Lâmpada.

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar de um item indispensável na vida de qualquer pessoa: a lâmpada. Pode parecer trivial, já que esse produto está presente em todos os lugares do nosso dia a dia.

Mas você sabe a importância de escolher a lâmpada certa? E o que levar em conta para garantir a compra da melhor lâmpada? Pois é sobre isso e outros tópicos referentes a esse produto indispensável em nossas vidas que vamos tratar no artigo de hoje.

Primeiro, o mais importante

  • A lâmpada pode tanto ter efeito prático, como auxiliar na leitura, por exemplo, como também ter um efeito decorativo.
  • Por isso, além de escolher o melhor formato e tipo de lâmpada, também é preciso considerar a temperatura de cor.
  • E se você quiser garantir eficiência e economia, também é preciso que você tenha noções básicas sobre lúmens e watts.

Você também pode gostar:

As melhores lâmpadas: o tipo ideal para cada situação

Na hora de comprar uma lâmpada, seja para casa ou para o escritório, é preciso ter em mente o seu objetivo. Não à toa, os fabricantes disponibilizam modelos com tecnologias e especificações variadas para cada situação. Sendo assim, nós listamos para você os principais modelos de lâmpadas disponíveis no mercado. Veja:

A lâmpada mais versátil de todas

A lâmpada Osram RGB é de Led e oferece uma grande variedade de cores para que você crie diferentes cenários. Com 7,5W, esse tipo de lâmpada substitui uma lâmpada incandescente de 40W. Além disso, a Osram RGB possui 600 lúmens, é bivolt e tem vida útil de 15.000 horas. Com essa lâmpada também é possível controlar as cores e até cinco intensidades de luz diferentes, com um simples clique.

O modelo ideal para efeito decorativo

A Globo é uma Lâmpada de Led de filamento e do tipo vintage. Esse tipo de lâmpada conta com 4W de potência, filamento em carbono e é feita em vidro e metal. Ideal para o uso decorativo, essa lâmpada possui frequência 50/60 Hz, 15.000 horas de vida útil, não emite raios infravermelhos, não contém mercúrio, e garante até 85% de economia de energia.

A melhor opção para criar aconchego

Com 75W de potência, a lâmpada da Halopar é do tipo halógena e possui fluxo luminoso de 650 Lúmens. Com refletor totalmente em vidro para efeito de iluminação brilhante, esse modelo não contém mercúrio, e conta ainda com filtro UV e 2000 horas de vida útil. Bivolt, essa lâmpada possui temperatura de cor de 2900k, o que resulta em uma cor amarela aconchegante.

A melhor lâmpada por menos de R$30 reais

A Led Candle da Philips, como o próprio nome diz, tem o formato de uma vela. Com potência de 3,5W, esse modelo possui fluxo luminoso de 350 lúmens e é bivolt. Além disso, essa lâmpada Led conta com temperatura de cor de 6500K, produzindo, portanto, uma luz branca suave. Essa lâmpada pode durar até 25 mil horas.

Guia de Compra

Por se tratar de um produto tão comum em nossas vidas, pode parecer simples escolher a melhor lâmpada. Mas o fato é que, se você quer economizar, garantir o efeito desejado e eficiência, é preciso levar em conta alguns fatores antes de comprar a lâmpada ideal.

Por isso, nós criamos esse Guia de Compra. Aqui você vai encontrar as principais informações para lhe deixar seguro na hora de escolher a lâmpada certa.

Mulher posando com lâmpada acesa.

A iluminação certa tem o poder de modificar a cor do ambiente. (Fonte: Victoria Borodinova/ Pexels.com)

Qual a importância de escolher a lâmpada certa?

Que a iluminação faz parte de nossas vidas, isso é um fato. Afinal, nós precisamos de luz para enxergarmos um caminho ou objetos no escuro; para ler e para trabalhar, por exemplo.

Mas também é sabido que não é qualquer iluminação que irá garantir a sua funcionalidade. Afinal, é preciso uma luz mais forte e clara para que você leia com conforto durante à noite.

