Seja bem-vindo a ReviewBox! No artigo de hoje vamos falar da lâmpada do futuro que vem se popularizando nos lares brasileiros: a lâmpada LED. A razão é muito simples, ela é mais econômica e sustentável.

Mas, com a evolução da tecnologia, hoje é possível encontrar diversos modelos com especificações técnicas que refletem tanto na eficiência quanto na economia da conta de luz.

Para ajudar você a escolher a lâmpada LED ideal vamos mostrar os fatores que devem ser levados em conta antes de você realizar a compra. Aqui você ainda encontra os melhores modelos.

Primeiro, o mais importante

  • As lâmpadas de LED são um ótimo investimento se você quer aliar durabilidade, qualidade, consumo baixo e alta sustentabilidade.
  • Com ótimo custo-benefício a longo prazo, hoje a lâmpada LED já pode ser comprada por preços mais acessíveis.
  • Vamos explicar o que é preciso observar para fazer a melhor escolha e comprar a lâmpada LED certa para sua casa ou escritório.

Você também pode gostar:

Ranking: As 4 melhores lâmpadas LED do mercado

Comprar uma lâmpada LED vai além da escolha do modelo. É preciso que ela seja eficiente, duradoura e adequada ao seu objetivo de iluminação. Sabendo desta demanda, cada vez mais os fabricantes têm feito inovações neste produto.

E, por isso, vamos apresentar para você os 4 melhores modelos de lâmpada LED disponíveis no mercado.

1º – Lâmpada Led Galaxy Bulbo LED A60

A Galaxy é uma lâmpada LED com o formato bulbo com potência de 12W. Este modelo é bivolt, contém 1018 lúmens e a temperatura de cor de 6500k.

Além disso, a lâmpada LED Galaxy tem dissipador de alumínio que permite uma correta dissipação térmica e garante longa vida útil.

2º – Lâmpada LED GU5.3 MR16

A GU5.3 MR16 é uma lâmpada LED do tipo dicroica com 5W de potência. Este modelo tem voltagem de 12V, ideal para destacar quadros e objetos de decoração.  Além disso, esta lâmpada tem 4000k de temperatura.

3º – Lâmpada Filamento LED Delis

A Delis G95 é do tipo filamento LED, que expõe o filamento, mas ainda assim garante economia de até 90% na energia. Com potência de 4W, este modelo tem voltagem de 220V e pode durar até 30 mil horas.

4º – Lâmpada LED Save Energy

Encontre esse produto em Amazon.com.br

A lâmpada Save Energy é uma LED do tipo par. Com 7w de potência, este modelo é bivolt automática. Com temperatura de cor de 6500k, a Save Energy tem vida útil de 25 mil horas e lúmen de 479lm.

Guia de Compra

Pode parecer simples escolher uma lâmpada LED considerando apenas o formato. Mas existem diferentes especificações que impactam na eficiência e no consumo de energia.

Para que você escolha o modelo mais eficiente, preparamos este Guia de compra com tudo o que você precisa entender antes de comprar sua lâmpada LED.

Imagem mostra lâmpada acesa sobre mesa.

Ao utilizar a lâmpada LED você terá uma grande economia na conta de luz. (Fonte: rawpixel / Unsplash)

O que é uma lâmpada LED?

O termo LED significa Light Emitting Diode ou, em livre tradução, diodo emissor de luz. O diodo é um componente eletrônico que gera luz com baixo consumo de energia e é sustentável para o meio ambiente.

Por isso, a lâmpada LED é capaz de gerar a mesma quantidade de luz do que gerava, por exemplo, a extinta lâmpada incandescente, mas utilizando uma potência menor. Assim, a lâmpada LED consegue transformar até 90% da energia utilizada em luz.

Lâmpada LED do tipo bulbo.

A lâmpada LED transforma até 90% da energia em luz. (Fonte: Federico Bottos / Unsplash)

Para você ter uma ideia, antigamente as lâmpadas incandescentes transformavam apenas 20% da energia em luz. O restante, cerca de 80%, virava calor. Em outras palavras, uma lâmpada de apenas 10w é o equivalente à antiga incandescente de 60w.

