Grupo ao final de exercícios físicos. Em primeiro plano, um homem de costas para a câmera, sem camisa e suado, bebe algo. Em segundo plano, de frente para a câmera, outras duas pessoas também bebem, entre elas uma mulher ajeita o cabelo.

Olá, seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje, falaremos tudo sobre a l-carnitina, suplemento que vem conquistando o mercado fitness, e te ajudaremos a escolher o mais indicado ao seu treino e à sua rotina.

A l-carnitina é um paraíso para atletas. Composto orgânico natural do corpo humano, ela dá energia, acelera a recuperação e aumenta a quantidade de gordura queimada a cada atividade física. Um suplemento completo.

Neste guia, você irá encontrar a descrição completa de seus benefícios, suas indicações de consumo, suas variantes e seus melhores produtos disponíveis no mercado. Vamos lá, disposição!



Primeiro, o mais importante

  • Antes de tudo, consulte um médico e um nutricionista. Cada corpo tem suas especificidades e doses corretas do composto, além de contra indicações e indivíduos que não podem consumi-lo.
  • Estudos atuais mostram que os benefícios da l-carnitina só aparecem quando o suplemento é aliado à certos nutrientes. Portanto, fique atento aos rótulos, além, é claro, de buscar uma alimentação balanceada.
  • Os preços variam bastante, entre R$30 e R$250, então uma pesquisa mais aprofundada sobre os modelos é super válida.

Você também pode gostar:

Ranking: os 3 melhores suplementos de L-carnitina

A seguir, listamos os melhores suplementos de l-carnitina do mercado, levando em conta preço, fórmula e benefícios. Leia atentamente e decida qual deles poderá te ajudar a se manter em forma.

1º – L-carnitina 2300 Atlhetica Nutrition

Um dos carros-chefe da linha Evolution, a L-carnitina de 2300 mg da Atlhetica Nutrition é a mais indicada para a alta performance.

Com a concentração máxima indicada do composto (3g por dose), mas de fórmula balanceada, contendo vitamina B5, aposta em maiores resultados com equilíbrio. Líquida, tem também absorção mais rápida.

2º – L-carnitina 1000 mg Atlhetica Nutrition

Este produto é ideal para inciantes. Contendo 60 tabletes, este suplemento da Atlhetica Nutrition é mais brando em sua concentração, a mínima indicada, de 1g por dose.

Por outro lado, é uma bomba de nutrientes – B1, B3, B5, B6 – que auxiliam o composto a dar resultados mais abrangentes, para diversos tipos de exercícios físicos e diferentes demandas.

3º – L-carnitina 2000 mg Probiótica

Fechando a lista, a L-carnitina da Probiótica busca um meio termo entre resultados e o equilíbrio corporal. Sua concentração de 2g por dose já fala por si só.

Com a rápida absorção do produto líquido e o reforço das vitaminas B1 e B5, o produto se encaixa bem para praticantes um pouco mais avançados, para os de rotina mais agitada e até para quem busca resultados mais estéticos. O sabor de pêssego é um sucesso entre o público.

Guia de Compra

Abaixo, você terá todas as informações que precisa para escolher suplemento de L-carnitina ideal. Vamos falar sobre o que é o composto, seus benefícios, contra indicações, suas variantes químicas e claro, os preços e onde comprar.

Imagem mostra sete mulheres agrupadas, levantando pesos no dois braços. Os esquerdos, estão levantados e esticados, os direitos, formando ganchos, com as mão na altura dos peitos.

A l-carnitina aumenta a energia disponível no corpo durante os exercícios. (Fonte: bruce mars / Pexels)

O que é a L-carnitina e quais suas vantagens?

A L-carnitina é uma das formas da carnitina, vitamina que é produto do metabolismo das células de muitos animais, inclusive do ser humano.

Essa forma – diferente da outra, a D-carnitina – é sintetizada nos fígados e nos rins, e pode ser encontrada na maioria dos tecidos do corpo, principalmente nos músculos.

Dentre os alimentos que detêm os maiores níveis dessa vitamina, destacam-se a carne vermelha e a branca, além de abacate e soja, estes em menor número, no entanto.

