflexo.

iPad Pro

O iPad Pro foi lançado com a proposta de ser uma alternativa ao computador portátil, por essa razão ele tem processador de ponta, sistema operacional de alto desempenho e características diferenciadas.

Existem três versões de iPad Pro, os modelos com tela de 10,5, 11 e 12,9 polegadas, mas as diferenças não param por aí, pois as características técnicas do modelo de 10,5 polegadas são diferentes em relação aos outros dois (a única diferença entre eles é o tamanho da tela).

Começando pela tela, a do modelo de 10,5 polegadas é Retina e dos outros é Liquid Retina, mas ambos são equipados com as tecnologias Pro Motion e True Tone. As dimensões (largura x altura x espessura) são similares.

A identificação para acessar o aparelho é feita por digital no modelo menor, e por reconhecimento facial nos outros dois. Ambos aceitam Apple Pencil, Smart Keyboard (os modelos maiores aceitam a versão Folio) e teclados Bluetooth.

Imagem de uma pessoa usando uma Apple Pencil para desenhar.

A Apple Pencil serve como lápis, caneta, marca-texto e borracha. (Fonte: Balázs Kétyi / Unsplash)

Em relação ao processador também há diferenças, o modelo de 10,5 polegadas usa chip A10X Fusion com coprocessador M10, enquanto os outros dois usam chip A12X Bionic com coprocessador M12, ambos com 64 bits.

Em relação às câmeras, ambas tiram fotos com resolução de 12 MP e gravam com tecnologia 4K na câmera traseira. A câmera frontal é diferente, no modelo de 10,5 polegadas a tecnologia é FaceTime HD e nos outros dois modelos é TrueDepth.

Se você ainda estiver em dúvida sobre qual modelo é o melhor para você, analise a tabela que preparamos, comparando diversas características de ambos os modelos. Para esse quadro, separamos as versões do iPad Pro em duas categorias:

iPad iPad Mini 4 iPad Pro 10.5 polegadas iPad Pro 11 e 12.9 polegadas
Processador A10 Fusion A8 A10X Fusion A12X Bionic
Armazenamento 32 GB 128 GB 64, 256 ou 512 GB 64, 256, 512 GB ou 1 TB
Polegadas 9,7 polegadas 7.9 polegadas 10.5 polegadas 11 ou 12.9 polegadas
Câmera Frontal 1,2 MP 1,2 MP 7 MP FaceTime HD 7 MP TrueDepth
Câmera Traseira 8 MP 8 MP 12 MP 12 MP
Gravação de vídeos HD HD Ultra HD 4K Ultra HD 4K
Saídas de som 2 2 4 4

Qual a melhor tela para um iPad?

Todos os iPads da Apple a partir da quarta geração são equipadas com a exclusiva tela Retina, que não permite a identificação dos pixels a olho nu, pois a concentração é alta: 264 ou 326 ppp (pixels por polegada).

Entretanto, o recente lançamento da marca, o iPad Pro já é equipado com uma nova tecnologia de tela: a Liquid Retina expandida até as bordas, acompanhando o design curvo do aparelho.

Imagem de um iPad Pro.

O iPad Pro tem tela Liquid Retina, que expande até as bordas. (Fonte: Henry Ascroft / Unsplash)

A tela Liquid Retina é o modelo LCD com maior precisão de cores da indústria. Essa versão conta com alguns diferenciais como as tecnologias Pro Motion e True Tone.

A Pro Motion entrega cores mais realistas, inclusive pretos intensos. E True Tone é um sensor de luz que faz ajustes sutis no balanço de branco da tela para corresponder à temperatura de cor da iluminação ambiente, com isso, as imagens ficam mais reais, como se estivessem impressas em papel, e isso ajuda bastante a reduzir o cansaço dos olhos.

Como escolher o melhor processador para minhas necessidades?

Antes de falarmos sobre os diferentes processadores das gerações atuais de iPads, vamos falar sobre algumas características que todos os processadores têm e que fazem toda a diferença de um modelo para o outro.