E, por outro lado, uma luz mais difusa e amarelada pode criar um ambiente mais aconchegante. Sem contar que a iluminação também vai além da sua parte funcional e prática. O fato é que ela é parte fundamental de uma decoração.

Sala com abjures acesos.

A lâmpada correta garante o efeito de iluminação desejado. (Fonte: JamesDeMers / Pixabay.com)

Por conta todas essas variáveis, a escolha da lâmpada certa tem grande importância. E, não à toa, hoje em dia existem diversos tipos de lâmpadas, que variam não apenas em termos de design, mas, principalmente, em relação à cor e à intensidade da luz que produzem.

Por isso, antes de escolher a melhor lâmpada é preciso pensar no objetivo de iluminação, na quantidade de luminárias que serão utilizadas no ambiente, na lâmpada ideal para cada situação e, é claro, no fator econômico.

Qual a melhor lâmpada para cada ambiente?

Cada ambiente vai demandar uma iluminação diferente. E, em linhas gerais, o que vai determinar o tipo de lâmpada será o seu objetivo, seja para iluminar um cômodo ou passagem, para ler, para criar um ambiente intimista, e etc.

Com isso em mente, o mais importante é levar em conta a cor e a intensidade da luz que a lâmpada vai gerar.

Por exemplo, a lâmpada de cor amarelada torna o ambiente mais intimista e relaxante. Por isso, essa cor de lâmpada é ideal para fins decorativos de salas de estar, quartos e lavabos.

Já a lâmpada cuja luz é branca, é recomendada para ambientes que precisam de uma maior claridade, como home-office, cozinha e banheiro; além de ser a lâmpada ideal para ambientes de trabalho.

Abajur aceso no criado mudo.

cada ambiente pede um tipo de lâmpada. (Fonte: ErikaWittlieb/ Pixabay.com)

Mas é preciso ficar atento também ao fato de que, quanto mais eficiente for a lâmpada, menos calor ela irá emitir, e maior será a economia na conta de luz.

Para você ter uma noção geral sobre esse assunto, nós reunimos dicas de diversos decoradores de como escolher a lâmpada ideal para cada ambiente de sua casa. Confira a seguir:

  • Sala. Na sala de estar, e até a de jantar, você poderá contar com vários tipos de iluminação, sendo duas as principais: A geral, por meio de um lustre; e a local feita com abajur, por exemplo. O objetivo aqui deve ser garantir sensação de conforto com pontos de luz mais clara.
  • Cozinha. Na cozinha é preciso uma maior claridade para manusear utensílios e alimentos, por isso os especialistas recomendam que você opte por lâmpadas que tenham máxima fidelidade na reprodução da cor, ou seja, que reproduzam a luz natural.
  • Quarto de dormir. Para os dormitórios, o ideal é escolher uma lâmpada cuja iluminação seja indireta, para criar um ambiente calmo. Mas, é claro, aqui você também pode ter pontos de luz branca como, por exemplo, em luminárias para leitura.
  • Banheiro. Aqui, a iluminação deve ser intensa, principalmente para quem precisar se maquiar ou fazer a barba em frente ao espelho. Cuidado apenas com lâmpadas que esquentam demais. Evite também as lâmpadas refletoras, que criam sombras no rosto.

Quais são os tipos de lâmpadas?

Existem quatro tipos diferentes de lâmpadas no que se refere à sua composição, funcionamento, eficiência, economia e segurança. São elas:

  • Incandescente
  • Halógenas
  • Fluorescentes
  • Leds

A lâmpada incandescente não pode mais ser comercializada, ainda que seja possível que você a tenha em casa. Desde julho de 2017, esse tipo de lâmpada foi proibido porque oferecia risco de superaquecimento, choque e curto circuito.

Já a lâmpada halógena, apesar de parecida com a incandescente, não gasta tanta energia e não distorce as cores dos objetos. Conhecida como a dicroica, a lâmpada halógena, porém, gera muito calor e tem apenas 2 mil horas de vida util.

Lustre.