Sua função básica é transportar o ácido graxo – um lipídio (gordura), outro subproduto do metabolismo celular – até a mitocôndria, organela celular responsável por quebrar esses ácidos, gerando energia para o corpo. Em outras palavras:

A L-carnitina é uma facilitadora da transformação da gordura corporal em fonte energética.

A sua atuação a torna um ótimo componente para suplementos vitamínicos voltados à prática esportiva, por, ao mesmo tempo, “queimar” gorduras, fornecer energia para os exercícios e acelerar a recuperação pós-treino. Veja mais detalhes na explicação da nutricionista Giovani Guido:

Com níveis maiores de l-carnitina, o corpo utiliza a gordura como fonte energética primária para o funcionamento do organismo, e, por consequência, da atividade física. E isso gera uma série de benefícios.

Primeiro, a maior liberação de energia na quebra dos lipídios, em relação à carboidratos e proteínas, fontes mais comuns.

Segundo, esse processo poupa as reservas de glicogênio, unidades energéticas dos músculos, que podem ser utilizadas durante os exercícios. Dessa forma, aumenta-se a resistência muscular e seu posterior ganho de massa.

Numa reação em cadeia, menos ácido lático é produzido, e menor é a dor após o treino. De quebra, a l-carnitina eleva a produção de NO2, gás de efeito vasodilatador no corpo humano. Facilitada a circulação de sangue, mais rápida a recuperação.

Mas fique esperto! Em praticamente todos os estudos, os efeitos da l-carnitina estão sempre ligados ao consumo concomitante de nutrientes específicos, em especial a vitamina B5.

Imagem mostra em primeiro plano, centralizado, um homem fazendo força, gritando, com veias saltadas no pescoço e nos braços, enquanto puxa dois pesos, um em cada braço.

A l-carnitina aumenta a resistência dos músculos e facilita o ganho de massa. (Fonte: Pixabay / Pexels)

Existem contraindicações?

Ainda não há contraindicações robustas comprovadas, sendo a maioria dos casos resultado das especificidades de cada corpo e das doses tomadas. Mesmo assim, é válido mencioná-los.

A maior parte gira em torno de problemas gástricos e digestivos, com relatos de náuseas e vômitos pós-treino; outros, efeitos contrários ao desejado, seja dores musculares ou até a transformação dos lipídios em triglicérides, o chamado colesterol “ruim”.

Há também estudos que indicam a necessidade de altos níveis de insulina no corpo para o melhor funcionamento da l-carnitina. Isso torna os diabéticos, por exemplo, um grupo de risco. Por isso, antes de adquirir, e, principalmente, consumir o produto, consulte um médico e até um nutricionista.

Vantagens e desvantagens em resumo

Confira, em resumo, as vantagens e vantagens de consumir um suplemento e l-carnitina:

Vantagens
  • “Queima” mais gordura
  • Grande fonte de energia
  • Menos dor e recuperação mais rápida
  • Mais resistência e ganho de massa
Desvantagens
  • Necessidade de nutrientes auxiliares
  • Necessidade de grandes níveis de insulina
  • Possibilidade de efeitos contrários
  • Necessidade de consulta médica prévia

L-carnitina LCT ou ALC?

A l-carnitina, a forma da vitamina que é sintetizada nas células, tem uma variedade em si. Entre as quatro sub-categorias reconhecidas, são duas as mais comuns: a L-Carnitina L-Tartarato (LCT), presente na maioria absoluta dos suplementos no mercado e a Acetil-L-carnitina (ALC), mais rara, pelo menos nos produtos fitness.

A principal diferença é a sua “especialidade”. Enquanto a LCT atua melhor nos tecidos, principalmente os músculos esqueléticos, ALC destaca-se no metabolismo das células do sistema nervoso central.

Os benefícios, portanto, relacionados à atividade física, entram na conta na LCT. A ALC, por outro lado, têm resultados mais expressivos no campo da cognição. Ainda assim, é uma boa pedida no pré-treino cardiovascular, já que não necessita de ingestão de hidratos auxiliares.

LCT ALC
Atuação Tecidos e músculos esqueléticos Sistema nervoso central e cérebro
Resultados Potência física Cognição e treinos cardiovasculares

L-carnitina em cápsulas ou líquido?

