Scoop de l arginina junto a mancuerna
Ultima atualização: 26 de junho de 2019

Como escolhemos

15Produtos analisados

22Horas investidas

8Estudos avaliados

79Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje é dia de falarmos dos suplementos de l-arginina, o aminoácido semi-essencial pesquisado há mais de trinta anos, e que ajudou a iniciar a cultura de consumo de fórmulas “pré-treino”.

Logo de cara, o que chama a atenção sobre a l-arginina é seu conjunto de benefícios, capaz de atender os anseios tanto de quem busca performance atlética quanto de quem procura reforçar a saúde, especialmente seu sistema imunológico e cardiovascular.

Rolando seu mouse abaixo, você encontrará um Guia completo sobre esse aminoácido, de seus efeitos que agradam consumidores às suas propriedades exploradas pelos fabricantes, e, ainda, uma valiosa ajuda para você escolher o suplemento ideal.




Primeiro, o mais importante

  • Consulte um médico, nutricionista ou especialista antes de tudo. Só esses profissionais podem indicar a dosagem certa para o seu corpo, ou mesmo se você está apto a consumir.
  • A l-arginina, tem relevantes efeitos sobre a pressão sanguínea, o que o faz ser contraindicado para gestantes, diabéticos, cardíacos e para usuários de medicamentos para pressão.
  • Seu preço varia, dependendo muito da concentração da substância, sua pureza, sua fórmula e até a quantidade de cápsulas na embalagem.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores suplementos de l-arginina

Montamos, abaixo, uma lista com os três melhores suplementos de l-arginina no mercado, avaliados a partir de sua fórmula, sua dosagem e até no seu conjunto de benefícios.

1º - L-Arginina Platinum - Muscletech

Um dos líderes do mercado nos EUA, o suplemento da Muscletech é uma verdadeira bomba de l-arginina, com 1.000 mg do aminoácido puro por cápsula.

Parte da Essential Series da marca, conta com 100 cápsulas, que resultam em 50 doses, segundo a fabricante.

2º - L-Arginina 500mg - WVegan

A premissa do suplemento da WVegan está justamente no nome, com todo o produto de origem vegetal. Aliás, o produto consiste apenas no aminoácido, a celulose da cápsula, e água.

No mais, o produto foi desenhado para suprir a dose por um mês, com 60 cápsulas e indicação do fabricante de duas por dia.

3º - L-Arginina em pó - Mais Nutrition

O suplemento em pó da Mais Nutrition foi pensado como refil, mas serve muito bem para a primeira compra, sendo um saco de 200 g embalado à vácuo como café, e que rende 40 dias.

Pensado para doses de 5 g em em 200 ml de água, o produto é l-arginina pura, mas com sabor neutro.

Guia de Compra

Parte do sucesso da l-arginina como suplemento reside no fato de que ela consegue influenciar três grandes sistemas do corpo: o cardiovascular, o imunológico e o hormonal.

Assim, a partir de fórmulas variadas, o aminoácido consegue ser igualmente efetivo para atletas e para quem busca vitalidade nas funções corporais. Neste Guia de Compra, você encontrará essa diversidade, mas também os benefícios, as vantagens e desvantagens, até os preços e onde comprar.

l-arginine-1

A l-arginina traz benefícios para a saúde e também para praticantes de exercícios físicos, em especial visando a hipertrofia dos músculos. (Fonte: Anush Gorak / Pexels)

O que é a l-arginina?

Bioquimicamente falando, a l-arginina é um aminoácido básico. Estes, por sua vez, são compostos orgânicos formados por ácidos e derivados de nitrogênio, que quando unidos, formam proteínas que cumprem diferentes e específicas tarefas, a maioria delas no metabolismo celular de animais.

A l-arginina é produzida pelo corpo humano, mas apenas a quantidade suficiente para o seu funcionamento, o que faz a substância ser classificada como um aminoácido semi-essencial.

Sua principal função - e origem de sua “fama” - é o transporte de nitrogênio. Isso faz com que, primeiro: participe da síntese de muitas moléculas importantes para o funcionamento do corpo e, segundo: tenha um efeito vasodilatador, que impacta em diversas áreas influenciadas pela circulação de sangue.