  • A memória RAM é utilizada para rodar os aplicativos e softwares conectados à internet, sejam dados móveis (3G ou 4G) ou internet banda larga (Wi-Fi). A memória RAM é zerada toda vez que o dispositivo é desligado.
  • A velocidade em GHz é usada para medir o clock interno, ou seja, o número de pulsos por segundo que um sinal emite durante o processamento. A frequência só é parâmetro de velocidade se compararmos processadores da mesma linha.
  • Os núcleos funcionam como processadores independentes. Os modelos de iPad trazem de dois (dual-core) a oito núcleos (octa-core). Quanto maior o número de núcleos, melhor o desempenho do aparelho.
  • A memória cache é um espaço de armazenamento de dados do próprio processador, geralmente tem cerca de 8MB. A memória de cache grava dados acessados com muita frequência, para poder iniciá-los rapidamente.
  • O número de bits tem grande influência no desempenho de um aparelho, e quanto mais bits internos o processador possui, mais rápido ele vai processar os dados. No caso dos iPads, são 64 bits (é o máximo).

As gerações atuais de iPads da Apple estão atuando com três tipos de processadores o A8 (no iPad Mini 4), A10 Fusion (no Ipad), A10X Fusion (modelo Pro de 10,5 polegadas) e A12X Bionic (no modelo Pro, versões de 11 e 12,9 polegadas).

O processador A8 é dual-core (dois núcleos), tem 2 GB de memória RAM, velocidade de 1,5 GHz, arquitetura de 64 bits, eficiente para rodar até os aplicativos mais exigentes e tem coprocessador M8, com diversos sensores.

O processador A10 Fusion é quad-core (quatro núcleos), dois com desempenho de 2,34 GHz para tarefas mais exigentes como jogos, e outros dois núcleos com menor velocidade e gasto de energia. Esse modelo tem 64 bits e coprocessador M10 integrado.

O modelo A10X Fusion tem um grande diferencial: o tamanho! Esse chip tem apenas 10 nanômetros, a redução de tamanho físico significa mais transistores em um espaço menor que traz como resultado uma performance ainda melhor e um consumo de bateria mais baixo.

Esse modelo está na quarta geração, tem arquitetura de 64 bits, três núcleos da CPU, memória de cache de 8MB e coprocessador M10 integrado. Ainda em comparação com o chip A8, esse modelo tem CPU 2,5 vezes mais rápida e GPU 4,3 vezes mais veloz.

Imagem de um homem mexendo em um iPad.

A8, A10 Fusion, A10X Fusion e A12X Bionic são os processadores das versões mais recentes do iPad. (Fonte: niekverlaan/ Pixabay)

Por fim, o processador AX12 Bionic é mais veloz do que 92% dos computadores portáteis vendidos em 2018, isso porque esse processador é um octa-core (são oito núcleos), com 64 bits.

Esse chip usa uma tecnologia criada pela própria Apple: Neural Engine, ou seja, o aprendizado da própria máquina transforma o modo como você interage com jogos, realidade aumentada, fotos e vídeos.

A Neural Engine reconhece padrões, prevê comportamentos e aprende com as experiências. Essa tecnologia é tão rápida que consegue executar cinco trilhões de operações por segundo.

Quanto custa?

O iPad tem preços variados, de acordo com o modelo e geração. Atualmente, o modelo Mini 4 está custando em torno de R$ 3.200 (versão com 128 GB), o iPad convencional está mais barato, com preço em torno de R$ 2.000.

Os modelos da linha Pro são mais caros: a versão com tela de 10.5 polegadas e memória de 64 GB custa em torno de R$ 6.100. O modelo de 11 polegadas com 512 GB custa em torno de R$ 11 mil. A versão de 12.9 polegadas custa R$ 8.400 (64 GB) ou acima de R$ 15 mil se for a versão de 1 TB.