À parte da composição da l-carnitina, há diferenças entre os produtos baseados nela, isto é, os suplementos. Cápsulas, absorção rápida, concentração, são várias as nuances, que nem sempre são notadas, mas mudam toda a experiência (e os resultados) do usuário.

A primeira destas nuances, e a mais perceptível, é o estado do suplemento, líquido ou em cápsulas. A diferença aí está na velocidade da absorção dos componentes, sendo a modalidade líquida a mais rápida.

Em contrapartida, os suplementos em cápsulas costumam a adicionar mais vitaminas e outros compostos auxiliares. Elas são mais indicadas para treinos mais completos, enquanto a líquida para tiros mais curtos e atletas de agenda mais apertada.

View this post on Instagram

@suplementosfitnessczs ⠀ 🏆L-CARNITINA 1400🏆⠀ .⠀ ✔O principal objetivo da L-Carnitine é auxiliar na redução de gordura corporal.⠀ ✔Ela transforma a gordura em energia,fazendo com que ocorra a perda.⠀ ✔A carnitina ajuda também na definição muscular.⠀ ✔Cada dose de 30ml (2 dosadores medida) fornece 1400mg de L‐Carnitina.⠀ ✔Conta também com a presença do Ácido Pantotênico (Vitamina B5).⠀ .⠀ 💥1400mg de carnitina por dose;⠀ 💥Auxilia na perda de gordura;⠀ 💥Auxilia na definição muscular;⠀ 💥Livre de açúcar.⠀ .⠀ ⠀ .⠀ 📷Instagram: suplementosfitnessczs⠀ .⠀ .⠀ #vem #vemmonstro #nopainnogain #semdorsemglória #semdorsemresultado #fikagrandeporra #fikamonstro #mutante #optimumnutrition #atlhetica #bodybuilding #bodybuilders #bodybuildinglifestyle #melhorpreço #qualidade #preçojusto #preçobaixo #fefranco #dieta #foco #determinaçao #fé #saude #esporte #musculacao #academia #procorps

A post shared by Atlhetica Nutrition (@atlheticanutrition) on

E a concentração do suplemento?

Por fim, há diferentes concentrações de l-carnitina nos suplementos. A convenção é de que a quantidade deva estar entre um e três gramas por dose, dependendo do tempo de uso, tipo de treino, fora a indicação especializada.

Via de regra, quanto mais experiente for o praticante de exercícios e quanto mais intenso forem seus esforços, maior a dosagem. Resumidamente: iniciantes devem optar por concentrações menores (1g por dose), e atletas experientes e profissionais por concentrações de até 3g por dose.

Quanto custa?

A manipulação de compostos químicos e a regulação de produtos farmacêuticos, junto de suas especificidades, fazem o preço dos suplementos de l-carnitina variar muito, sendo encontrados a partir de R$ 30 e chegando em R$ 250. Ainda assim, são dois os aspectos conduzem os preços:

  • Concentração da l-carnitina. Quanto mais concentrado, mais caro o produto.
  • Tecnologia. Isto é, as vitaminas auxiliares, velocidade de absorção, até o sabor e a conservação o produto.

Onde comprar?

É possível encontrar suplementos em diversos estabelecimentos especializados, como a Corpo Ideal e Doctor Shape, e até em farmácias de manipulação. Em ambos os casos, os funcionários são preparados para te indicar o melhor produto.

Se você busca preços mais em conta, mais opções importadas e, por que não, o conforto de sua casa, são diversas as lojas online, com uma infinidade de modelos, como a Madrugão Suplementos, Centauro, Netshoes, além da Amazon e do Mercado Livre.

Critérios de compra: Fatores para comparar os suplementos de l-carnitina

São muitas as marcas com suplementos de l-carnitina no mercado, muitas. Elas buscam atender um público diverso, já que são vastos os tipos de atividade física, assim como seus respectivos fins.

Neste mar de vitaminas, nutrientes e promessas de resultados, a ReviewBox Brasil ajuda a escolher o suplemento ideal para você, listando os aspectos que devem ser vistos antes da compra:

  • Vitaminas auxiliares
  • Concentração
  • Líquido ou cápsulas
  • Recomendação profissional

Vamos detalhar cada um desses aspectos para que você possa fazer a melhor escolha ao comprar seu suplemento de l-carnitina.