Imagem retrata uma corrente sanguínea à nível microscópico, com os glóbulos vermelhos e brancos “viajando” pelos vasos.

É a partir do transporte de nitrogênio e vasodilatação que a l-arginina acumula seus maiores benefícios. (Fonte: qimono / Pixabay)

Quais os benefícios da l-arginina?

Com essa propriedade dupla, a l-arginina acumula diversos benefícios para quem a consome. Sua presença em metabolismos vitais a faz importante para um melhor funcionamento do corpo, enquanto sua vasodilatação a deixe muito bem quista para atividades físicas.

Por exemplo, para fisiculturistas e outros regulares de academia, seu uso está associado à hipertrofia dos músculos, por estimular a secreção do hormônio GH, conhecido como “hormônio do crescimento”.

Também nessa linha, o aminoácido age como facilitador da produção de fosfato e creatina, outras substâncias abundantes em suplementos pré e pós treino. Isso sem falar na melhor recuperação muscular, a partir da melhora que promove na oxigenação dos tecidos.

l-arginine-3

Facilitando a produção de fosfato, a l-arginina fornece aquela energia extra para o exercício físico, e maior recuperação muscular ao fim dele. (Fonte: IMG_1979 / Pexels)

De volta aos metabolismos vitais, a l-arginina estimula a produção de linfócitos, tipo especial de glóbulo branco, responsável pela defesa do corpo, ou seja, traz melhorias ao sistema imune.

Estudado há pelo menos três décadas, o consumo do nutriente também está associado à outras melhorias no desempenho corporal, como na cicatrização, no funcionamento do fígado, na produção de células em ossos e tendões e na inibição de perda muscular em situações pós-operatórias.

Quais as vantagens e desvantagens da l-arginina?

O consumo em si, a opção por um suplemento de l-arginina carrega algumas vantagens e desvantagens. A primeira das vantagens é, como de se esperar, os benefícios versáteis, tanto para performance atlética como para a saúde interna.

É também um produto que vem se desenvolvendo há pelo menos trinta anos, portanto com os efeitos já maximizados, e com seus prós e contras bem estabelecidos.

Um deles, por exemplo, é a segurança de seu consumo, sem grandes alterações vitais e com efeitos colaterais muito mais circunstanciais ou ligados à uma dosagem muito errada.

Ainda assim, há efeitos colaterais, ainda que mínimos, associados à uma queda brusca de pressão, com diarreia, mal-estar, até desmaios. Da mesma maneira, há contraindicações, também levando em conta a questão da pressão.

Portanto, ele não deve ser usado por gestantes, cardíacos, diabéticos e nem para usuários de medicamentos para pressão - pelo menos não sem consultar um médico.

O suplemento também não deve ser ingerido com álcool, seja concomitantemente, seja dentro de um contexto de consumo regular da substância. Ambos são vasodilatadores e podem acarretar, novamente, numa queda excessiva de pressão.

Vantagens
  • Benefícios atléticos e à saúde
  • Três décadas de pesquisa
  • Consumo seguro
Desvantagens
  • Efeitos colaterais circunstanciais
  • Contraindicado para pressões vulneráveis
  • Incompatível com álcool

L-arginina, HCl ou AAKG?

Como mencionamos, a versatilidade dos efeitos da l-arginina reflete numa variedade de fórmulas e suplementos no mercado. Hoje, são três as principais vertentes da substância, a l-arginina “pura”, a com cloreto de hidrogênio (HCl) e a Arginina Alfa-Cetoglutarato (AAKG).

Antes que você se preocupe com os nomes, saiba que a l-arginina pura continua sendo a mais vendida e a mais visada das prateleiras físicas e virtuais. Ela traz todos os benefícios comentados até aqui, e sem nenhuma alteração, já que é natural do nosso corpo.

l-arginine-4

A l-arginina pura continua sendo a mais vendida nas prateleiras físicas e virtuais. (Fonte: Antonio Guillem / 123rf.com)

A l-arginina HCl é a segunda mais popular. A única diferença, acredite, é no sabor, supostamente mais agradável com a associação do aminoácido ao cloreto de hidrogênio. Ah! Seu preço também costuma ser mais alto.

Por fim, a AAKG, que é mais encontrada em fabricantes internacionais, é uma variedade da arginina que também é vasodilatadora e supostamente mais eficientemente absorvida, mas não é natural da bioquímica humana.