Os acessórios também têm um preço bem salgado. O Smart Keyboard custa em torno de R$ 950 e a Apple Pencil R$ 760.

Imagem da caixa de um iPad.

O iPad vem com alguns acessórios como fonte e cabo USB. (Fonte: MYMath / Pixabay)

Onde comprar?

A Apple comercializa seus produtos em lojas físicas (próprias) e virtual. Mas você encontra esses equipamentos em lojas de aparelhos eletrônicos como Fast Shop, em livrarias como Saraiva e em lojas de departamento como Ponto Frio e Magazine Luiza.

Se você preferir, dá para encontrar os modelos recém-lançados e as gerações anteriores em lojas virtuais como Amazon, Submarino e eBay.

Se você tiver gostado de algum dos modelos do Ranking, é só clicar no link que você será redirecionado para o site da Amazon, que comercializa os diferentes modelos e diversos acessórios.

Critérios de compra: Fatores para comparar e qualificar os diferentes modelos de iPad

Independentemente do iPad que você escolher, saiba que estará levando para casa um aparelho de excelente qualidade. Mas, se você quer uma ajudinha para escolher o modelo ideal de acordo com as suas necessidades e preferências, confira quais características devem ser levadas em consideração no momento da compra:

  • Quantidade de polegadas
  • Plataforma (sistema operacional)
  • Armazenamento
  • Qualidade das câmeras
  • Cores
  • Acessórios

Vamos detalhar cada um dos itens ao longo desta seção.

Quantidade de polegadas

Um aspecto que muda de um modelo de iPad para o outro é o tamanho da tela, medida em polegadas. O iPad Mini 4 é o modelo mais compacto e apresenta tela de 7.9 polegadas.

O iPad convencional é um pouco maior, tem 9.7 polegadas. O iPad Pro está disponível em três tamanhos 10,5, 11 e 12,9 polegadas.

Quando for escolher o seu, leve em consideração a maneabilidade de cada um. Os modelos maiores não são tão simples de manusear, por essa razão a Apple oferta teclado e caneta (vendidos separadamente), para facilitar o uso do dispositivo.

Em geral, os modelos menores são indicados para quem usa o iPad para lazer e estudo e as versões da linha Pro para quem usa o equipamento para trabalhar.

Imagem de um homem segurando um iPad.

Por causa do tamanho, alguns modelos de iPad são mais difíceis de manusear. (Fonte: Patrick Schneider / Unsplash)

Plataforma (sistema operacional)

Os iPads da Apple vêm com sistema operacional iOS, que se destaca em diversas características:

  • É a interface mais avançada, bonita e fácil de usar;
  • O iOS permite que você utilize diferentes aplicativos de maneira simples e dá sugestões inteligentes quando você precisa;
  • A tecnologia avançada protege sua privacidade e mantém seus dados em segurança.

O iOS foi desenvolvido para interações Multi-Touch, ou seja, tudo está ao alcance de um toque, desde abrir aplicativos, ver seus compromissos (é só deslizar para a direita) e navegar por milhares de arquivos em poucos segundos.

O sistema operacional é bastante produtivo e ágil, por exemplo: o app Arquivos reúne todos os seus documentos (fotos, vídeos, músicas, notas, etc) em um só lugar. O Dock ajuda a encontrar seus aplicativos favoritos, ou aqueles que você abriu recentemente.

Você também pode navegar por vários aplicativos ao mesmo tempo, usando o recurso Multitarefa. E se você precisar, acesse a assistente virtual Siri, acionada pelo comando de voz: “E aí, Siri”.

O iOS vem com alguns aplicativos desenvolvidos pela Apple, e na App Store você encontra milhões de outros apps para realizar inúmeras atividades, todos são bem intuitivos (simples de manusear) e ricos em detalhes.

Armazenamento

Você pode encontrar modelos de iPads com diferentes capacidades de armazenamento. A versão mais simples tem 32 GB de memória (iPad convencional). O modelo Mini 4 é mini só no nome, pois tem capacidade para 128 GB.