Vitaminas auxiliares

Os estudos mais recentes são categóricos quanto à relação entre a l-carnitina, compostos auxiliares e resultados. Portanto, além da atividade física e alimentação balanceada, o seu consumo precisa ser aliado à outras vitaminas, de modo a se obter resultados.

Entre esses compostos, a vitamina B5 surge como essencial, por facilitar, principalmente, a absorção da l-carnitina pelo corpo. Portanto, um critério importantíssimo é a sua presença na fórmula do suplemento.

Muitos modelos vão além do B5, incluindo outras vitaminas como B1, B3 e B6, que levam seus benefícios para a prática da atividade física. Na teoria, isso é uma vantagem, mas acaba dependendo do corpo, do tipo do treino e o fim que se dá a ele.

Para atletas de alto rendimento, por exemplo, com um controle total da dosagem e de quais os nutrientes a serem ingeridos, essa “bomba de vitaminas” pode desregular suas dosagens.

Praticantes de exercícios mais generalistas, no entanto, só têm a ganhar com essa mistura, elevando sua disposição e resistência no treino e até sua recuperação.

Imagem mostra em primeiro plano o topo de um copo, cheio de cápsulas. Ao fundo, silhuetas de folhas.

A l-carnitina, para dar os resultados esperados, necessita de vitaminas e nutrientes auxiliares na hora de sua ingestão. (Fonte: cenczi / Pixabay)

Concentração

Outro aspecto importantíssimo para se ficar atento aos rótulos e embalagens é a concentração de l-carnitina por dose do produto. Além da importante da questão de saúde e equilíbrio, já que há uma dosagem correta – entre 1g e 3g por dose – é a concentração que dará o tom dos resultados.

Os produtos costumam a medir a concentração em miligramas, então o mais comum é encontrar suplementos com indicação de 1000 mg, 2000 mg, 2300 mg, e por aí vai.

Quem vai ditar o seu consumo, a dose, o horário, os nutrientes auxiliares, são os profissionais especializados, que devem sempre ser procurados antes de tudo.

Mas, por uma questão de lógica, a concentração indicada aumenta na medida em que aumenta a experiência do praticante, assim como o seu esforço físico durante um exercício.

Líquido ou cápsulas

Uma questão que pode gerar dúvidas são as maneiras de consumo apresentadas, entre líquido ou em cápsulas. Não se preocupe: não há diferenças na sua atuação no organismo.

A única alteração significativa é a velocidade de absorção dos componentes, sendo a forma líquida a mais rápida. Nesse caso, o critério está principalmente na rotina do praticante de exercícios, e, em alguns casos, o tipo de treino.

Isso porque é apenas a rapidez da absorção que muda, não sua qualidade. Assim, pessoas com rotinas mais agitadas, que têm de conciliar trabalho, treino, entre outros, tendem a se dar melhor com os suplementos líquidos.

Os líquidos costumam a ser um pouco mais agradáveis para se ingerir, por contar com sabores artificiais e pela possibilidade de misturá-los com vitaminas, por exemplo.

Mas se você não liga de engolir cápsulas, pode tomar seu tempo na academia ou até quer economizar um pouco, a forma sólida será tão eficiente quanto.

Recomendação profissional

Por último, e não menos importante, vale mencionar que sua suplementação deve ser feita com base nos conselhos de um profissional. Só alguém com o conhecimento específico necessário poderá perceber quais tipos de suplementos podem ajudar você a atingir seu objetivos no que diz respeito à saúde e boa forma.

Portanto, se você está decidido a iniciar uma suplementação para complementar sua rotina de exercícios e dieta, o primeiro passo é entrar em contato com um profissional da área.

(Fonte da imagem destacada: Canva.com / Tim Savage – Pexels)

Por que você pode confiar em mim?

Lucas Ayres Jornalista
Fanático por esportes e apaixonado por música, vive antenado às novas tecnologias e tendências da moda masculina. Escreve sobre os produtos que orbitam nesses assuntos, e outros que deixam a casa e o dia a dia mais fácil, prático e, além de tudo, saudável.