A Lâmpada Led é a que tem maior vida útil. (Fonte: kloxklox_com / Pixabay.com)

A lâmpada fluorescente economiza mais energia dos que as duas acima citadas. Além disso, a fluorescente tem uma vida útil maior, de cerca de 6 mil horas.

Mas, este tipo de lâmpada tem um fator negativo. Ela possui mercúrio em seu interior, que é um metal tóxico perigoso, e ainda emite raios ultravioleta que são prejudiciais à pele e as plantas.

A lâmpada Led economiza até 90% de energia elétrica.

Por isso, a lâmpada de Led é a mais popular hoje em dia. Mais moderna, a lâmpada Led economiza até 90% de energia elétrica se comparada com os outros tipos de lâmpadas.

Além disso, a Led tem em média 25 mil horas de vida útil, não gera calor e ainda é ecologicamente correto, pois é reciclável. Confira abaixo as principais diferenças entre os três tipos de lâmpadas:

Lâmpada Led Fluorescente Halógena
Consumo de energia Muito econômica Econômica Pouco econômica
Vida útil Altíssima Alta Baixa
Sustentabilidade Reciclável Tóxica, não pode ser joga no lixo comum Reciclável

Como descartar a lâmpada de forma correta?

Quando a lâmpada quebra ou sua vida útil acaba é hora de jogá-la fora. Mas você sabe a forma correta de descartar uma lâmpada e os riscos desse processo?

O fato é que o descarte de lâmpadas pode ser perigo para a sua saúde. Afinal, jogar a lâmpada no lixo comum pode provocar cortes por conta do vidro quebrado. Essa é um risco alto, principalmente para os garis que recolhem o seu lixo.

Mas esse não é o único problema. Confira a seguir os cuidados que você deve ter e como descartar cada tipo de lâmpada.

Incandescente

Apesar da proibição desse tipo de lâmpada, caso você ainda a tenha em casa o correto é descartá-la em postos de coleta específicos para esse fim, sejam eles públicos ou privados.

Apesar de não ser tóxica, a lâmpada incandescente possui partículas de metal em sua composição, o que impossibilita a sua reciclagem.

Lâmpada.

É preciso cuido na hora de jogar a lâmpada fora. (Fonte: jplenio/ Pixabay.com)

Fluorescente

No caso da lâmpada fluorescente, os cuidados devem ser ainda maiores, por conta da sua toxidade. Por isso, caso a lâmpada tenha apenas queimado você pode encaminhá-la para centros de coleta. Muitas lojas e empresas que vendem lâmpadas contam com esses pontos de recolhimento.

No entanto, se a lâmpada fluorescente estiver quebrada é fundamental que você siga os passos a seguir para proteger a sua saúde:

  • Antes de recolher as partes quebradas da lâmpada fluorescente, abra todas as janelas para que o ambiente ventile.
  • Na hora de recolher os cacos utilize luvas e um pano úmido.
  • Coloque os cacos em um saco lacrado e leve-o a uma loja que recolha o material.
  • Jogue fora os materiais que você utilizou para recolher os cacos.
  • Se a lâmpada quebrou em cima de alguma colcha ou lençol, você também deve jogá-los fora, pois estarão contaminados pelo mercúrio.
  • Se durante o recolhimento você inalou o gás da lâmpada ou acabou se cortando, procure imediatamente um médico.

Essas medidas são importantes porque o mercúrio, quando inalado, pode causar intoxicação, tosse, dispneia, dores no peito e outros problemas mais graves.

foco

Você sabia que o inventor americano Thomas Alva Edison (1847-1931) criou a primeira lâmpada elétrica em 1879?
Mas, além da lâmpada, ele também é o responsável por mais de 2 mil criações. A sua primeira invenção, por exemplo, foi a máquina de votar.

Halógena

As lâmpadas halógenas não representam perigo para o meio ambiente nem para as pessoas. Como são recicláveis, é recomendado que você faça o descarte em postos de coleta apropriados.

Mas se você for descartar essa lâmpada em lixo comum, tome o cuidado de embrulhar com jornal e depois com papelão. Dessa forma, você estará minimizando os riscos de a lâmpada quebrar e acabar machucando os garis.