O modelo Pro de 10,5 polegadas pode ser encontrado nas versões com 64, 256 ou 512 GB e os iPads Pro de 11 e 12,9 polegadas são encontrados nessas mesmas versões e com capacidade máxima de armazenamento para 1TB.

Qualidade das câmeras

Qualquer modelo de iPad conta com duas câmeras, a frontal e a traseira. A qualidade entre elas muda tanto no próprio aparelho (a frontal sempre é inferior), quanto de um modelo para o outro.

Nos modelos iPad e iPad Mini 4 a câmera frontal tem apenas 1,2 MP de resolução e 8 MP na câmera traseira. Os vídeos são feitos em HD (1080p). A qualidade muda bastante nos modelos iPad Pro. Em ambos os aparelhos, a câmera frontal tem 7 MP, a traseira tem 12 MP e os vídeos são filmados em qualidade Ultra HD (4K).

Nos modelos de iPad Pro, a câmera frontal apresenta outra diferença: recurso FaceTime HD no modelo de 10,5 polegadas, e TrueDepth nas versões com 11 e 12,9 polegadas.

Imagem um iPad sobre meso ao lado de mouse e teclado da Apple.

Cada iPad possui especificações distintas sobre a câmera. (Fonte: FirmBee / Pixabay)

O TrueDepth é a tecnologia usada no reconhecimento facial, indispensável para o funcionamento do Face ID, do Animoji e Memoji. A tecnologia possui uma série de sensores, que permitem a leitura facial mesmo se o ambiente estiver com pouca luz.

Esse recurso funciona com base em um conjunto de componentes ligados à câmera frontal, como câmera infravermelha que lê mais de 30 mil pontos para reconhecer a face do usuário, emissor de luz para detectar o rosto do usuário mesmo no escuro e projetor de pontos.

A FaceTime HD é a câmera frontal integrada, localizada na parte superior do iPad. Ela é acionada automaticamente quando você abre algum aplicativo para tirar fotos, filmar, realizar chamadas de vídeo ou ligações.

Cores

Você encontra iPads em quatro opções de cores: prateado, cinza espacial, dourado e ouro rosa, mas nem todos os modelos têm todas essas opções de cores.

  • Prateado: Todos os modelos estão disponíveis nessa tonalidade;
  • Cinza Espacial: Todos os modelos estão disponíveis nessa cor;
  • Dourado: iPad Pro 10,5 polegadas, iPad e iPad Mini 4;
  • Ouro rosa: Apenas o iPad Pro de 10,5 polegadas.
Imagem de dispositivos da Apple em diferentes tonalidades.

O iPad está disponível em quatro opções de cores. (Fonte: Pixabay / Pexels)

Acessórios

Os iPads da Apple permitem o uso de dois acessórios bem interessantes, o Smart Keyboard Folio (apenas para a linha iPad Pro) e a Apple Pencil. Vamos falar um pouquinho mais sobre eles abaixo:

O Smart Keyboard Folio é um teclado completo e removível desenvolvido especialmente para as versões do iPad Pro. O mais interessante é que ele se encaixa magneticamente na parte de trás do aparelho.

Quando o dispositivo não estiver em uso, o Smart Keyboard Folio age como case (capa) e protege a parte da frente e de trás do aparelho. O melhor é que esse teclado, além de dispensar fios ou outros tipos de conexões (usa apenas imãs), não funciona a base de pilhas nem baterias.

A Apple Pencil é um acessório muito legal, pois permite que você desenhe, escreva ou assine documentos digitais com um objeto real. A Apple Pencil é lápis, caneta, marca texto e borracha ao mesmo tempo e você troca de ferramenta com dois toques.

Para usar, basta emparelhar o dispositivo. Quando for recarregar o acessório é só conectá-lo magneticamente à lateral do aparelho e assim que eles estiverem emparelhados, o lápis digital começa a carregar.

(Fonte da imagem destacada: Henry Ascroft / Unsplash)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.