Em razão dessa alta eficiência, o uso da lâmpada LED impacta na sua conta de luz, que vem muito mais barata no fim do mês.

Quais as vantagens e desvantagens da lâmpada LED?

As vantagens de uma lâmpada LED não se restringem apenas à enorme economia de energia.

Este produto também possui custo de manutenção menor, facho de luz com diferentes angulações, não emite raios ultravioleta – que é prejudicial à saúde – e tem baixa emissão de calor.

E tem mais! A lâmpada LED tem uma durabilidade maior, por não ter filamentos que aquecem e porque são feitas de materiais mais resistentes. A vida útil da lâmpada LED depende de vários fatores. Mas, de forma geral, elas são feitas para funcionar até 50 mil horas.

Isso significa que a lâmpada LED pode durar até 17 anos se for usada 8 horas por dia, ou 45 anos se usada 3 horas por dia.

Lâmpada LED.

A vida útil da Lâmpada LED pode chegar a 50 mil horas de uso. (Fonte: Devanath / Pixabay)

O fato é que a lâmpada LED não queima como acontecia com as incandescentes, mas o seu brilho vai diminuindo com o tempo. Por conta do material de fabricação, a LED também é à prova de choques, vibrações e impactos externos.

Por isso são também muito utilizadas em áreas externas, como jardins e mesmo em vias públicas. Outra vantagem da lâmpada LED é que ela não tem mercúrio ou outro material tóxico e é 100% reciclável.

No entanto, mesmo que as vantagens da lâmpada LED sejam imensas este produto também tem suas desvantagens. E a principal delas ainda é o preço. Antigamente elas eram muito mais caras se comparadas às lâmpadas convencionais.

Hoje, no entanto, já é possível encontrar lâmpadas LED com preços mais competitivos. Ainda assim, o custo-benefício da LED é maior a longo prazo, devido a sua longa vida útil e baixo custo de troca e manutenção.

A seguir, mostramos as principais vantagens e desvantagens da lâmpada LED:

Vantagens
  • Vida útil de até 50 mil horas
  • Baixíssimo consumo de energia
  • À prova de choques, vibrações e impactos externos
  • Baixa emissão de calor
  • 100% reciclável
  • Baixo custo de manutenção
Desvantagens
  • Preço inicial ainda é caro
  • Não é adaptada para todas as luminárias
  • Retorno de investimento é a longo prazo

Qual a diferença entre lâmpada LED, fluorescente e halógena?

Desde julho de 2017, a lâmpada incandescente foi proibida de ser comercializada porque oferecia risco de superaquecimento, choque e curto circuito.

Com isso, restaram 3 opções de lâmpadas para uso doméstico: as halógenas, as fluorescentes e as de LED.

A lâmpada halógena é uma variação da incandescente e é conhecida como a dicróica convencional. Porém, este tipo de lâmpada ainda consome mais energia do que as fluorescentes e as de LED, além de produz mais calor.

Três lâmpadas penduradas com fundo azul, uma delas está acesa.

A lâmpada LED é a opção mais durável, econômica e sustentável. (Fonte: choneschones / 123RF)

Já a fluorescente surgiu como opção mais econômica em relação à antiga incandescente. Porém, este tipo de lâmpada possui mercúrio em seu interior e, por isso, não pode ser jogada no lixo comum.

Além disso, a lâmpada fluorescente emite raios ultravioleta que são prejudiciais à pele e as plantas. Outra desvantagem deste tipo de lâmpada é que sua vida útil é de até 15.000 horas. Ou seja, bem menor do que a vida útil da LED.

Para você entender melhor: uma lâmpada LED de 10W ilumina o mesmo que uma fluorescente de 15W. Isso corresponde a uma economia de quase 35%. Confira abaixo as principais diferenças entre os três tipos de lâmpada para residências:

Lâmpada LED Fluorescente Halógena
Consumo de energia Muito econômica Econômica Pouco econômica
Comparativo da Potência 1w 25w 10w
Vida útil Até 50 mil horas Até 45 mil horas Até 5 mil horas
Sustentabilidade 100% reciclável Ecologicamente correta Tóxica, não pode ser joga no lixo comum
Raio ultravioleta Não emite raios UV Emite raios UV Emite raios UV

Quanto custa?