Led

A lâmpada de Led possui 98% dos seus componentes recicláveis. Por isso, o descarte ideal deve ser feito em postos de coleta especializados em reciclagem.

Quanto custa uma lâmpada e onde comprar?

Itens como tecnologia, modelo e potência podem influenciar no preço da lâmpada. Por isso, você encontrará opções que custam entre R$6 e R$100.

Para encontrar a lâmpada ideal, você pode optar por lojas especializadas em iluminação e ainda de departamento e hipermercados, como Lojas Americanas e Extra.

Mas o ideal ainda é comprar pela internet, em lojas como a Amazon Brasil, por exemplo. Dessa forma, você compra a lâmpada sem sair de casa e ainda conta com mais opções de modelos e promoções.

Critérios de compra: o que levar em conta ao escolher a lâmpada

Após entender as diferenças entre os tipos de lâmpada e como utilizá-las em cada ambiente, é preciso partir para a parte prática e escolher a melhor opção em meio a tantos modelos à venda.

Para ajudar você nessa etapa, selecionamos os principais fatores que você deve analisar antes de comprar a lâmpada. São eles:

Confira a seguir, uma explicação detalhada de como analisar cada um desses itens.

Potência e Lúmens

Observe que a potência, que é medida em watts (W) determina o quanto a lâmpada vai consumir. Por exemplo, uma lâmpada 60w indica o quanto esse modelo gasta de energia elétrica.

O que vai determinar o quanto a lâmpada ilumina é a quantidade de lúmens.

Dessa forma, quanto maior for essa numeração, maior será o seu gasto no fim do mês. Mas o que vai determinar o quanto a lâmpada ilumina é a quantidade de lúmens.

Dessa forma, é importante considerar essas duas medidas conjuntamente. Assim, a lâmpada ideal, em geral, terá um alto número de lúmens e uma baixa quantidade de watts.

Tensão

Leve em conta também a tensão da lâmpada. Medida em Volts (V), a tensão está relacionada à alimentação da lâmpada e, por isso, pode ser de 110V ou 220V, além de bivolt.

Já as lâmpadas led podem ser encontradas com quatro tipos de voltagens: 12v, 110v, 220v e bivolt. Antes de comprar, verifique a tensão da rede elétrica de sua região.

Temperatura de cor

A temperatura de cor, que é medida em K (Kelvin), é o que vai definir a cor da luz emitida pela lâmpada. Em geral, a temperatura pode variar entre 1.500k e 10.000k.

Para você ter uma ideia, até 4000k, a lâmpada irá emitir uma luz de tons amarelados e aconchegantes. Acima de 4000k, a luz emitida será mais branca e azulada.

 Lâmpadas amarelas em pendentes.

A temperatura definir a cor da luz emitida pela lâmpada. (Fonte: xegxef/ Pixabay.com)

A luz neutra, que fica em torno dos 4000k, é a mais próxima da luz natural, ou seja, ela não irá interferir tanto na cor dos objetos.

Modelo

Por fim, observe que o formato da lâmpada pode ser relevante dependendo do tipo de luminária que você for usar.

Por isso, recomendamos que você verifique se a lâmpada vai ficar embutida, aparente ou se é preciso que ela tenha formato, tamanho ou tipo específicos.

Dessa forma, você encontrará lâmpadas de modelos variados como, por exemplo a do tipo tubular, de filamento, finas, grandes, entre outras.

Tecnologias extras

Além de todos esses critérios, sugerimos que você leve em conta algumas tecnologias extras que estão começando a despontar no Brasil.

Uma delas é a lâmpada musical que, além de emitir diferentes cores, também reproduz músicas. Isso ocorre por meio de conexão via Bluetooth com smartphones.

Já a lâmpada de Led com câmera HD 360°, é ideal para quem precisa monitorar crianças e idosos em casa.

Isso porque esse tipo de lâmpada conta com uma tecnologia que utiliza um app para ativar a câmera que fica dentro da lâmpada e transmite imagens e sons, entre outras funções de vigilância.

(Fonte da imagem destacada: Free-Photos/Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Izabel Toscano
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.