Isso faz com que precise de algumas adaptações e substâncias extras para sua melhor atuação, diminuindo assim a segurança de seu consumo, ao mesmo tempo em que aumenta o valor.

L-arginina Hcl AAKG
Sabor Ácido Neutro Neutro
Pureza Alta Média Baixa

Quanto custa?

A variação de preço dos suplementos de l-arginina é relativamente grande. Você pode encontrar na faixa dos R$ 40 até por volta dos R$ 350, isso num único frasco.

O que mais altera os valores, além da qualidade dos processos de obtenção e armazenamento, é a concentração do aminoácido, a dosagem por embalagem e até a pureza da fórmula.

Onde comprar?

Você pode encontrar suplementos de l-arginina de qualidade, e com atendentes especializados, em farmácias, como na Ultrafarma, ou em grandes redes de suplementação atlética, como a Corpo Ideal.

Porém, se você estiver atrás de maior variedade de marcas, preços, e até de produtos, além da possibilidade de comprar no conforto da sua casa, sites como a Amazon, o Mercado Livre e a Netshoes são as melhores indicações.

Critérios de compra: O que notar para escolher sua l-arginina?

Com o intuito de ajudar você a encontrar o suplemento ideal de l-arginina, montamos, a partir de elementos do produto e características do seu uso, uma lista com critérios de escolha, a serem vistos com atenção na hora da compra.

A seguir, vamos falar sobre cada um destes itens. Quanto mais informação, melhor será sua opção.

Performance ou Saúde?

O extenso conjunto de benefícios da l-arginina atrai dois grupos diferentes de consumidores, e há, por consequência, suplementos pensados para cada um deles.

A primeira coisa, portanto, que você deve pensar antes de escolher é a qual grupo você pertence, entre os que buscam o aminoácido para se exercitar ou para fortalecer sua saúde.

Imagem mostra uma moça bebendo algo enquanto segura sua bicicleta. Ao fundo, uma praia, com a areia bem clara.

O intuito para consumir a l-arginina e a dosagem indicada por um profissional são decisivos na escolha de seu suplemento ideal. (Fonte: The Lazy Artist Gallery / Pexels)

Dosagem

Com o intuito do consumo decidido, saber a dosagem é o próximo passo. Há uma infinidade de dosagens diferentes, com concentrações maiores ou menores de l-arginina por cápsula.

Esses valores ditam a quantidade de cápsulas que você vai tomar num dia e quantos frascos você precisa comprar para um certo período de tempo. Assim, depois de ouvir seu médico ou nutricionista, procure o suplemento que melhor se encaixe à sua dosagem indicada.

Cápsula ou em pó?

Você pode se encontrar numa dúvida entre suplementos de l-arginina em pó ou em cápsulas. Ainda que as fórmulas em pó tenham “espaço” para ser mais ricas nutricionalmente, a questão aqui é muito mais prática.

Por exemplo, se você toma sua dose na academia, a variedade em pílulas é muito mais prática, seja para tomar, seja para transportar. Por outro lado, se você tem pouco tempo entre a dose e um exercício, a vertente em pó é absorvida muito mais rapidamente.

Há ainda a questão da dosagem, que é mais precisa com as cápsulas, porém mais fácil no produto em pó.

l-arginine-5

Ambas formas de ingestão possuem vantagens, enquanto a cápsula é mais precisa, o pó age mais rápido. (Fonte: Piotr Trojanowski / 123RF)

Sabor

Uma das características da l-arginina que pouca gente sabe é o seu gosto ácido, especialmente nos suplementos em pó. Portanto, se o sabor é algo relevante para você, este critério também é.

Assim, dê preferência à variedade l-arginina HCl, que tem um sabor agradável, ou aos produtos com indicação de sabor na embalagem, seja artificial, natural ou neutro.

(Fonte da imagem destacada: Losev/ 123rf.com)

 

Por que você pode confiar em mim?

Lucas Ayres Jornalista
Fanático por esportes e apaixonado por música, vive antenado às novas tecnologias e tendências da moda masculina. Escreve sobre os produtos que orbitam nesses assuntos, e outros que deixam a casa e o dia a dia mais fácil, prático e, além de tudo, saudável.