Os preços da lâmpada LED variam de acordo com a intensidade da iluminação, o formato e outras variáveis. Hoje no mercado, é possível encontrar modelos que custam entre R$25 e R$600.

Vale ressaltar que a lâmpada de LED deve ter o selo do Inmetro, o que garante a qualidade do produto.

Onde comprar?

Você encontra a lâmpada LED à venda em lojas especializadas em elétrica e de departamento como Americanas, Leroy Merlyn e até em hipermercados como Extra.

Mas para encontrar maior variedade de modelos e preços mais acessíveis, o ideal é realizar sua compra em lojas online como a Amazon e o Mercado Livre. Assim, você compra sua lâmpada LED com segurança e conforto.

Critérios de Compra: Fatores a considerar antes de comprar a lâmpada LED

Agora que você já sabe de todos os benefícios da lâmpada LED, chegou a hora de entender o que diferencia um modelo de outro. Listamos abaixo os principais fatores que você deve levar em conta antes de escolher a lâmpada LED:

  • Modelo
  • Potência e Lúmen
  • Voltagem
  • Temperatura de cor

A seguir, vamos detalhar cada um desses fatores para que você possa tomar a melhor decisão.

Modelo

Primeiramente, você deve escolher o modelo da lâmpada LED. Hoje em dia, o mercado oferece vários tipos como, por exemplo: bulbo, espiral, tubular, milho, vela, dicróica, globo, de alta potência, e etc.

  • Par e ar: Esses modelos são ideais para substituir as lâmpadas halógenas, já que garantem eficiência no gasto de energia.
  • Dicróica de LED: Também é recomendável para substitui a dicróica halógena. Este tipo de lâmpada é ideal para iluminação das partes internas.
  • Tube: É recomendável para espaços comerciais e escritórios, mas também é o modelo mais caro.
  • Bulbo: Já o modelo Bulbo é aquele cujo formato imita as antigas lâmpadas incandescentes e costuma ser o mais popular.
  • Filamento: Essa é a novidade do momento, LED de filamento, que exibe o fio e é conhecida como LED retrô.
    Este modelo tem as mesmas características e vantagens da lâmpada LED comum, mas com a aparência da extinta lâmpada incandescente. Isso confere uma luz mais aconchegante e charme quando as lâmpadas ficam expostas.
Lâmpadas de filamento LED.

A lâmpada de filamento LED confere charme, aconchego e economia. (Fonte: Álvaro Serrano / Unsplash)

Lúmen e Potência

O Lúmen, ou fluxo luminoso, é a quantidade de luz emitida pela lâmpada. Já a potência, medida em watts, diz respeito ao consumo de energia.
No caso da lâmpada LED, a combinação dessas duas variáveis é o que determinará a eficiência do produto.

Ou seja, quanto maior o número de Lúmens, mais luz será emitida. E quanto menor o número de watts, menor será o consumo de energia. Se quiser saber mais, confira esse vídeo do canal Aprender e Construir:

Voltagem

As lâmpadas LED podem ser encontradas com 4 tipos de voltagem, sendo elas 12v, 110v, 220v e bivolt. Antes de comprar, verifique a tensão da rede elétrica de sua região. Vale ressaltar que a lâmpada de 12v emite uma iluminação mais aconchegante e fraca.

Na dúvida, nós sempre recomendamos que você escolha a bivolt. Ela não tem diferença de preço, é ideal para todas as situações e você não corre o risco de ter comprado a voltagem errada.

Temperatura de cor

A temperatura da lâmpada LED, apesar do nome, não tem a ver com o aquecimento. Esse fator determina a coloração da luz que será emitida e vai depender do efeito de iluminação que você deseja.

Medida em kelvins, a temperatura varia entre 1.500 e 10.000. Até 4000k, a lâmpada LED irá emitir luz de tons amarelados e aconchegantes. Acima de 4000k, a luz emitida será mais branca e azulada.

(Fonte da imagem destacada: Kostic Dusan / 123RF)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
39 Voto(s), Média: 5,00 de 5
Loading...